Dia da noiva

Tais Civitarese

Quando me casei, fui fazer o “dia da noiva” em um salão de beleza aqui de BH. O tal dia consistia em inúmeros preparativos estéticos para a celebração do casamento. Unhas, cabelo, maquiagem, massagem relaxante.

Cheguei ao salão depois de um plantão noturno no berçário, compromisso obrigatório da residência de pediatria. Tudo o que eu mais queria naquele momento era dormir. Arrumei o cabelo, fiz as unhas e em seguida, pedi para tirar um cochilo de meia hora. Foi o meu tratamento preferido daquele dia.
Era uma sexta-feira 13, a única vaga na igreja. Ninguém queria se casar nessa data. Supostamente, daria azar. No entanto, também era dia de Santo Antônio. Concluí que uma coisa anularia a outra e preferi me apegar à fé do que à superstição.

Ao fim da tarde, me vi toda arrumada dentro de um carro antigo, a caminho da igreja. Ao lado da emoção, confesso que tive a nítida sensação de que vestia um figurino para o teatro. Senti como se estivesse prestes a participar de uma encenação. E não estava completamente errada.

Caminhei para o altar com esse sentimento. Por coincidência, uma equipe de cinema havia pedido para gravar algumas cenas do evento em tempo real. Iriam fazer parte de um filme, filme esse que nunca ouvi falar e jamais assisti. Porém, fato é que havia pessoas e câmeras ali que jamais contratei. E isso agravou a sensação de performance, de representação.

Foi um casamento lindo, com a igreja lotada. Uma festa para muitas pessoas, a maioria, os queridos amigos dos meus pais. Mas intuitivamente, eu já sentia que casamento não era nada daquilo. Casamento era o que viria depois…

Hoje, por exemplo, me casei de novo. De chinelos, voltando da padaria. Casei também quando decidi adiar um projeto pelo bem comum. Ou quando bati na tecla de que aquela ideia seria a melhor coisa a se fazer para a gente. Ainda estou me casando nas sextas-feiras, nos dias santos e também naqueles em que só quero estar sozinha.

Venho me casando todos os dias desde então, sem nenhum preparativo especial. Não é fácil. Mas se não fosse assim, teria tido apenas um dia da noiva.

*
Curta: Facebook / Instagram

Um comentário sobre “Dia da noiva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.