Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Está de volta o meu Galo Vingador

Não foi lá uma atuação de “Galo”, mas mostrou que o time pode render muito mais que as últimas apresentações. Se foi a bronca do presidente na mudança de atitude ou não, nem me ocupo em saber, mas que os jogadores honraram a camisa e a tradição Atleticana é inegável. Em que pese, depois do início fulminante, não ter mantido o ritmo e – nitidamente – passou a administrar o resultado. O segundo tempo, tirando o gol, foi marcado por alguns momentos de apagão.

Mas, considerando que o que vale e o Torcedor Atleticano quer é a vitória, a missão foi bem cumprida pelo time. Até o momento, estamos com a terceira melhor campanha entre todas as equipes, mas podemos ainda perder uma ou duas posições, dependendo dos jogos da próxima semana.

Ficar entre os quatro melhores assegura fazer o jogo de volta nas duas próximas fases em casa, portanto na rodada seguinte ainda vale a torcida. Pede o secador emprestado daquele vizinho que não foi à Copa Libertadores. Diga-se, seu vizinho teve e mesma pontuação que o Melgar, a diferença é que os peruanos disputaram e essa gente apenas secou. Temos de secar o Toluca e o Corinthians. O primeiro não pode pontuar e o outro pode até vencer, desde que por menos de cinco gols de diferença.

Ontem, frente ao Melgar, parecia que seriam repetidos aqueles placares de sete ou até nove gols, mas depois do terceiro gol o time parou e acabou fazendo apenas o quarto. O embalo com três tentos até os quinze minutos, depois acabou cedendo lugar à expectativa frustrada de uma goleada. Ao meu lado, no Mineirão, ouvi um diálogo interessante entre dois colegas jornalistas. Luciano Gontijo e Silvio Scalionni, no intervalo, reclamavam que já tinha mais de meia hora que não comemoravam um gol.

26368473751_01ecaa4162_z

Sobre o jogo, faria poucas e breves considerações. Donizete tanto reclamado por nós Torcedores, seguramente foi o que mais errou passes, mas ainda assim é fundamental em campo. Victor, depois da cirurgia e da partida com certa insegurança frente ao Tricordiano, voltou a ser o grande goleiro que a Massa tem como um de seus maiores ídolos. As substituições do treinador Aguirre, desta vez, deram resultado. Na segunda delas, o Torcedor ensaiou um protesto, mas a decisão foi correta, uma vez que Rafael Carioca – que deu lugar a Eduardo – está pendurado com cartões e precisava ser mesmo preservado.

26368478921_a6b7ab0865_q

Quanto ao Carlos, vale um registro. Não sei se sou supersticioso, mas o 13 nos acompanha. É o número de degraus do acesso da área de imprensa. Via de regra é a mesa que fico nos jogos do Mineirão. A camisa dele, Carlos, é a 13 e ele ficou exatos 13 minutos em campo. Entrou aos 19 e saiu machucado aos 32 minutos do segundo tempo. Para alívio, ao que parece, a lesão não é tão séria e tampouco tem relação com a recente cirurgia. Ah! E terminamos a fase com 13 pontos. Isso só me faz aumentar a confiança no título. Bi não é do lado de cá da lagoa!

mineirão 02

 

Desconforto do Torcedor

O jogo foi perfeito e a Massa voltou para casa, depois de outro grande evento no salão de festas da Pampulha, com a liderança do grupo consolidada. Entretanto, nem tudo foi alegria para o Atleticano que foi ao jogo. O trânsito mal organizado fez muitos Torcedores perderem os primeiros gols da partida. Fico lembrando dos anos 70 e 80, quando fui a diversos jogos com mais de cem mil torcedores e com muito mais tranqüilidade que agora. Naquela ocasião, a organização do trânsito tinha os planos A e B, que desafogavam de maneira muito mais interessante e inteligente que nos dias de hoje.

Além de multar, com muita eficiência, o Torcedor que vai a Pampulha não vê outra ação da empresa de transito da capital. Acho que estão acostumados com jogos de times pequenos naquela região.

Já outra instituição primordial para o conforto do público que vai ao estádio – ao que soube – foi a responsável por deixar toda a área atrás do gol à direita do setor de vestiários para a segurança de meia dúzia de torcedores do Melgar. Com o Vila Nova, com muito mais gente, já havia sido um absurdo, agora então é indiscutível. Reitero, assim foi a justificativa que me passaram. Por outro lado, em que pese faixas de evitar os flanelinhas do lado de fora, nenhum policiamento inibia a ação ostensiva e extorsiva desses “donos da rua”. Ou se paga R$ 20.00 – adiantados – ou, caso contrário, seu carro corre risco de ser “mal tratado”.

 

Similaridades

Finalmente, estou impressionado com uma constatação nesse curto período de blog aqui no UAI/Superesportes. O que o Atleticano e o não-atleticano têm em comum? Ambos falam do Galo o tempo todo.

Tenho um amigo, pessoa por quem tenho razões de sobra para manter grande estima, que mora no Rio de Janeiro. Mineiro, aqui de Belo Horizonte, é um destacado executivo de um dos maiores grupos da economia brasileira. Quase diariamente recebo mensagens pelo whatsapp relacionadas ao Clube Atlético Mineiro. Normal, não fosse ele torcedor de outro time mineiro.

20 comentários em “Está de volta o meu Galo Vingador

  1. Público de 36 mil, poderia ter sido 62 mil, com ingressos menos salgados. 70 mil ou mais, sem as cadeiras, sendo pouco otimista. Que saudades do antigo Mineirão. É triste constatar que hoje a “massa do Galo”, aquela que compra ingresso, é composta pelas classes sociais A e B. Infelizmente, só essas têm condições de pagar valores tão exorbitantes para se assistir uma partida de futebol. E quem ganha apenas um salário mínimo? O pedreiro, o trocador de ônibus, a faxineira, como é que ficam? A realidade é triste. Ficam torcendo em casa, sentados no sofá frente à televisão. Sinal dos tempos. Nada a ser feito, a não ser morrer atleticanos, pois assim nasceram e apaixonados se tornaram! Milagre: como é que um jogador com tão poucos jogos consegue encantar a Massa? Falo de Júnior Urso. Nunca, na história do centenário CAM, teremos outro lance como aquele ocorrido na área do adversário. O gol não saiu de propósito, pra ficar eternizado.

  2. Parabéns pelo blog.
    Quanto ao Galo, acho que estamos num excelente caminho, time com mais de um sistema tático, com varições de jogadas e bons reservas. Aguirre está há apenas três meses no comando e já conseguiu colocar o time entre os melhores do Brasil. Os demais treinadores que a torcida queria aqui não estão fazendo seus times jogarem nem 1/3 que o Galo está jogando (Muricy, Marcelo Oliveira, Bauza, etc). Isto faz dele o Mourinho? Óbvio que não, ele tem erros latentes que, espero, estão sendo avaliados. Não entendo o porquê de tanta improvisação, nem o fato do time reserva ainda não ter um padrão, posto que vem jogando constantemente e deveria ter o mesmo treinamento do time principal. Entretanto, o resultado dele é muito bom. Se ficar ouvindo torcida e imprensa não trabalha. Espero que ele acredite no trabalho dele e siga em frente sem dar ouvido a torcedores e imprensa. Lembro que esta mesma torcida foi quem a plenos pulmões gritou o nome do Richarlysson e pedia guilherme bunda todo o jogo.
    O Melgar é sim um time muito fraco, mas fizemos ontem o que se faz com times fracos, SAPATEAMOS nele. Reclamar da goleada que foi pouco? Brincadeira né?
    saudações Alvinegras!

  3. Este novo ….. opsssss ! mineirão tem estrutura nenhuma para receber a turciduGALO, e desta afirmação não é só para ontem ,é desde que reinauguraram aquilo lá faltou de tudo antes mesmo do intervalo fato ! e o mal cheiro ali no inferior D ? Mataram o Mineirão e não nos avisaram.Qto ao jogo toda vitória é bem vinda,mas falta o sangue noszói característico neste time. E nosso time anda muito previsível,se marcarem os volantes,que hj são armadores,quem será o pai da criança ? Cazares ainda não disse a que veio e nossa defesa continua tomando bolas nas costas .Vitória é vitória,mas precisamos melhorar muito .#GaloSempre

  4. O jogo de ontem serviu pra calar um pouco os corneteiros que diziam que o Aguirre jogaria com 3 volantes. Júnior Urso (o melhor em campo), jogou exatamente na posição/função do Luan, um meia pela direita, que ataca e marca. Deixem o Aguirre trabalhar, o cara é muito bom, entende de futebol, foge do lugar comum dos fracos treinadores brasileiros e vai nos trazer alegrias. A Massa tem que apoiar incondicionalmente (durante a partida), esse é o único papel aceitável para uma torcida, vaiar é jogar contra o GALO, inaceitável! SAN.

  5. PERGUNTE PARA O PALMEIRENSE QUE FOI DESCLASSIFICADO OU PARA O SÃO PAULINO QUE ESTÁ VENDO A VÓ PELA GRETA SE TIVESSEM CLASSIFICADO EM EM PRIMEIRO DO GRUPO SE ESTARIAM NESSE CHORORO TODO…VAMOS APOIAR GENTE. TA FICANDO CHATO ESSE NEGÓCIO DE SÓ RECLAMAR. GALÃO TÁ ONDE TODOS GOSTARIA DE ESTAR . SE VAI SER CAMPEÃO OU NÃO É OUTRA HISTÓRIA. ATÉ O BARCELONA PERDE. ENTÃO VAMOS GALO. EU ACREDITO.

  6. Nobre blogueiro, você é um comediante, morrendo de rir, 6alo é Belo Horizon, 6alo é Minas, kkkkk, onde??? Jogaram contra o pior time da Liberta e tão se achando, pobre se contenta com quilo de fubá mesmo, kkkk. Quem manda em Minas é o AZUL, Cruzeiro 6ª maior torcida do Brasil, 6alo só em 9º, aliás como gostam de um 6, kkkk

    1. ObriGalo pelo acesso ao “canto do Galo”. Apesar de “aqui é SÓ Galo”, a cada dia cresce o número de não-atleticanos interessados nas coisas do nosso time. O de maior torcida entre os moradores da capital, de Minas Gerais e o time mineiro mais admirado fora do nosso território. Volte sempre!

  7. Caro Eduardo , parabéns pelo seu blog . É a primeira vez que arrisco a fazer alguns comentários aqui. Primeiramente : GAAAAAALOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!! Segundo: foi muito bom ganhar ontem , mas o time era fraco demais e realmente não serve de parâmetro. Terceiro : queria comentar de algumas coisas que observei ontem: um o Cazares não está parecendo que está com essa bola toda, confesso que tinha mais esperança nele. Ontem não fez nada , parecia até estar fugindo da bola. Num jogo fácil daquele poderia ter mostrado seu futebol. Mas ao contrário fugiu . Ao meu ver não fez nada. Dessa vez considero que ter sido substituído foi muito adequado. Gostaria até de saber sua opinião sobre isso . E também o Lucas Prato tá me parecendo meio enganador também. Porque digo isto : hora em um jogo fácil destes , não eram para estes “craques”se destacarem ? O Pratto não estava nem tão bem marcado assim. E um atacante que só faz gol de penalti ?

    1. Gosto e acredito em ambos. Cazares ainda vai deslanchar e Pratto mantém a defesa adversária sempre preocupada e, com isso, abre espaço para os outros atacantes.

  8. Realmente e fato a torcida do Clube Atlético Mineiro, time fundado em 1908 e nunca mudou de nome é o Maior de Minas e sempre será o time do POVO. Fica nosso PROTESTO a péssima BHTrans que nada faz para a melhoria do trânsito de nossa cidade, é uma empresa de engenharia de trânsito e em dia de jogos não faz nenhum projeto para o andamento tranquilo dos torcedores e ir ao estádio. UMA VERGONHA o trânsito e quem trabalha nesta BHTrans. Viva sempre o Galooooo, acima de tudo.

  9. Mais uma analise correta e sobria caro Eduardo. Acrescento o achado que é Junior Urso que veio pra ficar e creio que a entrada de Datolo no time talvez possa faze o time realmente engrenar! Vamos que vamos!

  10. Somos líderes e eu sempre acredito no Galo ! Mas ontem perdeu a chance de apagar as últimas derrotas aplicando outra goleada de 9 em outro time pequeno

  11. Continuo com minha opinião de que com o Sr. Aguirre/Autori o Atlético não está jogando nada. Até agora não ganhou de nenhum time de ponta. Mesmo contra os times de menor expresão não está passando confiança nenhuma. Ontem se o jogo durasse mais algum tempo estava com medo do Melgar conseguir empatar tamanha a facilidade com que chegavam ao nosso gol.

  12. Parabéns pelo blog, curto muito os seus textos.
    Acho que o Galo ainda precisa de alguns ajustes, mas está crescendo no momento certo, ontem tirou o pé do acelerador e isso não é bom, agora é decisão e acho que vai haver um sangue a mais da rapaziada.
    Temos boas chances de trazer o título para nossa galeria este ano.
    #Euacredito.
    Um abraço.

  13. Caro Sr. Eduardo seus textos são demais, mas ontem fiquei revoltado com o Galo, jogo para fazer história, poderia ter aplicado a maior goleada da Libertadores e não o fez, se tiver a oportunidade de fazer isso no nosso rival e não o fizer (como foi em 2004 no Ipatingão eu estava lá foi o único jogo que vi do Galo no estádio até hoje e não esqueço de cada detalhe exceto 1 gol que olhei para o lado contrário, só vi depois pela TV) o jogadores tem que levar bronca no intervalo, mas infelizmente este jogo não serve de parâmetro, o time era fraco mesmo assim nossa defesa cometeu vacilos que contra times de melhor qualidade técnica será fatal, no mais um abraço e um ótimo final de semana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*