Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Repercute mal a indicação de Wright para fiscal de juiz

A nova invenção da CBF em relação à arbitragem repercutiu negativamente, tanto aqui no blog quanto de maneira geral. Afinal, indicar José Roberto Wright, de triste memória, para uma comissão de avaliação de árbitros é algo de tampar o caixão do futebol brasileiro. A medida explica o sete a um para a Alemanha e a possibilidade de o Brasil sequer disputar a próxima Copa do Mundo.

Aqui no blog, entre dezenas de manifestações, houve apenas uma favorável ao descalabro, de um infeliz leitor que até hoje não entendeu o espírito do blog. Talvez por alguma dificuldade visual, ou quem sabe até mesmo por falta de discernimento, não tenha percebido que “aqui é SÓ Galo”. Tentando ser irônico, na segunda linha chamou o blogueiro de comentarista, o que não é correto. O blogueiro escreve exclusivamente para defender o Clube Atlético Mineiro. Não gastei nem 13 segundos para jogar o comentário na lixeira.

CBF escudo
Fotos: UAI/EM

Pois bem, a indignação é geral com a indicação de um ex-árbitro debochado, que zomba da torcida Atleticana. Quem não viu, vale a pena voltar e assistir ao vídeo postado ontem. Bem no início, Wright faz piadinha com a massa, depois só vem aquele monte de asneira sobre sua desastrosa atuação naquela partida entre Atlético e Flamengo, em 1981.

O Torcedor é criativo e durante todo o dia de ontem foram várias mensagens e memes a respeito da indicação do infausto para o cargo de avaliador de juízes pela CBF. A melhor delas, em minha modesta avaliação, repasso abaixo para o leitor Atleticano.

“O sentimento de maior tristeza dos torcedores paulistas e cariocas em cada momento:

Palmeirenses, com a recente venda de Gabriel Jesus para o Manchester City;

Vascaínos, quando Philipe Coutinho foi para a Inter de Milão;

São Paulinos, com a transferência de Kaká para o Milan;

Tricolores, por perderem Thiago Silva para o Milan;

Santistas, na ocasião da negociação de Neymar com o Barcelona;

Flamenguistas, quando José Roberto Wright parou de apitar.”

 

Em tempo: Os primeiros jogos da rodada tiveram resultados interessantes às nossas pretensões. Que continue e assim seja!

2 thoughts to “Repercute mal a indicação de Wright para fiscal de juiz”

  1. Fico imaginando o quanto são inocentes, comentaristas, imprensa de todo Brasil que não viu o que a Globo ajudou e continua ajudando o flamengo em toda carreira futebolística. A CBF é comandada por esta emissora.Lembrem bem quando todo povo Brasileira assistiu incrédula a maracutaia o que fez a rede globo? “Chamou toda imprensa nacional e deu ao José Roberto RATO um premio de melhor juiz do país e o credenciando para juiz da FIFA durante uma grande festa no Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.