Impeachment volta ao radar. Ou: o Brasil ainda vai conseguir matar o Brasil

Tudo o mais constante, o País ruma firme para mais um longo, desgastante e doloroso processo de impeachment. Haja resiliência

Encrenca à vista (Foto: Silvia Izquierdo / AP)

Um Poder Judiciário estraçalhado por conflitos internos, desacreditado e odiado pela população.

Um Poder Legislativo historicamente fisiologista e corrupto, renovado para pior, enfraquecido pela pulverização recorde dos partidos e correntes ideológicas, e execrado pela maioria absoluta dos eleitores.

Um Poder Executivo recém-eleito, ainda detentor de alta popularidade, e com capacidade ímpar de não se preocupar com as consequências de suas falas e atos.

Eis a mistura explosiva ungida dos últimos movimentos da política nacional.

Nos próximos dias, a depender do STF, a situação poderá degringolar de vez. Voltará a julgamento a constitucionalidade da prisão após sentença condenatória de segunda instância. Vale dizer: Lula poderá ser solto ao lado de mais de 170 mil criminosos de toda sorte.

Do outro lado da Praça dos Três Poderes, o Congresso poderá enterrar de uma vez a Reforma da Previdência, atirando o dólar nas alturas e deprimindo uma economia que nem bem começou a se recuperar de sua maior recessão. Simultaneamente, hostilidades ideológicas atingirão os píncaros.

Jair Bolsonaro, os filhos e a turma mais próxima que lhe cerca são péssimos nas arte pacificadora. Ao contrário. A depender deles, o circo não só pegará fogo como as labaredas ultrapassarão e muito os limites da tenda. Há uma gigantesca parcela da população movida a isso, ou seja, gente que acredita que “só na base do pau” o Brasil conserta.

Logo voltaremos a ouvir boçalidades como: “fechem o Congresso;  fechem o STF;  socorro, Forças Armadas;  intervenção constitucional, já”;  dentre outras baboseiras do gênero.

Se hoje inexiste oposição formal, já que os líderes da esquerda ou estão presos ou expurgados do poder, o Congresso deverá se unir em torno do Presidente Rodrigo Maia e assumir protagonismo no confronto a um governo fraco e perdido em seus próprios labirintos.

Maia reforçará seus laços no STF. A crise se agravará, muito provavelmente a resposta bolsonarista não ajudará em nada, e o País voltará a mergulhar em um processo de impeachment.  Com uma diferença: faltará apoio popular! Ao menos maciço, como contra Collor e Dilma.

Eu sinto muito em descrever tal cenário, e ainda que torça fervorosamente para que não ocorra, não posso simplesmente fingir que não existe e que não seja possível.

Na minha opinião, o governo vem fazendo — no que realmente importa — o seu papel (um bom papel), mesmo que de forma atabalhoada e por vezes errante. Como exemplos, as propostas de reforma da previdência e anti-crime, bem como a reforma administrativa, muito pouco divulgada, aliás, além da correta Política Externa adotada. Isso não é pouco para três meses, e com tanta pancadaria contra.

Não foram poucas as vozes — a minha, inclusive — que alertaram para o risco que ora se avizinha. Bolsonaro foi eleito já com “a cabeça a prêmio”! O impeachment sempre esteve no radar, inclusive no do maior beneficiário, General Mourão. E os casos Queiroz e Bebiano, aliados às quase diárias batatadas do pai e filhos, convenhamos, não ajudaram em nada.

Por isso, meus caros, é bom colocarmos nossas barbas de molho. Expurgar o lulopetismo e sua cleptocracia, que dominou o Brasil nos últimos 15 anos, nunca foi considerada tarefa fácil. As estruturas carcomidas continuam as mesmas. E o Brasil também.

Leia mais.

28 thoughts to “Impeachment volta ao radar. Ou: o Brasil ainda vai conseguir matar o Brasil”

  1. Há enormes diferenças entre Bolsonaro e a dupla Lula/Dilma: Bolsonaro não fez a farra de loteamento de cargos públicos, nomeou os 2 melhores ministros da Economia (Paulo Guedes) e da Justiça (Moro) e não se elegeu com dinheiro de corrupção, entre outras.
    No entanto tem protagonizado tantas idiotices que daria para fazer par com a Dilmanta, aquela que foi a mais ridícula pessoa que já presidiu o País (superou o Lula nisso).
    Resta, portanto, a esperança que pessoas lúcidas neste governo ( como Mourão e Heleno) possam vir a disciplinar as idiotices do Presidente, de forma que as reformas de Guedes (uma sumidade em economia) e Moro possam ser implementadas e o País saia do abismo em que os nefastos govs Lula e Dilma o empurrou!
    É só controlar as bozonarices- o que, convenhamos, é infinitamente muito mais fácil do que foi despacharmos as antas Lula e e Dilma!

      1. Prezado Ricardo,
        Considero o Guedes o melhor ministro da Economia de nossa história, disparado! Se ele tiver poder para fazer boa parte do que propõe, o Brasil vai, enfim!, superar o populismo bananeiro e terceiro-mundista e entrar de vez no século 21!!!

        1. Só um país sem memória, sem conhecimento histórico e pautado pela ignorância elege um disparate político como Bolsonaro.
          Um presidente que fica com esta pregação evangélica estúpida e afirma que a ditadura foi um ‘probleminha’ , vira as costas para as 30.000 pessoas mortas na Argentina, as milhares mortas no Chile, com fuzilamento em estádio de futebol e as outras tantas milhares que sofreram com torturas das mais bizarras. De maneira menos acentuada mas não menos terrível, a coisa se deu no Brasil também. Deveriam saber os ignorantes que as ditaduras da América Latina obedeceram a um movimento orquestrado de geopolítica na guerra entre EUA x União Soviética.

          Os alienados defensores da mentalidade bolsonarista, viram as costas para o fato de que até bebês e crianças sofreram as bestialidades da turma do Bolsonaro, diga-se do exército brasileiro, nos anos 60 e 70 – como foi o caso noticiado há dois anos atrás do homem que suicidou aos 40 após, sendo a causa a tortura sofrida por ele através dos militares na idade de 1 ano como se noticiou. O mesmo sofreu horrores neurológicos indescritíveis por conta disso na tenra nfância , teve uma adolescência miserável até sucumbir de tanta dor e se matar na idade adulta. Foram atiradas de avião inúmeras pessoas, famílias tiveram crianças trocadas, tortura psicológic de todos os tipos, e por aí vai. Isso aconteceu em toda a América do Sul.

          Os mal-intencionados por natureza agora polarizam a coisa, chamando a todos o que discordam desta onda de ignorância que assola o Brasil, de esquerdistas. Quer dizer, se você não fala amém para estas bravatas e absurdos ideológicos , vc é vermelho ou esquerdista.

          Moro fora do Brasil e meus colegas de trabalho da Argentina e do Chile, que sabem mais da história do Brasil que a boa parte dos Brasileiros (porque eles estudam e lêem) ficam boquiabertos sobre como pudemos esquecer tão rápido da nossa história.
          Vale registrar que nos anos 80 houveram manifestações de milhões de pessoas pedindo o fim da ditadura e a volta da democracia. Não estou falando de milhares , mas de milhões. Anos depois, poucos anos depois, a mesma população, burra por si só, pede o fechamento das instituições democráticas, ao invés de arrumá-las.
          O blogueiro se auto-intitula ‘gente de bem’, mas prega ódio, como foi o texto escrito aqui certo tempo atrás onde ele dizia que gostaria que Dilma fosse para o inferno. Desejar que alguém vá para o inferno, sendo este um lugar que possa ser o pior dos piores, não é nada lá algo muito bom de se desejar ao próximo não é …
          Outros leitores deste blog (boçais até mandar parar) como um tal de Robes, tenta diariamente re-escrever a história, com bravatas e raciocínios falsos colocados diariamente.
          Então, temos o que merecemos …

  2. A Reforma da previdência é a maior cascata que inventaram. Antes de pensar em reforma da previdência porque não falam em reforma política? Por que não falam em reforma fiscal?? Porque não falam em fim dos perdões aos grandes devedores da própria previdência (bancos poderosos que lucram bilhões mas devem milhões e por algum tipo de “milagre divino” recebem benefícios. Voce, cidadão comum, já ficou devendo algum centavo à Receita Federal?? Fica devendo pra ver o que acontece!!!! Rídiculo é o que fazem com o dindin da previdência, 30 a 40 por cento desviado para outras áreas e vem falar que a culpa é do vovozinho que contribuiu a vida inteira!!! Reforma da previdência é crime contra o brasileiro!!! Ps- não sou petista, esquerdopata e sei lá mais quais adjetivos que os cegos gostam de inventar!!!!

  3. O bolçal é são incompetente e arrogante,prepotente!!
    Anda Tropeçando nas próprias pernas e cairá!!
    Ele mesmo já é seu opositor!!

    Saudações!

  4. Oposição não é só esquerda, idiota!!!
    Vai estudar seu burro!
    Oposição é o que está oposto ao governo vingente.
    Vai estuda ciência política, idiota!
    Viva o Maiaaaaaaaaaaaaaa, viva o congresssuuuuuuuuuu!!!
    Se fudeu!

      1. Ricardo, vingente (sic) é o que vinge? rsrs. Coitado de você que tem que aguentar essa petralhada analfabeta.
        Um abraço e sou sua fan de carteirinha!!

    1. Quando o cara escreve “vingente” eu fico pensando: será que o marxismo é algo que chega a ter uma Química terrível que derrete cérebros e faz com que uma pessoa se transforme em asno?

  5. Nesse final de março do Ano I d.L e seus capangas, a forte pressão sofrida pelo Bolsonaro feita pelos congressistas viúvos do Quadrilhão protegidos pelo STF lembra a ruidosa torcida no início da disputa na final da Libertadores no Estádio da Bombonera contra o Boca Juniors.

  6. Esse Maia vai com as outras já encheu o saco com esse negócio de ficar irresponsavelmente brincando de Consultor Técnico de Presidente da República.

  7. Ô blogueiro, você, como sempre, preocupadíssimo com o Lulinha Paz e Amor ser solto, não é mesmo? Ora, se você por diversas vezes já disse que ele estaria morto e sepultado, prá quê tanta preocupação? Mas, fique tranquilo, porque se ele não for solto, SUAS IDEIAS PERMANECERÃO VIVAS! Agora, você dizer que um impedimento do “bozo” não teria “apoio popular”, revela que anda meio alheio ao que está se passando no país. Veja o pequeno exemplo de ontem: ele não pôde, sequer, cumprir um compromisso, NUMA UNIVERSIDADE MINADA DE COXINHAS, porque “borrou” e não teve peito prá enfrentar a estudantada… Ele só foi valente quando o ambiente lhe FOI propício. Mas não é mais e não será. Os índices de pesquisas (que nem precisam mais ser divulgados a essas alturas) revelam a decadência do “coiso”, o que eu disse AQUI, aliás, há uns dias atrás, ou seja, com menos de seis meses de “desgoverno” o sujeito iria “fazer água”… Está fazendo com menos tempo! Quem viver verá!

    1. Marcos, o teu “Quem viver verá” escuto muito, e vivi muito, mas vejo pouco. Ricardo só narrou a possibilidade de um impeachment, não decretou nada. Mas aterrissa: um impeachment não é cadeia. Lula já ganhou pior que um impeachment. Nem Dilma foi presa. Outra coisa, as pesquisas mostraram, somando Lula e Dilma, 53 porcento das pessoas acreditam ser culpa de ambos, Lula e Dilma, a situação econômica atual.

      1. Tá esperando ele falar e fazer mais merda para ter certeza? Vc votou em um ignorante que não sabe nem o que fala. Que volta atrás de acordo com a pressão dos outros pq descobre que toda hora fala merda. O futuro do Brasil não se resolve com o ódio ao PT. Você e seus companheiros anti PT votaram primeiro no Aécio p tirar o PT, e agora tem vergonha disso (ou deveria ter) e agora, mesmo depois da demonstração explícita e frequente de um presidente sem nenhuma noção de onde ele está, vocês ainda mantém o nariz em pé e não confessam a bureice que fizeram. Mas infelizmente, vc vai descobrir mais cedo do que nós pensamos.

  8. Se derem mais uma mexida nessa questão do Queiroz e principalmente das milícias fica perigoso de Bolsonaro cair, devido a esse cenário já conturbado. Na verdade a questão das milícias pode ser a grande caca a ser jogada no ventilador. Tá muito claro a proximidade do clã Bolsonaro com essa turma. Mourao já tá sendo o queridinho da turma da Fiesp

  9. Hoje, esse ambiente aqui está mais vermelho que o nome do mar vermelho. Por isso, vou aproveitar a oportunidade para dar um recado à petralhada em geral. O Ilustríssimo Presidente da República do Brasil, chama-se Bolsonaro, não existe Jair Bolsonaro, Bosonada, Bozo, nada disso. O nome do sujeito que está pregando o ferro na esquerda é, Bolsonaro. E a esquerda está miando e chorando, enquanto ele está cagando e andando, igual cavalo de charrete. Tomem tenência, porque ainda está só no terceiro mês.

  10. A esquerda, como sempre, fazendo terrorismo psicológico. Lembram o que iria virar o Brasil se ousassem prender lula? Há sim uma crise que é perfeitamente superável. Mas Bolsonaro vai sair fortalecido. Está se tentando implementar, ainda que de forma incipiente, uma alternativa à velha política. Vejam, com as devidas proporções, o que o Zema está passando aqui em MG. Bolsonaro tem que evitar desgastes desnecessários, como aquele vídeo do carnaval e outras bobagens que são apenas munição para os inimigos do Brasil. O Presidente já que está indo a Israel deveria anunciar a transferência da Embaixada do Brasil para Jerusalém. É uma promessa que ele fez a muitos apoiadores. Os árabes não irão parar de comprar nada aqui. A tradição milenar que vem dos fenícios vai continuar como sempre foi.

  11. Só um país sem memória, sem conhecimento histórico e pautado pela ignorância elege um disparate político como Bolsonaro.
    Um presidente que fica com esta pregação evangélica estúpida e afirma que a ditadura foi um ‘probleminha’ , vira as costas para as 30.000 pessoas mortas na Argentina, as milhares mortas no Chile, com fuzilamento em estádio de futebol e as outras tantas milhares que sofreram com torturas das mais bizarras. De maneira menos acentuada mas não menos terrível, a coisa se deu no Brasil também. Deveriam saber os ignorantes que as ditaduras da América Latina obedeceram a um movimento orquestrado de geopolítica na guerra entre EUA x União Soviética.

    Os alienados defensores da mentalidade bolsonarista, viram as costas para o fato de que até bebês e crianças sofreram as bestialidades da turma do Bolsonaro, diga-se do exército brasileiro, nos anos 60 e 70 – como foi o caso noticiado há dois anos atrás do homem que suicidou aos 40 após, sendo a causa a tortura sofrida por ele através dos militares na idade de 1 ano como se noticiou. O mesmo sofreu horrores neurológicos indescritíveis por conta disso na tenra nfância , teve uma adolescência miserável até sucumbir de tanta dor e se matar na idade adulta. Foram atiradas de avião inúmeras pessoas, famílias tiveram crianças trocadas, tortura psicológic de todos os tipos, e por aí vai. Isso aconteceu em toda a América do Sul.

    Os mal-intencionados por natureza agora polarizam a coisa, chamando a todos o que discordam desta onda de ignorância que assola o Brasil, de esquerdistas. Quer dizer, se você não fala amém para estas bravatas e absurdos ideológicos , vc é vermelho ou esquerdista.

    Moro fora do Brasil e meus colegas de trabalho da Argentina e do Chile, que sabem mais da história do Brasil que a boa parte dos Brasileiros (porque eles estudam e lêem) ficam boquiabertos sobre como pudemos esquecer tão rápido da nossa história.
    Vale registrar que nos anos 80 houveram manifestações de milhões de pessoas pedindo o fim da ditadura e a volta da democracia. Não estou falando de milhares , mas de milhões. Anos depois, poucos anos depois, a mesma população, burra por si só, pede o fechamento das instituições democráticas, ao invés de arrumá-las.
    O blogueiro se auto-intitula ‘gente de bem’, mas prega ódio, como foi o texto escrito aqui certo tempo atrás onde ele dizia que gostaria que Dilma fosse para o inferno. Desejar que alguém vá para o inferno, sendo este um lugar que possa ser o pior dos piores, não é nada lá algo muito bom de se desejar ao próximo não é …
    Outros leitores deste blog (boçais até mandar parar) como um tal de Robes, tenta diariamente re-escrever a história, com bravatas e raciocínios falsos colocados diariamente.
    Então, temos o que merecemos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.