Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Fique de olho no apito

Não fossem os costumeiros “erros” dos juízes, a parte de cima da tabela, que está muito parelha, sofreria algumas alterações nas colocações. Como de regra, os árbitros da CBF sempre “erram” em favor de paulistas e cariocas. O América, que ontem venceu – e o treinador do Santos, Dorival Júnior, entendeu de reclamar –, já […]

Leia Mais

Galo bem servido de goleiros

A máxima “todo bom time começa com um bom goleiro” aplica-se perfeitamente ao Galo. Victor, que andou sendo questionado recentemente, recebendo algumas criticas até procedentes, recuperou sua melhor forma e vem sendo uma barreira às pretensões dos nossos adversários. As duas últimas vitórias, sobre times paulistas – ambas na casa dos adversários – foram asseguradas […]

Leia Mais

Clássico com sabor de decisão

O jogo de hoje, por seu histórico, já reúne os ingredientes de um grande clássico do futebol brasileiro, mas a situação dos dois clubes na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro cria uma motivação toda especial. Apesar de o São Paulo ocupar a décima posição, com apenas 23 pontos, os paulistas ainda sonham com G4 […]

Leia Mais

Paulista com ascendência alemã também é Galo

Dias atrás, circulando pelo Diamond Mall, o shopping do Galo, como faço habitualmente, duas crianças me chamaram a atenção. Algo meio que intuitivo. Parei e fiquei observando aqueles dois meninos com camisa do Galo, cuja fisionomia sinalizava algo ainda indecifrável. Estavam acompanhados por duas senhoras e uma delas, percebendo a minha curiosidade, disparou: “São paulistas, mas são Galo”. […]

Leia Mais