Bolsonaro e Toffoli dão uma baita lição: jamais seja uma Sara Winter

“Os políticos dividem as pessoas em duas classes: instrumentos ou inimigos” (Friedrich Nietzsche)

Sara Winter chorando em vídeo (Imagem: Reprodução/Internet)

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí pregando o fechamento do STF, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí pregando o fechamento do Congresso, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí pregando o uso indiscriminado de cloroquina, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí negando as queimadas na Amazônia, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí culpando a China pelo vírus, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí acusando Sergio Moro de traidor, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí dizendo que Mandetta era alarmista, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí minimizando o coronavírus, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí culpando prefeitos e governadores pela crise, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí defendendo os filhos enrolados, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Quando um populista autoritário, como Jair Bolsonaro, sair por aí sem explicar os cheques do Queiroz, não seja tão idiota quanto e não saia sem pensar, agindo como gado ao som do berrante, zurrando a mesma asneira.

Do contrário, caro leitor, cara leitora, vocês correm o risco de se tornarem uma espécie de Sara Winter, que deprimida, desolada, decepcionada, chorando declarou:

“Não sei mais quem Bolsonaro é. O homem que eu decidi entregar meu destino e vida. Eu vou ter que levantar e resolver meus problemas. E não tem Bolsonaro para ajudar. Não tem Damares para ajudar. O Toffoli recebeu um abraço; eu não”.

Percebem que coisa deprimente? Troquem Bolsonaro por Lula, Ciro, Marina ou o político que quiserem. Dará no mesmo!

Absolutamente nenhum político merece receber sua devoção cega, sua defesa ferrenha, sua idolatria. Seu… amor!!

Políticos são pessoas comuns, não são pais ou mães, mitos ou salvadores. Políticos merecem, se merecerem, respeito e nada mais.

Gratidão? Por quê? Por fazerem (quando fazem) o que se propuseram a fazer – recebendo muito bem para isso? Por usarem adequadamente o nosso dinheiro?

Vou repetir o que já escrevi aqui, dezenas de vezes: deixem de ser babacas! Jamais briguem com amigos e parentes por causa de um político. Parem de ofender as pessoas, na internet, que pensam de forma diferente de vocês. Comportem-se como gente, e não como gado domesticado no pastoreio. Tenham amor próprio e opinião própria, pô!

O abraço escondido em Dias Toffoli é o beijo escondido em Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre. Em público, Bolsonaro os incentiva a atacá-los. No privado, são amantes fogosos. Todos em busca de dinheiro e poder, às nossas custas.

Que sirva de lição para quem ainda precisa: políticos são políticos, e como tal, devem ser cobrados, dia e noite, e jamais idolatrados – admirados, talvez.

Agora vão afogar as mágoas, por cinco segundos, no máximo, e sigam suas vidas felizes e em paz. E “porrada” (NO SENTIDO FIGURADO) nessa corja, que é o que merecem.

Leia mais artigos meus em: IstoÉEstado de Minas e Facebook

**Atenção: Este texto não reflete a opinião do Portal UAI, e é de responsabilidade exclusiva do autor**

19 thoughts to “Bolsonaro e Toffoli dão uma baita lição: jamais seja uma Sara Winter”

  1. Sr. Ricardo, pela primeira vez concordei com um texto seu.
    Mas a culpa pelo populista autoritário estar no poder também é sua.
    Não se esqueça e não vale dizer que não sabia.
    Att.

  2. Aula magna sobre a realidade política desse país. Que pena estarmos assim e eu achando que é somos assim. Muito triste mas ao mesmo tempo instigante. Nos faz pensar e isso é muito bom .

  3. Entre votar na Sandra Rosa Madalena, vulgo poste, e no Presidente Bolsonaro, não hesitei nem por um instante, pois afinal de contas, a quadrilha que destruiu o nosso País, tinha que deixar o poder de qualquer maneira.
    Prova disto é que um sofreu impeachment e o outro foi enjaulado.
    Todos os tesoureiros do partido foram presos e o carniça responde a tantos processos, que já até perdi a conta !!!
    “Não existe alma mais honesta neste País”. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. O Brasil precisa dar um cheque mate nessa agiotagem legalizada dos bancos disfarçada de solidariedade para arrancar trilhões dos brasileiros.
    Estranho a mídia destacar milhões roubados enquanto esconde esses agiotas que roubam trilhões impunemente dos brasileiros.
    Em vez de destacar cheques do Queiroz, porquê a mídia não toca o berrante nos agiotas banqueiros que agem como corvos e urubus atacando o couro e a carniça das vítimas da economia causada pela pandemia do Covid-19?
    Porque a maioria da mídia brasileira está tão silenciosa, enquanto esses carniceiros ROUBAM até 15% em JUROS MENSAIS oferecendo créditos aos atingidos pela crise econômica? É rabo preso?
    Vou dar um exemplo: Por onde andam os Perueiros escolares? Quebraram? Venderam ou devolveram seus veículos? Viraram carniça dos banqueiros?
    E ainda tem gente que vem esse papo furado de Queiróz para atacar o presidente diante de uma pauta dessa, de interesse e amplitude nacional?
    Ninguém se preocupou em analisar o quanto tem crescido a riqueza desses banqueiros ladrões praticando agiotagem desenfreada se aproveitando da pandemia?
    Sejam mais patriotas, srs jornalistas

  5. Entrar aqui alguns anos depois e ler isso… é muito bom kkkkkkkkkkk
    Que mudança eim?!
    Mas infelizmente, o mal já está feito. O bozo ta aí, fazendo exatamente o que qualquer pessoa com alguma sensatez esperava dele.
    Não se esqueça da sua parcela de culpa nessa história, vc influenciou muita gente.
    Caso esqueça, vez ou outra entraremos aqui para lembrar e rir kkkkkkk

  6. Ô dó que dá dessa vendedora radical de ativismo com militância nacional e internacional, né?
    Mas, sabe como é, de vez em quando dá zebra ou recebe calote dos contratantes.
    Isso faz parte em negócios, principalmente naqueles que não tem nada a ver com o patriotismo propriamente dito.
    Fazer o quê, né? Chora ou vá tomar um café com o Gilmar Mendes que passa, viu?
    Mas, assim como os “militantes” em geral ela também teve o mérito de conseguir arregimentar notáveis fantasiados com cabeça de gado, além de conquistar uma boquinha entre os beneficiários de verbas dos cofres públicos, né?

  7. Agora as armas estão voltadas contra o Kalhil, que fez ótima gestão como presidente do Atlético e vem repetindo o sucesso como prefeito. Percebo que o seu problema é com qualquer político que faça uma boa gestão.

  8. Realmente, atente para o que acontece nos governos. Noticia de hoje do Estadão.

    Justiça em Minas Gerais classificou como “ilegal” o acordo que seria fechado entre o fundador do Instituto Inhotim, Bernardo Paz, e o governo do Estado para utilização de 20 obras do museu para pagamento de dívida tributária de R$ 471 milhões contraída pelo conglomerado do setor de mineração Itaminas, que tinha Paz como proprietário.
    O acordo já havia sido aprovado tanto pelo empresário como pelo governo do estado. Restava a homologação da justiça. Em sentença com data desta quinta-feira, 8, a juíza Barbara Heliodora Quaresma Bomfim, da Primeira Vara de Feitos Tributários do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), no entanto, afirmou que o termo fechado entre as partes é “ilegal e nulo de pleito direito, por vícios de motivação e finalidade”.

    O valor é referente ao não pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). Entre as obras que entraram no acordo estavam Celacanto Provoca Maremoto, Carnívoras (ambas de Adriana Varejão), e Beam Drop, do artista americano Chris Burden, que morreu em 2015. Inhotim é considerado o maior museu a céu aberto do mundo.

    O termo previa que o estado passasse a ter influência em Inhotim, mas sem participar de sua administração, estabelecendo, por exemplo, que não poderia “sem a concordância expressa do Estado, desfazer-se de quaisquer de suas obras próprias, permanentes ou não, incluindo o acervo botânico e paisagístico, assim como deliberar sobre cisão, fusão e incorporação. Na hipótese de sua dissolução, os bens de seu acervo próprio, permanentes ou não, inclusive o acervo botânico e paisagístico, serão destinados exclusivamente ao Estado de Minas Gerais”, dizia o acordo.

    Na avaliação da juíza, “no presente caso, é evidente que a solução adotada pela Administração Fazendária é contrária ao interesse público, segundo a visão do homem médio, sendo passível de controle judicial”. Uma das justificativas apresentada para fechamento do acordo, o da perenidade do museu, também foi rechaçada pela magistrada. “Bastaria que fosse realizado o tombamento de todo acervo de obras de arte em questão, sem que isso implicasse nenhuma renúncia fiscal”, aponta. A reportagem do Estadão tenta localizar o empresário Bernardo Paz e aguarda retorno da Advocacia Geral do Estado (AGE).

  9. Texto excelente. Mas um pinguinho de culpa também é seu. E não me venha com a baboseira de PT, de que dos males o.menor e blá, blá, blá. Você também fez um enorme esforço para construir uma narrativa favorável à este governo. Não saia pela tangente.

  10. Bom…, relembrando algo bem recente, na política também. Nossa enganação emotiva diária. Observe:

    Com a “Copa das Copas®” do PT® em vez de se construir hospitais, construiu-se prédios inúteis!

    E não esquecer. Eis:
    Digno de espanto, se bem que vulgaríssimo, e tão doloroso quanto impressionante, é ver milhões de homens a servir, miseravelmente curvados ao peso do jugo, esmagados não por uma força muito grande, hercúlea,
    mas aparentemente dominados e encantados!
    apenas pelo nome de um só homem [lula]
    cujo poder não deveria assustá-los,
    visto que é um só (lula –, o vigarista apedeuta).

    O PT é puro putifarismo Os petistas são putifaristas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.