Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Me rendendo a uma séria cobrança

Ontem, em meio aos comentários deste espaço, um deles me chamou à responsabilidade. Muito bem feita a colocação do leitor Luís Cláudio – com autoridade e leveza – cobrando deste espaço (blog e blogueiro) o debate sobre as condições do jogo em Ipatinga. Com propriedade, logo onde não deixo de registrar situações de desconforto e desrespeito com o torcedor, ia passando batido em mais esse absurdo no futebol mineiro.

Venho registrando, de maneira até insistente, os abusos da organização e da emissora que paga uma miséria aos clubes mineiros. Leia se fmf e televisão! A tabela, anunciada, sempre sofrendo mudanças para atender a antiga campeã de audiência. Jogos em horários proibitivos, sacrificando atletas e torcedores. Onde da manhã e 15 horas são horários criminosos, mas de interesse de quem paga uma bagatela pelo campeonato estadual.

No sábado a noite, horário de 19h e com um gramado até melhor que o da semana passada em Muriaé, o calor ainda incomodava. E o público, apesar de o Galo ser visitante, com perceptível maioria de Atleticanos já prevista pela venda de ingressos. Pois que, os organizadores da partida, deixaram os donos da casa numa parte espaçosa das arquibancadas e espremeram a Massa num espaço insuficiente pelos números comercializados com antecedência.

O resultado, por pouco, não foi pior. Se algo mais grave tivesse ocorrido, seria o caso de chamar clube mandante e fmf aos tribunais da Justiça Comum. Ontem, depois do final de semana que pude ler e me inteirar melhor sobre os fatos, além de conversar com pessoas que foram a Ipatinga. Desde profissionais de imprensa até Atleticanos que se aventuraram nessa empreitada. O transtorno foi de toda ordem. Começava pela entrada dos Atleticanos, repito em maior número, com um único dos três portões de acesso em funcionamento.

Do lado de dentro, depois de enfrentar essa dificuldade de acesso, o pior ainda esperava a Massa. Num forte calor, apesar de ser no período noturno, os Torcedores enfrentaram como já registrado a ocupação – segundo soube de 15 mil Atleticanos num espaço para apenas 11 mil pessoas -, aliado a falta de água e banheiros em condições de uso. A revolta gerou enorme repercussão nas redes sociais e a própria diretoria do Galo se manifestou. Depois, o clube mandante e a federação, correram para suas notinhas de desculpas, apuração e providências para os próximos jogos.

Ora, com todo respeito, isso não poderia nunca ter acontecido. Faltam cinco jogos do Galo nessa fase classificatória, sendo apenas um deles – Governador Valadares – fora de Belo Horizonte. Em caso de classificação, ainda podemos sair mais vezes até o interior, que a fmf antecipe e não permita gramado e condições de conforto dos torcedores como aconteceram nas duas vezes que o nosso time foi jogar como visitante. Esse campeonato estadual, com fatos dessa natureza, vai ficando ainda mais desmotivado.

Em tempo: ontem, no noticiário do Galo, uma informação me agradou muito. Aqui neste nosso espaço e mesmo em participações em resenhas Atleticanas, venho defendendo desde a virada do ano, a reintegração do Nathan – Pescador – ao elenco. O jogador, pelo seu histórico com a camisa preta e branca, deixou muito mais registrada sua presença – com gols e assistências – que alguns que a diretoria e comissão técnica vem insistindo. Seja bem vindo. Esse Nathan tem a cara e a garra Atleticana!

*fotos: Pedro Souza/Atlético

15 thoughts to “Me rendendo a uma séria cobrança”

  1. Sistema de jogo do Coudet, é feio,joga para ganhar de 1×0 é tá ótimo para ele,muita gente ocupando o meio,gosta de jogar com somente 2 atacantes.Tomara que traga resultado!!!
    Patrick está muito fora de forma,Edenilson não entrou bem contra Ipatinga.
    Ademir,Sasha, Kardec,Nathan Silva,Pavón Hyorran e Vargas já deu,
    Custo benefício fora da realidade.

  2. Boa tarde amigos do Galo. É início de temporada, mas o que vi até agora foi o NOSSO GALO jogando um futebol muito pobre, um amontoado de jogadores em campo. Contra o Ipatinga então, que coisa horrorosa, o tempo vai cobrar um desempenho muito melhor do que estamos vendo.

  3. Essa TV que manda e desmanda, ofereceu uma merreca pelas transmissões para os clubes e estes aceitaram sem reclamar, portanto, cada um merece o que têm… agora é um absurdo os “donos” do nosso CAM não valorizarem a própria marca!!!

    O Nathan pescador é muito bom de bola e com certeza vai agregar valor a esse time, joga mil vezes mais que alguns do plantel Atleticano atual, aliás, esses alguns já deram mostras no passado recente que não servem nem pra compor o grupo de atletas!!!

  4. Boa tarde Massa e Guru

    O torcedor do interior merece todo nosso respeito e admiração e este é o único motivo pelo qual ainda tínhamos motivo para defender a sobrevivência do rural. Mas como defender este campeonato que já nasce morto?
    Mas a verdadeira raiz do problema é que estamos colhendo fruto das querências dos times do interior, que no arbitral possuem voz mais ativa e maior peso nas decisões dos que o próprio Galo locomotiva de nosso futebol e isso com a conivência e politicagem da FMF.
    Fórmulas esdrúxulas, campos verdadeiros pastos, estádios sem o mínimo de estrutura e outros barbaridades.
    Um time que tem 20 milhões em filha de pagamento é obrigado a se sujeitar a jogar em estádios que só serviriam de pelada de fim de semana.
    Mas acho que a cobrança por mudanças está com o endereço equivocado. Não é a FMF que deve ser cobrada, até porque lá só tem vagabundo e gente incompetente.
    Como diz aquele ditado “não adianta rezar pra defunto que não presta”.
    Então quem deve ser cobrado é a diretoria do próprio Galo, que precisa por a pica na mesa e não aceitar mais esta condição.
    Quero ver eles fazerem campeonato sem o Galo!

  5. Meu grande mestre venho aqui neste nobre espaço novamente alertar para o que esta prestes a acontecer: o problema que temos que combater urgentemente chama-se: MAMATA. Enquanto os outros times do Brasil estão se organizando e tirando os mamadores e colocando uma gestao seria e profissional no comando aqui Galo vão escolher a SAF que se comprometer a manter o maior numero de mamateiros na gestao. Vao fazer de tudo pra manter os pendurados na instituicao continuando a fazer emprestimos e benesses com o objetivo de manter gerações de mamadores. Agora conseguiram arrumar um americano desconhecido mas que foi escolhido justamente para manter a MAMATA funcionando. Todo o resto é o de menos.

  6. Bom dia! Quem não tem capacidade para realização de eventos que não se aventure a fazê-lo. Simples assim! Lamentável o ocorrido em Ipatinga, mas, absolutamente esperado, diante de tanta incompetência dos “organizadores” (FMF e tv). Gramados ruins, estrutura de Várzea e organização amadora, desrespeitando o Consumidor (Torcedor), caso de apuração mais rigorosa por quem é competente para isso. Triste realidade de um futebol mineiro “subdesenvolvido”.

  7. Concordo com o Nathan e com as críticas à FMF e ao seu campeonato de roça (no máximo, campeonato rural com letra minúscula). Em relação às críticas à Globo, discordo frontalmente. Se ela PAGOU uma miséria é porque alguém VENDEU por uma miséria. E se o vendedor acha que o produto dele é uma porcaria (de fato é uma porcaria) e que só vale uma miséria, o preço pago foi justo. E quem paga, manda! Manda no dia, no horário, na tabela. É assim que funciona em todos os lugares do mundo.

    Eu acompanho NFL e NBA e lá as TV’s mandam nos horários, nas tabelas, nos jogos serão transmitidos, etc. Como o dinheiro (e muito) vai pra conta, ninguém reclama. Só um complemento: Lebron James pode bater o recorde de pontos da NBA no próximo jogo dos Lakers contra o Thunder. Preço dos ingressos alterados NA ÚLTIMA HORA de 424 dólares (cerca de R$ 2.184) para 1.757 dólares (mais de R$ 9 mil), o mais barato. Quem quiser acompanhar o jogo nas cadeiras próximas à quadra terá de desembolsar cerca de 100 mil dólares (R$ 515 mil). Sabem quem reclamou? Resposta: ninguém! O espetáculo é bom, os ginásios são confortáveis, a iluminação é ótima, o trânsito é excepcional; a alimentação (caríssima e, naturalmente, não inserida no precinho citado) é da melhor qualidade. Quer ver pela TV? Sem problemas: Todas as transmissões são PAGAS. Não tem moleza! Como diria aquele filósofo: NÃO TEM MAMATA!!

  8. Prezados Ávila, atleticanas e atleticanos!
    Não se deve depreciar um patrimônio do galo que custou 3 milhões de euros. Estou me referindo ao Nathan! É jogador sim que acrescenta ao time do atlético. É um jogador que tem condições de disputar a titularidade do time do galo. Não sei o que passa na cabeça dos dirigentes, que ao invés de prestigiar o seu jogador, o deprecia colocando-o para o escanteio. Parece-me que o bom senso voltou e o Nathan volta a fazer parte da equipe do galo. Com certeza é jogador melhor do que muitos que se dizem indispensáveis no time do galo. Ouso dizer que está no mesmo nível dos jogadores adquiridos pelo galo para resolverem problemas e que ainda continua patinando.
    Todas as vezes que Nathan jogou, não decepcionou!
    Gasta-se muito e a solução pode estar no próprio plantel do galo!!!
    Hoje e sempre, galo!!!

  9. Bem aventurada a notícia sobre o Nathan!! Joga, com um pé nas costas, muito mais que os “limitadíssimos” Ademir e Hyoran, nas funções que estão sendo utilizados!

  10. Bom dia, todos! Obrigado, amigo, pela citação! Sabia que vc não deixaria de falar desse assunto. Realmente está difícil de aceitar a condução desse campeonato pela FMF. Só acho que a diretoria do galo também tem sua parcela de culpa. Mais uma vez ela mostrou que não se preocupa com o seu torcedor. Será que ninguém viu o que estava acontecendo e sendo mostrado pela TV? Para fechar, por um momento achei que só eu havia gostado da volta Natan. Estava até com vergonha de falar que a sua volta seria benéfica para o time. Abraços.

    1. Bom dia! Na semana passada comentei sobre o Natan (meia), que não entendia os motivos da “fora dos planos”, conforme alegações dos srs. Rodrigo Caetano e Eduardo Coudet. O Natan – até o vencimento do contrato -, é patrimônio do CAM. Portanto, nada justifica a “geladeira” imposta a Ele. Foi um dos destaques do Flu em 2022. Concordo, Ele tem a “garra” que o CAM precisa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.