O Melhor do Cinema em 2021

Como já é tradição no Pipoqueiro (e mundo afora), fim de ano é sinônimo de lista de melhores do Cinema. É necessário apontar que, se os serviços de streaming já tinham grande destaque entre os principais lançamentos, esse ano mais opções se consolidaram. Antes, tínhamos Netflix, Amazon Prime Video e Hulu como os protagonistas, e agora temos também Disney+, HBO Max, Mubi, Looke, Apple TV+… E a lista só cresce!

Há duas décadas (até menos um pouco), era necessário ir a uma locadora pegar o que estivesse disponível – às vezes, passavam-se semanas até dar para levar para casa o filme mais cobiçado do momento. Hoje, você liga a televisão (ou o computador) e muita coisa está lá, só esperando o seu clique. Se, por um lado, isso democratiza o acesso aos filmes, também provoca uma avalanche de opções no mercado. E está cada vez mais difícil de ver tudo, o que torna impossível fazer uma lista definitiva de melhores do ano. Um filme que pode ter aparecido na lista de um colega, como no Cinema de Buteco ou no Cinema no Escurinho, pode não aparecer por aqui pelo simples motivo de não ter sido visto em tempo.

Há quem diga que quem se mete a ser crítico de Cinema tenha que ver de tudo. Mas são coisas diferente ver de tudo e ver tudo. É preciso diversidade, mas, é bom repetir, não dá para ver tudo. A presença dos streamings também permite que o público brasileiro confira o lançamento junto com o resto do mundo, como foi há pouco o caso do comentadíssimo Não Olhe Para Cima (Don’t Look Up, 2021). Curioso, mas longe de ser um dos melhores do ano (leia a crítica completa aqui). Já entre os lançamentos nos cinemas, a distância entre estreias continua existindo. Por isso, ressalto que será considerada a data de lançamento no Brasil, desconsiderando as obras que não chegaram oficialmente.

Muitos dos filmes listados abaixo têm crítica completa no Pipoqueiro, basta clicar no título para conferir. Demais críticas publicadas podem ser pesquisadas usando-se o campo de busca no alto da página.

Bela Vingança (Promising Young Woman, 2020)

Judas e o Messias Negro (Judas and the Black Messiah, 2021)

Meu Pai (The Father, 2020)

Ataque dos Cães (The Power of the Dog, 2021)

Nomadland (2020)

Uma Noite em Miami… (One Night in Miami, 2020)

Noite Passada em Soho (Last Night in Soho, 2021)

Old Henry (2021)

A Lenda de Candyman (Candyman, 2021)

Marighella (2019)

Val (2021)

A Chorona (La Llorona, 2019)

O Refúgio (The Nest, 2020)

The Velvet Underground (2021)

Duna (Dune, 2021)

Menções honrosas:

The Beatles: Get Back (2021)

Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa (Spider-Man: No Way Home, 2021)

Sobre Marcelo Seabra

Marcelo Seabra - Jornalista e especialista em História da Cultura e da Arte, é o criador de O Pipoqueiro. Tem matérias publicadas esporadicamente em sites, revistas e jornais. Foi redator e colunista do site Cinema em Cena por dois anos e colaborador de sites como O Binóculo, Cronópios e Cinema de Buteco, escrevendo sobre cultura em geral. Pode ser ouvido no Programa do Pipoqueiro e nos arquivos do podcast da equipe do Cinema em Cena. Twitter - @SeabraM | Instagram - @opipoqueiroseabra
Esta entrada foi publicada em Estréias, Filmes, Homevideo, Indicações, Listas e marcada com a tag , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para O Melhor do Cinema em 2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *