Não, presidente Bolsonaro, você não é o vírus; você é a própria doença, e é mortal

Mais uma vez, ao culpar a imprensa por seus erros e, por que não?, crimes, o verdugo do Planalto se vitimiza e mente como de costume

Jair Bolsonaro (Foto: Ueslei Marcelino / REUTERS)

Pronto! O verdugo do Planalto e parte da população que reza sua cartilha potencialmente homicida, e aí eu incluo os ignorantes e irresponsáveis, passando pelos negacionistas e bolsonaristas (coisas bem semelhantes), conseguiram o que tanto queriam e o que tanto trabalharam, dia e noite, para finalmente atingir.

O Brasil caminha a passos firmes, largos e ligeiros para os 300 mil mortos por Covid-19, numa razão diária de 2 mil óbitos. Somos, em números absolutos, o maior necrotério mundial de vítimas do novo coronavírus. Ultrapassamos a Índia e os Estados Unidos, e assumimos a triste liderança macabra.

Se Jair Bolsonaro e os seus não são os únicos responsáveis – e não são -, tampouco se pode isentá-los da culpa de boa parte dessa tragédia. Afinal, diuturnamente, o devoto da cloroquina promove e incentiva aglomerações, e prega contra o distanciamento social e as máscaras, no que é prontamente atendido.

Além disso, o amigão do Queiroz, após demitir da Saúde dois ministros técnicos, encontrou o bibelô perfeito para sabotar o combate à doença; divulgar e distribuir seu tratamento precoce fictício; e retardar ao máximo a aquisição, produção e distribuição de vacinas em massa, sem falar em seringas e agulhas.

Mais uma vez – para não variar – o pai do senador das rachadinhas atacou a imprensa. Disse que “ela espalha o pânico”. Para o bilontra, noticiar o número de casos e de mortes, informar a população sobre o perigo do vírus e como se precaver, é um desserviço: “para a imprensa, o vírus sou eu”, declarou o pulha.

Eu não sou a imprensa, Bolsonaro, mas sou parte dela. Particularmente, não te considero um vírus; eu te considero uma doença! Das mais perigosas e mortais. Você encarna, como poucos, a doença da ignorância, da desinformação, da mentira, da omissão, do cinismo, e de um real desprezo pela saúde alheia.

Você representa o obscurantismo e a completa falta de empatia pela vida humana. Nada que represente a ciência, a solidariedade e o amor ao próximo pode ser imputado a você. Há uma nítida pulsão de morte em seus pensamentos, gestos, falas e atitudes. Portanto, assuma esta sua vocação e esqueça a imprensa.

Não são jornalistas que espalham vírus. Não são jornalistas que não providenciam leitos ou oxigênio para doentes. Não são jornalistas que não compram vacinas e promovem arruaças. Não transfira a trabalhadores comuns o que trabalhadores privilegiados, como você, deixam de fazer, mesmo ganhando fortunas.

Você e sua turma são muito bons em rachadinhas, em micheques, em milícias, em mansões, etc. Mas são péssimos na gestão e no bom trato com a coisa pública. Aliás, são um desastre. Em relação à Covid, então, a realidade mostra o que vocês são. Na boa, você deveria mudar o seu nome: Jair Cemitério Bolsonaro seria mais adequado.

Leia mais artigos meus em: IstoÉEstado de Minas e Facebook
 
**Atenção: Este texto não reflete a opinião do Portal UAI, e é de responsabilidade exclusiva do seu autor**

61 thoughts to “Não, presidente Bolsonaro, você não é o vírus; você é a própria doença, e é mortal”

  1. Este tal de Ricardo Kertzman na minha opinião é mais um verdadeiro idiota querendo aparecer e tentando acertar na “loteria, não li este e nem leio a muito tempo o que este imbecil escreve. Acha -se dono da verdade além de está a serviço dos aproveitadores de plantão.

    1. se não me lê há muito tempo (é com H, seu imbecil!!) como pode dizer que quero aparecer, sou dono da verdade etc?

      Ah! Saudações de poços de Caldas, falou “B”?

  2. Pois é. Para os mais entendidos, vacina chinesa é um caldo de galinha injetável que não faz mal a ninguém.
    O pior é que fica todo mundo fazendo propaganda da vacina salvadora do Allah la ô Dória, mas ninguém informa nada sobre sua eficácia no combate à mega pandemia carnavalesca que colocou o país no topo mundial das mortes.
    Está na hora da gente saber como anda a saúde dos 7,7 milhões de vacinados, né não?

  3. A professora pergunta ao Joãozinho Doria:
    Qual a eficácia comprovada da coronavac no Brasil e China?
    Qual o índice de mortes na China com e sem coronavac?
    Não sei!
    Porque não se divulga nada a esse respeito? Será que é por motivo de segurança nacional dos comunistas?
    Já disse que não sei!
    Qual a colocação do Brasil entre os 190 países que mais vacinaram?
    Não sei!
    Nota Zero para você, seu palhaço falso e mentiroso.

  4. Proteger as curvas tirando-as da reta nunca foi tão atual. Nos tempos do Oswaldo Cruz também foi assim…
    O consórcio de governadores, prefeitos, Maia, ministros da saúde oportunistas, juízes da alta corte, políticos e opositores em geral informa:
    O nosso combate ao coronavírus no Brasil não tem dado certo por culpa do presidente e estamos conversados.

  5. Está na hora de desmascarar esse governador genocida que ainda veste a fantasia usada no carnaval de 2020.
    Quantas estradas estaduais e ampliação do rodoanel para desafogar o trânsito ele fez?
    nenhuma!
    Além dos construídos pelo Alckmin, quantos monotrilhos ele fez?
    nenhum!
    Além dos esforços de 20 anos que resultaram no mérito total do Alckmin, qual inovação na segurança pública ele fez?
    nenhuma!
    Comparado com o Alckmin, quanto essa figura inútil gastou com publicidade enganosa?
    Não se sabe!

      1. Petista terceirizado a preço de mortadela vencida é assim mesmo.
        Esse Mauro é um exemplar do porco ensebado usado nas brincadeiras da criançada herdeira do quadrilhão representado na Estátua da Pega do Porco em monumento do Ibirapuera, né não?

      2. Petista terceirizado a preço de mortadela vencida é assim mesmo.
        Esse Mauro é um exemplar do porco ensebado usado nas brincadeiras da criançada herdeira do quadrilhão representado na Estátua da Pega do Porco em monumento do Ibirapuera, né não?

  6. Confesso: a leitura do blog vale mais a pena após os comentários. Ler os mantras purificadores dá uma certa tristeza, ver que há toda uma comunidade unida compensa.
    Certa vez pensei em pedir para fazer filtragem, mas seria uma censura à livre manifestação do pensamento.
    Leio hoje com pesar ao saber que tudo isso já existia, simplesmente despertou. Ou melhor achou os canais para se exporem. Parabéns pela paciência. Eu, procuro me divertir.

  7. O que deu numa conhecida Sirigaita da Chuteira para chamar o Bolsonaro de genocida, monstro, etc?
    Antes de criticar o presidente, reveja quem são os verdadeiros genocidas carnavalescos que autorizaram a realização do carnaval em Salvador onde você foi se exibir e se divertir, querida!

  8. “Quanto mais a sociedade se distância da verdade mais ela odeia aqueles que a revelam”. Força Ricardo, para continuar a manter sua lucidez no meio de tanta idiotice.

  9. “Quanto mais a sociedade se distância da verdade mais ela odeia aqueles que a revelam- George Orwell”. Força Ricardo, para continuar a manter sua lucidez no meio de tanta idiotice.

  10. O adaddi ,madeta p.t e kalil : TERRORISTAS CADAVERICOS com a IMPRENSALÃO berrando a mamatÊta que pedem a volta dos GENOCIDAS do trabalho. MALEDICÊNCIAS!

    A doença está na mente de cada um.

    Palavras do Apostolo Tiago:” Há um só legislador e um Juiz, que pode salvar e destruir.
    Tu, porém, quem és, que julgas a outro? ”

    Língua maldizente! Imprensalão serve só para espalhar calúnias, palavras profanas, porque traduzam maior impiedade.
    IMPRENSALÃO imita a doença GANGRENA: enaltece os furtos, ladrões, infanticidas, BLASFEMIAS, soberbas e loucuras. Corrosivas palavras.

    AFASTA DE NÓS BOCAS PERVERSAS!

  11. A frase dita pelo carniça que ficará para a eternidade:
    “Ainda bem que a natureza criou este monstro chamado coronavírus”.
    Com a chegada da covid, este estrume de vaca vislumbrou a oportunidade de continuar sendo o maior ladrão do mundo !!!

  12. Pode até ser que não…
    Desconfio, todavia, que o cada vez mais Boçal e Reaça corre de dois temas como o Bozo Miliciano corre da cruz: corrupção e Lava-Jato.
    Dois tabus para o nosso estimado cabo eleitoral, propagandista e fervoroso eleitor do Bozo Miliciano.
    O primeiro a picaretagem dos criminosos da Lava-Jato que qualquer imbecil (qualquer?) que usasse dois neurônios perceberia facilmente como uma letal e prevesa laware.
    O nosso Cada Vez mais Boçal, não apenas ignora a quadrilha da Lavajato, como continua espalhando fake news sobre o Presidente Lula.
    Quanto à corrupção, abundam evidências por todos os lados: laboratório fabricante de Cloroquina fazendo a festa no BNDES (a caixa preta está lacrada?), mansão tipica de seriado da Netflix de 6 milhões e forças tarefas do MP que investigariam o dono da mansão sendo desfeita na surdina, sem alardes….
    Parece que até o título do blog também ficou fake…

    1. Deixe-me ver se entendi.
      Hoje é normal vermos antigos moralistas cheios de quadrilhas de estimação, logo eles que gabavam-de não ter bandido de estimação.
      Ou seja, seriam todos que se intitulavam anticorruptos na verdade grandes corruptos, na correta acepção da palavra?

    1. Deixe ver se eu entendi.
      Aqueles moralistas que hoje possuem quadrilhas de estimação eram os mesmos moralistas que falavam não terem nenhum bandido de estimação?
      Aqueles que se mostravam indignados com as riquezas fake do Lulinha, hoje fingem que a mansão que parece ser de traficante da netflix de 6 milhões é uma coisa normal, ainda que sejam evidentes as rachadinhas?
      É desses pilantras que estamos falando?

  13. Pois.é. O jogo sujo das ratazanas que usavam a mídia para desmoralizar impiedosamente os opositores e enaltecer os membros que formariam o futuro quadrilhão não está mais dando certo, como outrora.
    Naquela época quando as bolinhas de papel, agressão ao Covas, invasões e outras barbaridades anti-patrióticas, os gritos ensurdecedores comemorando a geração de 20 milhões de empregos somando as admissões, sem descontar as demissões pelo Caged, claro!), descoberta do Pré-Sal roubando os méritos do FHC, as estatísticas apontavam impressionantes 94% de popularidade dada pelo otariado nacional para o maior ladrão do mundo e se dizia que os contrários a ele cabiam numa Kombi.
    Agora, apesar da campanha ainda mais agressiva, hostil, mentirosa e suja por ocultar os nomes dos responsáveis pelo genocídio carnavalesco que representa 1/3 dos casos e 1/3 dos mortos, agravada pela abstinência de mais de dois anos sem mamar o leite condensado de cada dia nos cofres públicos, nada abala seriamente a popularidade do Bolsonaro, que segue firme com o apoio de mais de cem milhões de brasileiros e de acordo com as pesquisas seria reeleito, se a votação fosse hoje.
    Opositores, continuem a espernear à vontade porque os eleitores de manada enganados pelo quadrilhão já acordaram para a realidade e não são mais os mesmos!

  14. O ministro da economia é que está certo. Certíssimo. Somos 200 milhões sendo feitos de trouxas. Pelo primeira vez, um ato falho que entrega a quiabada que está sendo feita nesse país. Está regredindo a república de bananas gradativamente. “Militar não governa para a população, governa no quartel. Seu público é a tropa.” Dito por um coronel. Jamais imaginei que regrediríamos a níveis tão medíocres como o que está hoje. Com um presidente que não está preparado para o cargo. Venceu a eleição numa “cagada”. Por causa de uma facada. E o país está sem rumo. O ministro é dono de banco e não está preocupado com o dólar. Enquanto o povo brasileiro morre como um vira-lata, o que se escuta nas ruas é que isso é “mimimi”. Ou estamos entregues aos surtos de um psicopata (onde está ausente a empatia), ou de um militar irresponsável (como os que soltaram bomba no quartel do exército em 1995 fazendo – vide Wikipedia), ou de alguém que não estava preparado para o cargo. Prefiro pensar que é a última opção. Enquanto os prefeitos fazem o seu trabalho, pessoas desumanas, que lidam como a população como se fosse uma tropa de soldados preguiçosos, vão para a rua fazer aglomeração sem máscaras. Ao serem imitados, morrem os inocentes. Se continuar assim, a pandemia vai se estender por muitos anos no Brasil. O prefeito Kalil fechou a cidade de Belo Horizonte de novo. Em São Paulo está o mesmo problema. Não adianta fechar e abrir, se os representantes do governo vão para a rua e fazem o contrário. Votei no presidente, arrependi profundamente e jamais farei isso de novo. Alguém me explique, por favor, qual é o problema dessas pessoas. Eles odeiam os brasileiros como o Paulo Guedes odeia os servidores públicos? Minha vó está viva, GRAÇAS AOS SERVIDORES PÚBLICOS DO SUS que a salvaram dessa doença terrível. A partir disso, passei a ter orgulho do serviço público desse país. Eles trabalharam incansavelmente com ela. Vi a medica ter queda de pressão porque ficou 30 horas sem descansar monitorando minha avó. E os salários deles estão congelados até 2023. Sinceramente, um taxista me disse isso e estou começando a desconfiar que o presidente e seu staff odeiam os brasileiros.

  15. Estes indivíduos se dizem auxiliam a ” ixtrema emprença” _ : ninguém pode adicionar nada a eles, e nada pode ser tirado deles!”
    A IMPRENXULECA é assim: __ “ter água numa mão como Pôncio Pilatos. E sangue na outra, como Herodes. É tão mau como um suicídio. “

  16. O que falta neste país no combate à pandemia é responsabilidade, seriedade, vergonha na cara, patriotismo e competência dos governantes.
    O que sobra neste país no combate à pandemia é auto-promoção pessoal e partidária, oportunismo, ganância, corrupção e sabotagem explícita.
    Apesar do alerta sobre os riscos publicado em 03/02/20 pelo governo federal, a pandemia do Covid-19, foi irresponsavelmente importada por políticos governantes e patrocinadores midiáticos, gananciosos que a acolheram e deram assento de honra para se espalhar rapidamente pelo país, a partir das aglomerações nos camarotes, arquibancadas, carros alegóricos, trios elétricos, salões carnavalescos e carnaval de rua (as fotos provam fartamente isso).
    Na capital paulista, a prefeitura, os organizadores comemoraram o grande sucesso que levou 15 milhões de pessoas para se divertirem nas vias da cidade acompanhando os 678 desfiles dos 575 blocos entre os dias 14 de fevereiro e 1º de março.
    Consumada a disseminação da desgraça nacional ao longo de março de 2020, iniciou-se a guerra de acusações e a responsabilidade pelo combate à pandemia foi levado para os palanques políticos montados sobre os caixões de defuntos, noticiários oposicionistas e judiciário.
    Passado um ano, com ou sem uso de máscaras, remédios ou vacinas, ficando em casa ou na rua, toque de recolher, fechamento do comercio e escolas, noticiários e opiniões tendenciosas, placar federal e de consórcio sobre evolução dos casos e das mortes, paralisação da indústria e economia ou as fases de combate coloridas, a doença reina e se multiplica no país, mostrando a nossa triste realidade.

  17. O que falta neste país no combate à pandemia é responsabilidade, seriedade, vergonha na cara, patriotismo e competência dos governantes.
    O que sobra neste país no combate à pandemia é auto-promoção pessoal e partidária, oportunismo, ganância, corrupção e sabotagem explícita.
    Apesar do alerta sobre os riscos publicado em 03/02/20 pelo governo federal, a pandemia do Covid-19, foi irresponsavelmente importada por políticos governantes e patrocinadores midiáticos, gananciosos que a acolheram e deram assento de honra para se espalhar rapidamente pelo país, a partir das aglomerações nos camarotes, arquibancadas, carros alegóricos, trios elétricos, salões carnavalescos e carnaval de rua (as fotos provam fartamente isso).
    Na capital paulista, a prefeitura, os organizadores comemoraram o grande sucesso que levou 15 milhões de pessoas para se divertirem nas vias da cidade acompanhando os 678 desfiles dos 575 blocos entre os dias 14 de fevereiro e 1º de março.
    Consumada a disseminação da desgraça nacional ao longo de março de 2020, iniciou-se a guerra de acusações e a responsabilidade pelo combate à pandemia foi levado para os palanques políticos montados sobre os caixões de defuntos, noticiários oposicionistas e judiciário.
    Passado um ano, com ou sem uso de máscaras, remédios ou vacinas, ficando em casa ou na rua, toque de recolher, fechamento do comercio e escolas, noticiários e opiniões tendenciosas, placar federal e de consórcio sobre evolução dos casos e das mortes, paralisação da indústria e economia ou as fases de combate coloridas, a doença reina e se multiplica no país, mostrando a nossa triste realidade.

  18. E o Sarneycaro com 80% de inflação por mês, mesmo sem pandemia, hein?
    E o Lulacaro da gasolina, abafado pelo pré-sal, hein?
    E o Dilmacaro, que represou a conta de luz, de água e dos combustíveis até ser explodida no governo do Temercaro, hein?

  19. O que falta neste país no combate à pandemia é responsabilidade, seriedade, vergonha na cara, patriotismo e competência dos governantes.
    O que sobra neste país no combate à pandemia é auto-promoção pessoal e partidária, oportunismo, ganância, corrupção e sabotagem explícita.

  20. Apesar do alerta sobre os riscos publicado em 03/02/20 pelo governo federal, a pandemia do Covid-19, foi irresponsavelmente importada por políticos governantes e patrocinadores midiáticos, gananciosos que a acolheram e deram assento de honra para se espalhar rapidamente pelo país, a partir das aglomerações nos camarotes, arquibancadas, carros alegóricos, trios elétricos, salões carnavalescos e carnaval de rua (as fotos provam fartamente isso).
    Na capital paulista, a prefeitura, os organizadores comemoraram o grande sucesso que levou 15 milhões de pessoas para se divertirem nas vias da cidade acompanhando os 678 desfiles dos 575 blocos entre os dias 14 de fevereiro e 1º de março.
    Consumada a disseminação da desgraça nacional ao longo de março de 2020, iniciou-se a guerra de acusações e a responsabilidade pelo combate à pandemia foi levado para os palanques políticos montados sobre os caixões de defuntos, noticiários oposicionistas e judiciário.

    1. Puxa. Um alerta em 03/02/20. Na oportunidade o que será que o Bozo Miliciano Preguiçoso zurrou o que?
      – é só uma gripezinha?
      – não vai chegar a 800 mortes
      – todo mundo morre um dia.
      – bom mesmo é cloroquina
      – quem tem histórico de atleta e é miliciano não pega covid
      – quem tem medo da covid é marica e gay
      – quem tomar vacina vai virar jacaré
      – 0 queiroz pegou um dinheiro emprestado e pagou para a micheque
      – conheço o queiroz miliciano há mais de 40 anos
      – aos apoiadores disse: o Pazuelo entende de saude animal ou o Pazuelo entende de saúde, animal.

  21. Apesar do alerta sobre os riscos no início de fevereiro de 2020, a pandemia foi importada pelos governantes que a acolheram para ela se espalhar pelo país, a partir das aglomerações nos ambientes carnavalescos e as fotos provam isso

  22. Passado um ano, com ou sem uso de máscaras, remédios ou vacinas, ficando em casa ou na rua, em toque de recolher, fechamento do comercio e escolas, noticiários e opiniões tendenciosas, placar federal e de consórcio sobre evolução dos casos e das mortes, paralisação da indústria e economia ou as fases coloridas de combate, a doença reina nos estados e municípios brasileiros e se multiplica cada vez mais pelo país, mostrando a triste realidade do povo submetido aos caprichos e incompetência de governantes.

  23. PIRIGUETES da lacração!

    Assistindo a viagem do papa ao Iraque, ele poucas vezes usando máscara. A metade do povo sem usar máscaras….
    No Brasil, devido as mamatÊtas mugindo, porque as tais ongs, GROUBO, sem manutenção dos cofres públicos.
    GROUBO DEVE 52 MILHÕES AO INSS, já pagou?

    1. O Bozo Miliciano já cobrou?
      Se não cobrou, por que não cobra?
      Se já cobrou, por que não paga?
      A Groubo é Moro, o juizeco bandido imoral. Moro, o juizeco bandido imoral é Groubo.
      A Groubo é uma herança maldita (mais uma) dos milicos (genocidas) brasileiros, assim como os 270 mil mortos pela Covid.

  24. Chega de vacina de vento!
    Casos e vidas perdidas batendo recordes e porque o resultado da eficácia nos 8 milhões de vacinados chinesa segue escondido?
    Cadê o consórcio da imprensa que exigia transparência nas divulgações dos resultados e até agora não se manisfestou ainda?

    1. O gado está pirando…
      Quentíssima.
      O programa nacional de vacinação contra a Covid-19 no país corre o risco de ser interrompido por falta de vacinas. A afirmação foi feita pelo secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, em uma carta endereçada ao embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, nesta segunda-feira. Na carta, Franco pede auxílio de Pequim para a aquisição e envio de 30 milhões de doses da vacina produzida pelo laboratório Sinopharm ainda no primeiro semestre.
      Façamos assim: o gado toma cloroquina e vacina contra a febe aftosa. As pessoas normais tomam vacina.
      Dessa forma, a conta fecha.

  25. O voto de Nunes Marques é previsível. Ele tem obrigação moral com Jair Bolsonaro. Vai votar de um modo que não anule os processos de Lula. Só tem uma solução para o país. Votar contra Jair Bolsonaro em 2022. Não importa em quem. Pode ser até Lula. Qualquer um é melhor.

  26. Independentemente do resultado dessa decisão do Lula, que ainda precisa ser confirmada, há um rumor que os militares já estão cheios do presidente e começam a ficar preocupados com a imagem que vai ficar para o Exército nesse governo. Fala de um Oficial do Exército “o temor é que as pessoas achem que todos os militares são broncos como o… vc sabe quem”. Que situação!

    1. Deixe-me ver se entendi…
      Os militares, que estão servindo ao pior governo da história desse país por causa das boquinhas – 10 mil estão acumulando funções- estão com medo de a população brasileira descobrir que os militares brasiieiros são parasitas inúteis, que são treinados para atacar cidadãos brasileiros?
      Resumindo, os militares brasiieiros estão com medo de serem percebidos como militares brasiieiros pela população brasileira?

  27. Que guerrinha besta é essa de acusações politiqueiras mútuas de falta de oxigênio, hospital, variantes, terrorismo emocional, pânico midiático, falta de vacina no país que está entre os 20 que mais vacinaram e responsabilização pelo genocídio por usar ou não usar máscaras, fechar comercio, fechar indústria, colorir fases da pandemia, distanciamento social, etc, se o maior transmissor ATUAL da pandemia é o DINHEIRO DE PAPEL, a falta de higiene adequada nos bancos e nos ferros de apoios dos transportes coletivos lotados?
    Precisa ser algum cientista aprovado no ENEM ou consórcio de governadores e aliados da oposição para perceber que a maior causa da explosão dos casos e mortes, cuja maioria agora é entre os das classes menos favorecidas, se deve à incontrolável contaminação pela falta de higiene na circulação do dinheiro de papel, cartões e maquininhas?

  28. Frase do Nada Consta, já se intitulando inocente por um mero questionamento de rito processual e na espera da decretação do dia como feriado nacional em sua homenagem, disse:
    Sou a maior vítima jurídica dos últimos 500 anos neste país.
    Que falta de respeito é esse com os nossos heróis Tiradentes e o Leão Coroado, hein seu safado!

  29. Corram que os Hackers vem aí!
    Para alegria dos membros do quadrilhão, o Fachim praticamente regulamentou a profissão e legalizou a invasão de privacidade pelos hackers. Mussum diria: Tamus fudidis!

  30. Depois da fala do Estadista e Presidente Lula, alguns milagres aconteceram:
    1) O Bozo passou a usar máscara;
    2) O Bozo passou a defender a vacina;
    3) O Bozo passou a falar com a imprensa;
    4) O Bozo colocou uma terra esférica em cima do cocho;
    5) O Bozo trabalhou pela primeira vez desde 1.989;
    6) O Bozo assinou intenção de comprar vacina;
    7) O meganha incompetente jurou que haverá vacinação em massa.

    Nos proximos dias o meganha incompetente deverá se vestir de Ze Gotinha.

  31. Ricardo, em um de seus textos, vc escreveu:

    “Entendem, caros leitores, por que escrevo tanto sobre este energúmeno e sou tão ácido nas palavras? É um misto de indignação e de raiva. Uma espécie de… culpa! E como não sentir?”.

    Sendo assim, sugiro que vc escreva somente sobre vc, veja alguns exemplos:
    – Fale sobre suas analises e como vc errou na escolha em 2018.
    – Fale sobre o que vc precisa melhorar para sua escolha em 2022.
    – Fale sobre como vc vai buscar uma melhora nas suas debilidades.
    etc;
    – Fale sobre vc e não mais sobre os outros, ok?
    Esqueça o energúmeno, se não, vc vai ficar pior do que ele, pois, igual já está.

    Abraço!

  32. Parabéns Ricardo pelo discernimento e total lucidez de pensamentos. Cidadãos como nós não querem uma quadrilha de bandidos governando nosso país e tampouco queremos um maníaco retardado e insensível na condução do nosso Brasil. Fora PT e fora bolsonarismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.