Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Em defesa do direito dos cornetas

Caríssimas e caros, que seria do futebol não fosse a nossa cornetagem? Pode ser ainda cornetear. Adicione-se a isso frase de Nelson Rodrigues que “toda unanimidade é burra”. Ele, um dos mais geniais cronistas brasileiros de todos os tempos, complementa: “quem pensa com a unanimidade não precisa pensar”. Ao que nos interessa, sobre a nossa […]

Leia Mais

Agitação na Cidade do Galo

São tantos acontecimentos simultâneos na vida Atleticana que o Torcedor fica inquieto. Hoje, pela Copa do Brasil, enfrentamos o Bahia pela segunda vez na semana e já na outra – em local ainda indefinido – pegamos a mesma equipe na segunda partida que decide quem segue na competição. Além disso, possíveis negociações e a volta […]

Leia Mais

Resenha curta pós jogo

Via de regra, como nossos amiGalos sabem, só posto algo no dia seguinte. Mas, esses três a zero, depois de um primeiro tempo tenso sugeriu abrir o espaço para a Massa opinar sobre esse jogo matutino. Serei curto, só para liberar às nossas manifestações. O horário, que sempre condenei, foi propício em função da temperatura […]

Leia Mais

Que venha o Bahêa

É isso que os torcedores do time baiano, das arquibancadas, gritam, levando-os a viradas épicas. Frente ao Galo em algumas oportunidades, que nos custaram preciosos pontos. Ano passado, mesmo sem esse “bora Bahêa, minha p…” – pois o estádio estava sem público – nos tiraram três pontos e o título nacional. Pois hoje, nesse horário […]

Leia Mais

O dia seguinte

Foi uma quarta-feira cheia de graça para os Atleticanos e gracejos amarelos e nada divertidos de adversários. Desde os argentinos, que – ao que demonstraram – não souberam assimilar a derrota até antigos rivais na falta de assunto de seu interesse relacionado ao futebol. Ao final o que valeu foi a classificação para a próxima […]

Leia Mais

Hobby que virou terapia familiar

Conforme disse no post de hoje, pela manhã, trago agora um depoimento de Atleticano que reside em São Paulo. Alessandro Zema Silva, filho de uma prima em primeiro grau (nossas mães eram irmãs), é daqueles Atleticanos da gema. Me lembro com carinho dele, ainda criança, na casa da Vovó Venina, quando esticávamos boas prosas sobre […]

Leia Mais