Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

O pão não cai mais com a manteiga para baixo

O final da sexta-feira foi de boas notícias para o Galo e os Atleticanos. O treinador anunciou que vai repetir a escalação, o que demonstra que Marcelo Oliveira já tem o desenho da equipe na cabeça. Nas primeiras rodadas, a cada partida, era quase metade do time modificado.

É alvissareira essa informação, ainda mais sabendo que logo teremos os retornos de Luan e Pratto, além de outros jogadores à disposição e prontos para jogar. Além disso, outra informação comemorada por grande parte dos Atleticanos foi a confirmação do jogo do meio de semana, frente ao Botafogo, para o Mineirão.

luan 01

Embora o time tenha rateado no início da competição, ao juízo deste blogueiro, as coisas começam a engrenar. A única posição que teve alteração nas últimas três partidas foi a troca de Júnior Urso por Rafael Carioca, que agora é mantido na equipe. Outro motivo para este alento e motivação é quando se vê a lista de relacionados para compor o banco e vê jogadores como o próprio Urso, agora Fábio Santos e outros em condições até mesmo de titularidade. No início da competição, com todo respeito, teve titular que não cabe sequer na relação de suplentes que agora passamos a contar.

Além disso, poderemos contar brevemente com jogadores que voltam do Departamento Médico e, quem sabe, os reforços de Mina (seria uma defesa fortíssima) e Maicosuel. Este atacante, embora oscile partidas brilhantes e outras distantes disso, vinha sendo fundamental quando o Galo decidiu emprestá-lo, no ano passado. Acabou fazendo muita falta. Sobre o DM, tomara que esteja sendo literalmente liberado do maldito legado da era Aguirre.

mineirão 03
Fotos: UAI/Superesportes

Quanto à decisão em mandar o jogo com o Botafogo no Mineirão, ao meu sentir, a diretoria merece duas notas máximas. A primeira, por ouvir a maioria dos Torcedores que pediam essa mudança. A outra, por prestigiar e homenagear o Atleticano que respondeu “presente” na partida frente ao Corinthians. Até faço a confissão que esperava bem mais do que os quase 35 mil pagantes que foram na quarta-feira. Estava levando em conta que essa mudança dos últimos tempos para um campo mais acanhado acabou tirando o hábito do Torcedor Atleticano de ir ao estádio.

Que no meio da semana possamos bater os 50 mil pagantes, criando, com isso, um estímulo para que a Torcida lote definitivamente o nosso salão de festas nos próximos jogos.

Reitero que havendo essa sintonia entre jogadores e arquibancada, o Galo está de volta ao páreo. E assim, vamos vivendo e cantando nosso hino e embalando nossos cânticos, pois, afinal, o pão, agora, começou a cair com a manteiga virada para cima.

14 comentários em “O pão não cai mais com a manteiga para baixo

  1. Gaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaalllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllloooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

  2. Sou totalmente a favor de que o Galo jogue sempre no mineirão, ainda que isso traga praticamente o mesmo efeito financeiro de jogar no independência. para o time é sempre melhor jogar com 35, 40,50 mil que com 18,20 mil pagantes. E é preciso entregar, novamente, o Galo para a massa. não podemos elitizar a torcida. o Galo é de todos.
    outro ponto importante é que discordo integralmente que o Maicosuel vai acrescentar algo ao atual elenco, ele, Hiury, Pablo…..podem vazar o quanto antes (espero que as negociações desses dois últimos sejam logo confirmadas) Clayton até então tem se mostradado dinheiro jogado fora. Ms, eu acho que esse tem futebol para evoluir. Ainda não entendo que o Galo tenha deixado passar o Sóbis….mas, vamos em frente.

  3. De Ávila , adorei as notícias. as coisas já estavam ficando favoráveis e ,com as voltas dos imprescindíveis Luan e Pratto , temso tudo para embalarmos de vez no campeonato .
    Só faltam agora dois detalhes para a coisa ficar próxima da perfeição : a sensibilidade e a ousadia da diretoria atleticana de cobrar valores razoáveis para que o clube joguesempre com mais de 50000 pessoas por jogo no Mineirão . A comunhão com uma torcida como a do Atlético val muito mais do que dinheiro no primeiro momento. E que ,uma vez estabelecendo esta comunhão, que o time segure a onda e não se deslumbre. Afinal de ocntas, profissional do futebol tem que ter um olhar da coisa sempre diferente da torcida e da imprensa .

  4. Acho que temos que parar de tratar os jogos contra o América como “clássicos”. Pra ser considerado clássico parte-se do pressuposto que exite o equilíbrio. E em que pese nossos os péssimos resultados contra o américa nos últimos tempos, não existe equilíbrio, é jogo de time grande contra time médio / pequeno. Temos que tratar assim, saber que temos a responsabilidade de vencer pois somos maiores e melhores, fazer como estão fazendo todos os outros grandes clubes brasileiros neste campeonato, dando ao américa o respeito e a importância que ele tem e passando o trator. SAN.

  5. Caro rabino Ávila! Você que tem acesso ilimitado lá no Galo, fale com o Marcelo que é uma INSANIDADE o Junior Urso ser reserva do lento, pouco produtivo e moroso Rafael Carioca. Será que o Marcelo é treinador mesmo, ou está querendo ser?

  6. Saudações!
    Prezados amigos atleticanos, permitam-me discordar de uma opinião que permeava muitas rodas alvinegras e anti. Apesar de algumas escalações duvidosas, não havia o que fazer com o plantel disponível no início do brasileiro. A grande mídia, leia-se TV, insistia em implantar uma crise em nosso time, colocando-nos, de forma justa, como postulantes ao título, mas criticando nossos resultados e questionando nossos jogadores. Raciocinem comigo: se tirássemos 6 ou 7 titulares-chave do Barcelona de uma só vez, aqueles insubstituíveis (Neymar, Messi, Suarez e outros), será que manteriam o nível de resultados que conquistavam com a esquadra completa? Imagino que não.. Nenhum time o faria.. Se jogarmos completos e tivermos que substituir uma ou duas posições, acredito que manteremos o bom nível cobrado anteriormente. No caso de 6 ou 7 desfalques, o empatezinho é lucro, como já vimos.. O alerta que eu quero deixar é que não nos deixemos levar pelas opiniões de jornalistas que quando dizem que o Galo é favorito, na verdade querem colocar-nos uma pressão que só vem atrapalhar, envaidecer e tirar-nos do foco. Uma consequência ingrata disso, são os torcedores que não aceitam qualquer resultado que não seja uma vitória, e que insistem em vaiar nossos guerreiros quando as coisas não vão bem. Atleticanos, uni-vos e o Brasileirão será nosso. Galooooo !!

  7. Exato. Maicosuel só valeu alguma coisa quando já vislumbrava os “Petrodólares” na sua conta. No mais não é um grande jogador, porém, é muito melhor que os péssimos Hyuri e Carlos Eduardo.
    Sugiro apenas que o time mantenha a humildade na marcação, especialmente em relação o Jr. Urso e o M. Rocha, pois à medida que o time vai ganhando confiança, deixam suas funções e viram meio-campos. O erro do Dátolo foi grotesco (mais um pra conta dele, lembra do Inter?), mas vou acreditar que foi devido à condição física e falta de ritmo de jogo.
    Clayton não é uma belezura, mas tem melhorado. Apenas falta puxar a orelha dele e lembrá-lo a todo instante que não está no Figueirense. Se quiser ser coadjuvante num time de estrelas, terá que ser mais solidário. Lá era só ele pra resolver.

  8. A coisa está ‘desanuviando’ pelos lados da Cidade do GALO ,nobre Dudu ! Falta agora crescermos como time … Qto ao Mineirão , corre na boca miúda que jogar lá custa um Independência com carga máxima , e o que passar disto é lucro – não sei para quem,mas é lucro!- . Como não sou da área de exatas, neste assunto estou mais perdido que cebola em salada de frutas … SAN

  9. Caro Dudu, apensar da limitação de torcedores do Galo imposta por essa fraquissima diretoria do Melequinha, temos que comprar todos os 7500 ingressos e apoiar o time.
    Vamos começar o movimento: “50 mil pagantes contra o Botafogo”

  10. Maicossuel fez uns 4 ou 5 jogos bons qdo estava prestes a sair, justamente para convencer os interessados. E enganou muita gente aqui, a ponto de ser chamado até de “fundamental” por este blog.

  11. Dudu, foi perfeita nossa diretoria, jogar no Mineirão foi otimo, mas a conta não bate, no Indepa 18 mil mesma renda, mas achar um meio termo com a turma do nosso salão de festas, pagar 350 mil para jogar la ai esta o diferencial. Mas espero que sejamos felizes sempre onde jogarmos. Mas temos que trazer um zagueiro para substituir nosso capitão, ja em final de carreira gloriosa. Não acho nosso lenco fantastico como dizem a maioria, temos varios jogadores fracos que entram no time e nada acrescentam, Hyuri, Clayton, Carlos, Patric, jogam correm erram muito no jogo. Mas temos que ser solidários em campo, impossivel levar um gol como contra o Corinthians por falta de coletividade e de humildade em acompanhar o adversario, sr, datolo esta parando nas jogadas sr. Patric erra a maioria dos passes, Clayton acha que esta no Figueira e não passa a bola para ninguem , pega olha e chuta errado, MO vai ter muito trabalho com esta melecada fraca. Futebol e coletividade, isso não temos, 7 jogam por 4 mas 4 não jogam por 7 ai foram os erros e derrotas no inicio do campeonato, humildade em atacar e achar o companheiro melhor colocado, olhar quem passa e dar o passe, todos ganham e todos perdem. Contra o Corica de SP erramos em um contra ataque 3 contra 3 e o Patric fez a pior escolha e não trocou o passe perdeu e co Curica saiu em contra ataque e falta periogosa e depois nossa defesa que erra, mas errou no ataque, por pura falta de humildade em tocar a bola e fazer o jogo correto, qualidade nos passes, qualidade em atacar, ficar somente dizendo defender e melhor fechar nosso futebol, temos que recompor em atacar e fechar em cima da defesa adversaria, fazer espetaculo, jogar com a força da massa contando o hino, vamos galo ser forte e vingador, vamos galo ser esta maquina de atacar nossos adversarios. Acredita galo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*