Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Se não for no sufoco, não é Galo

Não só a auto-estima, mas – na mesma proporção – a confiança no time está de volta. O gol são-paulino, marcado casualmente bem no início da partida, não abalou o Torcedor e tampouco o time em campo. O semblante do Atleticano não denunciou preocupação, pois estava evidente que era questão de tempo. E a virada veio rapidamente, muito mais rápida do que qualquer previsão.

Se aos 20 minutos já tínhamos virado o jogo, nos acréscimos ainda do primeiro tempo o jogo estaria definido. Isso se juiz e bandeirinha não dessem a “borrada” de anular o gol legitimo do Fred. Será a ação Wright, já? Ele nem efetivamente assumiu e já manda sinais? Vergonha! Só fazem isso com o Galo. Ontem, o zagueiro Buffarini mereceu o cartão vermelho, mas ficou apenas no amarelo.

Fred jogo com o SP 04-08-16Será assim, faltas com critérios diferentes para marcar, quando for contra, e deixar passar, se a favor. E os cartões serão distribuídos de acordo com a necessidade e os interesses do eixo. Registre-se, o gol mal anulado tirou o Galo do G4, confira a tabela. Milimétrico!

Perdão, lambança também com o América. Heber Roberto Lopes e Carlos Berkenbrock tiraram dois pontos do Coelho. Em Chapecó, lance duvidoso tirou a vitória do time da casa. Wilton Pereira Sampaio. Conhecidíssimos!

Mas, no jogo do Galo, não bastassem os “erros” – ou equívocos – manjadíssimos dos juízes da CBF, o time ainda cedeu espaço, e o sufoco no segundo tempo foi de ameaçar levar cardíaco para o CTI. Não fosse Victor, a quem vou dedicar o post da tarde de hoje, a sorte do jogo teria sido outra. Ele assegurou a vitória e evitou o empate e até uma eventual derrota.

Desta vez, ao contrário dos últimos jogos, as substituições – especialmente a entrada do Luan – não surtiram o efeito de incendiar ainda mais o time em campo. No final, apesar de tudo, prevaleceu a nossa vitória. Ganhamos mais uma posição e agora já estamos em quinto lugar na competição. Com a mesma pontuação do quarto colocado e a apenas um ponto do eventual líder .

Luan - jogo com SP 04--8-16
Fotos: Bruno Cantini/Atlético

Se no ano passado vencemos todos os cariocas – tanto na ida quanto na volta – agora, ainda que no primeiro turno, já superamos todos os paulistas. Vencemos em casa: Santos, Corinthians e Ponte Preta, e lá na paulicéia, Palmeiras e São Paulo. Sei que isso mata aquela gente do eixo de inveja, de raiva, de ciúme e de tanta coisa. O locutor do Sportv, nascido “Jorge Vinícius” (imagino que seja assim que se escreve o nome dele), insistiu em demonstrar desconhecer as coisas do Galo.

O infeliz, certamente com a intenção de mostrar desdém, dizia que o Galo tinha 26 pontos e chegaria aos 29 quando a vitória ainda estava sendo construída. Ora, bastava o incompetente pegar a tabela de classificação – que deveria estar à sua frente – para não dizer bobagem. Chegou a dizer que Pratto não marcava havia 90 dias, desconhecendo que o argentino ficou em tratamento por 60. Não é desconhecimento, é provocação, mesmo. Se bem que disse que o Galo não perdia um jogo tinha nove partidas. Aí é desinformação.

Enquanto isso, depois de mais uma vitória, sofrida, suada e no sufoco, o Galo – com uma campanha irregular no início da competição – segue firme na caça ao líder. O único temor que o blogueiro e a maioria dos Atleticanos têm nem passa pelos adversários, mas pelas maracutaias sob o manto de uma pseudoimparcialidade da CBF. Atleticano não acredita mesmo nessa instituição.

Invoco o uso da Santa Ira para protestar contra a CBF, que ao longo de décadas prejudicou e continua prejudicando o Galo. Insisto. A escolha de José Roberto Wright para a comissão de avaliação de árbitros mancha ainda mais a entidade, além de ser uma grosseira provocação ao Clube Atlético Mineiro.

Em tempo: Acabei não indo a São Paulo com pretendia, mas soube, pelos amigos que foram, que o Morumbi continua um molambo, indigno de abrigar jogos do Campeonato Brasileiro. No setor de imprensa, até planta nascendo nas rachaduras da construção foi encontrada.

26 thoughts to “Se não for no sufoco, não é Galo”

  1. Eduardo, meu amigo, o nosso maior adversário mais perigoso no jogo de ontem foi o Vuaden e seus parceiros, moço! 🙁
    Eles são os mesmos, nada muda e pior, há muito o que Temer, meu amigo! 🙁

  2. Para mim o time titular do Galo é este que começou ontem, com a volta de Marcos Rocha e Donizete. Estou tentando segurar a euforia, mas eu acho que ninguém mais para o Galo este ano, pois não vejo nenhum dos nossos concorrentes diretos ao títulos com o plantel de qualidade que nós temos. Gaaaaaaaaaaaaaaaaaaaalôôôôôôôôôôôôôôôôôô!

  3. Puta merda hein Dudu !Dois grandes e jovens Atleticanos nos deixam na mesma semana . Primeiro foi o Marcelo Reis (@galodoidumest )- jovem cineasta diretor do documentário Imortal do Gelo – e hoje o Vander Lee . Força aos familiares …
    REST IN PEACE Marcelo e Vander Lee .

  4. Eu só assisto jogos do Galo nestes canais que só falam mal do nosso Galo com a TV no modo mudo. Não suporto os comentários. Inclusive os de BH da rede que comanda e explora os clubes.
    Para cima deles GALO.

  5. Pra cima deles GALO…..para ser campeão pode ter certeza que teremos que ganhar jogando muita bola, a arbitragem vai complicar, como ontem anulando um gol legítimo que definiria o jogo. A regra diz; na dúvida, pró ataque, mas parece que isso só vale para os times do eixo RJ-SP, impressionante. Primeiro tempo foi perfeito. Acredito muito porque o elenco do galo é o MELHOR DO BRASIL com sobra….Ingresso para empurrar o GALÃO contra a Chapecoense na mão, vamos colocar o caldeirão para ferver!!!

  6. Sem dúvidas um dos melhores reforços do Galo no ano foi o retorno do Maicosuel. Como tá jogando bola. Voando, rápido e liso nos contra-ataques, e fazendo um trabalho muito bom ainda na recomposição. Pratto dando aula de finalização. Gol mal anulado do Fred. Fábio Santos excelente na latera. Eêe caba não mundão! Esse ano é Galão campeão!!

  7. Bom dia xará. Também achei perfeita a crônica e concordo que devemos abrir nossos olhos contra a maracutáia. Com um bandido desses na comissão de avaliação dos árbitros da CBFLU, CDFLA, CBRINTHIANS. O time do GALO está no camimho certo. Porém no jogo de ontem achei arriscado a entrada do Luan num momento que tomávamos um sufoco danado. Mais uma vez o melhor goleiro do Brasil garantiu a vitória. Vamos lotar o independência e entrar definitivamente no G4 e quem sabe alcançar a liderança ainda neste final de primeiro turno. Acabou o CAÔ O GENERAL VOLTOU!!!!!!!!!!!!!!Um abraço e saudações ALVINEGRAS!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Calma galera! Otero nem chegou direito. Vamos esperar que o cara daqui há pouco entenda que sua função prioritária é distribuir bola e bater falta. Foi meio fominha ontem. Mas vai entender que aqui é um por todos…

  9. Excelente resultado, boa partida do time todo, passamos sufoco no segundo tempo devido ao gol mal anulado do Fred. Ontem havia dito que achava que Marcelo repetiria o esquema do jogo contra o palmeiras e que concordava com ele. Nosso treinador me surpreendeu positivamente. A escolha dele pelo quarteto ofensivo foi acertada. Lucas Pratto não pode ficar fora do time de jeito nenhum, saia quem tiver que sair. O argentino é melhor que Fred (que tbm é bom jogador). Ele faz bem as coisas que Fred faz e faz também coisas que Fred não faz. Que bom ter os dois no elenco, mas se tiver que escolher, Pratto sem dúvida! A opção do treinador por Carlos César também se mostrou acertada. O lateral tem suas limitações mas como jogador da posição, é bem melhor que Patric. Marca melhor, recompõe de forma correta, atento o tempo todo. Tem que ser valorizado. Só não gostei do Otero. Como foi o primeiro jogo dele, num país diferente, jogo muito pegado, vou dar um desconto, mas me pareceu atabalhoado, fez péssimas escolhas o tempo que jogou, errou lances bobos e quase complicou entregando uma bola que resultou num contra ataque quase fatal. Na minha opinião, jogador daquele tamanho, pra conseguir jogar em alto nível nos dias de hoje, tem que ser fora de série. Fica mais uma lição. Temos a (provinciana) mania de valorizar demais todos os estrangeiros que são contratados, antes deles jogarem, o que não é sábio nem prudente. Lembram de Lívio Prieto, Agustín Viana, Gutierrez e outros péssimos jogadores sul americanos que aqui chegaram cheio de moral, simplesmente por serem gringos! Poizé, Otero me pareceu mais um desses exemplos. Tomara que eu esteja enganado. Vamos que vamos. SAN.

      1. urubu não meu velho, sou GALO. Leia com mais atenção, apesar de ter dado minha opinião sobre o pouco que ele jogou, não deixei de falar que era o primeiro jogo, num país diferente. Não li nenhum comentário seu criticando quem já o escalava antes mesmo dele jogar, o que acho muito pior. Apesar disso não gostei do que vi e como disse antes, tomara que esteja errado.

        Santana meu caro, vc tem razão, a minha impressão foi inicial, concordo que seja cedo, mas não sei não. abço. SAN

  10. A interferência da CBF já pode ser sentida. É como a presença de um espírito malígno perambulando pelas ruas atrás de almas incaultas. Ontem, pudemos ver a falta de vontade do árbitro com o Galo. Não é falta de critério, é ser tendencioso mesmo. Infelizmente, está se desenhando mais um complô da CBF, só falta saber quem vai ser o favorecido deste ano. Em 2012 tivemos o CBFlu, em 2015 o Corinthians/Globo. Só espero que esse ano o Galo não pague pra ver. Vamos denunciar a farsa desde o início ! Abraços.

  11. Eduardo, vou novamente utilizar seu blog, o qual tem grande credibilidade e publicidade para deixar um recadinho aos pessimistas de plantão: – Eu só quero ver o coro de “Eu Acredito”, daqueles que realmente sente e transfere esta ENERGIA POSITIVA, pois se assim não for não venha aqui, e muito menos nos estádios, fazer agouro. Volto a repetir que em meus 56 anos, jamais vi um jogo fácil para o Atlético, portanto, se não for com muita luta, inclusive vencendo a CBF e sopradores de latinha, não seria Galo e não teria valor a conquista…Outra coisa Eduardo, somente vi até hoje apenas um Atleticano morrer de infarto, foi em 1977, mas este já tinha problema cardíaco, quanto aos demais iremos morrer sim de coração, mas é porque não tem como tirá-lo para colocar no bico das chuteiras dos jogadores e nas luvas dos goleiros….Saudações…..

    1. Prezado Antonio, tenho 37 anos e só vi um único jogo facil para o Atletico … e foi exatamente contra “os que tremëm” na final da copa do Brasil.
      De resto, fica a nossa busca pelo título e acho até bom o Galo não assumir a liderança ainda …. tem mt chão pela frente e quanto mais ficarmos em evidência com a CBF, mais seremos prejudicados …
      Tem que ser corrida de bike, da o sprint final na hora certa!!!
      Abraços e eu sei que eles tremëm!!!

  12. Jogo sensacional, principalmente para aqueles corneteiros que pediam São VICTOR ficasse no banco de reservas. Engulam mais essa. O time jogou muito bem, no segundo tempo cedeu alguns espaços e o horroroso bambi conseguiu trocar passes, faltou caprichar no contra ataque. Mais três pontos e a busca pelo título continua cada vez mais viva! Saudações Atleticanas.

  13. Dos times que estão na ponta do campeonato, Palmeiras, Corinthians, Grêmio, Santos, o time do Globo, apenas o Galo ganhou… pode ter certeza que agora estamos incomodando e muito…. Os erros contra começarão a ficar frequentes… É impressionante como na dúvida é sempre pró paulistas e cariocas…Impressionante também é que toda vez que o Palmeiras tem um jogo difícil colocam esse Wilton Pereira Sampaio para apitar… Marcelo Oliveira o conhece muito bem, pois ele já tirou uma copa do Brasil dele e entregou para o Palmeiras, quem duvida é só ver o jogo Coritiba X Palmeiras na decisão…. Daqui pra frente vai ser assim, o Galo contra tudo e contra todos… Ao contrário de cariocas e paulistas o nosso décimo terceiro jogador é a torcida…. Pra cima deles Galo!!!!!!!!!!!!!!

  14. Resultado maravilhoso, em que pese o segundo tempo. Victor corrigiu sua falha com boas defesas. Deveria ficar treinando depois do expediente saídas nas bolas aéreas. A Robinho faltou inspiração. Volte imediatamente, Marcos Rocha. Muito bem, Otero. Um cartão, um belo drible e um bom chute a gol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.