Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Jogar em Campinas com outro foco

_Promo USA 300x250Se o empate em dois gols foi entusiasticamente comemorado pelo Atleticano diante da Ponte Preta, quando garantimos avançar na Copa Brasil, agora o que interessa é exclusivamente a vitória. Naquela competição, em função do regulamento, o resultado foi interessante. Agora, considerando que são pontos corridos, a vitória e a consolidação na parte de cima são os únicos objetivos do Galo.

Para isso, o treinador Marcelo Oliveira sinaliza com o retorno de Leandro Donizete. O General deverá formar o setor com – ao que sinto – Rafael Carioca. Se confirmada essa opção, Júnior Urso retorna para opção de banco. Nas demais posições, pela lista de relacionados, não haverá nenhuma novidade. Carlos César, expulso no meio de semana, está liberado por ser outro torneio. Gabriel forma a zaga com Léo Silva, e essa formação vem dando certo.

Donizete treino 30-09-16
Fotos: Bruno Cantini/Atlético

No lado esquerdo da defesa, com absoluta convicção, estou convencido de que Fábio Santos se tornou absoluto. Não vejo nenhum Atleticano lamentar a transferência do Douglas Santos. Durante a Olimpíada, o carequinha já havia apresentado suas credenciais para assumir a titularidade. Quando nós, Torcedores, não reclamamos da situação é indicativo de o jogador ter sido aprovado. O Santos, Fábio, portanto, não deu chance de reclamação pela saída do outro Santos, o Douglas.

Daí para frente, com exceção do mistério em relação ao centroavante, dificilmente sairá do previsível, com apenas uma dúvida. Se Fred ou Lucas Pratto, o treinador não deu qualquer sinalização. Prefiro o brasileiro, matador e que vem conquistando o coração e a confiança do Atleticano, deixando o titular da seleção argentina para alguma eventualidade durante o jogo. De qualquer maneira, quem decide e deve merecer nossa confiança e apoio é o treinador.

Acredito na escalação de Cazares e Robinho (indiscutíveis) e ainda Clayton. Confesso que meu desejo pessoal seria por Maicosuel, no lugar do ex-jogador do Figueirense, mas, considerando que o jogador está voltando de contusão, dificilmente Marcelo Oliveira – como já demonstrou – escalaria o meia atacante desde o início. O próprio Leandro Donizete amargou banco por duas partidas até chegar a ser opção inicial como acredito que vai acontecer hoje à tarde em Campinas.

No mais, reitero a confiança, na vitória e nos três pontos fundamentais à nossa evolução no Campeonato Brasileiro. Lutar até o fim, como convém a um Galo astuto e carijó.

2 thoughts to “Jogar em Campinas com outro foco”

  1. Vamos nessa ,Grandes De Ávila e Castor . A luta é árdua e os problemas são muitos e até repetitivos . Mas qual é o coração atleticano que não vai até o fim ?
    Eu acredito nos nosso talentos individuais , na força da comunhão entre time e torcida e confio, sem sombra de dúvidas no talento e na sensibilidade do nosso treinador Marcelo Oliveira. Se el não pôde ,e m função de mil problemas, montar o esquema tático que tão desejava e que sabe montar, tem tudo ,como bom estrategista que é, para ganhar jogos decisivos para nós, como fez com o Palmeiras .

  2. Contra a macaca vai dar galo de novo. Agora a gente sabe o caminho das pedras: Lucas Pratto e Robinho mais avançados. Agora reitero que é preciso deixar o dátolo até o fiim do Ano na Argentina. Essa coisa de Policia Federal começar a ronda a cidade do galo vai crirar clima ruim. Quanto ao Marcelo Oliveira, reitero tambem, conforme sua crônica anterior, que ele foi dispensado de forma grosseira pelo Kalil e mostrou que tem bom coração e voltou pro nosso Galão.Já dormiu só com a camisa do Galo. Vai dar sorte , voces vão ver.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.