Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Vamos acordar! A solução é o Torcedor poder votar!

 

* Roberto Caldeira – Renova Galo

A palavra democracia, de origem no grego demokratía, é composta por outras duas: demos, do latin (que significa povo), e kratos, do grego (que significa poder). Traduzindo melhor: o “poder do povo” ou “governo do povo”. Trazendo isso para o mundo do futebol, o que já acontece em alguns clubes do Brasil, o poder no clube é exercido pelo povo, sua torcida, que elege seus representantes por meio do voto.

Alguém já ouviu falar da história recente do Bahia?

Era uma vez um clube endividado, cujas receitas já estavam antecipadas, com contratações duvidosas, sem transparência, dominado por poucos, sem oposição e calando os dissidentes

Esse quadro parece ser bastante conhecido, mas é parte do que ocorria até recentemente no Esporte Clube Bahia. A situação era bem complexa, com a queda à terceira divisão, perda de jogadores por falta de recolhimento de FGTS e manipulação das condições de sócios eleitores.

A grave situação começou a ser revertida com a criação do movimento “Democracia Tricolor”, que foi fundamental para abrir a “caixa preta” do que acontecia no Clube. O primeiro encontro do “Democracia Tricolor”, em maio de 2013, reuniu seis mil torcedores. E foi por meio da participação e a pressão da torcida que as mudanças aconteceram.

Nesse processo de mudanças, houve um estopim que foram as ilegalidades quanto aos sócios eleitores, que culminou com a abertura de uma CPI na Assembleia Legislativa Estadual, que acabou fracassando quando alguns deputados retiraram suas assinaturas. Porém, entre idas e vindas de diversas ações judiciais, em julho de 2013, foi determinada a intervenção no Clube, com a nomeação do administrador Carlos Rátis, coincidentemente, um Atleticano, que teve como primeira ação realizar uma ampla campanha de associação ao Clube. Foram 15 mil associados em uma semana.

 

O processo de mudança foi complicado e os resultados não apareceram imediatamente. Entretanto, ao avaliarmos a situação do clube, é evidente sua trajetória de crescimento e de consolidação entre os clubes fortes do país. O Bahia nos mostra que sim, é possível a um clube, fora do eixo RJ-SP, se estruturar, crescer, ser competitivo e sólido no médio prazo.

Além de colher bons resultados financeiros e esportivos, a Revolução Tricolor, vêm gerando importantes mudanças positivas na cultura do Clube, se tornando um exemplo de respeito a todas as bandeiras e diversidades. A receita para isso: gestão qualificada, transparência e ampla participação da torcida.

Mas o que fez o Bahia se tornar esse exemplo de gestão, democracia e cultura tem um pilar: A TORCIDA!

Foi a torcida que protestou nas ruas, que questionou, que pressionou, que assumiu seu papel como protagonista, que parou de ficar apenas reclamando em redes sociais, e passou a agir, passou a ser ativa, agindo como a verdadeira proprietária do Clube.

Vale fazer uma ressalva e ter cautela ao comparar a história do Bahia com do Atlético. Apesar das semelhanças negativas – falta de transparência, não há participação da torcida, não há oposição e dívidas enormes –, não se pode falar em ilegalidades no Galo. Podemos discordar da estrutura, decisões e da situação atual do Atlético, mas não existem elementos para se falar em irregularidades que pudessem levar a uma intervenção judicial ou uma CPI. No caso do Bahia, as irregularidades foram o estopim do processo de mudança. Mas o que fez realmente a mudança acontecer, foi a participação de sua torcida!

Inspirados nessa revolução protagonizada pela torcida do Bahia, bastante preocupados com a situação e futuro do Galo, e considerando a tal “Sina do Fracasso”, que há décadas decepciona nossa torcida, foi que surgiu a iniciativa de propor essa ideia de Renovação e Democratização do Galo!

Porém, para que esse sonho se torne um dia realidade, sabemos que a Massa do Galo é a única possibilidade para colocar o Atlético novamente no caminho das conquistas e resgatar sua grandeza!

Que o exemplo do Bahia possa servir a todos de inspiração…

E aí, será que a Massa do Galo topa?

* fotos: Flickr/Atlético

Abaixo algumas matérias e informações sobre o Democracia no Bahia.

https://www.bahianoticias.com.br/esportes/bahia/19850-apos-intervencao-bahia-viveu-conquistas-em-todas-as-temporadas-democracia-fez-bem.html

https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/a-democracia-vale-a-pena-o-bahia-comprova/

https://www.ibahia.com/detalhe/noticia/saiba-detalhes-do-bahia-da-torcida-grupo-que-exige-democracia-no-clube/

https://www.ibahia.com/detalhe/noticia/veja-as-propostas-da-intervencao-para-mudar-o-estatuto-do-clube/

55 comentários em “Vamos acordar! A solução é o Torcedor poder votar!

  1. Agora é hora de apoio total ao time, sem mimimi. Força Galo forte. Não podemos desanimar nunca, aqui é Falo até a morte. Os jogadores precisam de apoio emocional para não se abater e deixar de fazer bobagens .

  2. AS CONTRATAÇÕES DO GALO NOS ÚLTIMOS 2 -3 ANOS SÃO PRÁ LÁ DE SUSPEITAS , SÃO UM SHOW DE IRRESPONSABILIDADE , UM ESCÂNDALO. ALEXANDRE gallo e RUIM COSTA FIZERAM UMA FARRA COM O DINHEIRO DO C.A.M. COLOCANDO EM RISCO O PATRIMÔNIO DO CLUBE.
    O QUE RUIM COSTA ESTÁ FAZENDO TAMBÉM NA CATEGORIA DE BASE É UM VERDADEIRO CRIME. VAI DEIXAR NO GALO UMA TERRA ARRASADA.
    CUIDADO RUIM COSTA , A TORCIDA ESTÁ DE OLHO EM VOCÊ.

  3. Boa noite! Com esse Diretor de Futebol – pelo que pelo visto – têm poderes de “Primeiro Ministro” com o Presidente do CÁM, apenas referendado suas decisões. Estamos sem rumo. Dos 39 pontos que temos em disputa, acredito na conquista de apenas uns 10. Assim, com 41 pontos, voltaremos a Série B. Tudo, graças à autonomia que o Sr. Sete, deu ao ” Primeiro Ministro” Rui Costa. Decepção geral! Inclusive pela declaração que deu hoje, de que nenhum outro treinador foi procurado. Portanto CORPORATIVISMO! O Clube/Torcida que se dane!

  4. Boa noite Eduardo, Atleticanos e Atleticanas.
    O momento do Galo é crítico e já vimos esse “filme” antes.
    Já detectamos os problemas e suas causas, bem como quais soluções mais viáveis para “o momento”, o que pode e deve ser feito, e também o que “não” podemos deixar de fazer de maneira alguma.

    Mais uma vez o “carro” terá que ser consertado com ele em movimento.
    Resumo:
    – primeiro apoiar o time para conseguirmos os 45 pontos;
    – manter pressão “apenas” nas Redes Sociais “, pois na Sede/CT neste momento trará ainda mais instabilidade;
    – Apoiar a excelente iniciativa “Renova Galo” convocando toda a torcida;
    – Pedir… após nos livrarmos da segundona… transparência com abertura da “Caixa Preta”;
    – etc.
    Por hora, tá de bom tamanho!

  5. Sette Câmara, Lasáro, Ruim Costa, conselho omisso e 90% do elenco, pra fora do Galo. Mudança radical e cobrança de protestos da torcida na sede, CT e nas redes sociais. Vcs são incompetentes, arrogantes e amadores.

  6. A questão principal do Atlético hoje é o presidente, que para mim é um ditador e censurador. Qualquer torcedor que fale mal dele, é processado, abusando do direito de ser advogado. Em segundo lugar, ele nunca se mostrou presente na cidade do galo. Prefere viajar para a Europa para ver ser filho na fórmula 2! Ele acha que deixando um diretor de futebol incompetente, sim, os dois últimos só sabem falar bem. Contratar Hernandez por 10 milhões de reais???? Precisamos de uma LavaGalo urgentemente. Só chamando o MPF-PR para dar um jeito nessa maneira de gerir um clube de futebol. O Atlético, precisa dispensar, vender, encerrar contrato, de Elias, Fábio Santos, Cazares, Ricardo Oliveira, o mais breve possível. Para mim, Elias e Cazares, são moleques! Os outros dois, os anos chegaram, mais fácil jogar pelo master do Galo. Na minha humilde opinião esse presidente é o pior dos 20 anos. Conseguiu ser pior que Ziza, que com um orçamento cinco vezes menor, conseguiu mais êxito. Pode ser bom como advogado, mas como presidente de um clube de futebol é uma lástima.

  7. Gostei da ideia Bolão
    Torcedor investir em jogador.
    Dependendo do atleta, eu colocaria algum para ajudar o Galo e como forma de investimento a médio, longo prazo.

    É preciso ver, se isso é possível

  8. Boa tarde massa, Caldeira e Guru
    Urge que movimento RENOVA GALO se mostre presente, pois a eleição do conselho e a contratação do Mancini, mostram que se não houver uma cobrança já a coisa poderá piorar. E o que fazer para isto acontecer? Precisa de a torcida comprar a idéia e fazermos pressão sobre a administração e o conselho através das redes sociais e principalmente presencial, na porta da sede de Lourdes.
    Hoje infelizmente a ordem é público zero nos estádios e público total em Lourdes. Caso contrário ficaremos vamos amargar mais uma mancha na nossa história, fazendo parte da série B ano que vem.
    Creio que também está na hora de captar simpatizantes com o movimento, que tenham representatividade na vida do clube, para que o movimento ganhe força maior.

    #VERGONHA JÁ

  9. Aliás, a torcida também era amplamente favorável à eleição do Daniel Nepomuceno.
    Ou seja, os dois últimos presidentes teriam sido os mesmos.

  10. O que não mudaria absolutamente nada na situação atual, pois, na última eleição, a torcida era quase toda favorável ao Sette Câmara.
    Ou seja, ele seria o presidente do mesmo jeito.

  11. Boa tarde xará e amigalos desconfiados e decepcionados!! Na verdade não dá mais pra falar mal de ninguém. O risco de rebaixamento é iminente!!! Temos que apoiar esses cabeças de bagre em busca de mais 4 ou 5 vitórias. É a conta do chá….nada mais….Sou contra a vinda do Mancini, mas vamos ver contra o CSA. Esses caras tem que “comer grama”!!!!!!!!!! Depois dos 44 ou 45 pontos garantidos aí sim tem que haver protesto diário!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  12. Mas é o que eu digo, o torcedor atleticano é frouxo e acomodado por natureza.
    Nenhum membro dessa gestão deveria conseguir sair na rua.
    NENHUM CONSELHEIRO que não o Marcio Cadar deveria ser respeitado.
    São inimigos da torcida, e portanto, da instituiçao

  13. Conselheiro do Galo tem que ter o dedo botado na cara!
    Um monte de capachos, um monte de múmias esclerosadas, e de resto são grupos de interesse de quatro ou cinco famílias. Querem o nosso dinheiro de torcedor, que SOMOS NÓS QUE SUSTENTAMOS ESSE CLUBE, e não esses imundos que ganham ingresso e viajam no avião do clube!
    Rebelião contra esses covardes!
    FORA CONSELHO IMUNDO!
    FORA 7C
    FORA LÁSARO

  14. Boa tarde. O que mais assusta no nosso galo é a duração dos contratos dos jogadores do elenco. Ze Wellisson tem contrato de cinco anos, patrick, R Oliveira até fim de 2020. Esses gringos tem contratos minimos de 04 anos, Bolt: 04 anos e por ai vai. Faço aos senhores a pergunta que nao quer calar: como ficar livres desses jogadores? Eu me recordo que tentaram emprestar o Terans( contrato de 05 anos) e ninguém quis…

  15. O projeto Renova Galo parece ser muito interessante. Parabéns pela iniciativa, Roberto! Paralelamente ao projeto, e sem prejuízo dele, temos que atentar também para uma coisa. O amiGalo Andrade lembrou oportunamente. O tempo agora requer nosso apoio no campo também. O momento agora requer concentração e apoio para os jogadores poderem cumprir seu papel adequadamente na reta final. Convenhamos que são poucos os técnicos que assumiriam um time a essa altura do campeonato e ele é tudo o que temos. Não quero dizer que estou apoiando a decisão da diretoria, mas também não há como condenar por antecipação. Não sabemos o que estava acontecendo com o time. Nossa situação no campeonato é recuperável. Como diz o jargão, “NÃO É TERRA ARRASADA”. Dá tempo e é possível recuperar resultados e posições. Esse time consegue terminar o ano na metade da tabela. E se quiser, pode subir ainda mais. É o mesmo time que esteve no G4 e dormiu na liderança esse ano. Não tem crise criminal, nem política dentro. Não tem figuras desonestas. Talvez – especulo – algumas opções táticas de Santana não tenham casado bem com o perfil e idade de alguns jogadores. Não vejo, p.ex., Ricardo Oliveira como marcador. É um jogador de área, sem ser cone, que precisa receber uma bola redonda. A prioridade agora, na minha opinião, é o campeonato. Concentração total. Vamos lembrar que as marias estão doidas para nos “puxar” para o inferno astral que estão nele. A meta do Galo para esse fim de ano é evitar isso A TODO CUSTO! Que as marias se enrolem sozinhas, pois esse problema é delas, não nosso. Não temos problemas criminais no nosso meio. Não temos diretores que saem do time e admitem publicamente o uso de malas pretas. Não temos jogadores que, vendidos ou emprestados, afirmam publicamente não querer voltar para “essa mierda”. Pelo contrário, Lucas Pratto, Rafael Carioca, R10, Reinaldo e muitos outros sempre afirmaram publicamente o orgulho que sentem de ter jogado aqui. Assim também Marcos Rocha, Donizetti, Robinho, Datolo, que não queriam sair, e Tardelli, que sempre visitou o Galo, mas que, no ponto em que está sua carreira, cedeu à melhor proposta. Amigos, amigos, negócios à parte. É o mundo corporativo. Temos de compreender também a posição dos atletas, é para isso que têm empresários. De minha parte, gostaria de ver Lucas Pratto, Tardelli, Datolo, Guilherme (2014) e Maicosuel (bom segurador de bola) de volta ao Galo. Mas eles precisam seguir com suas vidas. Não podemos ser nostálgicos. Exceto em disputa de posição e em confrontos diretos, sempre torço por eles onde estão.

    1. Não temos figuras desonestas parece até papo de familiar. Vai botando a mão no fogo por essa turma aí, vai…

      até agora to esperando a explicação da não contratação do Felipe Jonathan por 6 mi, e depois a não contratação do Jorge por empréstimo + os salários, pra depois contratarem o Hernandez(!!!), por 13 mi. Brincar com dinheiro que não é nosso é fácil né, diretoria.

      Vou te falar o que penso: para mim o Sette Câmara Deveria sair da sede de camburão, direto para o xilindró! por gestão temerária. Gasto indevido do dinheiro do clube. Abriu as pernas pro alexandre Gallo e pro Rui Costa, e eles trouxeram: Denilson, Terans, Maidana, Zé welisson, Ricardo Oliveira, maicon Bolt, Edinho, hernandez, Arouca, Juninho, e muitos outros LIXOS.

      Agora vamos aos treinadores( esses são de impressionar): Oswaldo, Thiago Largui( Nem projeto de treinador), Levir, O gagá!, Rodrigo Santana( quase projeto de treinador), e agora o top de linha Mancini.

      É pedir muito que tragam 1( UM) treinador de verdade, que possa nos dar pelo menos esperança de times com o mínimo de treinamento e tática? Ou o perfil definido são os acomodados, os pau mandados, os frouxos( como o presidente)?

      Então falar que não tem gente desonesta e não tem crise lá dentro soa muito estranho, de verdade…

      Se até aquela torcida que já foi a maior do Galo, que já foi um grande apoio pro time, que já foi respeitada pelos torcedores, agora resolve as coisas e dá apoio ao presidente depois de uma simples conver$a…

      Atleticano de verdade não aguenta mais olhar pra cara dessa corja! O que mais queremos é que ele vá fazer as merdas dele bem longe do Galo!

      Outra coisa, Ricardo Oliveira …………………………, não tem outra explicação. Ex jogador em atividade desde que chegou no galo. E ganhando 500 mil por mês. O presidente é um palhaço mesmo, haha!
      Esse papo de que ele é jogador de área não cola, o campeonato mineiro já passou, ou seja, ele não engana mais. Péssimo dos péssimos.
      Meu medo é justamente esse bosta desse mancini voltar com os “experientes”.

      1. Pedro, você não tem que concordar comigo. Cada um tem suas opiniões, não é mesmo? Não estou em defesa de ninguém. Pode ficar tranquilo. Não conheço nenhuma pessoa dentro do Galo. Não faço a menor ideia do que acontece lá dentro. Já acusar pessoas publicamente, com base em opinião pessoal, é algo que não me interessa fazer. Não sou acusador, não sou promotor de justiça. Concordamos em discordar. Está ótimo. O espaço é democrático e essa é uma das inúmeras qualidades desse espaço. Até acho que RO pode recuperar a má fase, mas concordo com você que o tempo corre contra ele. Já as marias, você concorda comigo, não é? Estão se aproximando pouco a pouco do buraco negro…

  16. Bom dia AMIGALOS,
    Eu, na minha humilde opinião, gostaria de colocar uma situação diferente: Se sabemos que para mudar o estatuto e termos voz ativa na administração será deveras difícil, eu penso que não seria preciso isso. O programa SOCIO TORCEDOR poderia ser mudado para atender as nossas reivindicações de forma muito mais fácil. Para isso é preciso que atleticanos mudem a postura – como disse um amigalo acima, ficar nas redes sociais descendo o pau em tudo, mas, na maioria das vezes, se omitindo de participar ou de dar soluções, não traz resultados, ou, fazendo manifestações no CT, na sede, sem um plano de solicitações e acompanhamento, só na pressão – isso pode resolver no imediatismo, mas não de forma estruturada. Precisamos ser mais organizados, não como torcidas com interesses escusos, mas como torcedores organizados e com objetivos claros, no sentido de ajudar nas soluções de problemas de forma participativa e inteligente.
    Voltando ao programa SOCIO TORCEDOR, participar só para receber descontos de produtos e ingressos, é pensar pequeno. Que mude para SOCIO INVESTIDOR – acredito que nós atleticanos, através de contribuições em dinheiro que seriam como que no mercado de ações, pudéssemos ajudar na questão financeira e em contrapartida, tivéssemos a tão requisitada transparência, sem mudança de estatuto. Como exemplo: Para o ano de 2020 precisamos refazer o time, ou o elenco – fazer uma enquete, posição por posição de qual jogador poderia ser contratado. Feita a escolha, os atleticanos poriam o dinheiro, qualquer quantia (a partir de 1,00), para a contratação e passariam a ser investidores daquele jogador e numa futura venda, receberiam o valor de acordo com o percentual aplicado. Ao clube caberia pagar os salários (acredito que os salários deveriam ser por meritocracia e estarem atrelados a metas/objetivos). Caberia ao Conselho designar e legitimar uma comissão com participação dos “investidores” e que os representasse, a fim de acompanhar todo esse processo e informar a todos detalhadamente sobre a situação.
    Temos que pensar fora da caixa… Modelos novos de gestão e de angariar fundos. Sair da mesmice.
    Desculpem se não fui claro ou se viajei na maionese.
    Abraço a todos os amigalos.

  17. Bom dia,

    Uma melhor gestão passa realmente pelo voto da maioria, isto é claro que, se a oposição não for simplesmente como a oposição do nosso país, contra tudo ou todos, desde que venha da situação.
    Este tipo de eleição com o voto da torcida tem que ser muito bem formatada, porque vejo de perto em Santos as mesmas mazelas que existem pelo país, como, torcedores vendendo seu voto pela quitação de dívidas com o sócio torcedor, até mesmo candidatos pagando ônibus para trazer eleitores de São Paulo e por incrível que pareça, bloqueios em vias para evitar a aproximação de eleitores, ou seja, as vezes o que vem para melhorar é mal utilizado e vira uma zona.
    Não sou contra a ideia, mas, dado o respeito, a população votante tem que ser limitada e bem selecionada.
    Toda melhora só será obtida se o clube virar empresa, ser encarado como tal seria prestar contas aos conselheiros e a torcida.
    Não gastar além do que ganha e os eleitos ter responsabilidade pelos seus atos.
    Hoje vejo a área mais nebulosa da instituição Atlético-MG a realização de contratações, todas realizadas com empréstimos e quando se efetua vendas o dinheiro vai para pagar dívidas do passado “sombrio e nebuloso”, aquele passado que eramos um dos melhores em campo e um dos maiores caloteiros no mercado.
    A área direcionada ao diretoria de esportes tem que trabalhar separadamente do clube em questões financeiras, e se auto sustentar , com (receita – despesa) = resultado (lucro), se a operação não pender para a direita, então, mude os gestores porque nenhuma empresa vive sem lucro e no futebol o lucro seria títulos a déficit zero.
    Senão o preço sempre chega.
    Realmente é um assunto interessante e existe um carácter de urgência.

  18. Fora conselho, fora Presidente e toda Diretoria, faxina geral. Para evitar nova queda para série B. Acordar antes que seja tarde. Torcida é alma do Galo. Conselho formado por velhos e despreparados.

  19. O nosso xará paranaense, trocou de identidade com o nosso Galo, como aconteceu no filme E se eu fosse você. Nós nos tornamos aquele time paranaense mediano, e eles se tornaram o Atlético Mineiro, time aguerrido, e que se vinga dos seus adversários devolvendo vitórias incríveis, fora ou dentro de casa.
    Descaracterizaram o grande CAM, nosso hino que era cantado e respeitado, infelizmente, sem um grande time, torna-se ineficaz.
    Parabéns aos diretores, coordenadores, presidente, e responsáveis pelo Departamento de Futebol do Galo, conseguiram arruinar nosso clube.

  20. Cirúrgico, Caldeira.
    Hoje o Paulinho fez mais uma denúncia, Mancini atuaria também como agente de jogadores e teria se “lambuzado” no SP. No fundo do poço já estamos, com 7, Rui e Mancini, vamos chegar a camada pre-sal.
    https://blogdopaulinho.com.br/2019/10/15/a-hipocrisia-e-falta-de-etica-de-vagner-mancini/-

    Não conheço o Fabiano, nem estou defendendo ninguém. Só defendo o Galo.
    Considero normal uma empresa patrocinar Clubes, assim fazem Supermercados BH, BMG, MRV, Banco Inter, etc. O quê NÃO pode é torcedor de TO rival ser diretor do nosso Clube.
    É preciso desmistificar a lenda criada pelo grupo que manda no CAM, de que Fabiano é apenas “o Conselheiro que patrocina o rival”; esse assunto foi abordado pelo mesmo em carta aberta ao presidente, e foi feito um questionamento, por que o CAM não aceitou o patrocínio de Fabiano? Nunca houve resposta. Essa carta diz muito:
    https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2019/04/25/noticia_atletico_mg,580705/lider-da-oposicao-do-atletico-pede-saida-de-sette-camara-nao-da-mais.shtml
    Alô, Fabiano, apareça, diz alguma coisa, jogue a merda no ventilador. Socorro! Definitivamente o CAM não é pra amadores.

    1. Lucy, pra mim o Fabiano foi ameaçado caso se manifestasse mais sobre o tal assunto de patrocínio como também se continuasse pedindo a cabeça do arrogante 7C… eu suspeito inclusive de ameaça de morte pois o Fabiano simplesmente sumiu depois que pediu a saída do Presidente… como você escreveu, nunca houve resposta do mandatário e na minha opinião, nem haverá… o nosso CAM atual é administrado por aproveitadores e nada além disso, bando de canalhas!!!!!!!

  21. NO INICIO DO ANO MINHA ESPERANÇA ERA O TITULO DO MINEIRO:NÂO DEU.DEPOIS SUL AMERICANA E COPA DO BRASIL:NÂO DEU.VEIO O BRASILEIRO E MESMO VENCENDO EQUIPES DE QUALIDADE RAZOAVEL,A ESPERANÇA NO TITULO,DEPOIS PARA A LIBERTADORES,SUL AMERICANA.AGORA MINHA ESPERANÇA È NÂO SER REBAIXADO!

  22. A HORA É DE APOIO AO TÉCNICO VAGNER MANCINI , DESDE QUE ELE BARRE DEFINITIVAMENTE ESSA PANELINHA QUE COLOCOU O GALO NESSA SITUAÇÃO.
    A PANELINHA TEM TRÊS CHEFES , F.SANTOS , ELIAS E R.OLIVEIRA E OUTROS SUBALTERNOS COMO CAZARES.
    PORTANDO BARRANDO ESSA PANELINHA QUE COLOCOU O GALO NESSA SITUAÇÃO , VAMOS APOIAR O VAGNER MANCINI.

    1. Fábio Santos infelizmente ainda é o menos pior que temos na posição, vamos ter que aguentar até ano que vem.
      Elias tem que ser afastado de imediato! Vários torcedores alegaram terem sido xingados por ele na saída do último jogo!!!
      Já é um lixo pro time, e ainda tem coragem de xingar torcedor.

      Ricardo Oliveira eu nem comento. Coloca um par de chuteiras dentro do campo, mas não coloca ele. Pelo menos o par de chuteiras não vai atrapalhar.

      Cazares é um vagabundo! Tem que ir pro quinto dos infernos! Mas nesse momento afastar o cazares acaba sendo ruim pro time. A que ponto chegamos…

  23. desculpe gente, mas nao vejo o momento para colocar em pauta para discutir que torcedores devem votar , nao moro em bh , sempre ia a jogos do galo ,mas infelizmente gostaria de ir , mas com este time nao da mais. temos que discutir e a incompetencia desta diretoria, estas contrataçoes horrorosas , jogadores que nao tem condiçoaes de jogar no galo . o plantel e muito fraco. me desculpem falar em votaçao neste momento e tentar mudar o foco. em tempo contra o gremio assistir o luan fazer um penalti infantil , e a torcida gritar seu nome e para repensar.

  24. Existe sim irregularidades dentro do nosso CAM, poucas ou muitas não interessa mas existe, porém, ninguém consegue provar já que o acesso é barrado a quem se atrever… auditoria interna nem pensar e assim continuará com esse CONSELHO omisso, arcaico e sem vontade alguma de bater de frente com o Presidente… são todos farinha do mesmo saco e ai daquele que for contra, será escorraçado lá de dentro, fato!!!!!!!

    Essas pessoas que comandam o clube, em todas as esferas, se acham acima de tudo e de todos, ou seja, não vão abrir mão desse poder de décadas tão facilmente… a torcida do nosso GALO pra ter vez terá que brigar muito pra quem sabe, um dia, consiga fazer parte das decisões internas, fato!!!!!!

    Como disse o Roberto: – Que o exemplo do Bahia possa servir a todos de inspiração!!!!!!!

  25. AmiGalos, estou muito preocupado. A tabela do Galo é muito difícil, será complicado conseguir 5 triunfos em 13. Wagner Mancini não é técnico para o Galo, a torcida inteira sabe disso, basta ver o índice de uma enquete que aponta 83% de rejeição. Só Rui Costa e Sette Câmara não veem isso. Ocorre que independente desma péssima diretoria, na minha opinião a pior da história, a alternativa é APOIAR o time. Sabemos que tem uns 10 ali que não merecem estar no time (cada torcedor sabe a lista de cor), mas infelizmente é com eles que vamos até o fim do ano. E digo, NÃO AGUENTO OUTRA SEGUNDA DIVISÃO. O que nos resta é fazer nossa parte e de agora em diante apoiar o time para conseguir os 45 pts. Após, todos os protestos são válidos e uma forte cobrança para reformular o elenco e comissão técnica para 2020. Inclusive, penso ser boa alternativa antecipar as eleições e mudar o presidente.
    Até AmiGalos, bora pro Horto fazer a nossa parte. O GALO É MAIOR QUE AS PESSOAS QUE O COMANDAM.

  26. Caro Roberto Caldeira.
    Muito ilustrativo e oportuno os seus comentários sobre a democracia implantada no Esporte Clube Bahia. O caminho a seguir, no Galo, com certeza não pode ser diferente! Democracia e transparência são palavras chaves para mudanças. A meu juízo, o grande salto para a democratização na escolha dos dirigentes do Bahia, na realidade os seus conselheiros, pois a estes cabe a palavra final, foi a redução drástica, de mais de 95% do valor mensal para se associar, reduzindo-se a contribuição para ser associado, de 300,00 para 10,00 mensais. Corrija-me, se estiver errado! Atualmente, não sei em quanto fica, mensalmente, ser associado do GALO. A proposição do RENOVA GALO, é indiscutivelmente a que embarga todos os desejos atleticanos. Como implementá-la, é que precisa ser muito bem pensado, para que uma ideia fantástica não morra no seu nascedouro. O primeiro passo, a meu ver, seria um entendimento com o atual conselho do CAM, com vistas a viabilizar a inclusão de novos associados, naturalmente, com uma redução do valor da mensalidade para que, milhares e milhares de torcedores atleticanos, possam ter condições de suportar tal despesa. Como você bem disse, a situação que levou o Bahia à solução dos seus problemas é completamente diferente da que ocorre hoje no Galo. A solução foi judicial, com a indicação de um interventor, face aos desmandos e irregularidades constatadas. E no caso do Galo? Seria um abaixo assinado a ser entregue ao presidente do Conselho Deliberativo do Clube Atlético Mineiro propondo alteração no Estatuto, ou se encontra em análise outra solução? Quais seriam as alternativas viáveis para fazermos presentes com voz e voto? Parabéns pela brilhante iniciativa e que Deus nos dê a clarividência necessária para solucionarmos ou pelo menos amenizarmos os desmandos que hoje acontecem no CAM, decorrente de uma participação irrisória de verdadeiros atleticanos na administração do clube, fruto do processo atual de escolha dos seus conselheiros. O que precisa ficar bem fundamentado é que, reduzindo-se o valor da mensalidade, amplia-se o universo de arrecadação mesmo com valor menor, emprestando confiabilidade e transparência ao processo de escolha dos novos dirigentes do GALO.
    Parabéns a Você extensivo a todos idealizadores do RENOVA GALO.

    1. Ângelo, bom dia.
      Nossas ideias de estratégia para fazer o sonho se tornar realidade vão bastante de encontro às suas sugestões. Obrigado por contribuir.
      Mas vale uma ressalva, na proposta do Renova Galo, bastaria ao Clube estender a possibilidade de voto ao sócio torcedor, reconhecendo seu direito de poder participar na Assembleia Geral do Clube e poder votar e também ser votado nas Eleições do Conselho, sem formação de chapas.
      Quanto à estratégia de implantação, podemos planejar e realizar diversas ações, mas tudo isso somente será possível se a MASSA DO GALO se conscientizar e comprar esse briga.
      Saudações!

      1. Roberto,
        Obrigado pelas esclarecedoras informações. Ficamos no aguardo dos desdobramentos e como poderemos fazer presentes. Com certeza, a massa atleticana está havida por mudanças! Mudança para melhor, pois nem sempre mudar significa melhorar!
        Vamos que vamos!!

  27. Guardadas as devidas proporções, uma vez que diferença entre a mídia de um e de outro é exorbitante, também deve ser destacado o que era o Flamengo há algum tempo, antes da entrada da “Administração Bandeira de Melo”. Aquele dirigente e sua equipe apostaram na austeridade (verdadeira), na sobriedade, na eliminação das vaidades e na redução de investimentos (os maus, por óbvio) para sanear o clube e transformá-lo em algo que, realmente, pudesse agregar CREDIBILIDADE à instituição, visando atrair investimentos. O resultado está aí e, para nossa inveja, será perpetuado, podendo transformar o Urubu num clube praticamente imbatível no futebol brasileiro. Mas é preciso lembrar: no início do processo (doloroso, sem dúvida), eles só receberam críticas, uma vez que o imediatismo na busca de resultados só atrapalhava. Deixo uma questão: será que nossa torcida, tão sofrida e carente de conquistas, estaria disposta a prolongar ainda mais esse período de seca para sanear o clube e inserí-lo num processo de transformação com o objetivo de colher os frutos no futuro, mesmo sabendo que os resultados não são garantidos? Difícil… Abraços aos amigos do blog e, em especial, ao Roberto Caldeira pelo brilhantismo do texto e pela coragem da proposta de mudança! Galoooooooo!!!!!!!!

    1. Muito bem colocado pelo Teobaldo.
      Austeridade é sim válida e necessária. Ainda mais na situação do Galo.
      Mas isso precisa ser feito por pessoas q saibam o q estão fazendo.
      Que Austeridade é essa que contrata Ze Wellinson por 5 anos?
      Que paga, segundo dizem, mais de R$300mil por mês no Maicon Bolt que terá 3 anos de contrato?
      Que trás um goleiro ganhando um alto salário, pra jogar pouquíssimas partidas, mas só fez tomar gol e protagonizar um peru vergonhoso.
      Etc, etc, etc.
      Resolvida a questão da competência técnica para se fazer a Austeridade, faltaria ainda ao Clube saber se comunicar muito bem com sua Torcida!
      Aqui no Galo, além de falar de uma Austeridade falaciosa, o Presidente chegou a prometer conquistas importantes e que seria ovacioado pela Torcida.
      Resumindo…
      Aqui está tudo ao contrário.
      Não sabem economizar. Investem errado.
      E prometem pra torcida algo que nunca vão cumprir.

  28. BOM DIA.
    NÃO SE PODE AFIRMAR QUE NÃO HÁ ILEGALIDADES NO GALO. UMA AFIRMAÇÃO DESSA SÓ PODE SER FEITA APÓS UMA INVESTIGAÇÃO , O QUE AINDA NÃO FOI FEITA.
    O QUE SE PODE AFIRMAR É QUE A ATUAL DIRETORIA FAZ UMA GESTÃO TEMERÁRIA E INCONSEQUENTE , COM CONTRATAÇÕES CARAS
    E DESASTRADAS , O QUE PODE COLOCAR EM RISCO O PATRIMÔNIO E AS FINANÇAS DO C.A.M.
    A HERANÇA DE ALEXANDRE gallo ESTÁ AÍ PARA COMPROVAR E RUIM COSTA ESTÁ INDO PELO MESMO CAMINHO . BASTA VER A CONTRATAÇÃO DESSES DOIS GRINGOS E O SUSPEITO , QUESTIONÁVEL E IRRESPONSÁVEL TRABALHO QUE ESTÁ SENDO FEITO NA BASE , COM CONTRATAÇÕES EM SÉRIE DE JOGADORES DE EMPRESÁRIOS. DIZEM QUE JÁ FORAM 21 CONTRATAÇÕES.
    RUIM COSTA PODE DEIXAR UM RASTRO DE DESTRUIÇÃO , SEMELHANTE AO DE ALEXANDRE gallo.
    MAS , PARA O MOMENTO O MAIS URGENTE É SALVAR O TIME DO REBAIXAMENTO E PARA ISSO A PRIMEIRA PROVIDÊNCIA DE VAGNER MANCINI TEM QUE SER BARRAR A CONHECIDA ”
    ” PANELA” DE VETERANOS.
    ESSA MESMA “PANELINHA” QUE NOS COLOCOU NESSA SITUAÇÃO NÃO VAI CONSEGUIR TIRAR O TIME DA LAMA.
    PATRIC. (por falta de técnica)
    F.SANTOS.
    ELIAS.
    CAZARES.
    R.OLIVEIRA.
    ESSES PRECISAM SER BARRADOS PARA SEMPRE , POIS COM ELES A SEGUNDA DIVISÃO É LOGO ALI.

  29. Bom dia Eduardo.

    Eu discordo viu…

    Sempre que a má fase vem, o pessoal começa a pedir mudança de diretoria, participação da torcida e etc..

    O fato é que diretorias foram e virão, e sempre serão amadoras por aqui. Infelizmente está impregnado no GALO a cultura do amadorismo em sua direção e não acredito que a torcida teria discernimento para, em uma votação, mudar isto.

    Infelizmente não acredito que as coisas mudarão em um futuro próximo. Me resta torcer para que jogadores cheguem, técnicos cheguem e tenhamos liga por acaso, pois por planejamento o GALO não consegue.

    A alguns anos, GALO estava no topo do futebol brasileiro, sempre entre os primeiros e, inclusive ganhando!
    Fico me perguntando o que fizemos para chegar ao fundo do poço (pois SIM, estamos a passos largos para lá). Chego a conclusão que decisões erradas estão minando o que o Kalil conseguiu quase que por milagre.

    Ao meu ver, escolhas erradas, em momentos errados, com TÉCNICOS:
    -Começamos com a demissão de Levir Culpi, sendo vice campeão brasileiro (campeão da copa do brasil e da recopa)
    -Buscamos para a sequencia um tecnico com perfil diferente: Aguirre.
    -Mudamos o perfil novamente para Marcelo Oliveira e o demitimos entre jogos das finais da copa do brasil!
    -Mudamos o perfil novamente para Roger
    -Mudamos o operfil novamente para Osvaldo
    -Voltamos para Levir

    Ao meu ver, escolhas erradas, em momentos errados, com JOGADORES:
    -Contratamos Robinho, numa fase final de carreira, sem perfil para jogar como ponta, mas escalado para isto..
    -Contratamos Fred, mesmo tendo Pratto, um conhecido desagregador e cone caro
    -Não liberamos o Ricardo Oliveira para o Santos este ano
    -Não liberamos o Elias para o Inter este ano
    -Inúmeras contratações sem explicação tecnica: martinez, hernandez, maidana, ze wellison…

    A soma disso tudo nos coloca onde estamos. A pergunta é: o que fazer?

    1. Gustavo Almeida, bom dia.

      Você diz que há uma cultura impregnada de amadorismo no Galo, mas acha que a torcida não pode ter sequer o direito de escolher um Conselho que nos represente?
      Você deseja que essa cultura amadora se mantenha?

      E sobre o Renova Galo, saiba que não surgiu de hoje não! Há mais de 6 meses estamos trabalhando nessas ideias.

  30. Pois é Roberto! Tem-se q propor um projeto p o CAM e não um projeto de poder como esse q vem corroendo a Instituição desde sempre, q prova a cada dia ser e estar obsoleto. A Instituição sente a necessidade de conviver com ciclos vitoriosos, sustentabilidade financeira, transparência, democracia, ética, inovação e governança,e,p q isso aconteça, é necessário investir em gestão profissional. Um debate profundo de idéias, ações e não apenas de nomes com privilégios pessoais acima até mesmo dos interesses da Instituição.Buscar um Clube com futebol profissional e acima de tudo, dar a devida importância que as categorias de base têm que ter para o futuro do Clube, além de uma maior interatividade com sócios e torcedores. Torço p q dê certo,mas para tirar a “sacolinha” q passa apenas em mãos de privilegiados_os mesmos, diga-se_dentro da igrejinha, a batalha vai ser grande! Brigar contra egos,requer perseverança e enganjamento.SAN

    1. José Roberto,
      A ideia é exatamente essa.
      Mas o primeiro passo é abrir o Clube para que o torcedor possa fazer parte de todo esse processo por meio de seus representantes no Conselho.
      Para que todas as outras iniciativas que vierem depois disso se perpetuem.

  31. Não,não topa
    A torcida do Galo,e me incluo nessa,é a torcida mais acomodada do Brasil,infelizmente.
    Se quer um exemplo,volte a página 15 dias atrás,quando um grupo de organizadas sentou-se com o presidente e diretor e “selaram” a paz até o fim do ano
    Infelizmente o fracasso em campo é apenas o reflexo do fracasso em se compreender e colocar em prática a frase de que “quem ama impõe limites”
    O dia que o atleticano entender que amor incondicional e cobrança de desempenho e resultados podem andar lado a lado,seremos o maior clube do país

    1. Alexander Melo.

      Essa é nossa triste realidade que precisamos mudar.
      Mas isso só será possível se cada um fizer sua parte.
      Chega de reclamar dos Patrics da vida!
      Eles são a consequência de um modelo ultrapassado que impera no Clube e não a causa.

  32. Caros amigos, a situação não está fácil, se a torcida abandonar, corremos sérios riscos de disputar a segunda divisão; se a torcida apoiar, estaremos apoiando esses desmandos da diretoria. Situação muito difícil, eu particularmente, fico com a segunda opção, infelizmente. Como dizia minha saudosa mãe: ” Por causa do santo a gente beija as pedras”. Quero deixar claro que é minha opinião PESSOAL. Respeito as opiniões contrárias. Logicamente, assim que o time conseguir a pontuação minima para livrar do rebaixamento, tudo muda né! SAN.

  33. Só acho que precisamos de jogadores com raça, pra jogar no atletico tem que ter vontade amor ao time ,raça atleticano é isso não suportamos mais isso,essa camisa já significa vontade e raça, esse time vc tira uns 3 à 4 jogadores que estão demonstrando isso ,o resto pode ser dispensado é uma vergonha jogadores e diretoria fico triste de ver o meu clube atlético Mineiro passando por isso!!!!

  34. Nós torcedores nos sentimos impotentes assistindo tanta trapalhada, tanta incompetência sem poder fazer nada.
    E o conselho que era para fiscalizar e nos representar é omisso tudo farinha do mesmo saco e o projeto Sette camara de apequenar o Galo segue a todo vapor.
    Do outro lado da lagoa eles se moveram e conseguiram antecipar as eleições temos que nos unir e tirar o Sette Camara da presidência mais um ano desse incompetente vai ser letal.
    FORA SETTE CAMARA!!! FORA RUI BOSTA!! FORA PIPOQUEIROS INÚTEIS!!!

    1. Pablo de Oliveira,
      Desculpe te informar, mas o Conselho não representa ninguém da torcida, a não ser eles mesmos, seus amigos e familiares.

      Hoje reclamamos do 7C!
      Ontem foi do Nepomuceno!
      Num passado não muito distante reclamados do Ricardo Guimarães, Ziza, Nelio Brant, Paulo Cury, etc.
      Todos Presidentes eleitos com o aval do Conselho.
      Conselho esse q nunca muda. Sempre a mesma Chapa Única e Branca.
      Sem contar 2/3 de Conselheiros vitalícios.

      É isso q precisa mudar!
      Aí está o pilar de todas as mudanças!
      A torcida ser representada no Conselho e ter voz no Clube.

  35. Bom dia Eduardo e Atleticanos. A solução pára o Atlético passa primeiro por uma faxina generalizada;, tem que mudar tudo. Não se pode aceitar a continuidade da gestão decadente de sette camara e nem manter o atual estatuto podre que favorece a perpetuidade de um conselho falido e sem comprometimento com a solidez do clube. A mudança do estatuto prevendo como os conselheiros deverão ser eleitos para mandatos com tempo fixado e a possibilidade de sua destituição, a destituição de dirigentes por fraca administração e péssimos resultados são coisas que precisam ser implantadas com urgência. Outro ponto importante é a eleição da diretoria clube, com sua democratização. como defende o mestre Eduardo e vários de nós Atleticanos que estamos em ferrenha critica aos desmandos e à incapacidade de gestão dos últimos gestores do CAM. A participação do torcedor na eleição deve ser credenciada por meio de cadastro e de uma efetiva participação tal como o sócio torcedor. Outro ponto de importância será a transparência, em que:
    a) deverá ser aberta a caixa preta das finanças do clube;
    b) realizar um planejamento de equacionamento de quitação da dívida com sua ampla divulgação;
    c) estruturação de fato das divisões de base do futebol do clube;
    d) estabelecimento de demonstrações periódicas dos esforços de quitação da dívida;
    e) divulgação periódica das despesas e das receitas;
    f) realizar uma campanha de apoio do torcedor para fazer um compromisso de participação em quitar a dívida do clube;
    g) profissionalizar a gestão do clube, fixando metas de desempenho;
    h) adotar uma postura agressiva de marketing para valoração da marca e de produtos associados à marca do Atlético;
    i) preservação a todo custo do patrimônio do clube;
    j) total apoio ao movimento Renova Galo.
    A respeito das poucas e praticamente infrutíferas mudanças ocorridas desde domingo, vemos a
    confirmação da mentalidade de protozoário da gestão sette camara. Para salvar o Atlético do crescente risco de queda para a segundona ainda este ano, era preciso que essa cambada da diretoria renunciasse ou fosse destituída o quanto antes, e quem os viesse substituir afastasse pelo menos uns doze jogadores come e dorme sem comprometimento algum com o clube. Acho que nem preciso citar os nomes , pois todos sabem quem eles são. Saudações Atleticanas

    1. Afrânio Jose,

      Obrigado pelo apoio e sugestões.
      Esse é o caminho!
      Mas para isso tudo acontecer, o Clube precisa se abrir, para democratizar e renovar o Conselho.
      Implantando um Estatuto moderno, em que as boas iniciativas de Gestão se perpetuem, independente de quem seja o Presidente.

  36. Bom dia Eduardo! Brilhante texto, mas temos que destacar a palavra chave: TRANSPARÊNCIA! O que temos hoje em todas a esferas de poder no Brasil, onde se incluí o futebol e que quem assume o cargo, não está ali para servir ao clube, mas para um projeto pessoal de poder. Senta na cadeira e se julga dono. É claro que a palavra final terá que ser sempre deste mandatário, mas o mesmo toma decisões intempestivas, contraria a maioria e não houve todos os segmentos, inclusive os que são contra! Por isto a oposição responsável é sempre saudável, não a oposição para tomar o poder e fazer do mesmo. Uma gestão transparente, onde se saiba como são aplicados os recursos do time, com responsabilidade é fundamental. Acho que o caminho é o presidente contratar um CEO para o futebol, elaborar um projeto claro e que todos participem com idéias e tocar para frente. Não tem como dar errado, como você citou no caso do Bahia, e que o Flamengo também fez do tipo. Com os atuais mandatários, mais vaidosos que Narciso, não tenho muita esperança. Mas um movimento que chame verdadeiros Atleticanos eu apoio para quem sabe na eleição do ano que vem termos mudanças.

    1. Só uma observação, o texto é do Roberto Caldeira, que está à frente – ao lado de outros abnegados Atleticanos – deste Movimento Renova Galo.

    2. Geraldo Galo Doido.

      A palavra Transparência é essencial. Oposição idem.
      Mas isso só virá quando tivermos mais Democracia no Clube.
      Hoje 2/3 do Conselho é vitalício.
      O outro 1/3 só entra se fizer parte da Chapa única que é Branca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*