Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

A caminho de Confins para selar o pacto

B01 - 250x250Depois de uma noite relativamente mal dormida, comecei o dia empolgado com a reação do Torcedor pela cidade. Ao que sinto, a desconfiança dos últimos tempos pode dar lugar a uma nova aliança entre o time e a massa. Afinal, aqueles minutos finais da partida de ontem devolveram a fé e a confiança ao Torcedor Atleticano. E quando essa parceria entra em sintonia alguma coisa está por acontecer.

Que seja a consolidação daquilo que estamos esperando desde a montagem do atual elenco Atleticano, tido por muitos comentaristas de todo o Brasil como o mais qualificado da temporada. Os resultados, no entanto, estão distantes da expectativa gerada. Se a classificação na Copa Brasil tivesse escapado, dificilmente essa energia teria a sinalização que percebemos

Não ganhamos nem perdemos (um treinador da minha época de infância lá em Araxá diria: num perdemo nem ganhemo, nós empatemo), pois bem empatamos na medida para a classificação. Louvo e dou o mérito que o treinador e seus jogadores merecem. Agora vamos lá assumir o compromisso de levar esse time na garganta até as conquistas do ano de 2016.

O Atleticano nunca faltou com seu apoio e tenho convicção de que a partir do próximo domingo e até o final da temporada vamos esgotar toda carga de ingressos que for disponibilizada para os jogos em Belo Horizonte. Seja na Catedral do Horto ou no nosso salão de festas.

euacredito
Fotos: UAI/EM

Para tanto, basta os jogadores entrarem em campo nessas 18 partidas que faltam – 12 pelo Brasileiro e seis pela Copa Brasil – como se fosse o combate final de seus desafios. Assim, com certeza, superaremos toda e qualquer adversidade a vamos atingir o objetivo final.

Um registro breve: ontem, quando a partida ia se iniciar, ao ver Heber Roberto Lopes (com aquela careta e cara indigestas), temia pelo pior. Sinceramente, ao contrário de seu histórico, não atrapalhou o espetáculo. Foi ele, em 2001, ainda iniciando sua carreira, o responsável direto por uma derrota do Galo para a mesma Ponte Preta.

Aliás, ele parece juiz de embaixada, já o vi apitando várias partidas entre o Galo e a Macaca. Naquela ocasião, ele expulsou Veloso que reclamou de uma penalidade mal marcada e ainda teria ofendido verbalmente o zagueiro Álvaro com palavras racistas. O Galo abriu três a um e perdeu a partida por quatro a três.

Tempos depois, num jogo no Independência, outra vez Galo e Ponte, ao sair para o intervalo, quando o vestiário do trio de arbitragem ficava embaixo da antiga arquibancada, fez gestos obscenos para Torcedor que o chamava de racista.

Enfim, ontem ele esteve bem e o Galo também, a partir da metade do segundo tempo, o que assegurou a nossa classificação. Isso é o que importa.

22 thoughts to “A caminho de Confins para selar o pacto”

  1. Comparar MO com o Andrade do flamengo e brincadeira viu. Nota se que é muita paixão e pouca razão. O cara está a vários anos disputando títulos no Brasil e por todos times em que passa. Já o Andrade. .. só no time da globo. E isso vamos mandar embora e trazer o Roger. Pra em duas semanas podermos corneta lo também. Deixem o homen trabalhar e façam seus papéis que é comparecer no estádio e empurrar o time . Coisa que essa turma tem feito só de casa.

    1. Oi Galo Itabira,
      acho que aqui não foi feita comparação com o Andrade, mas você tem dúvidas de que o M.O. treina mal o time? Você vê algum padrão de jogo? Saída de bola? A não ser chutão do Victor e da zaga? Alguma triangulação de alas com meias? Alguma passagem do lateral? O meio está marcando mesmo? A zaga está bem postada? Não há um buraco enorme entre os volantes e a zaga? Me desculpe, mas alguns lances individuais e a Massa é que estão carregando o treinador nas costas. Vejo e revejo os últimos gols que fizemos e cada vez mais tenho certeza de que foram ao acaso e não treinados. Mas valeram né! Graças a Deus que valeram.
      E o pior, nas últimas derrotas e empates ele disse que os jogadores recuaram, o time não fez o que pediu, não cumpriu o combinado. Então, ele não manda nada lá né… ninguém o obedece?
      Ah, e sou conhecido dele, ganhei camisa e tal… mas sei bem separar as coisas. E vamos Galo!!!
      Abraço.

      1. Henrique, a massa não esta nem comparecendo nos jogos, fora os cornetas de internet, se isso e dar força e somar ao time me desculpe eu que estou errado. Um abraço.

  2. Grande de Ávila,
    Sabemos que no mercado não tem treinador muito acima do nosso e mesmo que tivesse não seria prudente fazer uma troca nessas alturas do campeonato. Solução pra ganhar então esses canecos que estão babando na nossa frente, como vc disse é preciso fazermos um pacto nessa reta final, mas os jogadores tem que fechar entre eles e não ficarem esperando por algum esquema tático ou estratégia do comandante, pois ele não tem, ou seja, a torcida e os jogadores precisa carregar o MO nas costas e rezar pra ele não atrapalhar. Aconteceu isso c o flamengo em 2009 quando levaram o Andrade nas costas até o fim. Vamos esquecer o treinador. Torcida e jogadores, agora é com nós . . . Vamos ganhar essa bagaça

    1. O treinador de 2009, na verdade era o Adriano Imperador, que comandava o time e dava ordens até no Andrade. Isso já foi dito e escrito por alguns flamenguistas que participaram à época. (jogadores e comissão técnica)

  3. A torcida do Galo tá muito de mimi mi. Puxa o time ganha tá ruim perde tá ruim. Classifica tá ruim. Eu agora vejo o porquê de ficarmos sem ganhar campeonatos por vários anos, essa torcida não tem humildade e nem reconhecimento aos seus próprios atletas e ou técnicos. Todo mundo e expert em táticas. Temos o melhor elenco bla bla bla. Pena que temos a torcida mais enjoada e empata f…. de todos os clubes da série A. Meio time contundido, e os caras falando e reclamando. O Galo está em terceiro no campeonato e a turma faz parecer que estamos brigando com o rival lá em baixo. E muito mimi mi viu.

  4. Muito cedo para dizer qualquer coisa. O Atlético, apesar do terceiro lugar no brasileirão e a classificação na Copa do Brasil, continua decepcionando seus torcedores. Não custa nada lembrar que o Atlético não ganhou nada esse ano apesar de ter um excelente plantel.

  5. Me desculpem, mas não me sinto tomado por essa onda de otimismo supersticioso que tenta implicar a reedição do mantra “eu acredito”. Eu tenho plena certeza de que o Galo possui o melhor elenco do Brasil, que possui qualidade suficiente para ganhar os títulos que disputa. Aliás, esse é o motivo de minha discordância com esse exagero otimista, visto que o clube possuía qualidades de sobra pra ganhar o mineiro, e perdeu, e chegar as finais da Libertadores, ao contrário de ser eliminado no início da fase mata-mata, para um São Paulo fraquíssimo. Repito, possui elenco que o credencia a ganhar tanto a Copa do Brasil quanto o Brasileiro. Porém, é necessário ter vontade, ter ambição, ter competitividade. Comprometimento com a grandeza do Clube. E isso está faltando, completamente. Um absurdo a sonolência e displicência do time na maior parte do jogo de ontem, repetindo o comportamento adotado na maioria dos jogos desse ano. Time lento, morno, sonolento. Sejamos francos: o time estava entregue quando o Hyuri recuperou a bola no meio e o Pratto diminuiu a vantagem adversária. Alí, parece que o time enfim entendeu que ainda restava tempo para empatar. A questão não era acreditar, mas querer. Bastava querer e força um pouquinho. Esse empate tem não tem a cara do “eu acredito” mas sim, a cara do “eu quis”. E é um absurdo um time se interessar em uma partida somente por 15 minutos, quer sejam iniciais ou finais. 15 minutos num partida de 90. 30 minutos numa disputa de 180. É pífio! Esse comportamento é indesejável, mas não está sendo combatido pelo comando alvinegro, Diretoria e Comissão Técnica. Marcelo Oliveira recebeu menção honrosa por ter colocado Cazares e Dátolo. Ué… se promover a entrada desse jogadores, em substituição à Clayton e Otero, é um feito, imagino o que não será quanto descobrir que eles devem ser titulares. Guardiolla que se cuide! Não tenho esta bipolaridade. O time empatou e avançou. Ótimo! Terá oportunidade para rever erros, sobretudo os comportamentais. No entanto, como cobrar dos jogadores maior envolvimento e foco nos objetivos, que parecem lhes escapar pelas mãos, se a torcida vai ao aeroporto recebe-los em comemoração a um empate com a Ponte Preta? Me desculpem, mas esse grupo de jogadores tá precisando é de cobranças, não de apupos.
    Saudações Alvinegras!

    1. Concordo com muito do que disse, entretanto ir levar apoio e incentivo num momento que comemoramos é importante – talvez fundamental – às nossas pretensões. É a parte que cabe ao Torcedor!

    2. … não se trata filho pirracento com mimos e bajulação … erramos todos quando isso ocorre. Com torcedor creio seja o mesmo.
      Criamos monstros quando abdicamos de cobrar melhorias em nome do amor incondicional. Dramaturgia aceita, vida real já sabemos como acaba.
      Pra cima deles, Galão … e bica forte.

  6. Parabéns aos 200 torcedores que foram incentivar os jogadores e a comissão técnica em Confins. Essa é a verdadeira massa atleticana que critica quando tem que criticar, mas apoioa o time sempre que necessários. Recentemente líamos e ouvíamos somente críticas, algumas delas justificadas, mas de todos modo exageradas, eis que o Galo continua na busca dos objetivos que traçou ao formar um grande time, capaz de conquistar os título que ainda disputa. Não estamos disputando luta contra o rebaixamento não, nós estamos no páreo é para levantar os canecos. Com essa força, os próprios jogadores e o técnico se esforçarão mas para que a equipe continue no trilho das vitórias, apresentando uma performance ainda melhor em cada partida. Valeu demais!

  7. eu vibrei muito com a classificação pois sou torcedor fanático. Por isso o meu lado racional desta vez não foi ouvido. ele me dizia que uma desclassificação poderia ajudar o Atlético que teria todo o seu foco no brasileirão. a vida é feita de escolhas;: eu quero mais o Brasileiro ou a copa do Brasil ? prefiro muito mais o Brasileiro , do qual fomos campeões há mas de 40 anos e isto nos incomoda demais. Mas fazer o que ? estamos nas oitavas. Eu só não quero pegar o Sao Paulo porque ele já nos eliminou este ano. e tambem não quero o time de azul porque eles são enjoados. quero o Palmeiras, pra dar uma coça no lider.

  8. Caro Eduardo, concordo contigo que é o momento de estarmos juntos com o time, a classificação ontem mostrou que apesar de tudo, nosso time é muito bom e temos que apoiar. Vc lembrou bem do jogo contra a Ponte em 2001 (4 X 3 pra eles), em que o péssimo Héber Roberto Lopes anulou uns três gols do GALO. Só discordo de uma coisa, o treinador não merece mérito algum, ele é o principal causador de todos os nossos problemas. Classificamos ontem, APESAR DELE, já que o time mais uma vez mostrou total ausência de sistema tático e de variações de jogo. Acho que Nepomuceno tem quem estar atento a isso, não podemos de forma alguma começar 2017 com Marcelo oliveira no comando. Pra 2016, é o que temos, então sigamos contando com as individualidades de nossos atletas, que ontem mais uma vez resolveram o jogo pra gente. Se deixar por conta do Marcelo, já viu né. SAN

  9. Olha o Galo aí Gente!
    Eu acredito que se os jogadores do Atlético fecharem um pacto para ganharem a Copa Brasil e o Brasileiro, vão ganhar.
    Hoje, no Brasil, não tem equipe nas condições do Galo: plantel com qualidade, estrutura de apoio – centro de treinamento, departamento médico etc…
    Conosco, hoje, desde que queiramos, ninguém pode.
    Eu Acredito, mas temos que jogar para o time, objetivando sempre a vitória.
    Unidos venceremos!
    Eu acredito…
    Eu acredito…
    Eu acredito…
    Bica eles bicudo!!!
    Vamos buscar o que de direito é nosso.
    Dá-lhe Galão da Massa!!!

  10. Com Carioca no time ficamos todos sem alma. Sonolento, preguiçoso, passinhos curtos de lado, é o Henrique do Cruzeiro. Não entendo como pode ser convocado pera a seleção. Marcelo Oliveira, ótima pessoa. Mas, se não virou treinador até hoje, pode ser descartado. Milagre: Pratto fez gol. Não confio no Galo em nenhum dos dois torneios que disputa.

  11. A sinergia entre torcida e time sempre existirá. Às vezes fica abalada, pela falta de vontade de um dos lados: o time. * Eduardo: esse treinador de Araxá, deve ser os falecidos: Pemba, ou o Castorino. Tô certo? Abraço. JUNTOS COM O GALO!!!

  12. É isto aí EduGalo, que vá bastante torcedor receber o Galão da massa, mas o MO e o time precisam se entenderem melhor em campo, porque senão uma hora mata a gente do coração. Que os jogadores larguem de lado as vaidades, e pensem só na reta final do Brasileirão e Copa do Brasil, com muita raça daqui pra frente. O Glorioso é demais!

  13. Todo o apoio contra o Inter será necessário.

    Todo grande time com campanha para rebaixar, sofre uma derrota emblemática, daquelas q decreta o fim do poço e causa reações fortes dentro do elenco que leva a uma grande mobilização e astral na equipe. Acredito muito que essa tenha sido a derrota contra o América e quem vai lidar com essa reação é o galo domingo num jogo perigosíssimo.

    Estamos chegando naquele momento do campeonato que a vontade das equipes se equiparam, sejam por quais motivos forem, os que jogam sem sentido de urgência geralmente sucumbem. É nesse período que acontecem grandes arrancadas geralmente de quem estava na parte de baixo e faltava esse comprometimento.

    Resumindo, se o time continuar com a mesma pegada, vai ser difícil ganhar domingo.

    Mas essa vitória ontem, buscando resultado, coisa rara esse ano, talvez mude os ventos e finalmente vejamos novamente o time que arrancou na 2o metade do 1o turno.

    Robinho acredita, e quem não?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.