Skip to main content
 -
Daniela Piroli Daniela Piroli

Psicóloga clínica, graduada também em terapia ocupacional, curiosa sobre a vida e o mundo humano.

Eduardo de Ávila Eduardo de Ávila

Advogado e Jornalista sugere debater e discutir – com leveza – situações que vivemos no nosso dia a dia.

Guilherme Scarpellini Guilherme Scarpellini

Jornalista que se interessa por tudo o que a todos pouco interessa. E das beiradas, retira crônicas.

Rosangela Maluf Rosangela Maluf

Professora universitária na área de marketing e nas montanhas de Minas lê, escreve e sonha!

Sandra Belchiolina Sandra Belchiolina

Psicanalista, consultora de viagens, amante da vida, arte e cultura na sua diversidade. Vamos conversar de viagens: nossas e pelo mundo.

Taís Civitarese Taís Civitarese

Pediatra formada pela UFMG. Trabalha com psiquiatria infantil e tem um pendor pela filosofia.

Victória Farias Victória Farias

Jornalista e estudante de Relações Internacionais, além de editar o blog fará uma crônica semanal do nosso cotidiano.

Luto - Fonte: Pixabay

Luto

Daniela Piroli Cabralcontato@danielapiroli.com.br Perdemos todosAmanda perdeu o paiRosane perdeu a mãeJoão perdeu o filhoBruno perdeu a avóGislaine perdeu a saúdeAlice perdeu o arAntônio perdeu a vidaAssim como AldirAníbal perdeu o empregoRoberto perdeu dinheiroBeatriz perdeu o ônibusCarol perdeu a provaMaria perdeu as chavesRodrigo perdeu a horaDaniela perdeu a vozGustavo perdeu a paciênciaJair perdeu o respeitoFlávio perdeu […]

Leia Mais

Adaptando aos novos tempos

Eduardo de Ávila Ainda que aguardando a segunda dose da AstraZeneca, sabe-se lá quando isso vai acontecer, sigo vivendo a liberdade condicional que – em voto monocrático – acatei, nessa decisão pessoal e unilateral. Durante esse período de reclusão, entre a prisão domiciliar e eventual independência para circular – sem pagamento de fiança – experimentei […]

Leia Mais

Relativo silêncio - Fonte: Arquivo pessoal -

Relativo silêncio

Daniela Piroli Cabralcontato@danielapiroli.com.br Relativo silêncio O tempo é de cuidadoO momento pede distanciamentoVocê me pede relativo silêncio E euAcostumada aos monossílabos e às reticênciasHabituada a descontinuidadeMe calo em absoluto Já decifrei o segredo do “a posteriori”Quando se conhece o amorPodemos calar as palavrasMas não a pulsão do universoQue mora dentro da gente

Leia Mais