Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Estádio e shopping cumpriram seus papéis

Paulo Peixoto

Dias atrás, o CAM realizou a segunda edição do Galo Business Day, um evento louvável e que todo torcedor atleticano deveria ter a mínima curiosidade para conhecer não só o que foi feito pelo clube, mas como foi feito e o que está sendo feito, bem como o que se planeja fazer nos próximos anos.

Por exemplo: você sabia que a atual direção e os investidores consideram o CT, a Cidade do Galo, defasada em relação ao que já existe hoje na Europa. Sabia que em poucos anos a Cidade do Galo, mesmo sendo o top dos tops no Brasil, poderá ser o principal CT da América do Sul? Pois é o que foi dito lá.

Você sabia que o CAM pretende em alguns anos ser o maior formador de atletas de bom desempenho e que investe alto no CT da meninada, a partir de 10 anos de idade?

Sabia que o Galo alimenta uma dúvida danada sobre qual tipo de gramado, se natural ou sintético, para a Arena MRV?

Lá também eu fiquei sabendo que a diretoria gostaria de ter vendido Savarino por um valor maior, mas que a situação financeira ruim do clube pesou e apressou a decisão de aceitar o valor ofertado.

Muito também foi falado sobre a “inevitável” venda do percentual do Shopping Diamond Mall que o CAM ainda possui.

Esse assunto, que vem sendo muito falado há algum tempo, vai certamente ganhar mais visibilidade porque está próximo o dia em que o conselho do clube terá que decidir se vende ou não os 49,9% que possui do shopping.

É um assunto que para muitos tem um peso simbólico significativo por estar o shopping exatamente na área que abrigou o primeiro estádio do Galo, o estádio de Lourdes.

No próximo domingo, 30 de maio, a inauguração daquele estádio completará 93 anos. Naquele dia de 1929, o Galo recebeu o Corinthians para a festa e sapecou 4 a 2 no então campeão paulista.

Em 1971, chegou para morar debaixo das arquibancadas do estádio de Lourdes, vindo do interior, o maior ídolo da história atleticana: Rei, Rei, Rei, Reinaldo.

O tempo passou, BH expandiu, o estádio acabou e virou shopping, um patrimônio significativo para o clube nos anos 90 e até recentemente.

O Galo seguiu crescendo com as novas gerações de torcedores até vir a necessidade de ter novamente o seu estádio. Foram vendidos, então, o controle de 50,1% do shopping.

O estádio de Lourdes deu origem ao shopping, que por sua vez viabilizou a construção do novo estádio. Vejo as três coisas conectadas. Estádio e shopping cumpriram bem os seus papéis.

Ainda restam os 49,9% da participação do Galo no shopping. É isso que agora suscita debates. Por ser um patrimônio considerável, é natural. E eles ocorrem no contexto da dívida extremamente alta que o CAM vem arrastando faz alguns perigosos anos.

Há muito tempo eu achava que esse patrimônio já deveria ter sido alienado para aliviar esse sufoco. Eu não tenho nenhum tipo de relação com diretoria do Galo, a atual ou nenhuma outra do passado.

Firmei essa convicção desde que tomei pé, há algum tempo, do tanto de juros que o CAM tem que pagar para rolar a sua dívida com credores financeiros, agentes e fornecedores.

Esses juros astronômicos incidem principalmente sobre 38% da dívida total do Galo, de R$ 1,3 bilhão.

Em 2021, o Galo pagou absurdos R$ 87 milhões de juros e encargos da dívida. E saibam que isso não diminui o valor nominal da dívida.

É tão absurdo que cabe aqui a comparação. Se os 49,9% do patrimônio do shopping valem entre R$ 250 milhões e R$ 300 milhões, o que o Galo paga de juros a cada três anos representa quase esse valor.

Ou seja, é como se a cada três anos o Galo perdesse o equivalente aos 49,9% do shopping, sem diminuir nada no valor da dívida onerosa.

Esse é um movimento que não cessa. Há muitos anos que entregam para o sistema financeiro valores que correspondem aos 49,9%. Quem sabe até o correspondente a 100% do shopping já não foi pro ralo do sistema financeiro.

Isso é insano. Isso não tem sentido.

A venda dos 49,9% é planejada para amortizar boa parte da dívida onerosa de R$ 494 milhões (os 38% da dívida total de R$ 1,3 bi).

Passou da hora de o CAM equacionar esse grave problema para poder focar mais e melhor no futebol. Esse seria um passo muito importante.

Se precisamos demais do deus Hulk no campo, precisamos igualmente de um deus das finanças para ajeitar essa barra administrativa do Galo.

Com dívida de R$ 1.300.000.000,00 (um bilhão e trezentos milhões) não se pode respirar, pois há o risco de se afogar em tantos zeros.

12 thoughts to “Estádio e shopping cumpriram seus papéis”

  1. Boa tarde!
    Os rendimentos do shopping são maiores que as taxas cobradas pelo Mineirão? Se for, vendam o estádio em obras e fiquem com o shopping. Ainda mais que o Mineirão acabará ficando nas mãos do CSA safado mineiro sem nenhum custo. (Assim como o independência foi cedido graciosamente para o inseto verde, depois de reformado DUAS vezes, pelos governantes estaduais).
    Quando anunciaram o projeto do estádio do GALO, foi considerado que seriam vendidas 5 mil cadeiras cativas , para ajudar a bancar a obra. Creio que as mesmas não foram vendidas. Não creio que os 4 RS façam negócios pessoais sem considerar tal risco.

  2. Boa tarde Paulo e amigos do Galo. 01 – Fiz um financiamento de um carro, como estava com um dinheiro extra nas mãos, procurei a financeira para quitar antecipadamente a divida e após uma negociação obtive um desconto surpreendente. Creio que a tal dívida do GALO no valor total de 1.3 Bilhões deve ser negociada de forma analítica, credor por credor, com este critério certamente haverá uma grande redução desta divida . Lembrando que não é um bom negocio para os credores esperar a transformação do CAM em SAF.
    02 -Como já disse aqui, não sou corretor ou tão pouco trabalho com imóveis, mas certamente a parte restante do shopping deve passar por avaliação de empresas especializadas em avaliar este tipo de imóvel. Penso que 300 milhões é muito pouco.
    Como o torcedor pode acompanhar o Galo Business Day ?

  3. A outra metade do Shopping já está vendida, só falta oficializar, agora esse valor de 250/300 Milhões não pode ser verdade, deve valer bem mais considerando o ponto extremamente nobre de BH, central e num bairro de alto luxo como Lourdes!!!!!

    A Arena vêm aí pra fortalecer os cofres do nosso CAM, só não sei quanto de comissão vai ficar pro Menin, ou melhor, pra MRV!!!!!

    Investir na meninada como foi dito na crônica, quero acreditar mas eu estou sentado pra não cansar de esperar por craques que valham a pena assistir, estou na torcida pra esse projeto decolar um dia e quem sabe, um desses meninos nos dê alegrias com conquistas e ainda tragam lucro ao serem negociados!!!!!

  4. Sabia_ ñ sabiá_ q de nada adianta ter isso ou aquilo se não tiver EQUIPE/TIME forte dentro das quatro linhas empilhando caneco como aconteceu _ graças a Deus _ na temporada passada? Na antiga gestão,aquela da “austeridade”,q desmereceu conquistas épicas como as duas Conmebol, aumentou essa dívida substancialmente prá mais do dobro, brigava com seus aficcionafos e tinha duscursinho prá lá de amador tinha tudo isto_ tirando o CAMpo do GALO_ e dentro das quatro linhas era um fiasco de time. Vc sabia q o discurso dos caras mudou do vinho chapinha p água salobre e o que foi prometido ninguém prometeu? Basta olhar o banco de reservas comparando ao da temporada passada. Sem time forte levantando caneco tudo isso é nada que parece ser. Minha opinião respeitando quem pensa diferente.
    Saudações Atleticanas caro Peixoto!
    Vamos GALO…Vamos sempre por mais!

  5. Bom dia!
    O que eu não consigo entender é como em meio a tanta dívida, se contrata um jogador como Godin. O Galo precisa se livrar desses empresários/demônios!

  6. O Galo demora muito pra lançar os meninos da base, é um medo do cacete pra colocar os garotos pra jogar,tem que mudar essa política,veja como exemplo o Santos,o Fluminense,o próprio Mequinha,todo ano revelam novos talentos , sem essa lançar com idade estourada

  7. BOM DIA A TODOS.
    QUAL O INTERESSE DO PAULO PEIXOTO EM DESVALORIZAR O PATRIMÔNIO DO GALO , E INFLAR ASSUSTADORAMENTE A DÍVIDA ????????
    É ASSIM QUE DEVE AGIR VERDADEIRAMENTE UM ATLETICANO ??????????
    COMO O SR. PAULO PEIXOTO DEVERIA SABER , ESSA PROPALADA DÍVIDA DO GALO ESTÁ SUPER INFLACIONADA POR JUROS ABUSIVOS E EXTORSIVOS .
    E QUE UMA DÍVIDA DESSE VALOR AO SER PAGA À VISTA NECESSITA DE GRANDES DESCONTOS JUSTAMENTE PELOS JUROS PRATICADOS. É ASSIM EM QUALQUER NEGOCIAÇÃO ……….
    COMO INSINUAR QUE OS 49,9% DO SHOPPING SÓ VALEM 300 MILHÕES , SE O GALO RECEBEU ESSES MESMOS 300 MILHÕES JÁ HÁ ALGUNS ANOS PELA OUTRA PARTE VENDIDA ????????
    DE LÁ PARA CÁ TEMOS INFLAÇÃO , GRANDE VALORIZAÇÃO DE IMÓVEIS E ALTA DE PREÇOS GENERALIZADAS EM TODA A ECONOMIA……
    MAS , SEGUNDO O SR. PAULO PACHECO O ÚNICO IMÓVEL QUE ESTÁ PROIBIDO DE VALORIZAR É O SHOPPING DO GALO.
    “””CONCORDO PLENAMENTE COM A VENDA DA OUTRA METADE DO SHOPPING , DESDE QUE SEJA POR UM PREÇO CORRETO E QUE VENHA REALMENTE A RESOLVER OS PROBLEMAS FINANCEIROS DO GALO”””.
    VENDER E CONTINUAR DEVENDO E COM A CORDA NO PESCOÇO SERÁ UM GRANDE RETROCESSO , OU SEJA , SEM PATRIMÔNIO E ENDIVIDADO , NESSE CASO , A SITUAÇÃO VAI PIORAR E MUITO.
    “”600 MILHOES”” , SERIA UM PREÇO JUSTO E PAGAR AS DÍVIDAS COM DESCONTOS CONDIZENTES COM A SITUAÇÃO.
    É ASSIM QUE FUNCIONA.
    VENDER PARA RESOLVER A SITUAÇÃO E NÃO VENDER PARA SE ENROLAR AINDA MAIS.
    É O QUE ACHO.

  8. Esta história da dívida é muito estranha. Porque subiu tanto em poucos meses? É problema de gestão? ou outra coisa como aconteceu com Brasil até a pouco tempo atrás? A Arena MRV quando foi lançado o projeto diziam que ficaria em 400 milhões, agora já falam que passa dos 900 milhões, porque? Quem errou? Deve explicações. O tal de comprometimento ambiental com a construção da Arena não foi dito o valor antes, agora se fala em de 240 milhões, quem escondeu isso? Tem muita gente que precisa explicar melhor toda esta situação. Estão desfazendo dos bens conquistados ao longo da história do Clube Atlético Mineiro.
    Aqui é Galooo p****

    1. CARO AMIGALO MAGNO OLIVEIRA , FOI SIM , TORNADO PÚBLICO A CONTRA PARTIDA AMBIENTAL QUE O GALO TERIA QUE PAGAR.
      “”E O VALOR ANUNCIADO FOI 100 MILHÕES””.
      COMO PODE TER DOBRADO DE PREÇO?????????
      E O PIOR O SHOPPING NUNCA VALORIZA.
      MUITO ESTRANHO TUDO ISSO.
      NÃO PODEM FAZER COM O GALO O QUE FIZERAM COM O CRUZEIRO.

  9. Bom dia Massa, PP e Guru

    Creio que a maioria esmagadora da torcida não tem dúvidas sobre a necessidade da venda do shopping, mas desde que o dinheiro seja utilizado unica e exclusivamente para pagamento das dívidas onerosas.
    Além disto, é vital e emergencial a aprovação de novo estatuto que possa responsabilizar e confiscar até os bens de qualquer dirigente, em caso de contrair novas dívidas sem o devido orçamento e aval do comitê de gestão.
    É fato que o torcedor anda desconfiado, pois esperávamos que a dívida existente no ano passado tivesse redução, pois em 2021, a grana entrou no clube como água, foram premiações, manto da massa, GNV, patrocínio e outras fontes, mas só que não. A justificativa para a não redução, por sinal plausível, foram os juros.
    Enfim, temos que confiar nos 4Rs e na diretoria, mas além da venda do shopping é necessário ações para diminuir despesas e uma delas é maior assertividade nas contatações. Não podemos por exemplo gastar dinheiro em jogadores como Godin e Fábio santos por exemplo e tão importante quanto, precisamos vender melhor nossos jogadores.
    Ah já ia me esquecendo: precisamos também de transparência, pois o atleticano está de saco cheio com as surpresas que aparecem.

    1. Tenho pra mim que o Rubão deu um tiro no pé quando quis se ver livre daquele terreno que não valia nada e doou pra construir um campo de futebol .

      Deve estar arrependido , por isso que foi se encontrar com o Elon Musk lá em São Paulo . Quem sabe consegue passar a encrenca pra frente ?

      1 BI e 400 , por enquanto , só mesmo explorando satélite pra recuperar .

      Ou vendendo o Guga e o Savim , dois expoentes do mundo da bola .

      Mecenas …..
      Então tá !!!

  10. bom dia Eduardo e massa e Paulo Peixoto. sobre o jogo de domingo contra o poderoso brasileirence foi lamentável ver um futebol de várzea da equipe. agora você sabia que o galo demora revelar um jogador e quando revela é só pé de chumbo.
    você sabia que a base do galo é uma das piores do Brasil. você sabia que o galo tem maior dívida por causa de incompetentes afudaram o galo em dívida. espero eu que o galo não doam o resto do Chopinng e contiua afundando em dívidas. vai galooo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.