Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Fique de olho no apito

300x250 - Conecta S DuosNão fossem os costumeiros “erros” dos juízes, a parte de cima da tabela, que está muito parelha, sofreria algumas alterações nas colocações. Como de regra, os árbitros da CBF sempre “erram” em favor de paulistas e cariocas. O América, que ontem venceu – e o treinador do Santos, Dorival Júnior, entendeu de reclamar –, já foi prejudicado duas vezes no campeonato. Numa delas, em favor do Flamengo. Seria um ou três pontos a menos dos cariocas.

Já Palmeiras e Corinthians teriam, no mínimo, um ponto a menos, cada. Tiveram empates “providenciais”, graças aos apitadores, nos jogos com Chapecoense e Figueirense, respectivamente. Temos outros fatos no ano, mas ficamos nos mais recentes. O Galo, numa reclamação da última partida, teve um gol mal anulado que lhe daria uma posição a mais no saldo de gols. Eu, Eduardo de Ávila, blogueiro deste “Canto do Galo”, definitivamente, não acredito nos juízes, na CBF e tampouco na emissora que manda no futebol brasileiro.

Diante disso, temos de enfrentar a cada jogo os adversários da rodada e, ainda, a eterna má vontade da arbitragem escalada pela confederação e até mesmo a explícita preferência da televisão por clubes do eixo, notadamente Flamengo e Corinthians. São vários leões a serem encarada a cada etapa do Campeonato Brasileiro. Vida que segue. Não por acaso, Alemanha sete a um!

Nesta segunda-feira, frente à Chapecoense – a meu ver um dos times mais determinados do Brasileirão e depois explico a razão de assim entender –, o Galo precisa vencer, fazer gols para saldo e continuar convencendo na competição. O treinador Marcelo Oliveira conseguiu encaixar a equipe e os resultados estão acontecendo. A sequência de oito vitórias em dez jogos disputados não é por acaso.

donizete - 20-06-16 treino
Foto: Bruno Cantini/Atletico – Ilustração extraída do facebook

Para hoje, com mais uma vez a Torcida marcando presença como tem sido nos últimos jogos, o Galo terá apenas o desfalque do Marcos Rocha. O lateral, que se machucou na nossa última derrota, para o Flamengo, em Brasília, voltou a trabalhar no sábado, mas segue em busca do melhor condicionamento físico para retomar a posição. Donizete retorna ao time e é garantia de um “general” à frente da zaga Atleticana.

A vitória, hoje à noite, na Catedral do Horto, garante no mínimo a terceira colocação, podendo até ser a segunda, caso o Corinthians não vença seu adversário. Daí, a afirmação no início desta postagem, de que, não fossem os manjadíssimos “erros” da arbitragem, poderíamos virar o turno na primeira colocação. A bem da verdade, quero a liderança é no final do campeonato. Se a CBF, por intermédio de seus juízes, STJD e atos administrativos, e a emissora de televisão não atrapalharem, claro!

Em tempo: Não estou com choradeira, apenas alertando. Afinal, “galo escaldado tem medo do apito amigo”.

Sobre a Chapecoense: ao contrário do América, que anunciou que disputaria título e vaga na Libertadores, o clube montou um time para permanecer na série “A”. Política muito mais inteligente. Certamente, os diretores catarinenses, na linha inversa de alguns falastrões, sabem definir sua missão e propósito na competição: continuidade!

8 thoughts to “Fique de olho no apito”

  1. Acho melhor ficar quieto e incentivar o Marcelo a treinar os jogadores para colocar a bola na casinha. Enfiando 3, 4 ou 5 gols não tem como o apito amigo ajudar. O apito amigo atua nos pequenos detalhes ( falta perto da area, penalty nao marcado, impedimentos etc.). Lembre-se querido Eduardo que sua coluna é lida até dentro da CBF, por isso falar muito desse assunto pode provocar a ira do LADO NEGRO DO FUTEBOL BRASILEIRO. Um abraço e isso foi somente a minha opinião.

  2. Nenhuma dúvida que o apito amigo estará em ação durante todo o campeonato em favor dos queridinhos da globo! O Galo, se quiser ser campeão, terá que ser arrasador, ganhar de tudo e de todos. Todo mundo conhece esta história, estamos chovendo no molhado. Não há outra saída. Continuar hoje a arrancada, sem vacilo, com todo respeito à Chapecoense, nenhum resultado além da vitória será bem aceito. Se o time mantiver o foco e empenho que vem demonstrando, mais uma batalha vencida nessa luta!
    Pra cima deles, Galo!!!!

  3. O que não entendo, e nunca irei entender é o porque de esperar até que mais nada se possa fazer, para que se denuncie as falcatruas do conglomerado Globo/CBF/Rio São Paulo. Além de “erros” a favor de Corinthians e Flamengo, como apontado nesta coluna, o Palmeiras teve penalty, ridículo, marcado a favor no jogo contra o Coritiba, aos 47 do segundo tempo, conseguindo empate que garantiu, naquela rodada, a permanência do mesmo no G4. Em 2012 e 2015 pagamos pra ver, e CBFlu e Globo/Corinthians sagraram-se campeões, respectivamente. Acredito, aliás, tenho certeza, de que o momento de “colocarmos a boca no apito” é agora; a metáfora não é pura coincidência. Abs.

  4. É bom mesmo ficarmos muito atentos pois se ganharmos ultrapassamos um dos queridinhos da Globo, que, este ano vai contar com toda a ajuda possível para estar , pelo menos, na Libertadores….. Além da arbitragem é bom o Galo ficar atento ao time de Chapecó, pois junto com o Galo e o outro time da Globo, é o time que menos perdeu no campeonato, quatro vezes…. Todo cuidado é pouco, é só lembrar 2012 e 2015…..

  5. Bom dia. Como escritor de uma coluna no PORTAL deveria antes de publicar algum comentário, averigar se realmente condiz ou não com a verdade. No jogo entre Santos e Flamengo quem não teve um penálti marcado à seu favor no último minuto de jogo (mão clara dentro da aréa ) foi o Flamengo. Inclusive com programas espotivos de São Paulo confirmando o mesmo. Não acredito que o juiz tenha tido má intenção, apenas houve um erro. O campeonado brasileiro è assim, álias não só o brasileiro. Às vezes beneficiados, outas prejudicados. Não vamos dar desculpas antecipadas e sem cabimento. O Atlético tem um bom time, individualmente e coletivamento. Nâo precisa destes argumentos. Vamos parar com o BARRERISMO por favor. MENOS.

    1. Historicamente, comprovadamente, incontestavelmente, enfim todos sabem que o time carioca sempre foi o grande beneficiado pela CBF. Olho vivo na maracutaia! Segue o Corinthians.

    2. Antes de “averiguar” você deveria primeiro “entender” o que foi escrito, o Ávila não falou que o Santos foi prejudicado contra o time da Globo ele falou que o AMÉRICA foi….. E se existe BAIRRISMO é por parte da imprensa do eixo….. MENOS você e leia o título do blog: Aqui é SÓ Galo… se não entender a gente desenha…….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.