Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Fique de olho no apito

Daqui a pouco, na capital que um dia já foi orgulho de todos os brasileiros, o clássico que também um dia já foi o maior do futebol nacional acontecerá e ao que tudo indica com boa presença da nossa torcida. O blogueiro, voando para lá, espera chegar a tempo de não só ver uma boa partida do Galo, como antes do jogo interagir com Atleticanos e gente ligada ao futebol. Logo após a partida, como de sempre nos jogos deste horário, o pitaco no blog.

Nos anos 80, qualquer partida envolvendo os dois times movimentava o Brasil todo. Certamente, foi a maior rivalidade nacional de todos os tempos. Os dois times eram a base de todas as convocações para a Seleção Brasileira. Entre os cariocas, capitaneados por Zico, tinha ainda Nunes, Júnior e Adílio, entre outros bons jogadores. Do nosso lado, cintilavam em campo Reinaldo, Cerezo, Paulo Isidoro (depois trocado por Éder Aleixo), Marcelo (da mesma forma por Osmar Guarnelli), João Leite, Luizinho e outros quase com o mesmo brilho.

Atletico Flamengo Cerezo recebe cartão

Naquela ocasião, o Galo só foi parado pelo rubro-negro do Rio de Janeiro, segundo consta em nome da “segurança nacional”. O regime militar se afundava e os generais de plantão, para apaziguar o povão, teria influenciado naqueles jogos históricos, pois o Flamengo tinha a maior torcida brasileira na época.

Só assim para explicar o que fizeram em campo árbitros como José de Assis Aragão e José Roberto Wright. Segundo relatos, agiam sob ordem superior. Lembremos que a CBF era dirigida também por militares aliados ao regime da ocasião. Heleno Nunes era um deles. Até a Seleção Brasileira tinha como treinador um militar que se orgulhava em dizer que era poliglota. Coutinho! Ah! Era treinador também do Flamengo.

Atlético x Flamengo Copa Brasil 2014
Fotos: UAI/Superesportes

Pois bem, os tempos são outros, se o time do Galo não é tão extraordinário quanto aquele, atualmente – ainda que com “erros” de arbitragem – temos conseguido algumas conquistas. Numa delas, pegando os “interessados” com as calças nas mãos, revertemos resultado em Belo Horizonte, num acachapante 4 a 1, com direito a meme de locutor carioca. “Classificadaço” foi pro saco.

Se o Galo se mantém em evidência, o mesmo não se aplica aos cariocas. Entre os times do Rio, embora seja o único que ainda não visitou a série B, sabe se a qual custo, o Flamengo vive exclusivamente de seu passado. Sujo, diga-se! Que hoje o juiz não interfira na partida.

Agora é esperar para ver. Torcendo para que o Galo se reencontre, depois daquele desastre em Florianópolis. A meu juízo, basta não entender que Patric seja o polivalente que nunca foi em qualquer tempo e lugar. Se cada um, com garra e determinação, atuar no seu quadrado, o Galo sai de Brasília com três pontos na tabela.

10 comentários em “Fique de olho no apito

  1. Galo!!!!
    Caríssimo Eduardo
    A Massa sempre está empenhada em defender uma das maiores instuicões mundiais Nosso Clube Atlético Mineiro, no qual me considero um entre os milhões.
    Mas admito que sempre quero vencer! Então por este sentimento ê inadmissível, com o timaço que temos, estrelas e coadjuvantes de nível, o que pelo menos sempre supomos, o Galo não ser campeão de nada em 2016. Salvaguarda aquele torneio de verão que para a torcida acho que não serve. Na primeira liga que fomos eliminados de maneira passiva! O mineiro era obrigacão, na libertadores perdemos para um São Paulo despedaçado. E com toda nossa bipolaridade, e até mesmo por todos os esforços da diretoria para ter um time digno de nossa camisa, de outrora com mexerica, tenho que estes jogadores tragam mais um caneco este ano! Não precisamos por culpa na juízada. E muito menos em horário de jogos! Apoiaremos sempre! Em qualquer situação! Porém precisamos cobrar mais! Deixar um pouco de lado a paixão e sermos mais práticos! Práticos no sentido de não deixar ser iludido por midias bairristas que sempre dizem que o Galão tem o melhor elenco do Brasil!
    Mentira!!! Volantes so temos 2 Donizete e Carioca, laterais so temos 2 Marcos e Douglas, Zagueiros temos somente um Leonardo, por tudo que ele representa, porque a Idade pesa! E para meio Cazares salva o dia que pode, ataque pifio sem Prato, Luan e Fred. O resto é resto!!!! Robinho nao vale o que ganha, Clayton nem se fala, patric, carlos tem até boa vontade, mas futebol???
    Entao parem por favor de por culpa em fatores extracampo! E comecem todos a cobrar mais! Se temos o dito timaço, me diga onde ele esta? Quero meu Galao de volta, quero pelo menos Raça! Time apático e sem vontade, pode ter o Messi que nao me convence! Chega de ser feito de bobo!

  2. Caro amigo Dudu,
    Não dá mais, acabou. Eu venho dizendo aqui, repetidas vezes. Caso o Cazares machuque, o será de nós?? E a resposta foi dada neste domingo. CHEGA DE PATRIC, ACABOU, NÃO DÁ MAIS.
    Será que a família do Patric é dona de todas as fábricas de bola do país, se ele não jogar, pega a bola, coloca debaixo do braço e ninguém mais joga? ou a macumba do nego é tão boa, que cega todos os técnicos e a diretoria do Galo.
    Uma vergonha insistir em escalar essa pereba. Outra coisa que já deu, Cleyton e Robinho, as maiores enganações do futebol brasileiro dos últimos tempos, só a diretoria não enxerga. Como diz o ditado: O pior cego, é aquele que não quer enxergar!!!!
    Vou ficando por aqui, indignado com assa falta de bom senso da equipe técnica e da diretoria do nosso Galo, estão acabando com o nosso time, uma total vergonha.
    Aqui é Galo Porra, Bica Eles Bicudo!!!!!! VOLTA KALIL PELO AMOR DE DEUS!!!!!!!

  3. Sou daqui de Brasília e acabo de retornar do Mané Garrincha. Se tem uma palavra que define este time do Galo é APATIA, time sem alma, sem raça, sem vontade, burocrático e sem graça. Desprovido de técnica e tática. Quanto ao famoso elenco do Galo pra mim é uma grande piada de mal gosto, fico me perguntando como Patrick, Carlos e Clayton conseguiram torna-se jogadores profissionais de futebol e ainda como que um Clube como o CAM pode contratar e pagar esses cidadãos como jogadores profissionais e ainda mais como um cara como o Marcelo Oliveira consegue escalá-los, pois bem minha mãe de 82 anos joga mais do que os três, tô vendendo o passe dela baratinho pode colocar ela pra substituir os três com folga. Além desses três nulos temos também aqueles que são veteranos bons de bola mas que não aguentam um jogo mais intenso são os casos de Robinho, Vitor e Leonardo Silva sendo que esses dois últimos já têm uma grande folha de grandes serviços prestados ao Galo mas a idade chega pra todos e já passou da hora de prepararmos seus substitutos. Outro problema eterno do Galo é aquele buraco, eu diria até aquele abismo entre o lateral direito e a zaga, entre o Marcos Rocha e o Leonardo Silva. Finalizando, pra que tenhamos um mínimo de esperança pra Libertadores do próximo ano precisamos jogar com raça e amor temos um elenco fraco, essa é a verdade, aqueles que estão à décadas no Departamento Médico não voltarão seguramente em condições satisfatórias físicas, técnicas e táticas, portanto o que nos resta é vender Patrick, Carlos e Clayton e ainda Hyuri e Carlos Eduardo e tentar buscar um jogador de meio que saiba jogar bola e colocar a meninada da base pra correr já que os medalhões não querem ou não conseguem colocar intensidade no jogo. Com essa postura física, tática e técnica vamos lutar pra não cair. Galo Sempre.

  4. Com Marcelo será lucro disputar Sul Anericana
    Voltamos aos velhos tempos da era Cuca
    Time que não tabela
    Time que não abre a defesa
    Só chuveirinhos
    Patric armador…
    Atleticanos abram seus olhos: desculpa pronta, desfalques, perdeu para FLA 2 vezes e para o outro do lado da lagoa
    Clayton biônico O homem de US $ 6000000,00 (seis milhões de dólares)

  5. Pra mim Marcelo Oliveira no Galo já deu,treinador muito mediano que não conseguiu até hoje fazer um time competitivo com o elenco que tem nas mãos,foi campeão com o rival e Palmeiras em campeonatos nivelados por baixo tecnicamente.Gostaria de ver Abel Braga,Mano Menezes ou até mesmo Toninho Cerezo.Obs:Se fosse um pouquinho mais inteligente M.O. poderia ter colocado o M. Rocha no meio.

  6. Eduardo,gostei muito do seu vídeo em que vc fala da roubalheira da arbitragem contra o Galo e a favor de cariocas e paulistas pelos anos de forma didática,até postei em meu face e ninguém contestou.Em 1980 no Mineirão contra o Flamengo teve um gol legítimo e anulado do Reinaldo,ou seja era pra termos vencidos por 2×0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*