A carta que faltava - Fonte: Pixabay

A carta que faltava

Daniela Piroli Cabral contato@danielapiroli.com.br Te escrevo hoje para dizer que é muito bom ter te reencontrado. Por vezes, nas turbulências e tropeços da vida, acreditei que nunca mais te veria. Acreditei que um reencontro nosso era mesmo impossível. Por outras vezes, imaginei a gente junto de novo mas, na minha fantasia, talvez fosse displicente demais, efêmero demais, talvez instável demais, e que com certeza sofreríamos … Continuar lendo A carta que faltava

Dia especial para os miranteiros

Eduardo de Ávila Somos doze, os autores dos livros, porém já chegamos a 14 e – acredito – vamos ficar nesse número oferecendo duas leituras por dia. Sem repetir autor, nossa confraria literária conseguiu reunir uma turma plural e engajada, que hoje – culminando – lança um compilado com algumas das crônicas já publicadas ao longo desse tempo que estamos juntos. Convém registrar a fundamental … Continuar lendo Dia especial para os miranteiros

Copam vira as costas para apelos em favor da vida

Eduardo de Ávila Tira o pé da minha Serra! Nesse caso, eu que evito a politização em cima de questões técnicas, vou tentar dissociar dessa polêmica. Tão logo, já na madrugada de sábado, quando anunciado o resultado, foram inúmeras mensagens recebidas em protesto contra a aprovação. Destaque para, como reclamam, a pressa e açodamento pela conclusão do caso, sem uma ampla discussão sobre eventuais danos … Continuar lendo Copam vira as costas para apelos em favor da vida

Oito de Janeiro - Fonte: Pixabay

Oito de Janeiro

Daniela Piroli Cabral contato@danielapiroli.com.br No mapa astral do amor hoje é um dia bom para casar para achar o amor da vida para encontrar príncipes Não obedeci às simpatias Fui possuída desrespeitei a data profanei a nossa música O oito invertido que nos levaria ao infinito nos deu o efêmero instante inevitável conflito não falamos mais a mesma língua Cada um é um universo De … Continuar lendo Oito de Janeiro

Quando a ficção invade nossas vidas

Eduardo de Ávila Na última semana experimentei a sensação terrível em sentir e perceber que um filme de ficção, aliado a fatos do nosso Brasil boçalnarista, andam de mãos dadas e promovem uma depressão coletiva. Tanto naqueles que resistem, onde me situo, quanto, e até acho que mais ainda, entre as pessoas que – freneticamente – apoiam esse estrume que ocupa a pR. É triste, … Continuar lendo Quando a ficção invade nossas vidas

Cartas aos Netos

Márcio Magno Passos Como toda carta deve e precisa de data, vamos lá: 13 de março de 2022, perto do meio dia de um domingo ensolarado. Sentado frente ao jardim da Eloíza, quero registrar lembranças e pensamentos para meus netos. Leo, o mais velho, caminha para completar quinze anos, cursa o ensino médio e namora (em casa) com a Maria Alice, que é a soma … Continuar lendo Cartas aos Netos

Fantasmas

Peter Rossi Todos os dias visitamos nossos fantasmas que, nem sempre estão de bom humor. Às vezes tão perto, esses fantasmas nos assustam. Noutras, nos embalam e convidam a recontar nossas histórias. E de um tom diferente: do final para o começo. O engraçado é que a vida começa todos os dias, e os finais anteriores nunca acontecem. Deve ser porque antes de terminar o … Continuar lendo Fantasmas

O que era para ser

Daniela Piroli Cabral contato@danielapiroli.com.br Quando minha filha nasceu eu tive depressão pós-parto. Não foram aqueles primeiros dias de emoções novas e desmedidas somadas aos ajustes na rotina que me fizeram me sentir triste.  Foi mesmo um estado emocional duradouro e renitente sustentado por diversos pilares: um destempero hormonal horroroso que me fazia sentir péssima a maior parte do tempo; uma privação crônica de sono que … Continuar lendo O que era para ser

Herança - Fonte: Pixabay

Herança

Daniela Piroli Cabral contato@danielapiroli.com.br Herança O livro O batom O vestido O anel A aliança A senha A sandália A bolsa A cadela A criança O suor O amor O olhar As mãos A dança A viagem A política A caminhada A gratidão A mudança O desapego O pedaço O luto O firmamento A lembrança * Curta: Facebook / Instagram Continuar lendo Herança

Dona Vidinha seus horrores e Aócios

Eduardo de Ávila Diferente de “a viúva virgem” do filme brasileiro, que bateu recordes de bilheteria, dona Vidinha é uma solteirona, meia virgem da classe média brasileira. Típica do preconceito reverso. Naquela produção dos anos de chumbo, o coronel Alexandrão morreu na lua de mel e deixou a jovem Cristina – diferente da viúva Porcina – numa tristeza que sugeriu passar uns tempos no Rio … Continuar lendo Dona Vidinha seus horrores e Aócios