Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Transparência no futebol brasileiro

Completamos a 11ª rodada do Brasileiro 20/21, com queixas que pipocaram de todos os lados, em sua maioria relacionadas à arbitragem. Nós, Atleticanos, somos as maiores vítimas desses erros que nos valeram títulos nacionais e internacionais, nesse segundo caso, o árbitro gerador foi exatamente um juizinho da CBF.

Relembrar, como nesse caso, a desastrosa e suspeita atuação do Zé Roberto Wright e outras me impedem de chegar ao tema que estou sugerindo ao debate. Mas, também não vejo inconveniente em listar os algozes que nos tiraram títulos, além desse carioca que – a cada versão dada para aquela partida – se contradiz mais ainda. É tema para outra resenha.

Além dele, quem, entre nós Atleticanos, tem boas recordações de Simon, Aragão, Márcio, Arpi Filho, Lima Henrique, Maurílio, Jaílson, Ricci, Wagner Nascimento e por aí vai. Títulos regionais ficaram aqui em Minas, nacionais da mesma maneira, só vencemos a Libertadores porque o presidente Kalil exigiu um árbitro internacional para apitar Galo e São Paulo.

Dito isso, vamos ao que interessa. Qual a razão da blindagem dada aos sopradores de apito? Depois das partidas, com algumas cagadas inexplicáveis, esses sujeitos estão proibidos de dar entrevista. Qual a transparência que essa medida, de absoluta proteção aos mencionados, assegura ao cliente do futebol? Uma proteção de nós, os torcedores!

Então, ao que tenho apreciado, imprescindível se faz a necessidade de os juízes, bandeirinhas e VAR, imediatamente após os jogos, darem uma coletiva. Antes de se encontrem no corredor e desenharem algum roteiro para serem – sim – questionados. E mais, com a imediata liberação do áudio de comunicação entre o árbitro de vídeo e o de campo.

Só assim, não posso imaginar diferente, vamos poder acreditar em isenção da arbitragem. Transparência em tudo, do contrário, vamos seguir com o nosso direito a dúvida. Nunca tive convicção dessa pretensa isenção. Vítima que a minha história de Torcedor me indicou a seguir. Penso, desde 1977, que a CBF arma em conluio com interesses escusos, para moldar resultados e – consequentemente – títulos e classificações.

Esse árbitro carioca, Wagner Nascimento, que ano passado deixou de dar uma penalidade a favor do Galo e na mesma partida deu um escanteio que definiu o título mineiro, é um que precisa explicar suas decisões em campo. Quem não viu, na quarta-feira da semana passada (16/set), ele dando uma “piscada” a alguém (jogador ou quem?) após uma revisão do VAR? Qual a razão daquilo? Veja o lance no vídeo abaixo. Ele, Nascimento, numa mesma semana, apitou dois jogos de paulistas e gerou reclamações dos adversários.

Diante disso, caríssimas e caros leitores, se querem mesmo dar transparência nessa zona que é o futebol brasileiro, uma medida (existem muitas outras ainda) seria a obrigatoriedade da arbitragem de dar entrevista ao final de cada partida. E é para ser questionado mesmo. Já que falo de Nascimento, por qual razão o VAR – na final do Mineiro do ano passado – não foi acionado? Penalidade clara a favor do Galo. Ignorada por ele. Decidiu o título mineiro naquele erro. Ou pseudo erro?

Ainda, explicar a tal piscada, pra quem e com qual intenção? Aquilo foi uma atitude, no mínimo, comprometedora, que merece ser avaliada pela Comissão de Arbitragem. Ih! Por quem eu disse? Comissão de passar pano em gelo. Tem de ter é avaliação independente, não dá pra confiar em ex-juiz atuando numa coisa dessa importância. É corporativismo puro.

Enfim, se querem moralidade como afirmam, fundamental é que os mediadores das partidas sejam questionados, colocados contra a parede mesmo, qual a razão plausível para tanta blindagem? Os caras definem jogos com erros inaceitáveis e permanecem impunes. Simon, que num tête-à-tête comigo me chamou de velho gagá, depois de ter eliminado o Galo da Copa Brasil, foi a TV pedir desculpas. Alegou que não teve convicção da penalidade contra o Botafogo. Ora, o que lhe faltou foi colhão para apitar e isso o fez tirar o Galo da sequência daquela competição. E o prejuízo, quem paga? Transparência, já!

*imagens 1 e 2) UAI/EM; 3) redes sociais

35 thoughts to “Transparência no futebol brasileiro”

  1. Bom Dia! Sobrou até para os anunciantes. Está ficando chato esse “xô,rô,rô! Mesmo sendo árduo defensor do “direito de expressão.” Já pensaram se o esperado “Bi” ir para o ralo?

    1. O bi vai pro lado de lá. Aqui será segundo título.
      Bi na B.
      Quanto ao direito de expressão, continuarei zelando por ele.

  2. Boa Noite,

    Renovação talvez seja a palavra chave neste assunto de arbitragem.
    Após os elogios merecidos a arbitra Édina Alves Batista e suas assistentes, vimos também o árbitro do jogo Atlético x Red Bull, Ramon Abatti Abel que fez sua estreia na séria “A” como uma arbitragem impecável.
    Se percebermos os erros veremos que sempre são os mesmos, veteranos e donos da razão ou talvez porque com o tempo já sabem o que agrada a CBF, mas, a verdade é que precisa-se de renovação urgente.
    Quando ao Gol do Atlético- GO se é para ser perfeccionista quanto aos tempos, voltei no tempo e me lembrei de 1978, Brasil x Suécia, Nelinho bate escanteio e Zico marca o gol, anulado devido ao juiz terminar o jogo assim que Nelinho tocou na bola.
    Não sei como está a situação dos árbitros, equipes e comissão de arbitragem, mas, existe realmente uma falta de critérios claras, e as vezes dentro do próprio jogo, só mudando de acordo com o tom da camisa, antigamente as equipes conseguiam suspender juízes de apitar em seus jogos, hoje não sei se podem.
    Na verdade não gostaria de ver aquele Wagner Nascimento Magalhães, muito ruim, tendencioso e mal intencionado.
    É o Galo contra tudo e contra todos, só para ilustrar, não deixa nosso time melhor ou pior, mas, só para exemplificar, até no Fantástico deixaram de pedir música para o Keno, sobre a alegação dos gols serem no sábado, sendo que em outras 4 oportunidade já havia feito, então, fica claro que o conluio inclui até a platinada.
    Vamos continuar focados, ganhar brasileiro assim, contra tudo e todos será mais gostoso.

  3. NOBRE BLOGUEIRO EDUARDO , CLASSIFICAR DE DESASTRADA E SUSPEITA A ATUAÇÃO DO NEFASTO JOSÉ ROBERTO “RATO” NAQUELE ESCÂNDALO DE GOIÂNIA É MUITO POUCO.
    AQUILO FOI O MAIOR ROUBO DA HISTÓRIA DO FUTEBOL MUNDIAL. TUDO PLANEJADO E PROPOSITAL.
    NÃO DEU EM NADA PORQUE A EMISSORA DO MAL A GLOBOLIXO E A CBF EM CONLUIO ABAFARAM O ESCÂNDALO.

  4. Boa tarde amigos do Galos. Espero que a diretoria fique atenta e não libere o Cazares apenas pelo valor devido a este jogador, pelo futebol que não jogou no NOSSO GALO. O CAM não pode ficar de mão abanando nesta história, tem que entrar também dinheiro para o caixa do clube, que seja agora ou em transação futura com este jogador. Vai para o Corinthians e logo a seguir é negociado, e aí?

  5. Boa tarde! Pensar em transparência no futebol comandado pela CBF é uma grande utopia. São inúmeros e graves os escândalos envolvendo os gestores dessa entidade, inclusive, muitos deles sequer mereceram uma maior divulgação na mídia, a apuração e a punição devida. Não sabemos o que se passa nos corredores e salas da CBF, quantas manipulações e atendimentos à interesses desonestos podem ocorrer. Mas uma coisa é certa, eles conseguiram afastar o povo brasileiro da Seleção, a qual, atualmente, não possui qualquer identidade com a Torcida. Lamentavelmente, a arbitragem brasileira seja ela eletrônica ou não é apenas o retrato daqueles que comandam o nosso futebol.

  6. Bom dia Massa e Guru

    Guru, será já não está na hora de fazer um post sobre nosso técnico ? Polêmico, imprevisível, trabalhador, exigente, mandão, ranzinza, impopular (pelo menos com a imprensa), são algumas característica daquele que esta sendo apontado como melhor treinador no clube pós Telê Santana. Claro que alguns ainda o questionam e não aprovam sua metodologia de trabalho, mas por enquanto, estão enfiando a viola no saco, porque o carequinha está dando um banho de conhecimento e competência.

  7. Arbitragem é assunto muito importante mesmo. Ótimo texto.
    Sampaoli tem desempenho excelente, sem margem para críticas. Ainda assim, fico na dúvida com o não aproveitamento do Cazares como reserva do Natan. Com certeza não teria a mesma força do Natan. Mas Cazares terminou 2019 jogando muito bem, era o melhor jogador ofensivo do Galo. Já nos decepcionou bastante, incluvise na final da Copa do Brasil contra o Grêmio no Mineirão. Mas já que está no elenco e recebendo…

  8. Ontem fiz algo que raramente faço: assistir a uma partida de futebol em que o Galo não esteja em campo. Vi parte do jogo de Palmeiras x Grêmio. Um jogo sonolento, onde parecia ser proibido entrar na área adversária ou dar trabalho para os goleiros que assistiam aquela verdadeira pelada como observadores. Até que em algum momento, numa tão boa quanto rara jogada, o Palmeiras abriu o placar. Passei automaticamente a torcer para que o Grêmio empatasse e que ambos tirassem dois pontos do adversário. O Palmeiras colaborou ao deixar o Grêmio jogar sozinho, abdicando de atacar, segurando o jogo e deixando o tempo passar. Veio o empate providencial e merecido, já que não dava para os dois perderem. Depois do jogo ouvi o Luxemburgo lamentando o empate e dizendo que o time falhou porque ‘não soube segurar a bola no campo de ataque’. Que ‘não precisava tentar fazer o segundo gol’, bastava ‘segurar mais a bola no ataque’.

    Aí eu fiquei pensando na diferença de postura de um técnico como o Sampaoli e o Luxemburgo. Enquanto o primeiro não abdica de jogar para frente, sempre buscando o gol, o segundo prepara o seu time para amarrar o adversário, conseguir uma vantagem mínima e depois ‘segurar a bola no campo de ataque’ esperando o jogo acabar.

    O jogo do Galo no sábado parecia ser daqueles dias em que nada dá certo. Tomou o 1 x 0, empatou e viu o gol ser anulado por um impedimento, daqueles que só o VAR e a televisão é que conseguem ver. E no fim do primeiro tempo ainda viu o Keno perder um gol feito. Voltou com garra, empatou o jogo só para ver o adversário abrir 2 x 1. Lutou, conseguiu empatar novamente e virou o jogo 3 x 2. Se fosse um time tomado pela mediocridade que se transformou o futebol brasileiro, treinador e jogadores iriam pensar “hoje é um dia que está dando tudo errado, melhor eu não abusar e ‘garantir’ o resultado, fazendo cera e ‘segurando a bola’ sem tentar marcar mais gols”. Mas pelo contrário! O Galo doido partiu para cima, como sempre! Jogou bola na trave com o Keno, quase teve gol de placa do Nathan e foi premiado com o quarto gol que lhe deu gordura para, ao contrário do Palmeiras, não entregar o empate no fim do jogo.

    Para mim, são posturas como essas que forjam os times campeões. É claro que se o Keno não desencantasse e fizesse três gols, nada adiantaria ser um time valente, brioso e lutador. A estratégia de um time só funciona quando aliada à eficácia dos jogadores. Mas é bonito ver um time que ganhando ou perdendo não abre mão de jogar no ataque, que não abre mão de jogar como um time que almeja ser campeão. A alma do Galo de briga, do Galo doido, está de volta! O time do Galo hoje é a esperança de que o futebol brasileiro possa voltar a ter melhores dias, com futebol vistoso, alegre, combativo e campeão! Falta muito, é verdade. Mas acho que estamos no caminho certo. Se a diretoria não atrapalhar muito, a sintonia de um Galo doido dentro do campo com um Galo doido na arquibancada, ainda que por ora, virtual, vai fazer a diferença nesse campeonato brasileiro. Vamos Galo, a hora é essa!!!!

    1. Caro Jorge, perfeita avaliação. Poderia até fazer um trocadilho. Jorge Pontual, em alusão ao consagrado jornalista mineiro que fez carreira no Rio de Janeiro.
      Ainda bem que temos Sampaoli e não o profexô!

    2. Perfeito comentário! Sabe porque não ganhamos mais nada no mundo? Por causa da escola gaúcha, que nos deu um bando de retranqueiros, onde 1 x 0 é goleada! Felipão, Minelli Tite, Dunga, Celso Roth, Mano Menezes, e os que fizeram escola…..

  9. Esse Wagner Nascimento, sósia do Gil da Esfiha, é um árbitro patético, tendencioso. Fraco! Não entendo como esses caras conseguem se manter tanto tempo apitando jogo de time grande.
    Mas mudando um pouco o assunto, assisti ontem Gremio x Palmeiras, e a arbitragem me chamou atenção também. Escanteio e cobranças de falta para o Gremio, várias vezes o juiz marcou o famoso “perigo de gol”, fora faltas inventadas para beneficiar o Palmeiras. O apito pró eixo está a todo vapor.

  10. Concordo plenamente com o Thiago Lucio. Tinha um participante do Blog que fazia proselitismo do seguinte mantra: ” Torcer e Sofrer”. E outros do chamado apoio incondicional, que permitia a presenca dos Patrick no Galo por dez anos, contratações de jogadores mediocres e estagiários como técnicos do Clube. Ainda bem, que vivemos outros tempos e sepultamos a maldita filosofia do apoio Incondicional, sofrer e torcer etc…Com Sampaoli o objetivo é melhorar sempre, tornar-se vencedor em qualquer estadio, jogar para ganhar..Essa mentalidade é que faltava na Galo. Pensar em ganhar titulos, sem se contentar com classificação para libertadores. Parabéns pelo pensamento. Como já asseverou um amigalo: ” Quem nao almeja ser campeão, nao vai ganhar nunca”.

  11. Oi Eduardo e Amigos, boa tarde!

    A diretoria do Galo tem que ficar atenta.

    A CBF e a imprensa calhorda farão de tudo para impedir a conquista do título pelo Galo.

    O eixo Rio-São Paulo é que ditam as regras.

    Saudações Alvinegras,

  12. Bom dia, Guru e massa

    Arbitragem sempre foi caso de polícia no Brasil, mas se fizermos a nossa parte, mesmo com a influência e dos assopradores de apito e o VARcilões, seremos campeões. O momento é bom, a equipe está confiante, a torcida engajada e tudo favorável.

    Nota: Acreditem, na seleção da rodada além de 5 jogadores nossos estão Patricão da Massa e Yago Maidana. Fim dos tempos!!!!!

  13. Juiz no Brasil tem para todos os gostos e em todas as áreas: competentes, incompetentes, desde aqueles que interferem negativamente no FUTEBOL até aquele(s) que interfere(m) na POLÍTICA BRASILEIRA, esse é o famoso JUIZ LADRÃO. O problema existe, e como sabemos. A receita para o GALO combater isso é nossos DIRIGENTES ficarem atentos aos bastidores da CBF, e aqui falo exclusivamente da escolha da equipe de arbitragem para nossos jogos. Outro ponto importante é, vencermos os jogos dentro e fora de casa, assim seremos CAMPEÕES. E como faremos isso: FORTALECENDO O ELENCO, PAGANDO OS SALÁRIOS EM DIA, DANDO PAZ PARA O COMANDANTE SAMPAOLI TRABALHAR, e, no final, certamente seremos CAMPEÕES, independente de juiz ladrão, cbf, midia…

  14. Bom dia amigos do Galo. Arbitragem a parte, o NOSSO GALO anda tomando muitos gols bobos. Temos uma zaga muito boa, temos bons laterais e bons zagueiros, mas estão acontecendo erros de posicionamento e cobertura principalmente do lado direito de nossa zaga. O Everson ontem mostrou que é um goleiro que passa confiança ao time, fez ótima defesas e tem uma boa saída de bola.
    Meu destaque positivo de ontem foi a atuação do Keno, e o negativo foi o Guga, que as vezes parece estar desligado em campo, mas apesar disto temos que ter paciência e apoia-lo, pois ele é um bom lateral, jovem que ainda pode crescer muito de produção nas mãos do Sampaoli.

    1. Vc não entendeu! Ela deu 4 minutos e o Atlético Goianiense fez o gol aos 49:30, quando o jogo já deveria ter terminado. Portanto, pare de babar ovo, ela apitou bem, mas errou no final!

  15. Eduardo, achei os 4 minutos plausíveis depois da possibilidade de 5 substituições para cada time.

    E não achei falta do adversário em cima do defensor (Igor Rabello) que falhou no lance porque perdeu o tempo da bola.

    Simplesmente isso e nada mais no lance…

    Como diria Kafunga, “gol legal”…

    A árbitro foi muito bem!!!

    Ou a árbitra?

    Estou na dúvida…

    Ela não comprometeu em nada o resultado do jogo.

    Foi ela reta, justa e assertiva.

    Se a arbitragem brasileira fosse no padrão dela estaria ótimo.

    Ela está destoando, para cima.

    Parabéns a Édina Alves Batista!!!

  16. Bom Dia! Com todo respeito, até concordo com o “xororo”. Mais no meu entender, nada vai mudar os acontecimentos do passado. O que
    passou, passou! Chega! Vamos virar a pagina.

  17. 1 – Gostaria de deixar uma menção honrosa a atuação da árbitra EDNA no sábado. Tranquila, assertiva, controlou bem o jogo. Só achei que foi falta no Rabelo no 3 gol do GO, mas no Geral teve uma boa atuação.
    2 – Aquele Wagner Nascimento não pode mais apitar jogo do Galo. Se algum conselheiro, membro da diretoria ou departamento de comunicação acompanha este blog, fazer chegar ao presidente. Ele apitou 2 jogos do Galo, contra Corinthians e Santos, coincidentemente, dois times paulistas. Duas arbitragens muito polêmicas. Só falta ele apitar contra o Palmeiras…
    3 – O Galo vem evoluindo e tenho gostado da postura do time no 2T. A preparação física melhorou muito, lembram ano passado, nego andava em campo. Keno teve seu dia de R10.
    4 – Nathan é titular, simples assim. Como ele melhora o meio do campo, distribui melhor o jogo…
    5 – Jair e Allan não estavam em bom dia. A defesa muito exposta. Franco também esteve abaixo. O sistema defensivo depende muito da compactação dos volantes, os zagueiros não tiveram culpa. O Galo já tomou alguns gols por triangulações rápidas entre o beque e o lateral, ex, inter, Atl GO.
    6 – Sábado é DECISÃO, o Grêmio sempre tira pontos do Galo. É hora de mudar esta história. O time do Sul tem um bom toque de bola, gosta de controlar o jogo e joga com linhas muito próximas, mesmo com vários desfalques, o Palmeiras praticamente não teve chances. Um fato me chamou a atenção, os laterais não vivem bom momento, aí SAMPAOLI, agora é com vc.
    7 – 21 em 10 jogos. 70% de aproveitamento. Acredito que podemos fechar o turno com 40pts. Para isso, são 6 V, 1 E e 2 D. Possível, convenhamos.

  18. Meu amigo temporão,vc ainda possui aqle livro lançado pela revista Placar e escrita por Sérgio Xavier Filho, q recebe o nome de 17 Grandes Polêmicas do Futebol Brasileiro? Lançado em outubro de 2017 ele ñ envelheceu,pelo contrário, em se tratando de arbitragem, está atualíssimo, só precisa de correção no título; de 17 grandes polêmicas do futebol brasileiro para, três anos depois e com implementação do WAR_ wright.aragão e romualdo_ a arbitragem brasileira continua a mesma,uma lástima,fato!
    Faltou um aí na vossa letra q é três níveis abaixo em se tratando de jogos do CAM, Wilton Pereira Sampaio,esse é de lascar!
    Saudações Atleticanas . #GALOSempre

  19. SAUDAÇÕES ALVINEGRAS.
    Depois de um fim de semana de muita alegria e confiança e com sonhos grandes e possíveis, vamos começar mais uma semana na benção e confiantes em mais uma vitória do Galo semana que vem. O Galo para ser campeão, temos que sobrar, pois se formos na medida eles irão sempre tentar um jeito de nos prejudicar.
    Vide 2012 que nosso time estava voando e deram um jeito de ir nos podando aos poucos, claro que interferiram, mas o Galo do Cuca não ganhava fora, vocês lembram disso. Isso foi um dos grandes defeitos daquele time. Em pontos corridos só ganhar em casa não basa.
    Por isso o time do Nosso Maluco Beleza me enche de esperança.
    E ainda estamos em evolução e acredito que chegarão mais dois reforços para nos ajudar.
    Bica Bicudo.
    Galo ganhando os chatos de plantão somem.
    Deve ser triste viver esperando somente o negativo para se manifestar.
    Que vida mesquinha certas pessoas devem ter.
    Eu ao contrário, gosto da alegria para viver e torço e tenho esperança que tudo sempre estará a melhorar e prefiro muito mais estar aqui neste espaço dividindo alegrias com meus amigalos do que destilando frustação e veneno contra tudo e contra todos.
    Cada um escolhe o jeito que quer viver né.
    Bica Bicudo
    Eu torço contra o vento.

  20. VIANA , atualizando …

    Segundo sua visão , daqui a pouco vou
    considerar o Canto do Galo algo como
    a Ágora ateniense …..

    Acho que era esse espaço que a turma
    recorria para as suas performances.

    Você é muito divertido !!!!!

  21. Caros,

    Sábado próximo é dia de GRANDE DECISÃO: … a DISPOSIÇÃO é essa, tratar a partida contra o grêmio como a mais importante do Ano, A DECISIVA…e aí a gente vê o q acontece no AnoQVem!….

    É de SUMA importância manter o ESPÍRITO VENCEDOR da equipe, a VERDADEIRA transformação trazida por EL LOKO, além é óbvio do sistema de jogo baseado, em alguns aspecto na boa e velha PELADA, ou seja, na improvisação. GRANDES jogadores foram verdadeiros PELADEIROS. Um LUXO jogar uma pelada honesta … Se quiserem, por causa de certas SENSIBILIDADES, chamem PELADA de IMPROVISAÇÃO…podem tb chamar de TÁTICA, de ESTRATÉGIA, chama do q quiser e VIVA a verdadeira LIBERDADE DE EXPRESSÃO, sem CENSURA prévia! É um fundamento: a improvisação é dos mais importantes fundamentos no futebol, há outros, como CORRER/GARRA etc.!

    SEM ÔBA ÔBA! Firmeza ñ pode ser confundida com ARROGÂNCIA! Trabalhar e confiar!!!

    (todo cuidado é pouco com a PATOTA AnoQVem, ô TURMINHA à toa viu, minha Nossa Senhora de Lourdes!) O esporte preferido deles são 2: trazer notícias do futuro: 1. estádio, a nova camisa da moda, o clube padronizado tudo ok e etc. 2. mexer no FUXICO B do Lado do Yale enrolado com a Policia Federal no cangote…(quem é o DONO dO Helicóptero, fala Zé Antão de Dra ly?)

    Obs.: cara, o tema da arbitragem é pragmático, NOSSO MECENATO ñ pode perde os milhões aplicados prá BANDIDAGEM carioca/paulista. FATO! Ontem, tava de bobeira vendo sardinhas x foguim! Jogador do botafogo entrou criminosamente com a pé por cima. Vermelho no ato! Aí, uma garota comentarista, gritou dos estúdios de uma emissora: fui nada! veio a revisão, um TEATRO de fantoche! Imagina? O juizão recolheu o cartão…Apenas trago o ex. Pq o critério ñ foi utilizado no lance com nosso Rafael? …ñ sejamos inocente, alguém apita o jogo de fora, manipulando o VAR! Tá corretíssimo prá aprimorar, mas acreditar em ISENÇÃO é muita inocência! CUIDADO, SETTE, ñ vamos perder o jogo nas cabines de televisão! (coloca alguém, lá, porra!) Vamos agir! Na minha opinião, tinha q tá na cabine, no mínimo, 2 REPRESENTANTES do clubes envolvidos, no imediato!

    A expectativa de Nossa Senhora de Lourdes é ainda prá ESSE ano, na humildade! Ñ VAMOS NOS DESCONCENTRAR! Mentalidade VENCEDORA!

    AQUI É GALO?
    AQUI É GALO!
    GALO SEMPRE!

  22. Bom dia!
    Os juízes ladrões desse país, inclusive os do futebol, são todos apadrinhados pela globolixo. Por isso eu gostaria muito que o Galo rompesse de vez com essa péssima emissora.

  23. Bom dia MASSA!

    Desculpe, mas primeiro meu comentário é sobre a vitória do 9ALO.

    Infelizmente, apesar de estar em Goiânia, não vi o jogo. Mau, mau, acompanhei o resultado. Então não posso falar muito a respeito do jogo em si. Mas uma coisa está clara, apesar de muitos não concordarem e acharem que foi dinheiro jogado, e eu me incluo nessa turma, a contratação do Nathan foi a mais importante do ano até o momento. O cara simplesmente encaixou no esquema do Sampaoli e pronto. É ele e mais 10.

    Keno, que muitos de nós, olha eu aí novamente, achamos fraco, no sábado simplesmente foi seu de Hyoran. Que tb já seu de Franco. E que assim seja até o final do CAMpeonato.

    Ainda acho que temos time para disputar uma vaga na libertadores. Muita coisa vai mudar com a abertura da janela. Mas se continuar desse jeito é bem provável que daqui algumas rodadas eu mude e opinião. Venho sentindo que o coração já está até em ritmo mais acelerado.

    Qto aos sopradores. Por enqto a coisa vai ser no banho-maria, mas assim que alguém do eixo-do-mau começar a crescer, as piscadelas vão aumentar. É bom começar a colocar as barbas de molho.

    BOORRAAAAA 999AAALLLÔOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!

  24. Bom dia!!!

    O Galo, para ser campeão deste BR20, vai ter que passar por cima dos adversários, dos próprios erros e até da arbitragem malandra.

    Porém, no campo da arbitragem, nem tudo está perdido.

    Édina Alves Batista, que apitou Dragão x GALO, foi de uma competência, assertividade e tranquilidade que me deixou pasmo.

    Sem querer aparecer, a árbitro foi de uma competência que nos faz crer em renovação, senão perfeita, ao menos que garanta a igualdade de condições como princípio de competição justa.

    Parabéns Édina Alves Batista, que você continue exemplar, competente e assertiva sem se impor em autoritarismo a babaca a título de aparecer ou controlar o jogo na base da ameaça ou imposição da comissão para benefício de um em detrimento de outro time.

    Do contrário, você me pareceu muito tranquila e que naturalmente controla o jogo por competência, pura e simplesmente.

    Parabéns!!!

    1. Caro, também achei a árbitra elogiável. Melhor que muito marnanjo que justificam nossa desconfiança. Porém, ontem ao rever o jogo, achei um lamentável erro. Felizmente não interfeiriu na vitória.
      Ela deu quatro minutos de acréscimo e o gol do adversário foi depois do quinto minuto. Como se não bastasse, o atacante fez falta no nosso defensor. Cadê o VAR? Só existe pra cancelar expulsão de jogador carioca?
      Sobre esse lance, diferente do ocorrido com Rafael frente ao Santos, o VAR…

      1. Eu tinha visto esta crítica num comentário aqui antes e fui prestar atenção ao lance para ter certeza do que aconteceu.

        O Everson faz uma defesa sensacional aos 48’50” e joga a bola a escanteio. Daria tempo para cobrá-lo antes do jogo acabar (ou não, se eles enrolassem para fazê-lo, mas, rigorosamente havia mais dez segundos de jogo dentro do tempo estipulado).

        Porém, a partida parou para atendimento do nosso goleiro. No retorno, a bola já estava no ponto para cobrar o escanteio e, portanto, não se passaram os dez segundos ainda disponíveis.

        O gol foi marcado aos 49’22”, no quinto minuto do prazo adicional e não ‘depois do quinto minuto’ e mesmo assim porque o jogo foi paralisado para atendimento de nosso goleiro.

        Quanto a suposta falta, confesso que não vi absolutamente nada. Deixaram o jogador deles livre dentro da área, ele correu, ganhou impulso e subiu muito mais que o Igor Rabelo que quase não saiu do chão. Futebol é jogo de contato e não houve nada a mais que o contato normal de uma disputa de bola.

        Faço esse registro porque compartilho da mesma revolta por tantas vezes que já roubaram o Galo, mas até para que a nossa crítica seja válida, ela precisa ser consistente. Se até dá para discutir uma suposta falta no Igor Rabelo que a meu ver não aconteceu, quanto ao tempo de jogo, não houve nada de errado na decisão da árbitra.

  25. Já disse e repito: o uso do VAR deveria ser condicionado a desafios por parte dos técnicos. Seriam 2 desafios por tempo de jogo e se determinado técnico errar o primeiro, perderia o direito ao segundo. Exceção seriam as agressões flagradas pelo VAR, que deveriam ser comunicadas aos árbitros.

  26. Bom dia Eduardo, Lucy, atleticanos e atleticanas,
    só existe um motivo para não serem transparentes: Para que o esquema para beneficiar alguns que todos sabem que existe não venha à tona… A arbitragem é a última fronteira dele, se passar por ela, ela cai…
    Para chegar à raiz do problema é preciso entender que o futebol, no Brasil, é mais negócio do que esporte.. Nas ligas sérias também é negócio, mas para para ser de sucesso é preciso que o futebol seja mais esporte, a credibilidade é que faz o negócio prosperar… Aqui não pensam assim, eles tem um aparato de imprensa, onde dois estados comandam a imprensa “nacional”, para dar “credibilidade” ao esquema… Elas lançam mão do velho chavão de acobertamento, chamando de “teoria da conspiração”, “choro de perdedor” e por ai vai…. Torcidas rivais entram na onde sem saber que amanhã será o time deles que será prejudicado…
    Já disse aqui e torno a repetir, gostaria que alguém me informasse apenas um jogo decisivo contra times de outros estados fora Rio e SP onde Flamengo e Corinthians foram prejudicados pela arbitragem, apenas um… qualquer um….
    A falta de transparência não me deixa na dúvida, me deixa na certeza…
    Só mais uma coisa, pra fechar o fim de semana perfeito, Galo na liderança, melhor ataque da competição, maior número de vitórias, maior número de partidas como visitante, empates e derrotas de concorrentes diretos, derrota da mariada de SÉRIE B, vem a notícia do acerto do Corinthians com o marginal, delinquente, descompromissado, desinteressado, irresponsável… Que suma daqui e leve junto as “viunvinhas” dele, nem ele e nem elas vão fazer falta!”!!!!
    Pra finalizar muito legal o post do Pierre que ao fazer uma viagem pra Bahia de carro se deparou com uma confraternização da torcida do Galo e do Palmeiras em Montes Claros, resolveu parar e foi a maior festa das duas torcidas… Jogador que honra a camisa que veste e é bom caráter é assim, nunca esquecido e sempre bem recebido… Gostaria muito de ver alguns jogadores colocarem à prova, de forma espontânea, a sua popularidade com a torcida como ele fez….
    Uma ótima semana a todos… semana do Grêmio, pra consolidar a liderança….

  27. Bom dia Eduardo e Atleticanos! Perfeito o texto de hoje sobre o qual assino em baixo.
    Sobre o VAR, venho percebendo um peso e duas medidas desses olheiros semi eletrônicos. Veja bem, os caras conseguem parar um jogo para mostrar um lance passados até quase cinco minutos, apenas para poder anular gols da equipe contraria a que pretendem beneficiar. veja o que aconteceu no jogo entre Inter e Botafogo, o tal de VAR foi usado para anular o gol do Botafogo, por uma lance que nem falta foi acontecido há quase dois minutos. Da mesma maneira o VAR beneficiou o time da TV Globo Covid teve a ajuda do VAR para anular gol do Santos, acusando um impedimento de um cara que nem do lance participou. Portanto, falta transparência e há parcialidade no uso desse VAR, na mesma partida olham com um rigor tremendo os lances contra o time A e seguem na cegueira sobre os lances contra o time B. Saudações Atleticanas!

  28. Bom dia! Em 1978 decisao do Brasileirao de 1977, tiraram o Reinaldo da final, o Neca arrebentou com o Angelo e outras manobras da CBF impediram o titulo do Galo no tempo normal, nos penaltis foi uma infelicidades so! Mas alguns meses depois eu tive minha vingança pessoal, o Peru entregou o jogo para Argentina e eliminou o Brasil, na CBF foi uma tremenda choradeira, enquanto isso eu dei risada ate nao poder mais!

  29. Prezados Ávila, atleticanas e atleticanos!
    O pior de tudo é que esses ex-árbitros viram paladinos da moralidade como comentaristas esportivos!
    Hoje e sempre, galo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.