Em campanha, vale tudo. Até se reunir com quem sempre ignorou, não é mesmo Kalil

Kalil promete um 2021 dos sonhos para BH. Quem não te conhece que te compre, prefeito. Eu conheço

Alexandre Kalil, na campanha eleitoral de 2016 (Foto: Google Images)

O cinismo e a hipocrisia de um político demagogo e populista como o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, definitivamente não têm limites.

Após culpar “empresários gananciosos” pelas enchentes que assolaram a capital mineira em janeiro deste ano, a fim de encobrir a própria incompetência administrativa e descaso com a população atingida;

Após propor e aprovar um novo Plano Diretor para a cidade, pensado e elaborado por petistas, que irá destruir o já combalido setor imobiliário belo horizontino;

Após cerrar olhos e ouvidos, desde março, aos apelos desesperados de pequenos, médios e grandes comerciantes, e “fechar” a cidade, recusando-se a ouvir e a dialogar com estes;

Após, de forma autoritária e grosseira, como de costume, ameaçar cassar – e cassar – alvarás de funcionamento de estabelecimentos comerciais e escolas;

Hoje, nesta sexta-feira (09), no primeiro dia oficial da campanha eleitoral, Alexandre Kalil reúne-se com alguns representantes do comércio (escolhidos a dedo), e promete:

“Vamos ajudar esse povo que passou o pão que o diabo amassou”.

“2020 foi ano da pandemia, 2021 vai ser o ano do comércio, da indústria, dos negócios e dos prestadores de serviço”.

É rir para não chorar! Ainda me lembro das bravatas eleitorais de 2018:

“Vou abrir a Caixa Preta da BHTrans”.

“Vou enfrentar os empresários do transporte coletivo e acabar com essas latas de sardinhas (ônibus coletivos)”.

“Vou fazer o que prefeitos anteriores nunca fizeram e resolver os problemas de enchentes no Vilarinho”.

“Vou acabar com as mortes e municipalizar o Anel Rodoviário”.

“Vou limpar a prefeitura dos cargos políticos de PT e PSDB”.

Obviamente, não cumpriu nada do que prometeu. E com a maior cara de pau, tão comum a políticos como ele, declara que 2021 será o ano.

Ano do que, senhor prefeito?

De a prefeitura parar de azucrinar os comerciantes com regras estúpidas, fiscalizações arrecadatórias, burocracia infernal e taxas e multas confiscatórias?

De a prefeitura rever valores de IPTU e, quem sabe?, reduzir as alíquotas de ISSQN que o senhor aumentou?

De a prefeitura ajudar e apoiar o pequeno comerciante; o profissional liberal; os autônomos?

De a prefeitura deixar de ser um castelo feudal, e ouvir e receber apenas os apaniguados e puxa-sacos do Poder, e passar a ser a casa de todos os belo horizontinos?

De o prefeito tratar adversários políticos com igualdade e respeito? Ou ao menos recebê-los para conversar?

De o senhor parar com estas broncas ridículas que dá na população, como se mais de 2.5 milhões de pessoas fossem seus filhos com dez anos de idade?

De a sua equipe de comunicação parar de tentar cercear a opinião de quem lhe critica?

Sabe, prefeito, o senhor pode ter 99,999% de aprovação popular, mas jamais conseguirá a minha. Jamais conseguirá ter minha crença, pois não acredito em absolutamente nada do que o senhor promete. Aliás, o senhor poderia prometer, outra vez, pagar os IPTU’s que não paga. Quem sabe, desta vez, por um milagre qualquer, ao menos isso o senhor não cumpre?

LEIAM TAMBÉM: QUEM É O VERDADEIRO KALIL!!

**Atenção: Este texto não reflete a opinião do Portal UAI, e é de responsabilidade exclusiva do autor**

19 thoughts to “Em campanha, vale tudo. Até se reunir com quem sempre ignorou, não é mesmo Kalil”

  1. Perfeito sua análise ao tirar a máscara deste arrogante e mentiroso o Kalixo!
    Se alguém do comércio acreditar e votar neste cara que mandou espancar professores dos Emeis e, quebrou o comércio de BH é por que vergonha na cara passou longe!
    Fora Kalil!

  2. Perfeito sua análise e tirar a máscara deste arrogante, mentiroso e desequilibrado!
    Se alguém do comércio acreditar e votar neste cara que mandou espancar professores dos Emeis e, quebrou o comércio de BH é por que não tem vergonha na cara!
    Fora Kalil!

  3. Esse sujeito quebrou BH e ainda tem a cara de pau de dizer que o ano 2021 serao ano do comercio. Não cumpriu nada na campanha e ainda quer 2 mandato pra acabar de destruir BH.

    Se esse cara for reeleito, o belo-horizontino merece ser chamado de gado e o nome da cidade deveria voltar a ser curral del rey.

  4. Hoje, a equipe de comentaristas de economia habituada a falar só de crescimento do país em especial a da Globolixo ficou órfã e analfabeta, na crise do Pré-Covid-19 para cá.
    Quem mandou trocarem a busca da sabedoria isenta pela oposição a mando dos patrões e banqueiros agiotas, né?
    A continuar assim, logo a Miriam e o cadeirante da ABL estarão dando receitas de bolos econômicos.
    Os ensinamentos do visionário economista Joelmir Betting fazem muita falta neste país.

    1. E por falar em Covid-19, na pressa por notícias sensacionalistas no horário nobre, os opositores e a mídia denunciaram para o mundo que o presidente tentava esconder os mortos e criaram o “consórcio” onde informam a média “móvel” de mortes”, ou seja, espécie de morte presumida e ressuscitável, sempre inexata e manipulável.
      “Haja o que hajar”, se não fosse contida a roubalheira de trilhões pelas quadrilhas e parasitas de cofres públicos que se apossaram do país, de 1991 a 2018, o país não teria recursos para sobreviver ao custo social Covid-19.
      E o que a mídia diz sobre isso? Nada!

  5. Continuo com pena de você. Uma paginazinha fuleira como 10 visualizações, se tanto, pretende mudar uma tendência de vitória de Kalil. Eu venho ver só esperando que, como milagre, você demonstre alguma lucidez. Você, eu já disse e repito, tem político de estimação. Geralmente as piores escolhas possíveis. Das grandes gosto de lembrar Aécio, seu carro tinha aquele plástico que dizia: “Eu não tenho culpa, votei no Aécio”, ou não tinha? A outra é o Bozo, aliás esta você já até confessou. Se você fosse só um pouquinho inteligente e isento já teria concluído que nenhum político merece seu voto, nem tampouco sua torcida.

  6. Era só o que faltava! O tapetão criado pelo Lula também faliu.
    Depois que os atuais membros da mais alta Corte abandonaram suas obrigações de ofício, criaram o Partido da Toga e entraram na política com aparições diárias na mídia em oposição ao presidente, à Lava Jato, aos membros do MP e aos juízes de instâncias inferiores, a moral do judiciário brasileiro foi literalmente para o vinagre.

  7. Em SP, o Dória e seus cupinchas do PSDB copiaram o PT e colocam um bando de batedores de carteiras automotivas na estrada.
    Fantasiados de Manduruvás entre as gramas e árvores para disfarçar e sem poder de polícia algum, os batedores de carteira devoram impiedosamente a grana dos motoristas.
    Mudou de faixa para escapar de buraco ou desviar de animal na pista? Multa por não sinalizar.
    Velocidade de 92 por hora? Arredonda para 100 e multa por excesso de velocidade.
    Farol baixo desligado no acesso de vias urbanas? Multa também, porque a pandemia misturada com economia falida não é problema de governante.
    Alguém precisa lembrar os governantes e prefeitos do PSDB em SP que terceirizar poder de polícia aos “manduruvás” ávidos por baterem as carteiras”, usando de excesso de rigor com contribuintes honestos em vez de orientar e advertir é um recurso comumente usado por ditadores para roubar o povo.

  8. Decidi aí meu amigo, você escreve um texto elogiando Bolsonaro e Toffoli por se aproximarem, e agora vem falar mal do Kalil por fazer a mesma coisa, isso prova o quanto este texto é tendencioso…….

  9. Esse blog é o lixo do lixo. Uma vergonha para o jornal estado de minas e diários associados.

    Se investigar, vai encontrar dinheiro entrando desse governo federal, corrupto e nefasto.

    PS: Arruma desculpa melhor pq aqui não tem esquerda nem direita, seu otário!

  10. Ricardinho, Ricardinho, sempre falando merda. Kalil já ganhou , aceita que dói menos .

    O Brasil está vendo o que é a direita no poder , bolsonaro e zema , duas bostas .

    Aliás o partido mais fiel ao bozo? Partido novo.

    Partido novo que tem um ministro do meio ambiente que odeia a natureza .

    Então Ricardinho fala Merda não, vai vender batata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.