Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Superamos outra pedreira

_Promo USA 300x250Jogando, como disse ontem, com o regulamento e em busca do resultado e os três pontos, o Galo volta de Campinas ainda mais credenciado ao sucesso na temporada. A vitória, sofrida, diga-se, e com todas as credenciais das grandes conquistas Atleticanas, não teria sido com tanta adrenalina não fossem os gols perdidos, notadamente no lance de Cazares, ao final do primeiro tempo.

O treinador Marcelo Oliveira, além da previsível opção por Leandro Donizete – deixando o selecionável Rafael Carioca como opção de banco – ainda optou por Otero e Lucas Pratto. Com isso, além do Carioca, estavam no banco Fred e Robinho. Para alguns, surpresa, para outros nem tanto. Afinal, como é sabido, temos um excelente grupo. Quando Fred deixa Pratto no banco significa – e nos credencia a dizer – que o titular da seleção argentina é reserva do Galo.

Se nada dos céus mandar ao contrário, sinto que nesta reta final – apesar das eliminatórias para a Copa do Mundo e da sacanagem da CBF em não se sensibilizar com o fato de o Galo ter cinco jogadores em quatro seleções – teremos uma trégua no departamento médico. Foram várias partidas com desfalques em função de contusão. Ontem, voltou Maicosuel. Brevemente teremos Marcos Rocha e Luan, que, além de motivar os jogadores em campo, ainda incendeia o Torcedor na arquibancada.

Cazares jogo com a Ponte 01-10-16
Fotos: Bruno Cantini/Atlético

Se o time não foi perfeito, diria que os cruzamentos dos dois gols que nos asseguraram o resultado foram excelentes. Fábio Santos, que vem repetindo sistematicamente essa jogada, colocou Júnior Urso frente a frente com Aranha e as redes. Depois, Donizete, numa precisa enfiada de bola, deixou Clayton à frente do goleiro da macaca.

Logo depois, não fosse o “azar” do Cazares, teríamos ido para o intervalo com três gols de vantagem. O equatoriano, pela impressão que tive no lance, antes de chutar ensaiou a pose para a foto de comemoração e a bola saiu errada. No segundo tempo, bem ao final da partida, quando vivíamos o sofrimento e agonia do gol campineiro, foram Maicosuel e Hyuri que perderam gols praticamente feitos. Nem tanto quanto o primeiro, mas em totais condições de aliviar a nossa tensão naquele momento da partida.

Ganhamos e temos muito mesmo que comemorar e ainda projetar para o restante do campeonato. O desenho final da competição vem tomando sua forma definitiva, com o Galo perseguindo Palmeiras e Flamengo, que ontem tropeçou e tem agora apenas dois pontos à nossa frente. Como o Porco ainda joga na segunda-feira, vou pedir o secador emprestado ao meu vizinho que usa o aparelho preocupado com a parte de baixo da tabela.

 

17 thoughts to “Superamos outra pedreira”

  1. Mais uma vitória. A terceira consecutiva. Fora de casa. Estamos a 2 pontos do segundo colocado. Gols feitos em decorrência de jogadas trabalhadas. E só 14 comentários no excelente blog do Eduardo. Os pessimistas sistemáticos e os chorões que ficam de mimimi na internet devem estar à espreita de uma derrota (coisa rara neste campeonato) ou quem sabe, uma desclassificação na Copa do Brasil, para novamente poder achincalhar tudo e todos no Clube Atlético Mineiro, e poder dizer: “tá vendo, eu antecipei, o Marcelo Oliveira não sabe escalar o time, além de ser um péssimo estrategista, não há jogadas ensaiadas etc, etc, etc”. Triste!

  2. Pessoal, vamos para de criticar o MO, o galo pode não estar jogando bonito, mas está eficiente. Com o departamento médico vazio, certamente vamos ter uma maior regularidade e buscar os títulos do Brasileiro e Copa do Brasil. Contra a macaca o galo jogou muito, aproveitando os erros do adversário com eficiência. Ponto importantíssimos, não é fácil ganhar lá da Ponte, temos que valorizar a vitória e estarmos UNIDOS POR UM IDEAL. Esses Edson Brandão com certeza é …….., aqui é SÓ GALO. Sua realidade é outra, brigar para não cair todo ano, deixa o MAIOR DE MINAS para nós atleticanos apaixonados….. VAMOS GALO!!!

  3. Se o galo embalar, ninguém aguenta.

    Marcelo e os jogadores fizeram um planejamento e partida pra 3 a 0 em campinas, coisa rara na história do Galo.

    Aí, aquele desleixo com a bola, uma finalização displicente aqui, ataques forçados e precipitados acolá; teve um contra ataque q Robinho recebeu com 3 defensores a frente, ciscou pq não tinha ninguém pra passar, quando apareceu 3 ou 4 atacantes, ele tenta o drible e perde a bola, os 4 atacantes jogam os braços pra baixo em desânimo e da-lhe contra ataque.

    No lance do gol da ponte, o robinho estava marcando o jogador na frente da área, o cara passou com uma facilidade impressionante, como se não houvesse ninguém, defesa desmontada, passe pro lado, cruzamento e gol.

    Reitero minha posição que o Robinho poderia se esforçar mais na marcação e trazer o time junto com ele no ímpeto defensivo, ao invés de contaminar para o contrário. Ele é o que mais se beneficiará.

    Clayton é um moleque, um patrimônio do clube, salve aqueles que preservaram o menino de cornetagens histéricas e precipitadas. Alguém notou que o gol contra o inter foi de canhota?

    Jogo importante para mostrar que o galo tem brio, mas podemos ainda eliminar esses vacilos que apesar te ter sido pontual nesse jogo, foi suficiente para termos um fim de partida desnecessariamente preocupante.

  4. Sobre Lucas Cândido. Provavelmente será titular contra o Corinthians. É hora do Marcelo ter uma conversa séria com ele. Precisa ser mais participativo e jogar mais simples. Na partida contra o FLU parecia totalmente perdido em campo. Se não aguenta pressão que não jogue.

  5. Aquele gol que o azares perdeu heim!?!? Este menino tem um craque guardado, pronto pra brilhar. Mas se ficar com postura arrogante e querendo “parecer” craque… vai ser difícil isto acontecer. Vai jogar de vagalume: uma partida brilha, outra…
    Agora, se tiver humildade e jogar com raça vai deixar sua marca no futebol mundial. Casares, desce daí de cima, que futebol se joga no chão.

  6. Eduardo, com o Galo, onde estiver e na forma do possível , aqui de Munique, através do Skype aproveito em dupla felicidade, Oktoberfest e vitória do Clube Atlético Mineiro.

  7. Prezados
    Acho que depois dessas ultimas rodadas, onde vem se discutindo a titularidade de jogadores, penso que, o melhor conceito é que temos hoje 16 titulares no grupo. O Marcelo de acordo com o jogo e as condições físicas de cada atleta, dá preferência a um ou outro em campo. Eu não rotulo mais esses jogadores, que por ficar no banco um jogo ou outro, de reservas (Ex Prato ou Fred), acho esse o melhor conceito e creio que é assim que o Marcelo trabalha o grupo. Por isso acho que não temos jogadores reservas uns de outros no banco e sim titulares, como os selecionáveis. Acho que devemos olhar mais pra esse conceito que ficar tentando achar o time titular e discutindo quem é quem no time. Saudações Atleticanas, salve Eduardo.

  8. Realmente considero como muita propriedade o seu comentário de hoje, porém, nós Atleticanos somos exigentes demais, e achamos que ontem o GALO poderia massacrado a Macaca logo no primeiro tempo. Mas, por qual motivo, ninguém sabe, parou de jogar… Essa é a deficiência crônica do Marcelo Oliveira, e fácil de resolver. Queremos ganhar e convencer, para lotar todos os nossos jogos em BH, seja no Horto ou no salão de festas: o Mineirão. E viva o Galo!!!

  9. Eduardo, nos anos 80 tínhamos um timaço, jogávamos bonito e ganhávamos partidas, nada de títulos, agora não, jogamos para ganhar títulos, isso que importa.

  10. Estamos s comando técnico , o Marcelo não é coerente, não sabe escalar é muito menos mexer no time durante os jogos . Deixamos pontos importantes pelo caminho e o melhor elenco do campeonato às vezes se torna um elenco medíocre .
    Presidente muda o treinador , afasta alguns jogadores do elenco ( o senhor entende de futebol e sabe quais não deveriam estar no elenco por pura falta de competência técnica )
    Assim ainda poderiamoa sonhar com o título e por favor não deixem Maia escalar o Ed Carlos

    1. Você fumou …….pensando que era erva? procure saber quantos times ganharam da Ponte em campinas, o GALO ontem fez uma ótima partida com segurança e bom futebol. O CAZARES perde um gol feito e a culpa é do MO? Tem gente que critica por criticar, olha a colocação do GALO.

  11. Não sei se o seu vizinho vai emprestar. Secador estraga fácil, tem vida útil limitada, e tenho certeza de que este vem sendo usado pelo menos duas vezes toda semana.

  12. Como diz nosso querido Mário Henrique Caixa : ” porque minha nossa senhora, porque tem que ser tão sofrido ?”

    Vamos Galo !!!! Ganhar esse brasileiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.