Uma ‘cacetada sem medo’ em Bolsonaro e nos idiotas de plantão; não perca por nada

O idiota que me acusar de ser esquerdista ou vier com o papinho medíocre “você quer o PT de volta”?, ou “vote no Haddad, então”, que vá comer capim, junto com a petralhada, lá no estábulo que os pariu! Não só não quero a canalha petista de volta como farei — e já faço desde 2002 — o possível para que isso não aconteça (e duvido que aconteça, aliás).

Leia Mais

Impeachment volta ao radar. Ou: o Brasil ainda vai conseguir matar o Brasil

Não foram poucas as vozes — a minha, inclusive — que alertaram para o risco que ora se avizinha. Bolsonaro foi eleito já com a cabeça a prêmio! O impeachment sempre esteve no radar, inclusive no do maior beneficiário, General Mourão. E o caso Queiroz, aliado às batatadas diárias do pai e filhos, convenhamos, não ajudaram em nada. Por isso, meus caros, é bom colocarmos as barbas de molho. Expurgar o lulopetismo e sua cleptocracia, que dominou o Brasil nos últimos 15 anos, nunca foi considerada tarefa fácil. O importante é não desistirmos. Com ou sem Bolsonaro.

Leia Mais

O impeachment ficou para trás; o atraso, não

O livro, ou melhor, o volume (este volume) está chegando aos capítulos finais. Mais um pouco e encerramos o ano. Passados os dias inertes de férias, seguidas do carnaval, o país real começará a se mexer e definir suas peças e posições políticas para as eleições de outubro. Até lá, muito pouco ou quase nada mudará. Mas, a partir de março, senhores, viveremos tempos turbulentos nunca antes sequer imaginados.

Leia Mais