Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Atleticano em harmonia com o time

Me permitam, antes de entrar na nossa prosa dessa quarta-feira, dividir e comemorar com todos os leitores desse espaço uma deliciosa novidade. Depois desse segundo e maravilhoso texto postado ontem pelo amiGalo Ricardo Galuppo, fiz ao próprio um desafio e convocação. Ele irá participar outras vezes com sua preciosa e estimulante colaboração. As palavras do […]

Leia Mais

Sigo o treinador

Nos dois tribunais desportivos que participo como auditor – Copa Itatiaia e Copa Centenário (da PBH) – sempre sou mais objetivo, deixando de lado considerações prolixas – diferente do que faço aqui no blog – . Quando acompanho o parecer apresentado, sou direto. “Sigo o relator”. E é exatamente como estou neste momento da minha […]

Leia Mais

Fechado com o Galo

Até o momento, pelo Brasileiro, foram cinco jogos. Três fora e dois em Belo Horizonte. Vencemos fora um dos cinco candidatos ao título, uma vez que Flamengo – ao lado de Palmeiras, Grêmio, Internacional e o próprio Galo – são tidos como os favoritos ao Brasileiro 20/21. Fomos derrotados, em Porto Alegre, por outro candidato […]

Leia Mais

Tempo para reorganização

Foi um domingo, literal e integralmente, frio. Animar sair de casa foi para poucos. O duro golpe dessas duas derrotas seguidas do Galo parece ter afetado até o clima e jogado a temperatura a níveis esquecidos. Nem a retirada das grades que cercavam espaços e praças foram suficientes para (re)animar o belorizontino a curtir a […]

Leia Mais

Resenha e advertências

Tivemos uma quinta-feira diferente desde o início da pandemia. A somatização da vitória Atleticana e habilitação a mais uma final mineira com o primeiro dia de abertura mais ampla do comércio e – consequentemente – circulação de pessoas, deu novo colorido a Belo Horizonte. Ontem, mesmo sendo do grupo de risco, me atrevi a sentir […]

Leia Mais