Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

O emocional decidiu o título a favor do adversário

Imagem: Site do Atlético

Não tem o que reclamar. O Galo não mereceu o título, tanto pelo conjunto da obra no turno, quanto pelo jogo decisivo de ontem. Inegável que o árbitro Luiz Carlos de Oliveira teve participação questionável, seja na expulsão de Otero, quanto em lances em que inverteu a marcação. Na expulsão, o quarto árbitro – nitidamente – “dedurou” os dois jogadores. Então, Luiz amarelou o adversário e deu vermelho ao nosso. E ainda afinou em dar o segundo amarelo a Thiago Neves e Leo. Cretino! Só escanteios a favor do Galo que ele “não viu” foram dois, além de outros lances faltosos. Apesar da ação extracampo confessa de Benecy, prefiro entender que o árbitro historicamente sempre prejudicou o Galo. Nada que, acredito, mudasse o roteiro da final.

Fizemos uma campanha modesta na fase de classificação, custamos a encontrar uma formação adequada, o que acabou criando uma falsa ilusão de equipe, mas não merecemos o título – repito – pelo todo e pela partida de ontem. O Galo entrou em campo pilhado, completamente distante daquilo que imaginávamos, cedendo terreno ao adversário e consequentemente o título. Thiago Larghi, em que pese o resultado e a perda do título, merece a efetivação – desde que a diretoria -, por meio do Alexandre Tadeu, contrate as peças que precisamos.

Saí de casa após a partida e os Atleticanos que encontrei – embora chateados com a perda do título – não pensam muito diferente do que manifestei acima. Conseguimos nos conter durante toda a semana, onde teríamos até mesmo o direito a algum tipo de extrapolação, conhecida no meio jurídico como a “Santa Ira”, em meio a tantas provocações antes, durante e depois. Provocações de profissionais que deveriam usar de suas condições para conter o ódio que disseminam, como Edilson, Tiago Neves, Mano e Itair . Este, até entendo, desde que foi dispensado da base do Galo nunca se refez do golpe .

Mas, como já pude ver vitórias e derrotas, ganhar e perder títulos não abalam a minha condição de Atleticano. Muito menos as provocações. Tem idiota que até hoje não percebeu que estou imune faz tempos, mas insiste em utilizar métodos variados para atingir o sexagenário. Gagá ou geriátrico, como alguns jovens e já envelhecidos adversários acreditam ofender o blogueiro.

Imagem: Bruno Cantini/Atlético

Se tivéssemos ganhado, evidentemente que estaria comemorando, mas o destino quis diferente. Sendo assim, o que me motiva agora é pensar na ampla reformulação do elenco, na efetivação do treinador e em sonhar com os torneios que ainda temos na temporada. Se o caixa está comprometido, segundo palavras do próprio presidente, que ele agora anuncie o que pretende e quais expectativas podemos ter ainda para 2018.

Se recebeu desta maneira, quais foram os motivos que levaram o Galo, com um dos melhores orçamentos em tempos recentes, a caminhar para essa situação de contenção de gastos. Se for má gestão, que se mostre os números e aponte os erros. O Torcedor quer saber. E mais, tomara que o diretor de futebol Alexandre Tadeu encontre logo os reforços que necessitamos. Onde quer que estejam e não apenas no banco de reservas do Sport Recife. Quarta-feira, na Argentina, já tem compromisso pela Sul-Americana; depois, o Vasco, no Rio, pelo Brasileiro; para na sequência ir a Fortaleza fazer o jogo de volta com o Ferroviário. Todos fora de Belo Horizonte. O tempo é curto e conspira contra a falta de planejamento. Agora é hora de falar menos e deixar de ameaçar Torcedor, blogueiro e twitteiros com ação judicial e trabalhar para salvar a temporada.

Alteração nas postagens do blog

Por fim, passo a informar uma novidade no blog a partir desta semana, já decidida há cerca de dois meses e com a intenção de democratizar ainda mais o espaço. A partir de agora, contamos com postagens de colaboradores escolhidos pelo blogueiro, entre comentaristas assíduos deste espaço. Paulo Silva, José Roberto Galo da Mata e Roberto Caldeira, irão nos brindar com textos às segundas, quartas e sextas. Ainda dois outros amiGalos deverão integrar essa equipe. Eventualmente poderei dar um pitaco de tarde, com alguma postagem extra.

O primeiro, excepcionalmente, irá publicar amanhã, terça-feira, pois faltou a comunicação anterior minha com os leitores. Estava aguardando o encerramento do Mineiro. Espero com isso, não só oportunizar os amiGalos, bem como permitir que o nosso espaço traga opiniões diferentes na proposta diária de debater sobre essa nossa louca paixão Atleticana. Possivelmente, em poucos dias, além deste nosso blog, assinarei outro aqui mesmo no UAI, fora deste contexto futebolístico. Situações do nosso cotidiano. Informarei.

187 comentários em “O emocional decidiu o título a favor do adversário

  1. O Atlético perdeu a chance de golear as marias no primeiro jogo e praticamente liquidar a fatura na final do estadual, mas não o fez e isso custou caro. Otero, o cara que arrebentou no primeiro jogo, caiu na pilha do adversário e contribuiu para enterrar o time ontem.Patric, esse não é um jogador a altura do Atlético e foi mal mais uma vez ontem.Fábio Santos,um cara experiente,cometeu um erro infantil no segundo gol delas.Tiago Larghi tem feito um bom trabalho e precisa ser efetivado urgentemente, mas ontem foi mal substituindo Ricardo Oliveira e Luan.Para nós, ganhar um estadual em cima das vaidosas é normal.Para elas ganhar um estadual em cima do Atlético é um Mundial.Basta ver o nível de euforia das marias.

  2. Como havia prometido, abandonei essa temporada ainda nos meados do mês de fevereiro. De lá pra cá me restou desfrutar com minha família momentos prazerosos nos finais de semana ao invés de assistir jogos na desconfortável “arena”, mas ontem me veio algo difícil de explicar e voltei a origens passionais, estava eu lá no Mineirão acreditando no que seria nossa lavada de alma. Um único gol para consagrar o espírito de superação desse início horroroso de 2018. Nada… Resta dar os méritos para o adversário, que teve inteligência de mapear nossas fraquezas – o desequilíbrio emocional. Edilson é um jogador esperto, vivido, campeão da libertadores. Tem bagagem e é do tipo cascudo. Quase nenhum time tem um cara desses. Oteto foi ingênuo e caiu fácil mas habilidades desse sujeito. Literalmente, os o primeiro gol já comeu dos kg de grana no olé. Mesmo assim, não da p colocar a culpa nele. Tem que olhar p estrutura do clube. Temos psicólogos? Deram um baile emocional ontem e caímos de quatro nele!

  3. Ñ tem nenhum intermediário entre a mediocridade e Patrick. Ele é a mediocridade. Como pode um jogador desse nível tá jogando no nosso Galo por tanto tempo, como patrimônio? Q porra é essa? É caridade? É jabazeirada? É putaria? Tem q ter seriedade…Se fosse um da base começando, ainda ia…
    Fala um contratado q ñ seja refugo?

  4. Caros,
    O q nos deixa mais puto, além da perda do 45º. é o tal papo furado “emocional”. OO presente? Vcs surtaram? Um time de futebol de verdade q abre 2 gols de diferença, descansa a semana inteira, tem q saber jogar com o placar. Pode perder? A história é repleta de bons times q levaram viradas, até com placares mais dilatados…O problema é q sequer temos um time bom prá dizer q foi culpa do imponderável “dia ruim”. Nós estabelecemos uma trégua. Ñ tinha sentido outra atitude. Agora, fomos traídos pelo futebol meio de tabela do mineiro jogado por esse bando q veste a camisa. Vamos parar de passar a mão na cabeça… Patrick e Gabriel são jogadores de 2ª divisão. Ñ tem condição de jogar no Galo. Fábio Santos é um pulha, marca muito mal e apoia pior ainda. Esses cabrões são o mapa da mina pra qq adversário. Já foram testados suficientemente. Se ficarmos quietos, vão continuar entregando. Chega de cegueira. Vitor e Leo Silva ainda salvam, tenho respeito. O setor de meio campo é o mais ajustado. Adilson, Cazares, Otero, Luan e Elias, com o plantel q temos, são os melhores. Podem ser bons reservas, na remota hipótese de reforço. Precisamos de um volante, um ignorante, caceteiro e de um armador prá tomar conta da bola. Temos no geral jogadores entre medíocres e bonzinhos. Ñ temos um maldoso, um craque decisivo, um bandido…Nosso ataque é um se Deus quiser cansado: um ancião falador a espera de vender pipocas na frente de uma igreja qq…
    Obs.: a soma é um time envelhecido e inexperiente…é mole?
    Obs.: temos apenas um jogador q desequilibra, apaga e desequilibra, apaga…
    Obs. o jogo ontem foi perdido tb nos bastidores…7C deve começar a jogar nesse campo…
    Obs.: corremos sérios riscos no Br18, com a manutenção dessa base derrotada, acreditem.
    Obs.: fora os coitadinhos dos pernas de pau, o Galo ñ é associação beneficente ou de caridade, QUEREMOS LUTA NO BR18, QUEREMOS O BR18!!!
    Apesar da decepção com o sumiço do bom futebol de regularidade, AQUI É GALO!
    Muito puto com esse time atual…pensando no Br, minha fé tá posta em duvida, se é q ela existe ainda.
    GALO SEMPRE!!!

  5. Róger Guedes e Andrade se desentenderam no treino. Não sei o que aconteceu, mas Róger Guedes além de ser um engodo, um péssimo jogador, me parece uma maçã podre. Criador de caso, descompromissado, um babaca. A Direção deveria devolvê-lo ao Palmeiras e ainda dar de troco o Patric, que é raçudo, comprometido, mas não tem condições técnicas sequer de ser jogador profissional, quanto mais titular do GALO. SAN

  6. Parabéns ao Presidente do GALO que voltou atrás na decisão de levar os jogos contra as marias pro Mineirão dividido. Se for pra jogar lá, é com 90% da Massa. Chega desse saudosismo barato que não leva a nada. Quando formos mandantes, que sejamos mandantes, onde quer que seja. Daqui a pouco teremos nosso estádio, aí essa conversa estúpida acaba. Espetáculo é o caralho, eu quero é ganhar e atropelar as marias. SAN

    1. Não concordo este ano ele tinha que honrar, a palavra de um homem não vale nada hoje em dia, quer algo bem feito faz o clássico dividido e mostra como se faz, é um bunda mole seja com o elenco, seja nas contratações, não traz ninguém, aliás trouxe uns refugos aí, né?, mas sobre o clássico, falou um monte e pelo visto não irá cumprir nada

  7. Boa tarde Eduardo e amigos do Galo. Preocupante a fala do presidente do NOSSO GALO: “Não vejo uma carência tão grande no nosso banco de reservas. Os jogadores que entraram estão à altura e desempenharam um bom papel. É claro, estamos atentos ao mercado para buscar jogadores que possam vir aqui e vestir a camisa já como titulares. Ao mesmo tempo, estamos fazendo trabalho de trazer jovens talentos”, Por favor presidente responda, quando dar-se á o inicio do trabalho de trazer jovens talentos? O senhor está satisfeito com o Patrik como titular e o Samuel Xavier como reserva? Faltam 6(seis) dias para o inicio do Brasileiro 2018, o senhor presidente não acha tardio para começar a contratar possíveis reforços, considerando que TODAS as outras equipes já se reforçaram? Porque os outros clubes contrataram jogadores que se destacaram no Mineiro e o NOSSO GALO não? Temos profissionais para observarem jogadores que se destacam em torneios regionais?
    Entendo e apoio as iniciativas do presidente Sette Câmara visando sanar os problemas financeiros do CAM, mas deixar de buscar jovens revelações em clubes do interior do Brasil por valores viáveis a qualquer clube pode ser um erro que vai custar caro ao NOSSO GALO.

  8. Nem tudo está perdido, o Time do GALO hoje tem um padrão de jogo, os jogadores estão mais agrupados e entendo o espirito de jogar com raça pelo nosso GALO. Se fosse campeão iria mascará que o time nao precisaria de reforços para o Brasileiro, pois a imprensa mineira e nacional, falam que o cruzeiro foi o que manteve a base e o treinador e reforçou bem. Agora era hora e vez do presidente sette camara e Gallo, correr a traz de pelo menos 4 reforços pontuais, se quizerem ganhar pelo menos um titulo este ano, sou a favor das contratações que o presidente está fazendo para a base, mais o que levanta a moral da base é o time principal, que alem de títulos aumentam também os sócios torcedores, que é fundamental para manter as despesas do clube . Galoooo

  9. Meu caro, a mesma “condição de conter o ódio”, como você mesmo relatou sobre os profissionais citados, não deveria se aplicar a você mesmo? Se não não os cita, ou não relata sobre isso, não acha estaria contribuindo para a paz? Pense com carinho sobre isso!!! Um abraço.

  10. COMPANHEIRO PEDRO VITOR,

    NÃO FALTA APENAS UM ZAGUEIRO, UM LATERAL DIREITO E UM MEIA URGENTE! FALTA TAMBÉM UM LATERAL ESQUERDO PORQUE OS GOLS QUE O TIME TOMA 95% SAI PELO LADO ESQUERDO. O NO FABIO SANTOS NÃO MARCA E QUANDO VAI AO ATAQUE NÃO CORRESPONDE AS EXPECTATIVAS DE UM VERDADEIRO ALA. NÃO QUE ESTOU DEFENDENDO O PATRICK PELA DIREITA, ACHO UM PÉSSIMO JOGADOR, PARA SER JUSTO OLHA OS GOLS DESSA FINAL! TODOS O TRÊS GOLS FORAM POR FALTA DE MARCAÇÃO PELO LADO ESQUERDO. SENDO QUE O SEGUNDO GOL DESTE DOMINGO FOI PIOR, PORQUE O FABIO SANTOS PERDEU A BOLA EM UMA JOGADA DE PURA IRRESPONSABILIDADE DELE E NÃO DEMONSTROU REAÇÃO EM TENTAR RECUPERAR A BOLA. ENTÃO MEU QUERIDO ESTAMOS CARENTES NAS DUAS POSIÇÕES.

    ABRAÇOS!!!

    1. Vou destacar o primeiro gol, meu caro Wilson com todo respeito ok

      Cruzeiro já estava naquele tradicional “abafa” dos 15 primeiros minutos, ali já era evidente a falta de controle emocional dos nossos jogadores.

      Me parece que numa espanada de bola (chutão), a bola foi pro setor direito da defesa, Luan e Patrick deixaram cruzar o Egídio cruzar, Arrascaeta pega de primeira, Victor faz uma excelente defesa. A bola fica viva, Otero falha bisonhamente no um contra um com o Edilson, que cruza, o Gabriel fica olhando, Léo Silva chega atrasado e Victor também. Mariposas 1 a 0.

      Segundo gol realmente, o Fabio Santos falha por duas vezes, e o Gabriel novamente cai antes não consegue interceptar o passe do Robinho que foi na medida, mais uma vez o Léo Silva chega atrasado.

      Não estou isentando o Léo Silva e Fabio Santos, se estivessem ligados no 220, como manda a regra do clássico talvez poderiam ter evitado os dois gols, mas porque o Gabriel já vem de reincidência neste tipo de lance há bastante tempo.

      1 – Lembra do gol do Pedro Rocha na final da Copa do Brasil, ele ajeita a bola e Gabriel cai dando toda a tranquilidade pro atacante bater

      2- Guerreiro, num Atlético e Flamengo no Mineirão, 2 a 2, Gabriel ali inocentemente cai diante do atacante

      3 – Galo e Fluminense segunda partida do Brasileiro 2017, Henrique Dourado finge que vai cruzar com a direita, Gabriel novamente se esparrama pelo chão, atacante puxa pra esquerda e simplesmente cruza com a perna boa na cabeça do Richarlisson, mas a torcida e a diretoria achou que a culpa era do Marcos Rocha, agora temos que aguentar o Patrick!

      Citei estes lances aí porque dois foi em 2016, onde ele ainda era um moleque, e outro em 2017, já com 1 ano de sequencia como titular, e agora este na final do Mineiro, que só serve para zuação entre rivais, mas que serve de análises também.

      Léonardo Silva e Fabio Santos são jogadores experientes, são fundamentais para segurar a onda dos mais jovens, que também tem que ser cobrados a evoluírem, olha o Jemerson onde esta hoje, se não aprendesse com seus erros, hoje estaria no interior da Bahia disputando o Baiano pela Itabaiana esporte clube

      (Parte da torcida também ajuda a colocar o clima de oba oba, não sei pra que foram lá no Ct ante véspera de decisão!) Diga-se de passagem

  11. De Novo! gostaria de dizer(ou escrever) que talvez temos estes jogadores que tanta falta fazem ao nosso time.o problema é que o interino nunca muda nada.o Gabriel está jogando com um beque que poderia ser seu pai e está sobrecarregado assim como o Adilson.Todo mundo culpa o Gabriel mas prestem atenção,quase todos os gols saem da falha do Leo Silva.é herói,é,mas já deu.o meio de campo tá cheio de jogadores mas o Elias nunca sai.então como lançar por exemplo os meninos da base?o centroavante,Alessandro,não vai jogar nunca ,assim como os meninos ,pois se no campeonato mineiro não jogaram vão jogar no Brasileiro?aliá,mudar ele muda durante o jogo,mas sempre é a mesma coisa,previsível.mas como Atleticano há 61 anos-já nasci gritando Galo-estou com o time em qualquer lugar,hora ou do jeito que estiver.

  12. E os juízes continuarão a nos prejudicar. Até quando ?
    A diretoria não reclamou como devia e parece que não vai tomar providências.
    Perdemos, em 4 ocasiões:
    – Quando vencíamos por 3 a 0 e dava para ampliar, o pessoal mascarou e levamos um gol bobo.
    – Levar um gol com 3 minutos, com aquela vantagem que tinha ? Deve ser brincadeira.
    – Ainda com o resultado favorável para que o Otero tinha que partir para agressão ?
    – O juíz não expulsou o jogador cruzeirense.

    Aquele juíz estava muito tendencioso.

  13. Boa Tarde! De manhã esqueci de mencionar o Roger Machado, pois seu time com o time/elenco e dinheiro à disposição, ficou com o título da sua incompetência.

    1. Bem lembrado, lá como aqui no Galo ele pegou o melhor elenco do Brasil em 2018 e esta apequenando o Palmeiras, enchendo de volantes e perdendo o melhor que o time tinha, a força da arena. Já era para ter saído nas quartas quando perdeu em casa e tomou um vareio do Santos. Perceba que este filme parece até VT do nosso Galo de 2017. Por isto sou contra a técnico renomados, só para ilustrar, apesar da badalação ele continua apenas com um mineiro “2017” no currículo.

  14. Boa tarde !
    Não podemos esquecer que agora tem na CBF um diretor que é filho do Sr. Zezé Perrela, aquele mesmo dono do helicópitero chio de pô.

  15. Boa tarde !
    Um time da grandeza do Clube Atlético Mineiro, Galo ainda insiste em manter um jogador chamado Patrick tem que ficar pelo caminho mesmo.

  16. Faltou equilíbrio emocional ao Otero, que decidiu o primeiro jogo, e também o segundo, o primeiro pelo bom futebol que tem, e o segundo por entrar na pilha do Edílson, que também poderia ter sido expulso, ele e o Léo (no segundo tempo, em falta no Cazares).

    O Atlético, está em grande reformulação, não fizemos um campeonato para ser campeão, fizemos um campeonato que serve de preparação para o restante do ano, quiçá, uma grande conquista no futuro.

    O Thiago Larghi, me parece que caiu do céu para o Atlético, o presidente com sua diretoria, me parecia perdido quando da demissão do Oswaldo de Oliveira.

    Foi demitido porque perdeu a cabeça e partiu pra cima do repórter Léo Gomide, resultando numa cena horrorosa, péssima pra imagem do clube e da nova diretoria.

    A direção ficou perdida. não sabiam como resolver a situação.

    O time que ano passado havia melhorado num objetivo claro de fugir da zona de rebaixamento com o Oswaldo, que controlou o vestiário, teve bom aproveitamento, ganhou um clássico muito bem vencido com autoridade.

    Quando do acontecimento da demissão a diretoria não sabia se dava razão ao Oswaldo, que perdeu a cabeça ou ao reporter, que questionou o futebol apresentado pelo time naquela época sem nenhuma organização, e sendo escalado de forma equivocada além de muitos erros que o Oswaldo transferia a responsabilidade ao “vento, gramado, juiz, torcida” e por aí vai.

    O Sette Câmara, logo fez o que a torcida pedia, foi atrás do Cuca, do Levir, do Tite, do Telé, mas o Thiago Larghir assumiu, afinal tinha jogo logo domingo contra a Caldense, depois um clássico, sorte nossa que surgiu este interino aí, que resgatou nosso elenco, organizou o time, e quase leva o campeonato, só não levou porque o Otero perdeu a cabeça, e isso serve até pro Cruzeiro avaliar este “poderosíssimo time que estão dizendo por aí diz ter”

    Temos que avaliar algumas coisas:

    Gabriel, formado na base do Galo, desde de 2016, quando subiu e é titular comete sempre os mesmos erros, não consegue antecipar, ontem mais uma vez deixou o Thiago Neves e Arrascaeta finalizarem foi facilmente batido.

    Não estou querendo queimá lo, mas o Léo Silva com 1700 anos, ainda é o melhor zagueiro do time, temos um zagueiro confiável no elenco.

    Thiago Larghi, melhorou o sistema defensivo, os números estão aí, mas não se faz omelete sem ovos!

    Elias, era para o Sporting de Portugal, o que o Hyuri é hoje para o Atlético, uma estátua decorativa do CT de Vespasiano!

    Atlético tirou o Elias do ostracismo, pagou 8 milhões nele, neste futebol medonho. Que o Elias pode render mais, disso eu não tenho dúvidas, já jogou muito mais inclusive no Atlético, mas será que ele quer?????????????????????????????????????????

    Assim como o Fred, usou o Galo para ir para o Cruzeiro, o Elias faz a mesma coisa para ir para o Corinthians, e ele dissimulado que é, já afirmou com todas as letras que tem sonho de vestir novamente a camisa do Corinthians. Não estou querendo queimá-lo, mas existe uma coisa que se chama “tesão”, a pergunta que faço é:

    Elias tem vontade de jogar no Galo?

    Pra mim fica claro que ele é titular absoluto do time por nome, pois o Blanco e o Yago estão aí e são bons de bola, novos e suam sangue quando entram.

    Eu se sou o presidente ligaria agora para o Corinthians, e mandava o Elias e tentava o Marquinhos Gabriel que é reserva lá, cairia como uma luva nosso time, um meia canhoto, coisa que não temos. Mataria dois coelhos com uma paulada!

    Então é isso, um zagueiro, um meia, um lateral direito urgente, e pode efetivar o Thiago Larghi, e dar moral pro cara, se tivesse sido campeão estava efetivado?

    1. Belo comentário Pedro Vítor! Só para lembrar: TL além de ter dado um padrão ao time, economizou no mínimo 1 milhão de reais ao clube por estar fazendo a vez de técnico.

      1. Acho Júlio que o nosso problema de elenco fará mais diferença agora no Campeonato Brasileiro, Sul Americana e Copa do Brasil.

        Thiago Larghi foi um achado assim como o Otero, Cazares, Luan, vai acertar e vão errar, cabe a nós torcedores, sermos sensatos nas cobranças e calma também para elogiar. E que o presidente tenha pulso pra conseguir manter o técnico, o time, e tentar melhorar o elenco.

        Não teremos conquistas!

        A conquista será conseguir chegar em dezembro bem no Brasileiro, com honra e méritos, já preparado e com casca pra buscar aí sim grandes conquistas.

        É um caminho longo, mas diferentemente do Atlético do Nepomuceno, do Roger, do Aguirre, eu vejo que esta nos trilhos.

        É pedir para Deus abençoar os pensamentos do nosso presidente e que ele pense bem antes de tomar uma decisão!

  17. Parece que o Galo é um time sem ambição, o time não ” os dirigentes que parecem amadores nas atitudes de planejamento de futebol.
    Apesar de achar coerente manter pés no chão,mas a diretoria tem que se esforçar mais para que o maior patrimônio de seu clube ( torcida) tenha o que comemorar, que possa sorrir.
    Concordo com alguns que textos muito longos não são benéficos para o blogueiro.

  18. Vi agora as imagens da saída dos jogadores do Galo após o jogo.
    ESPERO SINCERAMENTE que o Presidente faça alguma coisa. Tinha muita gente estranha no local, torcedores, aliás, Luan foi visivelmente AGREDIDO. Muitas provocações. Que tipo de segurança é essa? Vale tudo? A Federação ficará silente? No vídeo tem até uma torcedora rival dizendo “não precisava disso”. A sensação era de que uma guerra estava preparada para um possível revés. AGUARDAMOS uma postura rígida do Presidente.

  19. Concordo, mas o que me mata é que a imprensa em geral não toca nesse ponto que o Sr. Mamo já veio pro mineirão com o propósito de tirar o Otero do jogo mesmo que perdesse Edilson que já entrou baleado mas foi melhor que a encomenda o juizão amarelou e expulsou só o Otero é bom lembrar que em São Paulo o quarto arbitro avisou o juiz do não penalty e ele acatou já aqui em minas esse papelão, mas isso os comentaristas de plantão não falam, vida que segue…

  20. boa tarde Eduardo e massa,depois de tomar um caminhao de cerveja e ver Otero e o arbitro no prejudicar voltei com a cabeça fria,infelismente o galo não jogou nada,ate a expulsão do Otero so dava as marias,ontem provou se o galo não contratar 2 zagueiros para ser titular,um volante pegador,e outro centravante não vamos ao lugar nenhum,esta zaga,lareral direita,esquerda tem que se reforçar,que o tiago seja efetivado,que Otero seja multado pela burrice dele,esta e minha opinião,vai galoooooooooooooooooooooo.

  21. O Galo perdeu por duas razões: primeiro, porque não tem DIREÇÃO competente; segundo, via de consequência, não tem técnico e nem time à altura de ganhar grandes títulos, muito embora o elenco atual não seja nada pior que o time das Marias, pois, só perdeu ontem, a meu ver, porque não soube administrar as provocações e expedientes típicos do Barro Preto, principalmente diante de uma arbitragem duvidosa (Beneci que o diga). Vejam que o Otero, minutos antes, sofreu provocações de uma das Marias e não teve um técnico à beira do gramado para perceber isso e pedir que ele não caísse na “jogada”, assim como os demais jogadores. Creio que, com Otero em campo, o resultado poderia ser outro, com ou sem juiz. Resumo: desde o ano passado venho dizendo: sem direção, elenco e sem um técnico tipo Abelão, não vamos chegar a lugar algum. Infelizmente. Ressalvo aqui a boa vontade do jovem técnico. Porém, ainda não tem a bagagem necessária para comandar uma grande equipe, do porte do nosso Galo.

  22. Boa tarde!!
    Ridículo o que esses jogadores atuais estão fazendo (pancadaria) como o futebol brasileiro… bando de vaidosos que estão muito longe de serem profissionais… prejudicaram o espetáculo… o torcedor que paga caro para ir ver um jogo de futebol assiste essa palhaçada de um querer vencer o outro na força (porrada)… resultado – perdemos todos atleticanos e cruzeirenses.
    me recuso a assistir futebol Europeu e etc… pra mim o futebol tem que vir com emoção do seu clube de coração … mas sou obrigado a admitir que por aqui não existe mais bola !!!

    1. Há certas horas que é preciso tirar proveito da truculência do adversário. Usar a violência do inimigo contra ele próprio. Se Otero estivesse devidamente avisado que a única função do limitado Edilson é dar porrada e parar ele a todo custo, Otero teria tido a cabeça fria para ver que aquela solada era uma ótima oportunidade para enfiar (ou simular) a barriga naquele pé e fazer o “boca-suja” ser expulso. Ri muito quando vi o Dedé (vulgo “Maria Dedé”, segundo um criativo amiGalo), com aquela postura de Neandertal, dizer que o jogo foi ganho no futebol. E que “futebol” hein, Dedé? Só faltou combinar que o jogo seria de rugby. No seu caso, você pode ficar tranquilo. Quando se aposentar do futebol, tem carreira garantida no MMA.

  23. O time entrou na onda da torcida de calma, tranquilidade, achava que era só fazer o que tinha feito, pq o adversário faria o mesmo, essa foi a tônica da grande maioria dos comentários.

    Quando vi todos os programas esportivos com jogador do galo, como se a final tivesse acabado, passando aquela sensação de dever cumprido, senti falta de alguém na direção do futebol pra barrar isso. Euforia pura, mais alimento para um adversário já muito motivado pelo q tinha passado no 1o jogo.

    Tratamos como jogo protocolar, assim como o Tijuana e o segundo jogo da final depois de 4×0 com gol de costas, quase perdemos as 2.

    Iria dizer q fica o aprendizado, mas já estou perdendo as esperanças, nunca aprendem.

  24. Boa Tarde. na minha opinião os jogadores do adversário já entraram em campo sabendo que o juiz não iria expulsar ninguém deles.o time deles entrou para “melar o jogo” e o time do Galo entrou de gaiato.e o Otávio Wernek têm -na minha opinião- razão:este interino não nos levará a nada substituindo mal como está.e continuo a perguntar: o Elias não pode sair do time porque?será que não temos um zagueiro mais novo que o Leo?crucificamos o Gabriel todo jogo e ele não tem tanta culpa assim.

      1. Regozijar-me ei no momento certo, blogueiro. Aquela sequencia de vitórias não me iludiram, vale lembrar também que sou severamente tolhido em meus comentários por aqui, confesso que me sinto inibido a comentar, às vezes, mesmo em caso de vitória.

  25. Boa tarde, amigos Atleticanos!
    Vejo muitos questionando as substituições,mas ao meu ver todos nós temos opiniões diferentes,mas o TL não toma decisões sozinho, existe uma equipe de analistas atrás dele que ver o que o jogo está pedindo naquele momento.
    Quanto ao jogo de ontem,foi uma vergonha! Jogadores profissionais entrando na catimba no adversário e fizeram exatamente o que eles queriam, aconteceu de tudo no jogo de ontem, menos jogar futebol.

  26. Devastado, consternado e triste com o desfecho de ontem. Ansioso e amedrontado ao pensar no futuro do Galo neste 2018. Eu e meu companheiro fomos cedo para o Mineirão, com muita confiança e esperança, bem vestidos com nosso Manto, e tudo deu errado. Galo sempre, o amor é maior que qualquer título.

  27. Enfim, é muito difícil comentar hj, pois mesmo com a cabeça mais fria, ainda está inchada pela decepção com o time do Galo, que fez uma bela partida no primeiro jogo e ontem um dos piores da temporada, igualando aquele que perdeu pra outro timeco, o Figueira e ganhou nos pênaltis. O único acerto do tal Sette (Um) foi não efetivar o Larghi. É estudioso, bonzinho, educado, mas não tem caixa pra dirigir um time do tamanho do Galo, ainda não! É um vexame o Galo até hoje não ter arrumado um técnico mais renomado e experiente, mas enfim o Larghi que errou nos dois jogos da final é o menor dos nossos problemas. O maior está na diretoria e presidência, onde parece que vamos piorar a gestão Nepomusono e voltar a de Ziza, a da economia porca, que finge equacionar as dívidas velhas e arruma outras novas pq quer fazer futebol com time ruim. Um time que quer ser campeão não pode se dar ao luxo de ter Patrick e Gabriel de titulares: dois jogadores fracos que já deram o máximo que podem, são medíocres, ali não sai mais futebol do que já entregam. Um time que quer se campeão não pode ter um coroa na zaga, que perde as divididas pros mais jovens. Não pode ter um excelente camisa 10 como Cazares, mas que só tem pereba pra jogar ao lado dele ou outro coroa que só faz gol fácil, que até a mamãe faz. Enfim, não espero grandes coisas este ano, sem reforço não. Um time que quer ser campeão não pode ter um técnico fraldinha que numa final espera o time levar dois gols para mexer e ainda errado no time! Quando tomou o um a zero no início e antes da expulsão de Otero, deveria ter reforçado o meio de campo, isso é cartilha básica de qualquer treinador. Para piorar, tivemos que ver a cena patética do Victor passando instruções ao nosso treinador, tenha paciência! Agora é inadmissível um presidente frouxo que vê um árbitro claramente apitar só pra um time numa final e não tomar atitude nenhuma!!!! Se fosse o Kalil, esse safado apitador já estava vetado desde ontem para apitar jogo do Galo.

  28. O time foi muito ruim, fato. O segundo gol nasceu de duas falhas terríveis do Fábio Santos, que é ou foi bom jogador mas acho que já rendeu o que tinha que render no GALO. Leonardo Silva nos dois gols sofreu muito para fazer a marcação, deveria virar um reserva da reserva somente para passar experiência aos mais jovens. Qualquer bom atacante que se dedicar e mostrar serviço toma a vaga do Ricardo Oliveira, para o brasileirão ele não vai dar conta do recado. O Elias já nem comento, faz do GALO o INSS que paga a sua aposentadoria. Detalhes foi o que marcou a derrota do nosso GALO. O que mais me desanima com o GALO é que as falhas, erros e deficiências são tão evidentes, claras e amadoras que fica óbvio que forças ocultas e externas é quem realmente mandam no time. Com isso teremos por muito tempo 8, 10 no máximo 20 mil torcedores por jogo ou em um clássico e eles 40, 50, 60 mil.

  29. Só pra complementar, futebol também se ganha fora das quatro linhas!….Sempre vi o Cruzeiro forte neste sentido, os caras parece saber trabalhar isso!….

    O árbitro ontem!…… Meu Deus!…. Otero….. O auxiliar disse que os dois deveriam ser expulsos, uma pesada e um soco na nuca, e o cara tirou apenas Otero!…… Outra coisa, faltas duras cometidas pelos cruzeirenses o árbitro não aplicava amarelo, mas, aos atletas do galo, era amarelo certo!…. Num país chamado Brasil!……. Já viu né????

    Esses caras precisam aprender a trabalhar dentro e fora de campo!….

    1. Andre Teixeira Nunes,
      Realmente! diante desse mar de lama existente no Pais chamada CORRUPÇÃO NA POLITICA, transferir isso para o futebol é muito simples. Não se pode duvidar de mais nada. Não existe provas que certifique à má intensão do árbitro, mas foi muito estranha a atitude dele na punição no mesmo lanche, Más já ouvir, se não me engano do ex arbitro de futebol, o senhor Arnaldo Cezar Coelho dizendo que tem coisas que vê e outras que não vê, talvez nos olhos de arbitro desta final foi o que aconteceu. Difícil de provar! Só Deus sabe o que passou na cabeça do juiz no momento decidi sobre a punição.

      Abraços!!! Vida que se segui, temos mais disputas pela frente.

      1. Não foi só a dupla expulsão do Edílson.
        Leo e Thiago Fezes deveriam ter sido expulsos.

        Mandar a barreira voltar só para o Galo.
        Até escanteio o árbitro errou.

        Não viu foi muita coisa.

        Perrelinha na CBF.
        Senadores na CPI do Futebol.

      1. Eduardo, posso discordar de vc ao dizer “exatamente pela sua pequenez…” ao rapaz que está indignado? Leio tantos comentários de torcedores que xingam de maneira um tanto abusiva adversários, torcedores; já li uma vez um texto, não me lembro de quem foi, dizendo que “as marias não tem mãe”. É claro que foi escrito em um momento de “nervos à flor da pele”, mas acho que esse comentário não foi adequado. Um pouco pesado. No mais, bola para frente que o ano está só começando!!!!

        1. Posso, caso queira, lhe enviar vários comentários deste mesmo incauto. Desde tempos atrás. Os tenho guardados. Dele e de outros, alguns usando endereços e nomes falsos. Porém, distraidamente, do mesmo computador. Alguns do trabalho e até serviço público.
          Em tempo: aqui privilegiamos Atleticanos, embora eventualmente receba e publique interessantes comentários de torcedores rivais. Na rua encontro muitos e até hoje um único foi agressivo. Os demais simpáticos e de boa prosa.

    1. É só ir comentar nos blogs dos torcedores, como você, do Pirangi da Enseada das Garças… O problema é que lá, mesmo quando ganham não tem ibope….. Deve ser duro torcer pra time de torcedor modinha.

  30. Bom dia xará e amigalos! Perdemos pelo lado emocional. O pseudo lateral das marias foi devidamente “instruído” pelo treinador bailarino azul a começar a provocação assim que o juiz desse o início da partida. E deu no que deu….Não adianta por a culpa nesse ou naquele. Jogar uma decisão com 10 jogadores no campo do adversário não dá!!!!!!!!!! Que sirva de lição!!!! Deixemos o rural de lado e vamos ao que interessa realmente em 2018. Efetivem logo o Thiago Larghi e tragam os reforços!!!!!!

  31. Olá amigos da bola!

    Última vez que estive por aqui, disse que pra ser campeão, dependeria do esquema tático que o time entraria em campo, se jogasse pra frente, em velocidade, como vinha atuando, venceria de novo!….. Agora, se recuasse o time, e retornasse com o futebol horroroso, medroso, lento, na base do chutão, do início da temporada!…. Perderia!….. Esse era meu medo e foi justamente o que o Larghi fez, implantou de novo, o futebol retranca e adeus título!!!!

    Outra coisa, ontem, jogando nesse esquema medroso, com Otero ou sem Otero, perderia da mesma forma! Na verdade, eles entregaram o título!!!!! Detesto treinador medroso, e o galo está com a péssima mania de trazer esse tipo de técnico!!! Com esses caras medrosos, perderemos tudo!!!

    Sempre defendi a ideia de que o galo tem um bom time titular! Os caras já provaram que se acreditar e jogar pra frente, de forma ofensiva, em velocidade, compete com qualquer um do Brasil!…..Agora, se acovardar como ontem e retornar com o futebol medroso!…..Aí meu amigo perde tudo!…….Repito!… Perderam pra eles mesmos!

    Abraços!

  32. Bom dia a todos. Ótimos comentários. É isso, o time pode ser melhor, o treinador parece bom mas não é manhoso como Mano, Renato Gaúcho e outros que tais, que ganham muitos jogos na base da irritação do adversário, muita pancadaria, influencia sobre juízes etc. Só queria acrescentar que a maioria dos gols que o Atlético tem sofrido vêm do lado do Fábio Santos, que a meu ver marca de longe, deixa sempre o adversário dominar a bola e muitas vezes saem cruzamentos perigosos. Isso e outros detalhes(Elias sempre meio perdido na marcação e outros) podem ser corrigidos com alertas e treinos. Vamos lá que o ano vai ser puxado!

  33. Parabéns ao Eduardo, pela mais sensata análise que vi do jogo. Superou todos os comentaristas de TV e Rádio, que acompanhei ontem. Acertou o alvo. Disse tudo o que vi ontem no jogo. E dá para ver que todos os comentários estão de acordo. O Galo teve a si mesmo como seu pior adversário. Entrou em campo sem, ao que parece, um trabalho psicológico, ou, se houve essa preparação, não foi suficiente para um classico de enorme pressão e nítido desespero do adversário. Agora fica fácil entender o aforisma: “Marias, tremei!”. O principal erro dos nossos jogadores foi ter entrado na pilha do time desesperado. Nada tenho de novo a comentar, que já não tenha sido dito. Apenas faço uma comparação. Sempre achei muito positiva a campanha da Seleção de 1994, pois foi uma mudança de paradigma. Só se acertou na ultima hora das eliminatórias, quando chegou Romário. Chegou desacreditada nos EUA. Chamada de retranqueira. Deu um passo de cada vez. Chegou à final contra a favorita Itália. “Mas não ganhou nos 90 minutos”, disseram. Isso era mais importante do que o Tetra? Na verdade, a Seleção de 94 jogou a final para não perder. O risco era imenso. A Itália não deixou o Brasil jogar. Romário foi anulado. A vitória daquele jogo foi “não perder”. E o Brasil saiu vitorioso, nos 90 minutos, nesse sentido. Parreira foi o maior vencedor. Foi dele a decisão de levar um profissional de alguma área psicológica para fazer técnicas de preparação emocional aos jogadores. Por isso, gostamos de dizer: “é preciso modernizar a filosofia de trabalho”. Brasileiros precisam de preparação emocional. Aqui temos a cultura do deboche. Na Europa, não. A postura do cruzeirinho ontem foi de futebol americano. Eles já chegaram à zona de conforto. Atingiram o pico, estão sendo neutralizados por times medianos, como o Vasco atual, e sentem que não têm muito para onde ir. O que resta ao Mano é o jogo violento. Nessas horas, é preciso “dizer e reforçar” aos nossos jogadores: “Vocês vão apanhar muito nesse jogo! Vai ser um dos piores jogos até agora. Segurem o quanto puderem. Deixem bater, até conseguirmos uma expulsão”. Ontem o Galo repetiu, em parte, o padrão da final de 1980 e Libertas de 1981. Já passou da hora de ultrapassar essa etapa. O técnico que conseguir eliminar esse padrão psicológico do Galo terá seu nome escrito na história do Clube, entre os MELHORES.

    1. Só mais 2 detalhes, que lembrei agora, e prometo que não ocupo mais espaço: 1) Só vi Elias no jogo nas horas em que reclamava. Estamos mesmo de acordo que ele é tão essencial assim?
      2) Observação de uma torcedora: “você não está achando as pernas de Luan e de Elias muito fininhas, não?” Respondi que, naturalmente, não tenho o hábito de olhar para as pernas de nossos atletas, mas, agora que chamou a atenção, parece que estão precisando ganhar musculatura mesmo.

      1. Se o cruzeirin alcançou o pico agora, onde nós estamos? Pergunto porque esta é minha dúvida. Thiago mudou o time do Galo da água para o vinho. Vinho nacional ainda. Chegamos ao limite deste plantel ou ainda temos mais para crescer? Até o próximo domingo teremos estas respostas com convicção. Esta semana o Galo vai nos contar até onde chegaremos sem reforços. Titulares digo, porque de reservas já temos o suficiente.

        1. Minha opinião é de que temos muito para crescer. Ainda estamos no início da caminhada e já temos muita coisa. Cruzerin chegou a um platô. Nesse ponto, costuma haver uma zona de estabilidade, mas também estacionária. Física e mentalmente, o corpo não quer mais. Times que chegam a esse ponto muito cedo, não aguentam caminhadas mais longas.

  34. Boa tarde dia para todos!!
    Sou cruzeirense e acho que a arbitragem foi terrível nos dois jogos, sendo que no primeiro o Atlético foi beneficiado e agora no segundo, o Cruzeiro. Lamentável.
    Espero ver os dois clubes fortes nas competições e espero mais ainda uma posição da CBF que sempre esconde debaixo de suas asas, as péssimas arbitragens que tanto ajudam o eixo RJ-SP.
    Abraços e viva o futebol mineiro.

  35. Bom dia Atleticanos!
    O Cruzeiro ontem não merecia a taça, merecia o oscar! Tamanha a atuação de alguns de seus protagonistas como mano, edilson e thiago neves, todos com letra minuscula, comprovadamente patifes. Eu como torcedor posso me dar ao direito de me descontrolar com estes personagens, arrogantes e disseminadores da violência gratuita, mas jogador dentro de campo não pode entrar na pilha como vez o Otero. Na verdade credito especificamente no jogo de ontem, a dois jogadores a derrota. Otero pelo destempero e Fábio Santos que foi o principal responsável pelos gols. Fábio Santos foi irreconhecível! Ficamos aqui todo este inicio de ano debatendo sobre a necessidade de reforços, única unanimidade entre os frequentadores do blog. Porem, assistindo a entrevista do presidente 7câmara, ficou subentendido que não há tanta urgência assim de reforços e, que o time do galo está no mesmo nível de muitos adversários que irão disputar o campeonato brasileiro. Só se for o America, Parana, Sport e outros menos qualificados! Voltando à partida de ontem, até a expulsão do otero, o galo não havia ameaçado a meta do Fábio em nenhum momento, e a diferença foi nos reforços que o cruzeiro pôs em campo ontem, edilson com “e” minusculo e Dedé, ambos praticamente minaram as investidas do galo. Em toda a partida se demos 03 chutes em direção ao gol foi muito. Isto é muito pouco pra quem quer ser campeão, concordando com o que escreveu o Eduardo. Fica a frustração não perda do mineiro, mas por um sentimento preocupante de que reforços não virão, e que os possíveis técnicos consultados à época, não fecharam por entenderem a necessidade de reforços não garantidos pela diretoria.
    abs

  36. O Galo perdeu a grande chance de deixar o treinador trambiqueiro sem emprego.
    Cadê a comissão técnica pra orientar os atletas sobre provocações? Se orientou, como é que um jogador profissional cai nessa? Seria apenas ingenuidade ou foi burrice mesmo?
    E a turma do Aécio, Perrelas e Itair continua agindo nos bastidores. Juizão fez o serviço do jeito que eles queriam.

    1. Isso, na verdade, a única boa notícia de tudo isso. A ilusão de que o time endividado deles na precisou de arbitragem pra ganhar.

      Deixa o mano lá

  37. Bom dia, a todos.
    O resultado de ontem, não me chateia, pois como disse o Eduardo, o perdemos o campeonato pelo conjunto da obra.
    Mas quero expressar minha preocupação, com os bastidores( o extra campo) desse jogo. O rival, nitidamente, mexeu os pauzinhos para que esse juiz apitasse o jogo. Ah foi sorteio!!! Mas quais os nomes foram para o sorteio?? O outro nome também “agradaria” eles .Infelizmente eles são fortes no quesito jogo sujo. Que o diga o Sr, Benecy.
    Mas a preocupação se torna MAIOR, pois o assunto multa do Fred, será julgado(definido), por um comitê(acho que seria esse o nome), da CBF… Ora, eles agora têm um diretor,(aquele do helicoptero), lá na CBF. Será que esse comitê, será totalmente isento? Será que não haverá jogo sujo? A DIRETORIA DO GALO TEM QUE FICAR ATENTA A ISSO, POIS SENÃO A VACA VAI PRO BREJO. Alerta eles aí Eduardo!!!!

  38. Bom dia a todos os AmiGalos!

    Infelizmente não ficamos com o titulo, mas ao mesmo tempo lembro a todos o ano passado quando ganhamos e imprensa toda colocava o Galo como o melhor elenco do pais, ai deu no que deu.
    Então não vejo a perda deste titulo como uma situação negativa final, temos que lembrar que este time a jogos atrás, tínhamos grandes criticas como cansamos de registar neste Blog as nossas contestações. A nossa vontade era de ganhar, mas temos que refletirmos, se tivéssemos ganhado hoje estaríamos esquecendo que necessitamos de reforços e a diretoria do Galo vangloriando e enaltecendo o diretor que tanto contestamos o Alexandre Galo que não é Kaliu.
    Chegamos com uma campanha irregular e crescemos no final, pecamos por inexperiência de não termos um treinador cascudo na beira do campo sem tirar os mérito do Thiago Larghi. que foi a grande revelação deste certame. Quando vi a escalação deste apitador não tive qualquer duvida que iria aprontar em campo, falei antes do jogo e não deu outra. Irmão daquele apitador que muitas vezes prejudicou o Galo, tal de Paulo Cesar e não seria diferente. Este mesmo apitador já tinha prejudicado o Galo antes(não é desculpa foi realidade) , e como a diretoria Atleticana ainda concorda em aceitar tais apitadores? No começo do jogo, ficou claro que o objetivo do treinador dancinha era tirar o Otero de campo. Podemos ver nitidamente o lateral delas provocando o Otero desde de o inicio. Ai que entra a questão do Técnico cascudo de se fazer uma leitura rápida e não deixar o jogador entras na pilha delas. Faltou a experiência e maldade de jogo.
    Vida que segue, o time está conseguindo um padrão de jogo e vem crescendo, este titulo não fara falta, e sim abre os olhos para que esta diretoria saiba que tem que contratar reforços pontuais de jogadores que cheguem para ser titulares, de banco já estamos cheios.

  39. Quem já jogou futebol viu que o Otero merecia ser expulso pela agressão ( cotovelo na cara do Edilson sem visar a disputa pela bola) e o pé alto do Edilson que passa ao lado do Otero se caracteriza como jogo perigoso somente. Ele deu amarelo por pressão somente.

    1. Ontem ouvi de um ex-jogador do seu time a mesma opinião tendenciosa.
      O árbitro, com dois olhos, um de punir e outro de contemporizar. Otero mereceu o que o outro também fez juz.

    2. Raposona cabulosa tentando defender o juizinho que garantiu o título para elas….. Acham que podem vir aqui a encontrar alguém que dê crédito nesses “manés”…. Vai comemorar seu título junto com as outras marias e com o Benecy.

  40. Bom dia Eduardo e galera atleticana. Infelizmente, amanhecemos de cabeça inchada com essa derrota. Pela campanha que fizemos não esperava que fôssemos disputar o título, que quase veio para nós. Perdemos para nós mesmos. Depois de vantagem conquistada no primeiro jogo não soubemos aproveitá-la, por pura inexperiência e incompetência de nossos jogadores. Credito aos senhores Otero e Fábio Santos a perda desse título que estava caindo de paraquedas nas nossas mãos. O primeiro, pela falta de preparo e burrice em entrar tão pilhado daquele jeito no jogo. Quem precisava do resultado eram elas e proporcionamos todas as condições favoráveis para que o resultado fosse revertido. Em que pese o erro do juiz, a atitude do Otero foi totalmente irresponsável, nos prejudicando demasiadamente. Já o segundo, particularmente, não gosto do seu futebol. Acho um jogador sem gana, meia boca. É titular porque não temos outro melhor. Parece que corre para não chegar na bola. Quando assisto aos jogos do Galo faço questão de observá-lo atentamente. Antes do 2º gol já havia tocado errado a bola para o Cazares e perdeu uma bola infantilmente no ataque. E ontem foi o culpado pelo 2º gol, (até aquele momento o resultado nos atendia plenamente), foi fazer aquela gracinha (tentar dar uma caneta no adversário) e deu no que deu. Também acho que o T. Larghi mexeu errado nos 2 jogos. Ao colocar o Erik acabou de vez com nossas chances de fazer um gol, se é que tínhamos chance porque estávamos totalmente inoperantes no ataque. Mais uma vez só Adilson e Cazares se salvaram ontem. Mas é isso, não se pode ganhar sempre. O Tiago Larghi tem seus méritos pois fez até muito com o plantel que tem nas mãos. Agora é bola pra frente que atrás vem gente. Espero que saibamos fazer um bom jogo lá na Argentina e que os nervos não estejam tão exaltados. Saudações atleticanas!!!

  41. bom nação Atleticana, Como eu já mencionei aqui, o galao tem um grande problema! todas as vezes que ele construi um placar favoravel ele sempre toma um gol para variar, no primeiro jg ele perdeu a chance de fazer um placar mais favoravel, quando ele fez o terceiro gol eu pensei que no segundo tempo voltaria com mais gana e quem sabe descontar aqueles 6 a 1. mas não! voltou preguiçoso apatico e de quebra ainda tomou um gol no final do jogo, e justamente esse gol é que fez nos perdemos o titulo ontem, ( apesar que não entrou nem em campo ontem) agora é juntar os caquinhos contratar jogadores certos para posiçoes carente, e vida que segue. hj infelizmente temos que aguentar zuaçoes de todos os lados, pois o galao não ajuda né!

  42. Inadmissível essa diretoria não punir o árbitro.

    Faltou mais detalhes do roubo de ontem:
    Na falta batida pelo Cazares, a barreira andou e muito.
    Na falta das Marias, o árbitro mandou a barreira voltar.
    Claramente, estava mal intencionado.

  43. O Luan foi empurrado quando saia no túnel.
    Tem vídeo no Globo Esporte.

    Marias deveriam perder mandos de campo por não garantirem segurança dos atletas no estádio.
    Cadê a diretoria?

  44. Bom dia, Eduardo e amiGalos. Difícil engolir a derrota de ontem, se tivéssemos perdido só na bola, tudo bem, mas essa pode colocar na conta do árbitro também. Se já estava difícil com 11 em campo e um gol do adversário logo no início, com 10 por quase 70 minutos, principalmente sendo o Otero o expulso, ficou complicadíssimo. O time trëmë trëmë entrou pilhado e dando porrada, tanto que terminaram com 6 jogadores amarelados, e conseguiram o que queriam: desestabilizar o emocional do Galo. O Mano foi tão esperto nessa missão de jogar na agressão que tirou um dos jogadores mais podres do time de lá logo no intervalo, depois da “missão cumprida” de tirar um jogador nosso. Espero sinceramente que esse Edílson seja punido pela justiça desportiva, assim como o outro falastrão do Rafael Sóbis que só fez dar porrada e falar um monte de m*, jogador péssimo que se acha “O” centroavante.

    Enfim, foi uma derrota amarga, mas não há terra arrasada, discordo de alguns que falaram que o Thiago Larghi errou, ele jogou com o que tinha, tentou arriscar no segundo tempo mas o prejuízo estava enorme desde os 21′ do primeiro tempo. Agora é hora de reconhecermos os erros e pontos fracos do time, que, arbitragem e polêmicas à parte, foram muitos, contratar reforços pontuais para alguns setores sabidos por todos os atleticanos o quanto antes e focar nas 3 competições importantes que ainda temos esse ano. Espero que a diretoria dê credibilidade ao técnico e continuidade ao seu trabalho pois, ainda que com um elenco limitado, ele tem tirado leite de pedra, a evolução e melhora do time são visíveis desde a saída do Oswaldo de Oliveira.

    Um abraço e saudações alvinegras a todos!

  45. O Otero pode ter sido até irresponsável, mas cabia ao treinador (se fosse um boleiro rodado) advertí-lo de que seria provocado. Mas o nosso treinador é um amador, não pode treinar nem sub 16, e por irresponsabilidade da direção está no profissional.
    Agora, convenhamos, os Srs. Leonardo Silva e Gabriel compõem a pior zaga da história do Galo. Entregaram os dois gols…..E o Patric, heim? Nem em time de pelada pode ser titular.
    Ponham a consciência acima da paixão: com esses amadores dirigindo o clube e o time, e com esse plantel fraquérrimo, a segundona será um tormento durante o Brasileiro!!

  46. Para mim algumas coisas estão claras há muito tempo. Léo Silva: não dá mais; acabou. Patric: fraquíssimo. Ontem, por exemplo, deu um gol de presente ao Cruzeiro. Precisa urgentemente de um substituto. Elias: passou da hora de ser despachado para outro time. Luan-15: não pode querer ser titular de um time que se diz sério. Vovô Pastor: é um misto de Fred e Pratto. É a cara do Fred-cone quando está fora da área. Não sabe dar um drible e não acerta um passe. Quando está na área é um caneludo-Pratto. Faz um gol a cada seis meses. Se quiser disputar o Brasileirão com seriedade, terá que contratar quatro jogadores de verdade. E mais: o futebol brasileiro está lá em baixo; mas o Cruzeiro – que todos elogiavam – vai ser um vexame no Brasileirão e na LIberta.

  47. Faltou experiência pra não cair na armadilha fajuta que eles armaram. Era nítido que iriam provocar e bater. O técnico deles é pós graduado em catimba e jogo sujo. Triste admitir, mas nossos jogadores se comportaram com juvenis ontem. Isso somado às decisões equivocadas do juiz deu o título pro lado fresco.

    Obs.: quero estar vivo pra ver um dia o Galo ganhar um título roubado. Porque perder roubado já estou cansado

  48. Larghi é um bom treinador, mas falta mais experiência, tem que ter táticas variadas, tem que aprender a ler o jogo rápido, mexer antes e não depois do segundo gol, ou ele aprende e evolui ou vai ficar como auxiliar. O time jogou recuado, não avançou a marcação, não estava ligado e ainda contou com o descontrole do Otero burro, que prejudicou muito o time. Quanto a entrevista do presidente, creio que esteja equivocado, o elenco é fraco, precisamos de quatro a cinco reforços de qualidade e a diretoria tem que contratar rápido. Alexandre Gallo não faz um bom trabalho e tem que ser cobrado. Ontem Luan, Cazares, Otero, Ricardo Oliveira e Fábio santos foram muito mal. Nossa zaga não passa confiança, o time não atacou, não levou perigo ao gol adversário. Que sirva de liação ao treinador, jogadores e a diretoria inoperante dirigida por Sérgio Sette Câmara. Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-americana não são brincadeira, o time, a diretoria e o próprio treinador tem que ser cobrado.

  49. Cazares ontem fez uma partida primorosa enquanto teve fôlego. Vem jogando muito bem e é um dos motivos do crescimento do Galo. Espero que caso jogue mal algum jogo nem a imprensa ou a torcida peguem no pé dele. Pois o tratamento com outros jogadores como Otero e Luan é bem diferente. Precisamos de todos. Sobre o jogo em si, faltou malandragem para o time,vi que sobrou do lado de lá, com a conivência explícita do juiz

  50. Muito boas colocações Eduardo. Sigamos que esse ano (ao contrário do que muitos vaticinaram) não tem nada perdido ou acabado. Precisamos sim de reforços, mas ao menos (ainda que esteja passível a erros) temos técnico e os jogadores estão motivados. Ainda podemos fazer ótimos resultados (sendo realista demais, Brasileirão é muito difícil mas conseguir um vaga na Libertas é bem aceitável) e até uma conquista (Copa do Brasil ou Sul Americana).

    Como a maioria aqui, mesmo sabendo que sua expulsão foi determinante para o resultado do jogo (junto com a não expulsão do provocador azulino), penso que não devemos crucificar o Otero. Errou sim em cair na provocação, mas quem no lugar dele pode garantir que não se deixaria levar pelo emocional do momento? E mais, no campo não estava apenas ele, os demais de modo geral não foram bem, faltou ser mais participativo e apresentarmos um conjunto melhor.

    Minha postura no pós jogo (ainda mais hoje, já baixada a temperatura da raiva) é de continuar apoiando o time, o Thiago Largui, e acreditando que vamos fazer do limão (lembro de 1 mês e pouco atrás) uma bela limonada. Acordei de manhã, beijei meus filhos e esposa, vesti minha camisa do Galo (nº 13) e fui pra academia (antes do trabalho), Vida que segue. Aqui é Galo sempre.

  51. O nome do árbitro é Luiz Flávio de Oliveira e não Luiz Carlos.

    Achei a entrevista do presidente fraca. Ele processa twitteiro e vai deixar passar em branco essa palhaçada do árbitro que foi totalmente tendencioso.
    Diretoria deveria fazer algo.

    Gabriel é um Werley.
    Cadê o zagueiro titular?

    Troféu Luiz Flávio 2918 assim como em 2014 foi troféu Héber.

      1. Eduardo. Existe técnico com capacidade para tudo, a grande estratégia do Mano ontem foi provocar a expulsão do Otero. Injustificável a não expulsão do Edilson, o quarto árbitro sinalizou pela expulsão do Edilson e do Otero, porque o juiz mudou ou não acatou a orientação do auxiliar?

  52. Avisamos, alertamos, repetimos a semana inteira quase como prenúncio tudo que aconteceu.
    Instabilidade emocional, gol no início do jogo e jogador expulso. Lamentável ! Fica a sensação que faltou trabalhar a equipe para estas circunstâncias. Aquele gol com 3 min , jogador livre para definir quase na pequena área… Falha de posicionamento q um time profissional não pode ter. O rival parecia estar a 100km/ h e o Galo a 10km/h. Esqueceram que era uma final? Erros imperdoáveis . Frustrou demais a Massa.
    Não vou falar de arbitragem, todos sabiam q eles iriam provocar e muito… Otero foi juvenil. Ali perdemos o título. Destaque positivo para Cazares e Adilson, hoje nosso melhor jogador. Acho que TL faz um bom trabalho, há evolução. Pronto, já foi.
    Que venha o br e a sul-americana. Hora de reforços, presidente. Chega de conversa e mais atitude. Contrate também um diretor de futebol.

    1. Caro amigalo Andrade!
      Perdemos o título foi realmente no primeiro jogo, quando o cruzeiro pediu para perder o título, dando todas as chances ao nosso interino de golear este time, se tivesse mais ousadia de liquidar o jogo no segundo tempo e consequentemente antecipar o título. Fez alterações equivocadas e chamou o cruzeiro pra cima, mas só não contava que levaria aquele gol aos 37 minutos e este gol fez renascer as esperanças cruzeirenses, pois com 3 X 0, jamais o cruzeirim iria suportar e o nosso Galo daria outra traulitada neste time.
      É claro que no jogo de ontem o time entrou apático, pilhado e o emocional lá embaixo. Mesmo com o placar de 3 X 1, era uma grande vantagem, onde era para cozinhar o jogo e não entrar na correria deles. Teria que catimbar, amarrar o jogo e enervar o time deles, mas para isto faltou aos experientes determinar isto,
      Vida que segue, mas dias melhores virão e tomara que o nosso Galo possa ir a forra contra este time, tendo a oportunidade de encontrar eles em outro mata mata e dar o troco.
      Ficaram borrando de medo de conversar fiado antes do jogo e foi só ganhar extravasaram como se tivesse ganho uma Champions League. Medrosos!
      Saudações atleticanas!

  53. Bom Dia! Não obstante fatores contribuíram para a perda do título (os quais vou mencionar abaixo) como já mencionei aqui, respeitando o “contraditório” o CAM não tem, HOJE, time/elenco para vencer nenhuma competição que vai disputar. A filosofia do “bom, bonito, barato (ou de graça), não vai resolver o problema. Só vai aumentar despesas (salários)!
    No meu entender 4 fatores/pessoas contribuíram para a derrota: Tomás Andrade (no 1º jogo), Otero e Luiz Flávio de Oliveira (ontem) e, a inexperiência do nosso treinador. No 1º jogo, quando tomamos o “gol” o Sr. Andrade estava na intermediaria do time adversário. Ontem a reação do Otero foi errada (embora reconheço que a “reação” foi fruto da “ação”.) Foi visível a indicação do 4° arbitro indicando com os dedos “os 2”, no entanto o “cruzeirense” (nascido em Cruzeiro/SP) ignorou a indicação. Quem deveria entrar “pilhado” era o adversário, em face a desvantagem. Portanto, faltou experiência ao treinador em exigir “cabeça fria” aos seus comandados. A respeito do Sr. Luiz Flávio, é recomendável, à direção do CAM pedir à CBF em evitar (não vetar), a indicação
    do Mesmo nos jogos do Brasileirão/C. Brasil, com vistas a preservar a sua integridade física.

  54. Bom dia Eduardo e amiGalos!
    Realmente a arbitragem comprometeu nossa atuação. Mas penso que o time mostrou que não podemos aspirar muita coisa esse ano. Nossa diretoria está sendo omissa. Todos sabemos que precisamos de reforços. Pelo visto continuamos de olho em jogadores padrão sobras do Sport e do Palmeiras.
    Acho o TL fraco. Não imaginou que o Crüzëïrö viesse pressionando. Perdeu a oportunidade de escalar três volantes. O Grêmio utilizou três volantes ontem contra o Brasil de Pelotas. A seleção brasileira utilizou três volantes contra a Alemanha no último amistoso. É um recurso esse de reforçar nosso sistema defensivo. Só o TL não percebe isso. Pelo visto vamos com essa mesma formação para a Argentina. Paciência. Reage Galo!

  55. A raiva que estou de Edilson, Sobis e Thiago Neves é grande. Eles representam a arrogância que caracteriza o time azul.
    O mundo da voltas, e no futebol sempre existirão outras chances, e tomara que os jogadores do Galo amadureçam para aproveita-las.
    Tirando isso, grande trabalho de Thiago Largui. Parabens pela estrutura que fez em um time que estava no lixo quando ele assumiu…

    1. Boa tarde Gustavo. Acalme-se. Esses três estão no ocaso da vida profissional. Não conseguirão mais nada além do que puderem alcançar no time mariano. Estavam desesperados porque conversaram fiado e tiveram que engolir no primeiro jogo. Nosso time está em ascensão enquanto eles estão em baixa. Terão de se contentar com isso e ver o Galo crescer. Além desse mineiro não ganharão mais nada.
      Um abraço.

  56. Sempre bloqueado por vc Barba pq não apoiava esses comentários de ilusionista fanático e cego elogiando e elevando a craque qualquer um que vestiu a camisa do galo, sendo que a maioria são fracos, vejo e leio vc agora se esquivar da loucura total , e reconhecer que o time não era isso que vc imagina ou delirava em acreditar. Ganhou o primeiro jogo e praticamente entregou o segundo devido a talvez essa loucura de acreditar que eram realmente melhores que tudo e todos. Sou atleticano como vc e outros mas cego ao ponto de acreditar que esse time esta ótimo é muito. Times de REFUGOS sim meu caro barba e os mais exaltados cegos pelo fanatismo! E olhe tem que tomar cuidado pq o brasileiro é cruel… O palmeiras deve abrir a porta dos dispensados essa semana.. aproveitar a feira dos refugos , devolver alguns e quem sabe buscar outros tem um tanto la melhor que os daqui sim! Outra coisa: Esse tal centroavante de 40 anos metido a comentarista é fraquíssimo… Se não acordarem a canoa vai afundar de vez! Como já disse acreditar em papai noel saci pererê já deu….

    1. Caro Salviano boa tarde!
      Você tá sendo muito radical com o Ricardo Oliveira.
      Você queria o que? O cara sozinho no ataque, brigando com a defesa toda deles, sem ter um parceiro que o ajudasse. O time ter o nosso melhor atacante hoje, ser expulso com 20 minutos, minaram todas as chances do RO, que precisava da sua companhia, dos seus escanteios e das bolas alçadas na área, Não vejo dessa maneira a sua crítica ao Ricardo Oliveira, pois todo o time foi mal, com exceção do Adilson e Cazares. A defesa foi um fiasco, com o Fábio Santos falhando feio no segundo gol, juntamente com o Léo Silva e Gabriel, que perderam na dividida para o Thiago Neves. No primeiro gol houve falha do miolo de zaga também, fazendo com que o Victor saísse atrapalhadamente e com o Arrascaeta antecipando o lance. O time foi praticamente todo mal, com o nosso centroavante sozinho e sem ninguém para ajuda-lo, pois o time retraiu todo.

  57. Bom dia a todos!
    Desculpe caro amigalo Paulo Silva, quando você disse que não tem nada a lamentar, mas o Edilson teria que ser expulso, pois a intenção de acertar também é caracterizado como falta grave e este erro minou todas as nossas chances, uma que o Otero era o jogador que vinha ddesequilibrando. Erros de arbitragem sempre tem, mas ontem este erro foi determinante no desequilíbrio do time. Não foi só isto que determinou a nossa derrota, pois o time entrou apático, pilhado e com desatenção, levando um gol com 3 minutos de jogo. Agora: qual o time que não sente uma expulsão logo aos 20 minutos do primeiro tempo? A apatia do time foi tbm determinante? Sim! Mas as coisas se desgringolou mesmo foi ficar com.um a menos e todo o time ver que o adversário foi beneficiado.
    Outra coisa: o Otero foi juvenil e entrou na onda do Edilson, que foi instruído pelo mala do Mano a tirar o nosso melhor jogador, que podia desequilibrar mais uma vez, mas não contava que o Edilson seria beneficiado com a não expulsão.
    Não vou colocar a culpa no TL, mas ele errou mesmo foi no primeiro jogo recuando o time é achando que o placar já estava de bom tamanho, quando poderia ter definido o título já naquele jogo.
    Caro guru, não interessa se o time não mereceu ganhar o rural, mas o rival deu todas as chances possíveis para entregar o título é nos torcedores não temos nada com isto e devemos tbm colocar na conta do interino, que foi medroso e inexperiente, quando a chance de ser campeão antecipado foi lhe dada.
    Ainda continuo acreditando em seu trabalho, mas para isto se concretizar de vez, ele terá que melhorar nas suas substituições, que não vem agradando a nossa torcida.
    Vida que segue e se Deus quiser dias melhores virão, mas o que fica marcado na carreira de um técnico é o título e não temos certeza na sua efetivação. Se não for efetivar, que traga o Cuca logo de vez.

    1. Bom dia. Jairo, Saudações. O nada a lamentar é relativo ao time e ao conjunto da obra do interino. O jogo em si foi bom tecnicamente dentro das circunstâncias. Mas, a atitude do Otero e o nervosismo do time são sim lamentáveis, embora não sejam motivo de desânimo. Um abraço.

  58. Caça às bruxas:

    THIAGO LARGHI – O estagiário estragou o primeiro jogo ao colocar Yago e Thomaz Andrade ao invés de Blanco e Guedes. Que partidaço o Blanco fez ontem, aliás. Poderíamos ter feito 4×0 no jogo de ida e ter liquidado.
    OTERO – Venezuelano com QI de ameba. Espero que tome uma multa pesada. Merece ser humilhado pelo Edilson, que massacrou ele nas entrevistas depois do jogo. Jogou o campeonato no LIXO.
    GABRIEL – O zagueirinho de condomínio falhou nos dois gols.
    FÁBIO SANTOS – Perdendo o jogo, com um a menos, esse careca vagabundo me resolve tentar dar uma caneta e entrega o segundo gol. Patético.
    YAGO – Nasceu.

  59. Bom dia, amigos Atleticanos.
    Concordo com o blogueiro, Paulo Silva e Rogerio50. O emocional afundou o Galo, especialmente o do nosso principal jogador, malgrado achar que o TL deveria ter orientado o Otero sobre provocações (já amarelado, jogava em frente ao nosso técnico). O sonho do adversário era, exatamente, provocar e desestabilizar o nosso craque.
    Otero é diferenciado, joga muito, com muita intensidade e vigor físico. Assim como sofre muitas faltas, comete outras pelo excesso de dedicação. Era para ser advertido pelo TL para se conter!
    Mas o time jogou razoavelmente com 10 e praticamente não sofreu. E afirmo que só não ganhamos o título por que estávamos em minoria por quase todo o jogo. Otero até que poderia enfatizar isso publicamente, não para diminuir o título do adversário, mas para rebater provocações e mostrando ser o cara que, atualmente, faz a diferença no Galo. E que, com ele em campo todo o jogo, a história seria outra. O adversário sabe muito bem disso.
    E nada de culpá-lo pelo resultado. Espero que a nossa torcida lhe dê todo o apoio de que precisará. É jovem, uma verdadeira máquina de luta que parte pra dentro dos adversários e chuta com uma precisão inacreditável. Precisa ser orientado, mas merece ser aplaudido e apoiado sempre! Vaiado nunca! Otero simboliza hoje a essência de … LUTAR, LUTAR, LUTAR COM TODA A NOSSA RAÇA PRA VENCER!
    Em face das circunstâncias, acho que o Galo foi muito bem nos dois jogos finais. Passou fácil pelo América, quando deixava dúvidas de que venceria o confronto. Repito, só não ganhou o título por que jogou com 10 quase todo o tempo!
    Vida que segue! E sigo confiante, amando e aplaudindo o Galo em qualquer situação!

  60. Bom dia Amigalos,
    Tranquilo muito tranquilo.
    Meus comentários:
    1- Fomos prejudicados pela arbitragem e não foi pouco não.
    A expulsão do Otero que deveria ter mandado os dois para o vestiário e os lances de Thiago Neves e Léo quando o soprador da latinha amarelou em não expulsá-los.
    Para os rivais errou ao não expulsar Patric uns 3 minutos antes de fazê-lo. Não gosto nem de ser prejudicado nem beneficiado pela arbitragem.
    Então, observando todo o campeonato, acho que fomos beneficiados em alguns jogos, portanto nada reclamar na FMF o que é corriqueiro da turma de lá.
    2- Como é nociva a presença de alguns jogadores nos times de Minas. Exemplo claro disso é a dos dois falastrões azuis. Deve haver no do Galo alguns que se comportam assim tb, apesar de não ter visto ou lido na semana passada manifestação nesse sentido.
    Esse tipo de “brincadeira”, principalmente nas redes socias, no meu entendimento, atraem atos de violência entre os torcedores. Penso que representam a Instituição e deveriam ser orientados pelos clubes. É a imagem da Empresa.
    3- Devemos tirar lições do mineiro, sendo contratando reforços necessários ou mesmo na avaliação direta da produção especifica de alguns jogadores.
    4-Quando o Galo ganha o Campeonato Mineiro, esse se chama Rural; quando é o lado de lá, passa a ser a Champion League
    5-Vamos lá para a Argentina firmes porque o adversário não é bobo não. É jogo duro. Vamos avançar na Sulamericana porque tenho certeza que voltaremos a enfrentar o mesmo adversário de ontem numa fase futura desta competição. Se passarmos pelo San Lorenzo voltaremos a encontrá-los, desta vez na Copa Sulamericana, no segundo semestre e até lá com um time mais encorpado.

  61. Vida que segue, o adversário jogou melhor e é preciso saber lidar com provocações.
    Consiga juntar os cacos desse time e fazer um bom papel na Argentina.
    Que o nosso treinador, dê oportunidade para os jovens jogadores mostrarem serviço contra o Ferroviário pela Copa do Brasil.
    No jogo contra o Vasco, que possamos começar pelo menos com um empate o C. Brasileiro.
    Sobre contratações, um lateral direito já ajudaria bastante.

  62. Num dia com gosto amargo, gostaria de fazer algumas considerações.

    1. Se formos olhar o conjunto da obra, o Galo realmente não merecia ser campeão. Mas entre o merecimento e a comemoração do título há detalhes que podem tornar infinita a distância entre os dois. Quantas vezes merecemos e não levamos, não é mesmo? Quantos não mereciam e levaram a taça pra casa, não é mesmo?

    2. Domingo passado, apesar da vitória, não conseguia me sentir satisfeito com o resultado. Até me disseram que eu estava enxergando o copo “meio vazio”. Mas foi isso, mesmo. Enxerguei o copo meio vazio mesmo. Pelo que o adversário tinha mostrado, podíamos ter enchido um copo inteiro e deixado outro “meio cheio”. Mas não. Preferiram administrar o “resultado”, tiraram o pé do acelerador e encheram o time de volantes. Pra mim, tinham que ter mantido o pé bem pesado, sem nenhuma piedade. E ainda levaram um no lombo, que foi o exatamente o gol que começou a nos tirar o título, embora desmerecido, mas que eu não queria ver ir pro outro lado de jeito nenhum!

    3. O Otero deu uma de Otário. Cair na provocação adversária, um roteiro pra lá de previsível, foi de uma ingenuidade atroz. Se ele tivesse batido o peito contra a sola Edílson e caído, quem ficaria com um a menos era o Cruzeiro.

    4. Apesar do Otero ter dado uma de Otário, o jogador do Cruzeiro também deveria ter sido expulso. Na percepção de qualquer um e na do quarto árbitro. O lance sugere tentativa de agressão. Quando só o do Galo foi expulso, eu percebi que a coisa não ia ser do jeito que eu queria.

    5. O fato de jogar com um a menos não deveria ter sido empecilho para tentar o empate ou a vitória. Só vi pressão do adversário nos intervalos entre o início das duas etapas e os gols. Depois dos gols, o Cruzeiro recuou e deu espaço pro Galo jogar, mas não houve quem assumisse o papel de empurrar o time pra frente.

    6. Quem deveria ter assumido esse papel era o Cazares, mas eu não espero isso dele. Eu tenho a impressão de que nunca vai transformar seu potencial em realidade. Sua personalidade não é a de um líder dentro de campo. Se o Galo quiser algo mais, não deveria apostar muitas fichas nesse jogador. Na hora que precisa, não dá pra contar com ele.

    7. O que eu percebi é que esse time que o Galo tem não é casca grossa o suficiente para competir pra ganhar. Ainda falta categoria, vontade e inteligência. Esse aí é só pra participar.

  63. Bom dia!
    Fizemos muito! No início da temporada, com o O.O. parecia que íamos terminar a temporada brigando contra rebaixamento. Thiago Larghi deu padrão ao time. Deve ser efetivado. O Galo precisa de reforços. Zaga, meio campo e ataque. Ao menos três contratações. Quanto a decisão (os dois jogos) podemos dizer que o Galo deixou o título escapar no primeiro jogo. Poderia ter feito mais gols no primeiro tempo e até no início do segundo. Quanto ao sofrido, falha de marcação no meio, com erro do argentino Tomás Andrade. Na partida de ontem, o time vaidoso entrou pilhado, com jogadores apitando o jogo ( Sobis e o Edilson. Esse último, quebrou a perna de dois colegas de time, durante treinos no Corinthians). E aí o Galo vacilou. Otero, que foi o melhor no primeiro jogo, caiu na pilha desse boçal. Aí desandou tudo. Merecia a expulsão. Acho que o lateral purpurinado também merecia. Até o nosso jogador mais regular, Fábio Santos, falhou feio no segundo gol. Então, acredito que com algumas contratações, (Elias e Gabriel não dão mais!) o Galo pode ter um bom ano… Sobre provocações, o time fresco da lagoa disse que “ia passar por cima” que “só elas enchem estádio”… Ou seja provocaram primeiro. E por pouco, o Galo, com elenco bem mais limitado, erguia a taça de campeão ontem. Faltou inteligência emocional pra muitos jogadores… Afinal, quem precisava do resultado, eram elas. Aguardando contratações, digo: Galo, sempre!!!

  64. O jogo seria difícil e a torcida deles fez a diferença. Isso pode ser creditado também à insistência no independência. No primeiro jogo 17.000 atleticanos fazendo pressão. No segundo jogo 42.000 cruzeirenses cabulosos . O Atlético se sentiu jogando fora de casa e a torcida azul deu show empurrando um time limitado. Qual seria o resultado destas finais se os dois jogos fossem no Mineirão meio a meio ????

    1. Culpa do Independência?putzzzzzzzzz…..o Galo ganha lá sobrando do adversário, era pra ter ganhado de mais diferença…..e a culpa foi ter jogado primeiro jogo lá? tá louco…..o adversário não se sente bem jogando lá, ganhamos com sobras…..e no Mineirão, não temos problemas em jogar lá…..o único problema é que como o estádio cabe bem mais gente…elas fazem uma pressão enorme na arbitragem…sei treinador ali na beirada do campo, e todo mundo permite isso…fora isso , nada demais…………………

  65. Bom dia. Sobre o jogo de ontem creio que a inexperiência de treinador e diretor de futebol foi essencial para não orientar o time sobre a catimba do adversário. Claro que o mano dancinha iria pedir isso aos seus jogadores. Talvez a única coisa funcional que ele tenha feito nos últimos jogos. Claro que Thiago deve continuar seu trabalho. Vamos lá Galo, aprendendo – de fato – nas derrotas. Aqui é Galoooo po**a!

  66. Caro Eduardo, bom dia! Estou de acordo em gênero e número com seu post. Não merecemos o titulo pelo conjunto da obra. Mas quero destacar três pontos sobre a final:
    OS PERSONAGENS:
    Otero, pelo bem e pelo mal! Domingo passado foi o nome do jogo, com três assistências, muita luta e dedicação no campo. Aí entra semana, e apesar da humildade pregada por todos, deu armas para o adversário mandando mensagens para os jogadores do Cruzeiro, dando pilha e a motivação que o mala Menezes precisava. No jogo, leva um assunto pessoal com o mau caráter do Edílson, e entra na do cara, querendo mostrar que é mais macho. Deu no que deu. No futebol sempre deve deixar as gozações e zueiras para a torcida. Irritar o adversário só deu forças para um combatente que já estava grogue e nas cordas. (lembro daquela famosa decisão do Revetria, em que o Cerezzo após o primeiro jogo, disse que enquanto ele, Danival, Reinaldo e Marcelo estivessem no time nunca perderiam das Marias). Outro personagem, é o juizeco, que como seu irmão é um juiz caseiro e sendo assim não teve peito de expulsar o Edílson. Afinou feio! E o que o Eduardo disse é a pura verdade, inversão de faltas, escanteios, econômico no amarelo do time da casa! O Ariel Cabral tinha que ser expulso no lance do Elias e O Thiago Neves deveria ter tomado o segundo amarelo.
    UMA CONSTATAÇÃO:
    Leonardo Silva e Gabriel, tem que serem substituídos. Léo chegou atrasado nos dois lances de gol. Se tivesse mais explosão, teria evitado os dois. Gabriel, sempre atrasado, mas isto já é dele mesmo.
    UMA IRRITAÇÃO:
    As entrevistas pós jogo do 7C. Chega de falar que o TL é interino e que o Gallo está de olho no mercado. Deixa a coisa rolar sem ter que explicar tudo.
    Dá-lhes Galo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  67. Eduardo: nada de caça às bruxas, mas o nervosinho do Otero, perdeu todos os seus créditos comigo. Ele provocou a expulsão… Poderia ter sido expulso antes da jogada que causou sua infantil expulsão. Perdemos um título por causa dele! Agora, vamos raciocinar: o que fez o ELIAS dentro de campo? É a única ressalva ao trabalho do TL.

  68. Bom dia Canto do Galo.
    Como alertou o Eduardo, o extra campo funcionou. Acho que todo torcedor, que acompanha o Galo desde a década de 70, sabe do jogo sujo do outro lado da lagoa. O nosso DNA vem de jovens que fundaram o CAM com espírito de confraternização de várias culturas diferentes. O do outro lado vem com dna da inveja, de vencer o adversário sem escrúpulo nenhum- agridem verbalmente e fisicamente para desestabilizar o oponente, pressionam e compram arbitragem ( declaração do Benecy).
    O adversário entrou para tirar o Otero. Desde o início estavam com provocações sobre ele.
    O Galo tem jogadores – Éder, Reinaldo, Marques – que vivenciaram como funciona aqui em Minas. Será que não prepararam os jogadores para o que iria ocorrer?
    Perdemos mais uma vez para o jogo sujo do dna mafioso.
    Vida que segue. Galooooooo!

  69. Difícil demais!
    Fico e vou morrer espantado de ouvir de AmiGalos que o Estadual vale nada… É a mesma coisa de ser enxotado de casa. Se isto não vale quase tudo, não sei o que vale ou possa valer…
    Mas vamos à difícil tarefa de vir aqui numa manhã como esta. E precisamos vir. Se a taça estivesse em Lourdes, estaríamos escrevendo que tudo está no seu lugar… Aí seria fácil e gostoso vir aqui… Aqui estamos. Eh Galo.
    Vamos começar pelo melhor, se é que teve. Teve sim: ninguém tocou na pessoa de Thiago Larghi. Quando eu vi o presidente com ele imaginei que fosse a efetivação. Parabéns, Presidente! Este moço consertou este time que de último só pena por falhas individuais… E como o campo das falhas individuais é vastíssimo lá na Cidade, os reveses acontecem…
    A dupla de zagueiros se escancara nos dois gols sofridos. Precisamos de zagueiroS. Mas o pior ficou por conta de dois jogadores importantíssimos. Precisamos descer o pau em Otero. Desde que não esqueçamos de domingo passado. Não me esqueço, não posso esquecer. Além de domingo passado ele vem se comportando com um pequeno monstro a nosso favor… Mas não é por isso que eu tenho que ficar calado: fez tudo errado ontem, desde aquela dividida ridícula, passando pela falta a caráter que deixou de cobrar para fechar com chave de ouro ao cair na provocação daquele imbecil. Ah, Otero! Você agora está nos devendo muito. Tenha consciência disso. Não procure se esquecer.
    Agora, não é que eu queira dizer que minha dor é maior do que a dos outros, Deus me livre, nem pensando nisto eu posso estar: mas a dor do segundo gol foi pesada especialmente pra mim, causada pelo meu ídolo Fábio Santos… Oh, Fábio Santos! Leonardo Silva se antecipa magistralmente e na hora de você puxar o contra ataque com decência você resolve driblar com irresponsabilidade e anemia… Meu ídolo Fábio Santos. Não retiro. Mas foi duro para mim compreender o que eu teria pensado e feito se tivesse sido o pobre do Danilo…
    Gustavo Blanco pedindo passagem, Cazares chamou para si a responsabilidade. Para mim Elias fugiu do jogo, mas ao invés de pedir a saída dele eu entendo que a formação com três volantes está batendo na porta. Luan, nosso guerreiro, não pode ser titular, tendo necessidade de ser substituído a certa altura…
    Cruzeirim de Merda, foi Primeiro de Abril não! O lombo ficou quente domingo passado. Mas o título ficou na mão correta: o melhor time desde o início do CAMpeonato.
    Saudações Atleticanas!
    GAAAAAAAAAAAAALOOOOOOOOOOOOOOOO!!!
    O Nosso Time é Imortal!

  70. Bom dia meus caros! Cabeça um pouco inchada pela perda do 45º título regional, o qual valorizo sim e aguardo o meio século de conquistas; o 50º; quanto ao jogo, confesso que perdemos mais pra nós mesmos, incluindo aí também a pixotada do juiz paulista em não expulsar também o lateral adversário e o “despreparado” Otero; acho que o Risek definiu muito bem ontem, o que fez, nitidamente o classifica muito abaixo do que pensávamos e também pela grande mídia que o exaltou a semana inteira; terá de se reconstruir como atleta.
    Mas duas situações me deixaram extremamente preocupado; a primeira diz respeito ao treinador interino; qual foi a lógica do raciocínio deste jovem ao retirar o pastor e o Luan aos 10′ do segundo tempo? Tratei como absurdas estas substituições, inacreditáveis, incompreensíveis; cansaço não justifica de forma alguma, visto que foram poupados no meio de semana, o jogo de ontem não teve intensidade alguma, haviam acabado de retornar do intervalo, além da experiência, entre poucos, seriam eles com capacidade de decidir algo, Eric e Blanco, nitidamente não possuem, por enquanto, preparo pra serem decisivos no momento certo. Minha segunda preocupação destina-se ao pronunciamento do presidente, nada de novo, nada, absolutamente nada que venha agregar e reforçar sua administração bem como a equipe; imaginava que ele ao lado do diretor, estavam apenas aguardando finalizar os estaduais pra anunciar as contratações necessárias e ou oportunas; ledo engano! Finalizando, tive a impressão que este time do GALO, apesar de vários jogadores experientes, está desacostumado a jogar em estádios grandes como o Gigante da Pampulha, talvez as referências de ocupação espacial estejam de alguma forma lhes prejudicando; quanto ao Fábio Santos, nosso atleta mais regular, péssima partida ontem, além da entregada no segundo gol, esteve muito mal na marcação e inexistiu no apoio ao ataque; Adilson e Gabriel, novamente, os melhores em campo. Abraços!

  71. Eduardo o Edilson foi orientado pelo Mano a desde o inicio tirar o Otero, no primeiro lance ja pegou o Otero, quando o mesmo foi bater a falta o Edilson ja falou no ouvido do Otero com as maos na boca irritando o baixinho e concluiu o serviço no lance fatidico da expulsao. O Mano tava com o Galo engasgado desde o Jogo da “dancinha” na copa do brasil contra o corinthuans. Bola pra frente.

    1. Pode comemorar o título mariazinha vaidosa. Ganhar rural em cima do Galo vale muito mesmo.
      Vem sempre aqui procurando macho. Deveria é começar a procurar emprego. Vai ser desocupado assim na PQP

  72. O GALO fez o que pode com o elenco que tem. Ganhar alguma coisa com Patric (torço muito por ele e pelo filho mas como jogador!!!!! e olha que não tenho saudades do MRocha que ontem já deu o título pro curintias com mais um gol nas suas costas). Otero sem comentários, jogou fora tudo que já fez no GALO deveria ser multado. Falha do Leo Silva no primeiro gol (estava marcando o Victor) e do Fabio Santos no segundo (perdeu a bola bisonhamente). Juizão também sem comentários.

  73. Bom dia!

    Um dos vacilos principais foi aceitar a pressão na base do chutão do fraco time das marias, até deixar um jogador de 1,60m cabecear sozinho sem precisar pular dentro da área com vários marcadores em volta assistindo… Outro ponto foi Otero cair na armadilha do dançarino que claramente colocou Edilson no jogo apenas para desestabilizá-lo e obteve êxito, acredito eu, bem antes do que imaginava. Aí agora temos que ver e ouvir esses jogadores “marianos” medíocres e esse dançarino arrogante ficarem atacando a instituição “Galo”, seja em entrevistas ou rede social, como se aquele timeco ridículo fosse o melhor de todos…

  74. Eu não quero saber quem mereceu, o fato é que não demos pressão, Otero não é maior que o CAM, se tivéssemos um presidente e uma diretoria atuante, esse jogador ficaria no estaleiro por um bom tempo, irresponsável.

  75. Oi Eduardo, gostaria que vc com sua influência e conhecimento pudesse me informar o seguinte:
    1) Por que aqueles manés que ajudam o árbitro não ficam do lado contrário ao do bandeira?
    2) Não havia previsão de parada técnica no jogo de ontem? Se havia, não acha que o Largo não deveria ter pedido como fez o Mano no 1º jogo? Talvez evitasse a expulsão.

      1. Eduardo e Carlos Lima,
        Explico mas não justifico:
        A FIFA orienta para que os auxiliares de fundo de campo fiquem do mesmo lado dos bandeiras porque o Árbitro principal atua (corre) na diagonal inversa da posição dos bandeiras.
        Assim, teoricamente aqueles dois cantos do campo seriam vigiados pelo árbitro principal.
        Penso também que é uma besteira e que os árbitros de fundo de campo seriam mais úteis do outro lado, mas é por isso.

  76. ” FUTEBOL SE GANHA EM CAMPO” , é a frase mais mentirosa que conheço . Tá na cara que o outro lado agiu nos bastidores. Jogadores do lado de lá dividindo por cima , deixando cotovelo, isso sem falar na não expulsão do Edilson, inversão de faltas e escanteios. Diretoria tem que estar mais atenta , apesar que o time não jogou o esperado . Ficou claro a necessidade de reforços, se o clube está devendo , NÃO QUERO SABER. O outro lado está devendo 500 mi e comemorando. Quero reforços , quero títulos , quero o estadio . Espero que o Thiago seja efetivado ! Fez o que pode !

    1. O melhor comentário foi o seu Everado. O Cruzeiro ganhou nos bastidores. Thiago Neves fez uma falta semelhante a que gerou a expulsão do Patrik, mas o cruzeirense não recebeu o segundo amarelo. Edilson deveria ser expulso, mas, ninguem do Galo fez pressão e Otero se levantou imediatamente, deveria fazer como Edilson, ficar caido no chão.
      Espero que a diretoria vete este juiz para o brasileiro. Ele amarela.

  77. Atleticanos (as), a derrota faz parte da vida, e não apenas de jogo, a qual temos que, dolorosamente, digeri-la, o que não é possível engolir é INJUSTIÇA, pois essa sim dói mais que a derrota.
    Já passou da hora de dar um basta nestas arbitragens contra o Galo.
    Que dia essa nossa diretoria tomará providências?
    Acho que faltou experiência ao Otero, dando uma de otário, ao cair nas provocações daqueles imbecis e ao Larghi, de antever o que estava acontecendo.
    Vida que segue, mas que a JUSTIÇA seja feita e sem tardar.

    Saudações

    “Somente sendo um pra saber”

  78. Bom dia a todos. Concordo com os comentários acima, o Galo entrou muito pilhado e se perdeu um pouco no nervosismo, quem tinha que entrar assim seriam eles. O MM claramente pediu ao Edilson p/irritar o Otero e o “Otário” caiu nessa armadilha e ninguém do Galo orientou sobre isso. Perdemos o jogo nesse detalhe e com um a menos ficou realmente difícil. Muito a lamentar pouco a comemorar. De bom é que pelo menos temos um time, não tínhamos no início do ano e com 3 ou 4 reforços podemos sim pensar em voos maiores. Saudações atleticanas.

  79. Prezados,
    Foi nítido que o árbitro quis prejudicar o Galo. Desde o início do jogo. aquele idiota do Adílson que entrou no jogo apenas para provocar, conseguiu o seu objetivo. Otero entrou na armadilha dele e o árbitro, ao invés de expulsar os dois jogadores, como foi sinalizado pelo 4º árbitro de fora do gramado que os dois se agrediram mutuamente, decidiu expulsar apenas o nosso jogador. Vale para aprender a lição. Não podemos numa competição, perder o equilíbrio por causa do adversário, que claramente quis tumultuar o jogo. Fica a conclusão, que precisamos de reforços e que o grupo ainda é fraco. O técnico é bom, apesar da inexperiência.

  80. O time melhorou com Thiago Larghi. Ele é bom treinador, mas não é mágico, então precisamos de reforços. De zagueiro, meia e atacante, e principalmente de lateral direito, porque disputar brasileiro com Patric de titular é esculhambação. Na minha opinião, a arbitragem ontem não teve nenhuma influência no resultado. Perdemos porque o adversário tem um time/elenco melhor e porque o Otero foi um moleque, um irresponsável, um juvenil e um cabaço. A diretoria tem obrigação moral de puni-lo. Cazares mostrou mais uma vez que é o único jogador diferenciado do elenco. O equatoriano joga muito! Sigamos. SAN

  81. Esqueçam o juiz. Erro muito maior de nosso jogadores. Se otero fosse inteligente a expulsão teria sido do outro lado. Entraram com ele engasgado e ele caiu na pilha. Lamentável. Não jogamos, não criamos e perdemos. Fábio Santos foi péssimo e Patrick foi Patrick. Paciência. Agora 7c não deveria dar entrevista. Que fala péssima. Querer comparar a situação com a das Marias no ano passado como se quissessemos fazer igual. O time delas é fraco e ganhou a copa do Brasil na bacia das almas. Vamos Galo. Já tinha dado o crédito ao TL mesmo sabendo que ainda não está pronto, mas nitidamente deu uma melhora no time. No mais não espero muito de contratacoes com o Gallo na diretoria.

  82. Bom dia Guru e amiGalos,eu já tinha externado inclusive preocupações em relação aos detalhes em outras oportunidades aqui em nosso espaço democrático, e inclusive minha preocupação em relação aos nossos gringos, que sabia que os jogadores malandros do lado de lá iriam querer desestabilizá-los,até acredito que o nosso treinador tenha se preocupado com isso, mas o momento é que conta, e para isso tem que star com os nervos no lugar.Posso dizer que estou até surpreso com a reação da torcida, que está serena e entendendo bem o que aconteceu e está bastante preocupada com nossas perspectivas para a continuidade da temporada, na minha opinião, o time evoluiu muito, e medimos força contra um adversá rio altamente badalado no Brasil, e no âmbito geral, fomos superiores nos 2 jogos, mas pecamos nos detalhes.A expulsão foi de uma infantilidade extrema, apesar do jogador cafajeste do lado de lá ter tido que ser expulso( juiz banana e caseiro) e o Fábio Santos deu a oportunidade que elas precisavam, perder a bola e pegar nossas linhas desajustadas, com espaço, é a[i que o time delas sobressai, pois não tem tem tanta capacidade de penetração, quero tocar nesse ponto, o padrão de jogo, hoje eu já consigo ver isso no Galo, nossa defesa não joga tão exposta, o time está valorizando a posse de bola, enfim vejo uma evolução notória para o início da temporada.Agora queremos sonhar com coisa grande no ano e temos condições pra isso, desde que a Diretoria tenha audácia ou criatividade ou qualquer outra coisa e acredite no time, o time evoluiu, mas precisa de acréscimo de qualidade, se vier, temos totais condições de lutar por coisas boas, senão, vamos ser coadjuvantes.Então, vamos lá novamente nas posições: zagueiro( como torci pro Conti vir) o nosso capitão Léo está bem, mas a temporada é muito desgastante, dificilmente irá conseguir suportar,precisa de vir um cara de nível de titularidade, ataque se ganha jogos e defesa se ganha campeonatos( já estou feliz que nossa defesa não toma tantos gols e não estoura tudo na cara do Victor), um lateral direito( Bruno Peres que tá na Itália, quer voltar, acostumado a jogar num futebol ultra competitivo ou quem sabe esse Emersom da Ponte, que eu não conheço, mas fez um bom Paulista;um volante de nível( Adilson ontem no segundo tempo, visivelmente sentiu, ele joga muito, mas se não tiver gente que também possa entrar e dar conta do recado, será difícil suportar a temporada, Rômulo que está mal no Fla, mas é um bom jogador, na minha opinião seria um bom nome ou aquele do Coxa, Matheus Galdezani, pelo que já vi dele, vejo qualidades também….um lateral esquerdo de nível( senão é a mesma coisa, Fábio Santos erá condições de suportar a temporada? dificilmente….sugestões viáveis: Rene( Fla), Henrique ( Vasco),Junior Tavares( SP), mais um meia ali pra poder alternar com Cazares, Luan, Otero( Luan também não vai jogar todas quarta e domingo direto) difícil citar alguém mas vamos lá Marquinhos Gabriel, Alan Patrick( tem altos e baixos, mas tem qualidade), Nathan, sei lá nomes….Gallo tá lá pra isso e mais um jogador de área…..portanto são 6 peças para preencher a carência do elenco, não acho que estou exagerando, são necessidades do elenco, AGORA VAI VIR A PARTE DA TEMPORADA ONDE O ELENCO SERÁ COLOCADO À PROVA DE VERDADE, se não tiver peças, dificilmente aguentará….vamo levantar a cabeça pessoal e foco no San Lorenzo, jogo muito importante….desculpe se me alonguei muito e abraço grande aos amigos….ACREDITA SETTE! DÁ PRA LUTAR PELO TÃO SONHADO BRASILEIRO, DESDE QUE COM BONS REFORÇOS, o time tem um bom padrão de jogo hoje…e pra ganhar o Brasileiro existe uma receita: tem que ganhar os jogos em casa, ter uma defesa segura para poder ganhar jogos e pontos fora de casa com bom aproveitamento…..ah, e FALTOU DIZER ALGO extremamente IMPORTANTE, FUTEBOL EM MUITOS MOMENTOS, não se decide dentro do campo, e sim nos BASTIDORES, INFELIZMENTE…..PORTANTO,SENÃO ESTIVER ATENTO NISSO TAMBÉM, DEPOIS NÃO ADIANTA CHORAR…..agora fuiiiiiii de verdade

  83. Bom dia, Eduardo! Parabéns, pela serenidade e honestidade nas palavras!

    Confesso que, como a maioria, ontem eu fiquei muito P da vida. Não com a derrota em si mas do jeito que aconteceu.

    1) Juiz cretino e mal intencionado. Juiz caseiro e um dos responsáveis pelo desequilíbrio emocional do time atleticano.
    2) Otero é o peladeiro de sempre e que de vez em quando acerta alguma coisa. Estava vindo bem nos últimos jogos, mas como uma vaca que encheu o balde e depois deu um coice derrubando o leite, esse imbecil prejudicou o Galo e foi o grande responsável pela perda do título. Não quero ver mais esse traste no meu time. Moleque, irresponsável, inútil!
    3) TL ontem não foi feliz nas substituições, a não ser na entrada de Blanco, que a meu ver foi muito bem. Espero que ele tenha percebido que não dá pra apostar mais em Erik, um Clayton piorado. Dito isso, acho que nessas alturas, ninguém mais aqui está pensando que deveríamos ter continuado com Roger Machado. O TL deve sim ser efetivado. Tomara que agora ele aposte mais na base.

  84. Oi Eduardo e Amigos, bom dia!
    Realmente não merecíamos o título depois de tudo que aconteceu no início da temporada.
    Se o Rural serve de laboratório, espero que a nossa Diretoria tenha feito a leitura certa do que aconteceu e coloque as coisas no rumo certo.
    De tudo até aqui, duas coisas ficaram evidentes e escancaradas aos olhos de qualquer leigo. Primeiro, Thiago Larghi vem fazendo um bom trabalho. Deram a ele um limão e soube fazer a limonada.
    Na minha opinião, TL deve ser efetivado; o rótulo pouco me importa. Não vejo no mercado ninguém melhor que ele.
    Segundo, soltou as vistas que o plantel é fraco e incapaz de conquistar quaisquer tipos de torneios nesta temporada.
    E não vamos nos iludir, pelo posicionamento de nosso Presidente, se vieram contratações, serão só de “pardais”.
    Também não sou contrário à sua política de austeridade financeira. Ele tem a difícil tarefa de “assoviar e chupar a cana”.
    Voltando ao jogo de ontem, como pode um time composto por quase cinquenta por cento de jogadores veteranos e experientes ainda caírem na catimba de adversários e não saber administrar um resultado?
    Como seguir em frente na Sul-Americana?
    Finalizando, vamos ter que manter a calma e acreditar em dias melhores.
    Eh Galo, haja saco em 2018!

  85. Psicólogo e macumbeiro , todo mundo sabe que tem , mas eu nunca vi funcionar. Não concordo com esse papo de emocional, entrar no jogo com uma vantagem dessas e perder a cabeça ?!?! Não faltou maturidade…faltou foi futebol….perdemos para um time horroroso, com jogadores mal caráter e dirigentes bandidos …mas já sabíamos o que íamos enfrentar , inclusive compra de juiz .
    E esse esquema de jogar no horto já era , não vou deixar de pagar meu GNV , mas não vou mais a campo enquanto o Galo jogar em campo de time oequeno…apequenando sua torcida . Cansei

  86. Bom dia Eduardo e Amigalos,

    Infelizmente o título não veio. O meu maior medo era em caso de títulos que nossos problemas fossem mascarados.

    Aguardamos a efetivação do Thiago, pois tem feito um bom trabalho.

    Que o elenco continue trabalhando e correndo atrás dos objetivos.

    A batalha será longa, precisamos largar bem no Brasileiro para na parada da copa acertar o time.

    Aguardamos reforços, até o momento apenas especulações, mais acredito que em breve teremos novidades.

    Em relação a ver novos colegas publicando é uma ótima oportunidade.

    Que continue abrindo o espaço para novas publicação.

    Saudações e foco na Quarta, começa a batalha pela Sul-Americana.

  87. eduardo:ontem,no programa meio de campo da rede minas,seu ponto de vista estava perfeito.mas eu já não importo com campeonato mineiro,seria apenas mais um titulo pouco significativo ..juiz foi péssimo,como disse marcio resende (que nos prejudicou em 99) usou dois pesos e duas medidas,teria que expulsar os dois,edilson e otero(que papelão hein otero)você não deve ter reparado a cara de espanto do melane, hora que o geraldão falou que o edilson nem encostou no otero.é ser parcial demais..mas vida que segue. e essa zaga não aguenta brasileirão não,,cadê maidana e felipe santana?

  88. Gente!
    Na verdade o equilibro emocional pesou para alguns jogadores, Mas há de se colocar que o Fabio santos foi o responsável pelos dois gols. O primeiro esquivando da bola permitindo o cruzamento para área e o segundo entregando a bola para o adversário querendo fazer jogadinha de efeito e não voltou pelo menos para tentar recuperar a bola perdida. Da mesma forma foi o gol do cruzeiro no primeiro jogo tomado nas costas dele. Se fizer um levantamento dos gols sofridos iremos perceber que 95% sai do lado esquerdo. O Fabio Santos não marca e muito menos faz alguma coisa de produtivo quando vai ao apoio. Parabéns ao Adilson que vem sendo o melhor do time e ontem juntamente com o Cazares foi o destaque. O TL deve continua como treinador inteiramente ou não. O tal Erick não é, e nunca será jogador para fazer parte do elenco, não acrescenta em nada quando entra. Já estávamos com um a menos e quando saiu o RO entrando com Ele passamos a ficar com dois. Resumindo tudo, o Mineiro foi bom para que a diretoria tenha a visão e consciência do que o time precisa para o restante da temporada e, não ficar tentando tapar o sol com a peneira insistindo com jogadores que não tem condição de estar no elenco bem como outros que não tem condições de ser considerado titular, por exemplo o Leonardo Silva que já prestou seus serviços ao clube e estar na hora de pendurar suas chuteiras.

  89. Muito Ingênuo o Otero. Todos sabem que esse lateral delas é catimbeiro e provocador. O que me chateia é q vários jogadores caíram nessa e jogadores experientes. Acho que a diretoria deve multar o Otero, não pela falta mas pela burrice mesmo.

  90. Bom dia Eduardo!
    Otero foi o grande vilão da partida. No lance do primeiro gol caiu sozinho e deixou Edilson livre para cruzar a bola. Alguns minutos depois agride o adversário e é expulso de forma justa. Com 1 a menos desde os 20 do primeiro tempo fica muito difícil segurar o placar mesmo.
    A pressão inicial do adversário era algo normal e esperado, mas após 15-20 minutos ela reduziu, como era esperado também. O Galo tinha tudo para equilibrar o jogo, mas aí Otero teve a grande ideia de dar uma cotovelada proposital em Edilson e jogou tudo por água abaixo.
    Não sei o que se passa na cabeça de um jogador para fazer algo tão burro, mas espero que ele seja punido por isso. A diretoria deveria relembrar ele o que significa vestir o manto preto e branco.
    No mais é erguer a cabeça para o restante da temporada. TL trouxe de volta a confiança do torcedor no time e espero que o técnico continue com o bom trabalho aliado a reforços que a diretoria deveria trazer.
    Aqui é Galo!
    Abraço,
    Tomás

  91. Inadmissível a postura no jogo do venezuelano Otero. Já tinha agredido um adversário minutos antes e, não satisfeito, repetiu a agressão pouco tempo depois. Na hora dos jogos grandes, decisivos, é que percebemos com quem podemos contar. Embora seja um bom jogador, Otero demonstrou o seu total despreparo emocional. Atitude lamentável e passível de multa pela diretoria do clube.

    Longe de mim querer ser preconceituoso ou xenófobo, mas tenho a convicção de que jogadores oriundos de centros menores no futebol, como a Venezuela, são menos competitivos e têm mentalidade menos vencedora do que jogadores de centros maiores, como Brasil, Argentina e Uruguai. A expulsão de ontem e outras situações já demonstraram a falta de espírito competitivo e de mentalidade vencedora de jogadores como Otero e Cazares. Eles se contentam em ganhar jogos, e não campeonatos.

    Quanto ao Thiago Larghi, entendo que ele errou feio ontem ao tirar o Ricardo Oliveira. Com um jogador a menos em campo, uma das maiores possibilidades de gol que tínhamos era jogar a bola na área e esperar alguma jogada decisiva do nosso centroavante, acostumado a jogos grandes. Com o Erik em campo, o time ficou ainda mais inofensivo.

    De todo modo, o Larghi não foi o maior responsável pela derrota, mas sim o irresponsável e imaturo Rómulo Otero.

    Pelo menos não nos iludimos com o título, como no ano passado, e podemos almejar coisas maiores, como a Copa do Brasil ou a Sul-americana.

    Saudações alvinegras!

  92. Prezados Atleticanos, a pura e fria realidade se concretizou ontem: o atual elenco do Galo não tem forças para superar suas enormes limitações se não tiver o apoio da massa Atleticana. Pelo que vi no jogo de ontem, um futebol pobre, sem pegada e poder de decisão – isto ocorreu por que? a resposta quanto ao principal motivo é quase que diretamente dedutível: faltou a massa, os poucos torcedores que estiveram no Mineirão até que tentaram, mas seu número era muito pequeno para causar impacto e efeito concreto na postura do time. basta verificar a diferença de postura da Equipe do Galo no jogo de ontem e no Jogo no Independência – parecia que jogamos com times totalmente diversos. Com isso, perdemos o campeonato mais fácil da temporada.
    Não querendo estender aos já tanto relatados e comentados defeitos e limitações da equipe, concordo com alguns colegas que o Galo perdeu para si mesmo, uma vez que o adversário não demonstrou ter a qualidade que a imprensa o vem creditando, ainda mais pelos seus gols, os quais saíram mais por “mérito” de nossa “estupenda” defesa (algo que vem acompanhando o Atlético a mais de quatro temporadas).
    Vejo que o Mestre Eduardo ainda crê que possam vir reforços, mas, vendo a postura da Nova Diretoria e sua frequente e constante referência à escassez de recursos, não creio nessa possibilidade. Não vejo chances de que se consigam trazer alguém com capacidade de ingressar no time e agregar qualidade para fazer a diferença.
    Vamos disputar, em 2018, com praticamente este elenco que está aí, e para mim está mais do que clara e notória a enorme dependência do time do apoio da torcida. Somente com ela o Atlético poderá escapar de vexames este ano. Temo pelo jogos fora de casa, onde não haverá a presença do torcedor para incentivar e apoiar a equipe. Nesse sentido, tenho que reconhecer o que um dos jornalistas da Alterosa Esportes comentou: o Galo não tem time para ser campeão em 2018.
    Quem sabe ainda possa acontecer o improvável e o cenário para o ano mude para melhor. Saudações Atleticanas.

  93. Bom dia caro Eduardo e atleticanos e atleticanas de verdade, penso que começamos a perder o título no primeiro jogo, quando o interino inexplicavelmente tirou Elias e colocou Yago e não o Gustavo Blanco, o jogador vinha de longa parada e o Blanco sendo utilizado regularmente, jogou na quarta e ontem foi ele quem entrou então porque no primeiro jogo na final ele não entrou? O Yago é quem perde a bola no ataque que ocasiona o gol do Pirangi. Thiago Larghi ainda não tem experiência para treinar um time da grandeza do Galo essa é a minha opinião. Se vamos com ele tudo bem, mas é bom sabermos que ele ainda tem um longo caminho para se tornar técnico. Ontem era fácil prever que eles iriam fazer de tudo para tirar o Otero já que ele desequilibrou o primeiro jogo e nada foi feito para tentar impedir que nosso jogador entrasse na pilha. Bem decisões se perdem e se ganham nos detalhes e nós fomos amadores em muitos deles por isso perdemos. Ficou provado que precisamos de reforços para o time titular e não para compor. Uma ótima semana a todos e outros jogos virão e daremos o troco com certeza.

  94. Bom dia Eduardo e amigos. Tem oque reclamar sim caro Eduardo. O titulo do Cruzeiro foi merecido pela campanha, mas não pelo jogo de ontem, quando o arbitro decidiu a partida, com a contribuição do Otero que foi decisivo em ambas as partidas. Assistia ao programa de ontem na Rede Minas onde voce estava presente ao lado dos Fanaticos Orlando Augusto e Geraldão, Milane, o mais sensato, mas não menos fanatico e outro companheiro jornalista. Mudei de canal quando o apresentador que apesar de ser cruzerense mas como apresentdor de um programa para todo estado tinha que tentar ser imparcial, insisitiu em dizer depois do “MIlane”, contradize-lo assim como ao Geraldão que insistia em dizer que o encrenqueiro do cruzeiro levantou a perna para atingir mas não atingiu, ou seja para ele Geraldão, se não quebrar a perna não é agressão e para Orlando Augusto jogar 11 contra 10 é o mesmo que jogar 11 contra 11, pois insistia em dizer, s dois deveriam ter sido expulso, mas o juiz não influenciou no resultado. Tirei do canal na hora, pois não merece minha audiencia quando não se tem imparcialidade, apesar de voce estar la e provavelmente ser amigo do Orlando. Tivemos na verdade 19 minutos de jogo onde era noram uma pressão do Cruzeiro, tiveram a sorte e a competencia de faer o gol aos 3 minutos em uma dividida perdida por “Otero”, e depois com uma a menos, é querer muito que o Galo pudesse ir pra cima com tudo, pra mim até que mateve-se organizado, mas faltava sempre o jogador que vinha fazendo a diferença. Depois novamente no inico e dessa vez Fabio Santos, colaborou para o segundo gol, a extrategia do Cruzeiro foi pilhar o jogo, claro com instruções de seu treinador, e nessa o Galo entrou principlamente Otero que era o alvo maior. Mas parabens ao Galo, nós estamos conscientes das nossas limitações e tenho certeza vamos melhorar, eles foram campeões e agora provavelmente o que era Rual virou champions league, mas é aquele titulo que pode tampar o sol com a peneira.

  95. Bom dia a todos.
    Não vamos achar que porque perdemos está tudo ruim. Infelizmente ocorreu td que não poderia no jogo de ontem. Tomamos um gol muito cedo, esse graças ao tombo do Otero que que caiu e aquele mau caráter conseguiu cruzar a bola na área. Chamo assim porque me nego a chama-lo pelo nome, prefiro chama-lo pelo que ele é. Esse cidadão entrou no jogo ontem justamente para desequilibrar o Otero. Visto isso na falta em que ele foi falar no ouvido do Otero. Agora, erro do Otero foi não bater com força viu. Acho que quando vai colocar em risco a ser expulso pelo menos que bata para tirar o adversário. Sou contra violência, mais esse maldito merecia sim um corretivo. Otero foi inocente sim, mais nada que justifica xingamentos proferidos, inclusive xenofobia. De onde ele é não importa, importante é onde ele está e o que faz. Um erro não apaga o que ele fez no jogo anterior. Se chegamos aqui com vantagem foi graças a atuação dele.
    Pra mim, Fabio Santos que é um jogador experiente deveria saber que não brinca perto da área, ali é bola pro mato. Foi dar caneta e perdeu a bola. Mais culpado que o Otero.
    Outro que precisa aprender a jogar em pé é o Gabriel. No passado já sofremos muitos gols pelo fato dele dar esses carrinhos sem rumo. Ontem bastava ele ficar em pé e dar mais uma passada que ele tirava a bola tranquilamente, mais não, como sempre tem que se jogar na bola, acho que tinha que fazer um treinamento especifico, carrinho assim não tem necessidade.
    Quanto ao juizão, sem comentários. Só faltou está com uma camisa das maria por baixo da de arbitro.
    Mais é passado. Vimos que temos um time bom e se o faz de conta de diretor trabalhar um pouquinho e contratar corretamente podemos almejar coisas melhores. Agora e torcer para irmos bem nos próximos jogos e torcer mais do que nunca para esse time de m… sair fora da liberta.
    BORA GALOOOOOOOOOOO

  96. Sempre ouvi dizer q Campeonatos Regionais só servem p derrubar treinador,como no CAM tudo corre na mão inversa, ganhamos um, ainda com pouca experiência de túnel e suas mazelas, é um pequeno mas importante ganho a ser levado em conta, ponto!
    GALO entrou muito pilhado em CAMpo,parecia q quem tinha de reverter o resultado eramos nós,e não o time horroroso da märïädä e isto custou caro.O time estava disperso,tomou um gol antes dos 5 minutos e ainda no primeiro tempo, teve um jogador expulso no momento em que o time parecia ter se encontrado em CAMpo,ali,na expulsão, perdemos o 45° título. A infantidade do Otero é algo a ser destacado,desde o início era claro a “ordem” para tirá-lo do jogo, trëmëräm com sua bola parada que fez um estrago danado no chocolate levado no primeiro jogo e iria acontecer de novo, então trataram de fazer o serviço, e o bobão caiu e o cartão foi merecido,já o do agressor,passaram pano. Aquela notícia vinculada na quinta feira não foi por acaso,sempre q este clubeco passa por maus lençóis o efeito “benecy” entra em cena,agora é na cbf. Não vou fazer do assalto imposto ao GALO pela arbitragem,o histórico dos “irmãos oliveira” fala por si. Achei a entrevista do nosso mandatário muito “brisa” ,falta nele um pouco de sangue dos GALOS índios,pensei que iria se indignar de sermos assaltados_falei q não iria falar dos “irmãos oliveira_ e ter a mesma postura que teve qdo se dirigiu ao maior patrimônio do Clube. Não sr. presidente!da forma como foi, em uma semana,o Atleticano não vai esquecer que o time deixou escapar o CAMpeonato mais fácil de ser conquistado dos últimos tempos e outra, ficou claro q não temos banco,o time pode ser bom,os reservas nem tanto,a ver!
    O minusculo adversário trëmë e continuará trëmëndö e o CAM é GiGante. Saudações

  97. Bom dia. Eu escrevi aqui que meu maior medo era o extra campo. Os mafiosos agiram de novo, porém, dessa vez com a nossa ajuda. Não dá pra perdoar o Otero. No mais, faltou muita experiência, dentro e fora de campo. É o preço que pagaremos pelo momento financeiro vivido. Essa experiência só virá com o passar do tempo. É virar a chave, corrigir os erros e seguir em frente. O amanhã a Deus pertence.

  98. Título perdido em detalhes. No primeiro jogo, Yago não acompanhou o jogador adversário que recebeu livre para fazer o gol (não entendi a entrada dele, que estava sem jogar há muito tempo). Ontem, no primeiro gol F Santos corta mal, Otero vai “de primeira” na marcação e o Victor sai estranhamente do gol. No segundo gol, F Santos foi driblar num local e num momento totalmente inoportunos. Três gols que significaram a perda do título. E a infantil expulsão do Otero. Dentro de campo ainda falta, a meu ver, uma liderança. Contudo, como comentado, a princípio não era um título esperado, mas que passou a ser depois do domingo de Páscoa. Enfim, vida que segue e vamos para a Sula. O time melhorou, os jogadores estão mais empenhados, parece haver mais harmonia no grupo. GALOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!

  99. Semana passada alertamos exaustivamente sobre o equilíbrio emocional. Sobre não cair na provocação deles e focar apenas no jogo. Sobre não ter jogadores expulsos infantilmente.
    Mas nosso time foi ingênuo, esqueceu de jogar futebol e tentou disputar uma briga. Foi tudo o que o adversário queria. Eles são profissionais nesse quesito. Ganham clássicos quando conseguem desestabilizar nosso time. A
    gente está cansado de saber disso, mas o time do Galo parece que ainda não aprendeu.

    O grande Otero foi protagonista nos dois jogos, decidiu para o bem e para o mal. Se ele fosse mais esperto, deixaria o jogador adversário atingi-lo com o pé alto naquela dividida, aí quem seria expulso era o lateral deles.

    Enfim… vida que segue.
    Agora é juntar os cacos e tentar encontrar motivação para o resto do ano. O técnico é este mesmo, merece uma chance de ser efetivado. Lembrando que ainda precisamos de reforços. Mesmo se o titulo viesse, ainda precisaríamos de dois ou três jogadores. Sei que falta dinheiro pa contratar, mas a diretoria tem que se virar pra resolver.

  100. Vou dizer a vocês algo que certamente a maioria dos amigos aqui não concordará comigo. Mas eu vejo por este viés: o excesso de gozação, clima de oba-oba, após a primeira partida, pilhou todo mundo lá do outro lado. Ainda que o discurso do técnico tenha sido o contrário.

    Antigamente a gente comemorava e era tudo leve. Havia. Alegria. Mas hoje em dia tem que provocar, tripudiar. Dá nisso. Deu no que deu.

    Aff !!!!!

    1. Teve isso também

      Mas de todo modo o Otero perdeu a cabeça e comprometeu o time, ele como o principal jogador do time deveria dar exemplo, mas vida que segue!

      1. Bom dia a todos! Tenho medo da palavra reformular; o Galo não necessita de reformulação, de ajustes sim. Quanto a Otero, não concordo que tenha perdido a cabeça; se bem analisado se pode constatar que o marcador dele entrou em campo para tirá-lo do jogo, afinal ele representava importante perigo. Mas concordo que ambos, fosse o caso, poderiam ter sido expulsos. Estamos no caminho certo, porque o time, nos últimos jogos vinha jogando bem, e não jogou mal neste último; mas precisamos de reforços pontuais e a continuidade do atual treinador. Volto a insistir: o Galo se desfez com a contratação do cone implicou na venda do Pratto e na profunda modificação da filosofia de jogo. Sempre GALO.

      2. Tudo bem, Otero é um bom jogador, raçudo, tem o chute como arma forte. Mas não pode ser o principal jogador do Galo. O Galo precisa ser qualificado. Com mais um pouco de qualificação seria campeão mesmo com um jogador a menos. Não se pode jogar a culpa no Otero e nem no juiz pela não expulsão da lateral da maria. É melhor olharmos para as nossa limitações para não lamentarmos mais a frente.

      1. Olá a todos. Otávio, concordo com você: houve oba-oba da torcida e do time em campo, achando que seria campeão com o pensamento mágico – sem precisar jogar.
        Adversários relataram à imprensa que, durante o hino, os gringos do Galo falavam “bicampeão”. O gringo Cazares foi um dos poucos que jogaram bola, ao lado do Adilson. O outro gringo, Otero, foi inocente e irresponsavel ao não perceber que o lateral adversário estava cavando a sua expulsão.
        Os jogadores defensivos do Galo nada fizeram para evitar os dois gols (incluindo Victor q demorou a sair no espaço vazio que gerou o cabeceio do primeiro). No segundo gol, falhas conjuntas de Fábio Santos, Gabriel e Leonardo Silva liquidaram a partida, porque não houve criatividade dos meias nem luta dos atacantes em busca do gol redentor.
        Para acabar com a esperança da torcida, embora cantando vitória antes da honra, os atletas alvinegros não demonstraram raça, futebol, tática e desejo de conquistar o título. Em campo, esqueceram os primeiros versos do nosso hino, a vibração e o futebol envolvente praticados nos 3X1 contra o adversário.
        Foram apáticos e nunca há em campo, e não houve ontem, liderança(s) que estimulassem todos a sair da moleza geral. Mais uma vez, Elias foi o velhaco remanescente e escondeu-se na decisão.
        O adversário mereceu o título. Lutou, jogou futebol competitivo, tático, rápido e eficiente, com domínio das ações e da posse de bola.
        Fez tudo que o deveríamos fazer e, com raça e objetividade, levantaram a taça.

  101. Bom dia massa e Guru. Nessa nossa derrota e consequentemente a perda do título, talvez a menor culpa é do interino, pois ele vem tirando leite de pedra. Literalmente perdemos o jogo e o título na expulsão de Otero, e o time além de ficar com um jogador a menos, perdeu o poder de ataque. Mas não é hora de sentimento de terra arrasada, e devemos absorver esta derrota e partir para cima nos próximos compromissos. A casa está sendo arrumada e aos poucos vamos chegar a um bom time, prova disto é que outros times que investiram os tubos e com elencos muito mais caros (Palmeiras e Flamerda), ficaram no meio do caminho.

    Parabéns meu Guru, pelo novo conceito do blog, e bem-vindo aos escolhidos. Somente sugiro que neste espaço dos comentários sejam limitados a no máximo 200 ou 300 palavras, porque senão daqui a pouco todo mundo vai querer virar blogueiro.

      1. Também concordo JBHGALO, esse espaço teria que ser limitado a 200 ou 300 caracteres o que tem de gente escrevendo aqui parecendo que esta escrevendo um livro

    1. JBGALO; acho que devemos ponderar e evitar precipitações ao elogiar e sobre-estimar o treinador interino TL; tem sim acertos mas está cometendo erros graves, aliás gravíssimos nas escolhas das substituições; dias atrás ele sacou o Otero naquele jogo que por milagre não fomos eliminados contra o galáctico Figueirense, ontem cometeu aquela pixotada ao retirar o artilheiro e o jogador alma do time, RO e Luan, simplesmente INEXPLICÁVEL; até porque quem ambos que entraram ainda não demonstraram de fato competência e capacidade para mudar um jogo importante!!

      1. Concordo amigo Otávio, além desta deficiência, acho que o interino também precisa ser mais ousado e dar mais oportunidade pro pessoal da base. Mas o custo benefício dele é enorme, haja visto o que seu antecessor e outros que tiveram no nosso comando deixaram de legado.
        Ele é inexperiente, e creio que com um pouco mais de rodagem, poderá melhorar estas deficiências, basta apenas os jogadores também cooperarem, não é Otero?

    2. Time totalmente desequilibrado emocionalmente, o que acarretou o ridículo desempenho do Galo nesse domingo. Um único chute a gol e de bola parada. Não dá pra entender esse despreparo psicológico, que ao meu ver deveria afetar mais o time adversário que estava em desvantagem. O técnico tem uma parcela de culpa nisso, mas temos que dar um desconto pois é muito inexperiente nesse quesito. Contudo vi também jogadores, que de tão experientes já deveriam ter pendurado as chuteiras e continuam insistindo no futebol, também entrando na pilha dos jogadores do time adversário, Leonardo Silva, Elias, Ricardo Oliveira. Se o técnico é inexperiente, esses deveriam ter controlado a situação diante das provocações adversárias. Em suma, não estou triste pelo time adversário ter conquistado o campeonato, estou triste pela pífia atuação do meu glorioso Galo.

  102. O time entrou na pilha das felpudas e deu no que deu. Tinha que jogar com a cabeça, mas preferiu jogar com o cotovelo. Foi um gol contra do Otero. O soprador, pra variar, como a maioria, um fiasco. Aí não tem santo que faça milagre. Que com isso, a diretoria consiga enxergar que falta pelo menos um bom zagueiro e também o camisa 10. Vamu, Gaaaaallllloooooo!

    1. Fora Fábio Santos . Lateral horrível . Ninguém fala nada . Entregou o j0go de novo junto com o Otero . Chega deste lateral que só sabe correr.

  103. Bom dia amigos.
    Hoje de cabeça mais fria, volto a dar meu voto de confiança ao Thiago Larghi apesar de continuar achando que ele nunca deveria ter tirado Ricardo Oliveira e Luan.
    Estava com eles a chance de um gol que nos daria o título, provavelmente nos últimos minutos de jogo.
    Quanto ao Otero, eu ainda não consigo desculpar.
    O juiz, como sempre beneficiou claramente o time da casa.
    Agora vamos lá continuar apoiando nosso time do coração sempre.
    Parabéns Eduardo pelo novo blog e que certamente estaremos lendo diariamente.

    1. Concordo com você, pois substituir Luan e Ricardo Oliveira foi um grande erro. Acho também que o árbitro foi decisivo no resultado do jogo ao não expulsar o Edilson (esse cara já entrou em campo com a intenção de fazer o Otero ser expulso).
      Acredito que no 11 contra 11 ou 10 contra dez não tomávamos o segundo gol e talvez faríamos um.

  104. Bom dia Eduardo, atleticanas e atleticanos que viram o sonho se acabar. O sonho estava lindo e promissor, mas virou um pesadelo pela falta de controle emocional do time. E o grande Otero deu uma de grande otário e levou consigo o sonho de todos nós.

    O desequilíbrio atingiu até o bom pastor que com poucos minutos de jogo já recebeu cartão amarelo e daí para frente só fez bobagens em campo. Caiu em todas as jogadas que participou tentando cavar faltas ou cartões para os adversários. Foi substituido para não ser expulso.

    Falo muito de controle emocional. Ocorre que eu já vi um sem número de vezes em que o Galo perdeu títulos e jogos importantes por causa desse desequilíbrio. É impressionante como isso não é corrigido. E o Galo tem departamento de psicologia. O que será que eles fazem?

    No entanto, não precisamos lamentar. Perdemos um título que só conseguimos vislumbrar a possibilidade de conquistar na fase final. Durante todo o resto do campeonato deixamos a desejar. Se considerarmos que o time do Galo mais uma vez não soube se comportar durante uma decisão e se perdeu em campo veremos que ao fim das contas saimos com lucro, pois, nós ganhamos um time. Tecnicamente nosso time está bem e não foi mal no jogo. Faltou serenidade, cabeça fria, poder de decisão. Inverteram a regra do bruxo. Venceram quando ainda não valia e perderam quando estava valendo.

    Quem diria no início do ano que teríamos um time na final e que mesmo com dez jogadores por mais de 70 minutos soube manter o jogo quase equilibrado? O Galo perdeu para si mesmo, o adversário só aproveitou o vacilo do Galo e venceu sem ter sido tão superior em campo. A vitória veio graças à superioridade numérica, pois, tecnicamente o Galo esteve bem. Repito que nada há a lamentar. Estamos nos preparando para coisas melhores e teremos bons momentos neste ano.

    No que me diz respeito eu tinha certeza da vitória e nenhuma dúvida quanto ao título. Isso significa que a minha certeza e falta de dúvida e nada são a mesma coisa.

    Troquei o chip e já estou na Argentina. O que interessa agora é ver se o progresso do time é duradouro e resistirá a essa derrota. Na Argentina teremos um clima de guerra e muita tensão. Será jogo decisivo também. Que a lição aprendida sirva para controlar os nervos na quarta-feira.

    O sonho foi bom enquanto durou. Vamos Galo, levante a crista e afie a espora, depois daquele morro tem mais.

    Um abraço aos amiblogs e amiGalos que já se sentem fortes para novos embates.

    1. Não existe essa de mereceu ou não mereceu. Título sempre é bem vindo em qualquer circunstância.
      O Galo perdeu, primeiro, porque a expulsão de Otero foi decisiva. Faltou equilíbrio ao venezuelano que fatalmente iria provocar a expulsão da lateral mariana, mas aconteceu o contrário. o juiz errou em não expulsar também a maria, mas não é correto depositar na conta do árbitro a derrota. O Galo teria sido campeão mesmo com um a menos se tivesse um time um pouco mais qualificado. Mas não é terra arrasada. Quanto ao técnico, tem muito potencial e será certamente um dos melhores do Brasil, mas nessa decisão faltou cancha no quesito maldade do futebol que o técnico rival tem. Mas isso é com o tempo. Algumas coisas são previsíveis no futebol e uma delas são as provocações que levam a uma expulsão de jogadores e abrem caminhos para vitória. Vejam que era para ser o contrário a expulsão se houvesse uma orientação para Otero manter a calma e procurar cavar a expulsão da lateral. Agora, não há mais o que fazer, apenas a reflexão. Nem vale punição a Otero e nem jogar a culpa nele pela perda do título. Como foi dito, foi o conjunto da obra.

    2. Realmente total falta de controle emocional e excesso de violência de alguns atletas. O Otero merecia ter sido expulso muito antes ao agredir o Edilson com um tapa no rosto.

      1. Certamente, Jandir, saudações. Curiosamente o Galo, um time que respira e transpira emoção e que tem a torcida mais emocionante não tem controle emocional.

        1. Perdemos o título no primeiro jogo, pois as marias tinham espaço para tomar 5 ou 6 e, além de não fazer, o Galo tomou um, com todos os defensores olhando a bola correr de pé em pé no ataque delas sem ninguém pra pular na bola. Otero… inocente… melhor abaixar a bola, pois não é isso tudo não! Mereceu a expulsão!

    3. Boa tarde Paulo.
      O Galo só tem departamento de Psicologia com 1 psicóloga na base. O profissional não tem. Meu pai costuma dizer “se a cabeça não funciona, o corpo padece”. A estratégia deles foi visível. Pilharam o melhor jogador da final passada até ele se descontrolar. Fizeram isso porque sabiam que na bola o Otero não ia ser parado por aquele lateral limitado. Apesar de ser uma estratégia de moral questionável, atleta profissional tem que estar pronto para isso. Tem que saber usar a raiva como combustível para jogar ainda melhor e tem que aprender que uma derrota no lombo dói muito mais do que uma cotovelada na cara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*