Rogério Marinho dá um banho de honestidade e desnuda os mentirosos do PT; entenda

Matou a cobra e mostrou o pau! É pena que Ciro Gomes e Lula sejam os cretinos que são e jamais pensem no País e nos mais pobres

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Um dos melhores e mais preparados homens do governo Bolsonaro é, sem dúvida, o secretário especial Rogério Marinho, nomeado pelo não menos excelente Paulo Guedes, para tocar as pastas da Previdência Social e do Trabalho.

Profundo conhecedor de economia e política, Marinho foi vereador e deputado federal duas vezes, e se há adjetivos pejorativos que não lhe cabem, são que seja capitalista, neo-liberal, pró-patrão e outras babaquices do gênero, com que a esquerdopatia nacional adora rotular quem trabalha sério e traz resultados.

Marinho foi autor de vários projetos de inclusão social, como o financiamento integral do crédito educativo e do uso do FGTS para amortização de dívidas. Além disso, durante os governos petistas, votou ao lado da turba em vários projetos, inclusive se mostrando favorável — assim como era o mega cleptocrata serial, Lula Nine Fingers — à medida que hoje causa tanta polêmica e uso (podre) eleitoreiro. Explico: 

O governo vai cobrar do desempregado, que recebe seguro desemprego, a parcela referente à contribuição previdenciária. Luladrão, Coroné Ciro e outros arautos do atraso e das trevas, logo saíram atirando. Como 100% da manada que lhe seguem não sabe nem somar dois com dois — Dilma Dona Doida Rousseff que o diga — a gritaria se espalhou. Com essa gente é assim: se lhes disserem que a noite é uma ilusão de ótica, assim será. Repetirão como repetem tudo: Lula livre; fascista; vá estudar (eles dizem “vai”); miliciano etc.

“Nossa, que horror! Que governo cruel. Tirar dinheiro de desempregado”. Pois é. Fácil babar uma idiotice destas e sair como defensor de pobre, né? Duro é ter honestidade intelectual e pensar no País, e não na eleição (leia-se, no próprio bolso) como esses merdas fazem. Marinho explicou, ou melhor deu uma aula, no programa Roda Viva da TV Cultura.

Demonstrou que um trabalhador médio fica desempregado cinco ou seis vezes durante o ciclo de 35 anos. Como o tempo que recebe o seguro desemprego é de cinco meses, não contribuindo, terá que trabalhar mais dois anos e meio para se aposentar, ou se retirar ganhando menos, em função do período que deixou de contribuir. Lógico, não? Além disso, seguro desemprego é renda! E, como qualquer renda, tem de ser tributada. E desmontou a bravata petista: Lula defendeu essa medida quando foi presidente (como defendeu e fez uma reforma previdenciária).

Resumo da ópera: a medida é correta, justa e responsável sob o aspecto fiscal. Um agente público escolhe um de dois caminhos: o de explicar honestamente e educar os menos esclarecidos; ou o de mentir, em benefício e proveito próprios. Marinho escolheu o dele! Lula e sua gangue, como sempre, também escolheram.

Leia mais.

37 comentários em “Rogério Marinho dá um banho de honestidade e desnuda os mentirosos do PT; entenda

  1. Olá Inundado, até originalidade lhe falta, pois Lima Barreto, em os Bruzundangas, há mais de século, com graça e ironia já mostrava que o ideal era taxar a farinha, o arroz, o medicamento, o transporte público – tudo que o pobre acessa, para, inclusive evitar que prolifera, e deixar livre a seda, o vinho, o champagne, o charuto as jóias que são para os ricos. Ele ao menos dizia sem rodeios, mas você escreve, volteia, faz ilações de pé quebrado, mas a síntese é a mesma. Benesses a elitizinha rapinosa, extrativista e predadora e para o pobre trabalho e privações.

    1. Faltou o blogueiro avisar que essa cobrança de imposto no seguro-desemprego é uma contrapartida à um benefício que está sendo proposto aos ricos, de maneira que o governo respeite a LRF. Tirar dos pobres para dar aos ricos.

    1. Caro Antoine, percebo que VC é um homem generoso.

      Acabou de promover o “Cada Vez mais REAÇA, BOÇAL, CANALHA, mentalmente INDIGENTE E ISENTO DE VERDADE à condição de articulista?

      Esse cara é apenas um doente mental, espalhador de fake news, intelectualmente limitado, parecido com a meia dúzia de idiotas que o levam a sério.

      Não fala nada com nada.

      Não tem argumentos. Não tem idéias.

      Apenas mais um nazista, e como tal racista, que no dia da Consciência Negra, nas manifestações de racismo contra os negros com agressões e mortes de minorias, não tem palavras nem espaço para discutir a questão.

      Um débil mental. Mais um a serviço da família que era sócia das pilantragens do Aecim do p… e que da mesa luta pela sobra e pelos farelos que caem…

  2. Foi para isso que o CHIMPANZE MILICIANO DE EXTREMA DIREITA foi eleito pela multidao de quadrupedes: tirar do trabalhador para dar ao banqueiro e ao empresario. vamos cantar pessoal!!!! EU SOU O NEO LIBERAL / DO DOLAR A CINCO REAL / MEU VOTO FOI UM TIRO NO ESCURO / E AGORA ESTOU TAO DURO / QUERIA VIAJAR / MIAMI NAO DA / SO DA SE FOR DE BUZAO PRA PORTO SEGURO KKKKKKKKKKKK

  3. Não sou esquerdopata; nem lulista; nem bolsonarista; nem qualquer outro “ista”; apenas sou uma pessoa que procura racionar e ver as coisas como elas são! Não tenho paixão por qualquer líder ou ídolo, mas procuro ver como eles agem e o impacto dessas ações nas vidas de todos nós! Mas, meu caro Ricardo, você está engolindo a “bucha” do governo bolsonaro, que está esfolando os pobres para privilegiar os ricos! A reforma da previdência é só um exemplo disso, retirando dos pobres do INSS para dar a uma casta do serviço público!

    1. Caro, respeitando e aceitando integralmente sua opinião, faço duas perguntas: por que a reforma da previdência está esfolando os pobres para dar aos ricos? A casta do funcionalismo público foi criada por este governo? Abrs

      1. Me permita um pitaco nesta conversa.
        No tocante a elite trabalhadora no serviço publico, acredito que deva ser necessário destacar alguns pontos que considero essenciais.
        Primeiro, claro que essa elite não é cria deste governo, isso vem de longos tempos, mas os privilégios se mantém infinitamente, não sendo alterados porque é a classe “endinheirada”, ninguém tem coragem de mexer.
        Segundo, e o que considero mais injusto, é o cidadão que acorda 5 da manhã, trabalha feito um leão, vai para a escola a noite, se for secundarista da escola pública, já é deficitário na qualidade do ensino naturalmente. Se for para a faculdade privada, é com certeza apenas mais um na multidão, que muitas poucas chances terá de vencer, mas que eu faço votos para que vença.
        Então face as explicações, voltando ao foco, tracemos uma linha imaginária, mais cinco ou dez anos de vida laborativa para este sujeito, que esta fadado ao salário mínimo de aposentadoria no término de seus dias sobre esta terra, enquanto o sujeito concursado, terá o seu salario integral depositado todo mês, ao custo de suor de milhões. Esse é o imenso degrau que separa nós pobres mortais do resto.
        Para mim, ninguém até hoje teve culhões de atacar o problema na fonte, reduzir salário/aposentadoria de toda essa grande quantidade de pessoas que vivem as custas de mim, de você, enfim de todos nós, enquanto nós vivemos, se conseguirmos sobreviver, com o que sobra.
        O tributo gerado com o desconto do seguro desemprego não irá amortizar tanto assim, não será este o item que irá corrigir todos os problemas, apesar de reconhecer sim que é um passo dado. Dai vem uma outra pergunta, porque somente no lombo dos pobres?

        Vamos a uma continha simples;

        Salario minimo: $ 998,00 x 30 meses ( 2 anos e meio 30 conforme diz o secretário) = $ 29.940 x 8% (a alíquota previdenciária aplicável neste valor) vai perfazer o valor de R$ 2.395.

        Então, descontados os $ 2.395 divididos pelos 35 anos (420 meses) de contribuição do indivíduo, perfaz o valor mensal de $ 5,08 por mês. Será isso que vai consertar o país?
        Eu creio que não.
        Acredito que seria muito mais plausível se o secretario anunciasse o fim do beneficio, decretando a redução da carga tributária trabalhista e acarretando com essa medida, geração de empregos, cessando o desemprego.

        É disto que precisamos.

        1. William, obrigado pelo ótimo comentário. Só faço uma ressalva: a contribuição previdenciária sobre o seguro desemprego não resolverá problema fiscal algum, e nem é esse seu propósito ou sequer perto do que eu escrevi. É uma questão de lógica tributária e inclusão previdenciária. Só isso! De resto, assino ao seu lado seu comentário. Abraço

  4. O que falta ao governo é um sistema de comunicação governamental com uma eficiência pelo menos razoável. Não estou falando de se adotar uma espécie de “Bolsa-imprensa”, pelo qual o desgovernos Lula Propina /Dilma Pasadena jorravam dinheiro público de publicidade para comprar a grande imprensa e manter esgotosfera esquerdopata (tipo PHA, Nassif, 247 …), enquanto afundavam o País no mais profundo fosso econômico, moral, político e administrativo de sua história.
    Esse governo vem conduzindo muito bem o processo de salvar o País de uma iminente venezuelização, que os tumores malignos do lulopetismo quase o levaram. Com a aplicação de medicação correta, o Brasil já saiu do CTI e se encontra em estado de franca recuperação.
    No entanto, a ausência de um sistema de comunicação eficiente somada à anti-propaganda promovida pelas imbecilidades diárias dos Bolsonaros vem dando espaço à velhíssima demagogia populista– promovida exatamente por aqueles que quase levaram o Pais a uma morte venezuelana, e propagada pela grande imprensa carente do extinto Bolsa-Imprensa.

  5. A esquerda destrambelhada teve um “esquecimento” ( ” lápizo” de memória) esqueceu de corrigir valores pela inflação para culpar o Governo/ Presidente Jair, pelos erros do p.t.osco.
    Esquerdismo, junto com lula/pt não tem compromisso com a verdade.
    Lula na prisão!
    Impeachment gilmar mendes,toffoli, corja S&A.

  6. “babaquices”;
    “mega cleptocrata serial, Lula Nine Fingers”;
    “Luladrão, Coroné Ciro e outros arautos do atraso e das trevas”;
    “Dilma Dona Doida Rousseff”;
    “Lula e sua gangue”.

    O miliciano do condomínio Vivendas da Barra Pesada ficaria com inveja. Nem ele seria capaz de tanta agressão gratuita.

  7. O STF SE METENDO NA TAREFA POLICIAL.
    O representante do MP dispõe de acesso online para saber aleatoriamente quem é o dono do veículo, se o motorista está em situação legalizada para dirigir, se responde a ação criminal, se está bêbado ou drogado, se dirige com celular ligado, se está com cinto de segurança, se o nº do chassi é igual ao Renavan e tem poder de polícia para filmar, gravar, acessar imagens que achar necessário, revirar o veículo ou a carga em busca de drogas e de dinheiro sem procedência conhecida, na cueca ou na mala, etc.
    Se encontrar alguma irregularidade, algema, delegacia e gaiola para o suspeito, enquanto inicia a investigação da vida pessoal e faz devassa na conta corrente.
    Aí fica a pergunta:
    Será que mesmo assim, o Toffoli (que nem juiz de futebol foi) e demais togas vermelhas ainda acham que o policial, o delegado e juiz de primeiro grau para fazer valer o sigilo de justiça têm também que pedir benção para o STF para acessar dados financeiros online para cumprir seu papel?
    Será que ele conhece matemática para saber o tamanho dessa encrenca?

  8. O Brasil precisa estimular o investimento na economia familiar.
    E com isso, o acesso ao seguro desemprego ser extinto ou mais dificultado para a verba ser revertida ao aposentado ser menos assaltado.

    1. Aposentados assaltados? Que isso Juca Leiteiro foi pra isso que fomos as ruas com a camisa da cbf, pra matar os aposentados e pensionistas de fome e pra eles roubarem nossa aposentadoria pra dar benesses aos banqueiros e empresarios. Voce que e bem informado, alguma noticia sobre reforma da previdencia dos politicos?

  9. Pelo jeito, o STF perdeu a vergonha e deu Atestado de Imprestabilidade para a balança da justiça brasileira.
    A privacidade do Zé Tostão pode ser invadida à vontade que o STF não se incomoda.
    Mas, se a invasão for na privacidade do Zé Milhão, que conta com a proteção da Alta Advocacia, o papaizão STF toma as dores?

  10. Oi amigo desonesto. Só faltou explicar que o seguro-desemprego atualmente é coberto via contribuição das empregadores, e agora se fala de desonerar as empresas para cobrar dos desempregados. Ou seja, tirar dos ricos para dar aos pobres, o famoso “trickle-down” que está acabando com a classe-média americana desde Ronald Reagan. Estão metendo a mão no bolso dos pobres que ficam desempregados para cobrir benefícios às empresas. Isso acontece por conta da LRF, mas também por conta de cabeças malignas que querem afundar o país.

    Deixe de ser raso nas suas análises e vá mais à fundo nas propostas desse desgoverno. Obrigado.

    1. Como são rasos, vazios, mal intencionados e desprovidos de caráter ao defender, com unhas e dentes os descalabros desse governo. Não vislumbram (aliás vislumbram e são coniventes) a derrocada iminente do país com essa sanha privativista e de estado mínimo. Sempre culpam o PT, PT, PT por tudo de ruim que acontece. São cegos defensores do livre mercado. Defendem austeridade, privatizações ilimitadas, eliminação de políticas sociais, etc. etc. etc… Cada medida dessas resulta em “enxugamento” do contingente de empregados e, por consequência, redução de consumo, que deságua na redução da arrecadação agravada, também, pela eliminação da perene da participação, pelo Estado, nos lucros das estatais. Costumam usar como exemplo a liberal economia norte americana. Pois vamos seguir o exemplo dela. Na década de 30 a economia norte americana foi reduzida a pó. Sabem o que salvou a “lavoura”? Foi a presença maciça e indispensável do Estado que, em todas as situações de crise do capitalismo, é o único meio de salvação. Pois é, o inteligente Franklin Delano Roosevelt, com o ‘New Deal’ , adotou o inverso do apregoado pelos defensores do livre mercado. Naquela oportunidade, adotou pesada politica social. O seu plano audacioso adotou entre outras medidas: investimento maciço em obras públicas, na construção de usinas hidrelétricas, barragens, pontes, hospitais, escolas, aeroportos etc. , gerando milhões de novos empregos; diminuição da jornada de trabalho, para gerar novos postos; fixou-se o salário mínimo, criou-se o seguro-desemprego e o seguro-aposentadoria; frentes de trabalho para empregar cerca de três milhões de empregos para os jovens. Em pouco tempo o país se reergueu. Como podem constatar, apenas o estado, com intensas politicas sociais, pode tirar o país da bancarrota. Qualquer semelhança com as politicas defendidas pelo PT seria mera coincidência.??????

      1. “Rasos, vazios, e mal intencionados e desprovidos de caráter” são gente como vc que, ao mesmo tempo que ignora cegamente os desastres econômicos, sociais, políticos, administrativos cometidos pelos chefes de sua seita política, se escora em um monte de clichês para criticar o governo atual. Eu. por exemplo, faço críticas a esse e a qualquer outro governo, pois não sou idólatra de político e muito menos crente submisso a qualquer seita política.
        A sua afirmação de que “culpam o PT, PT, PT por tudo de ruim que acontece” não é de todo desprovida de verdade, pois a quase totalidade dos males que nos afligem hoje tem origem nos 13 anos de descalabros desse seu velho populismo lulopetista, que deixaram o País numa profunda recessão e a beira de um estrondoso calote.
        Quando o keynesiano New Deal foi utilizado nos EUA, as contas públicas daquele país se encontravam em situação diametralmente oposta ao caos deixado pelos 13 anos dos desgovernos de Lula e Dilma . No caso do Brasil, é absolutamente impossível promover “investimento maciço em obras públicas, na construção de usinas hidrelétricas, barragens, pontes, hospitais, escolas, aeroportos” etc”, simplesmente porque não há recursos públicos nem para fazer frente às despesas correntes. A farra estatal-populista de Lula/Dima nos deixou com um déficit anual nas contas públicas de mais de 150 BILHÔES (o governo atual já a reduziu p/ 90 BI), além de um dívida pública se aproximando de 5 TRILHÕES!
        Se sua cegueira ideológica lhe impede de enxergar a dimensão desse desastre, eu vou desenhar um resuminho p/vc:
        1) O Estado brasileiro precisa anualmente buscar 150 BI no mercado financeiro para cobrir suas despejas correntes;e
        2) Como é deficitário, não tem pelo menos superavits primários (saldo receita menos despesas, sem contar os juros da dívida pública), não pode nem mesmo rolar os juros, o que a faz crescer exponencialmente (além de aumentá-la p/ cobrir déficits anuais.
        Numa situação desastrosa como essa, até um aprendiz de aritmética ( não precisa saber matemática!) sabe que a solução é cortar gastos e/ou aumentar receita (no caso do Brasil, o povo trabalhador/ empreendedor não aguenta mais aumento de impostos).
        Faça um esforço para pensar/entender isso: CRIAÇÃO/AUMENTO DE POSTOS DE TRABALHO REQUEREM INVESTIMENTOS PRODUTIVOS, POIS ELES NÃO NASCEM EM ÁRVORES.
        Estado não produz riqueza: eles e sustenta com parte da riqueza produzida pelos agentes tabalhadores/empreendedores. Ora, impossibilitado de investir em qualquer coisa, o país deixado pelo pior governo de sua história não só estava a beira de um calote monumental, como tinha esgotado a capacidade de arrochar ainda mais a sociedade produtiva p/ aumentar receita. E para piorar: altas taxas de desemprego, de endividamento da população, de inflação, além de queda acentuada no PIB.
        Pois bem, é preciso buscar investimentos privados (não só pelo estado de pé- na-cova do Estado, como porque os fatos históricos mostram cabalmente os exemplos desastrosos das utopias estatistas). Mas, também para isso, a situação econômico-político-jurídico-administrativa do País precisa ser saneada, porque ninguém rasga dinheiro investindo em num titânico desastre como esse.
        Enfim, posso parar por aqui, ou vc quer mais?

  11. Como não encontrei nenhuma reportagem a respeito da SACANAGEM da REFORMA DOS MILITARES, coloco o meu comentário sobre o assunto aqui mesmo! Estão premiando os militares das forças armadas e também os militares e bombeiros estaduais (e certas carreiras do serviço público) com INTEGRALIDADE e PARIDADE, além de GORDAS PENSÕES para viúvas e filhos, tudo isso às custas dos SEGURADOS DO INSS, a quem só restarão benefícios de salário mínimo, ou muito próximos de salário mínimo! Os BRASILEIROS precisam sair às ruas e protestar urgentemente: INTEGRALIDADE; PARIDADE E PENSÕES IGUAIS PARA TODOS; ou que os militares e certas carreiras do serviço público tenham as mesmas regras do REGIME GERAL DO INSS! Esse governo do Jair está fazendo o POVO BRASILEIRO DE TROUXA!

  12. Ricardo, agradeço pela atenção, e vou responder aos dois questionamentos que fizestes. Seria uma indelicadeza de minha parte, deixá-lo sem resposta. Em primeiro lugar, quero concordar que o Rogério Marinho é uma pessoa muito inteligente, mas a meu ver está usando mal esta inteligência! Vamos às respostas aos seus questionamentos:
    a) Por que a reforma da previdência está esfolando os pobres para dar aos ricos? Seguinte, Ricardo, sem querer ser ofensivo, acredito que você não tem maiores conhecimentos das leis previdenciárias, o que não o diminui em nada, pois não é um especialista na área, e como milhões de brasileiros, não tem conhecimento aprofundado da matéria. Digo isso porque somente quem tem conhecimento na área tem a possibilidade de aquilatar se as mudanças estão sendo justas ou injustas; se beneficia ou prejudica mais uma categoria ou outra; se trata com equidade a todos os segurados de regimes previdenciários diversos; etc. Bom, então vou dar exemplos de tratamentos desiguais entre os regimes previdenciários e como o Regime Geral (INSS) está sendo esfolado: Para começar, pela Renda Mensal Inicial (RMI): no INSS tem um teto de Cinco mil e poucos reais; enquanto militares e certas carreiras do serviço público não tem teto, saem ganhando o último soldo ou salário (INTEGRALIDADE). No INSS a RMI, que já tem um teto baixo, é achatada por inúmeros fatores, como: pouca renda do trabalhador no início de sua vida laboral; fator previdenciário; etc. Já para os militares e certas carreiras do serviço público não tem isso; como já foi dito, saem ganhando o último soldo ou salário (INTEGRALIDADE). No início da aposentadoria o segurado do INSS já sai em desvantagem; e, ao longo do tempo, tem o seu benefício achatado pois os reajustes anuais não acompanham a evolução do salário mínimo; e, às vezes, nem mesmo a inflação. Já para os militares e certas carreiras do serviço público não é assim: estão garantidos pelo resto da vida um soldo ou salário em PARIDADE com os da ativa, ou seja, é como se estivessem sempre trabalhando, ganham o mesmo que os da ativa e acompanham em suas aposentadorias todo e qualquer reajuste que aqueles recebem. Agora vamos para a PENSÃO: no Regime Geral (INSS) logo no início garfam 40% (quarenta por cento) do benefício já defasado do segurado instituidor, pagando à viúva somente 60% (sessenta por cento). Já para os militares e certas carreiras do serviço público não é assim, pois como essas categorias tem gordas aposentadorias que chegam a mais de cem mil reais mensais, os 60% (sessenta por cento) representarão algo em torno de R$60.000,00 (sessenta mil mensais), o que significa mais de dez vezes o teto do Regime Geral (INSS), teto esse que raríssimos segurados do INSS recebem. (Se duvidar que existem aposentadorias neste nível, eu te digo que conheço pessoalmente pelo menos uma pessoa que a recebe). E por aí vai, Ricardo.
    b) A casta do funcionalismo público foi criada por este governo? Bem, Ricardo, mais uma vez não querendo ser indelicado, quero lhe dizer que não foi, mas cumpre ao mesmo, uma vez eleito e sabedor que os tempos hoje são outros, inclusive fez campanha intensiva em cima de acabar com privilégios, que ele enfrente esses problemas para resolvê-los, e não procurar justificativas para que a situação se perpetue!
    Um abraço; Observador do Norte.

    1. Sugiro ao observador “observar” o óbvio: seus argumentos são absolutamente falsos como justificativa para responder à questão de “Por que a reforma da previdência está esfolando os pobres para dar aos ricos? ” (enfim, não justificou em nada a afirmação que fizera, muito menos ainda que feita com esses exagerados clichês : “esfolando”, “para dar aos ricos”)
      Isso porque todas as disparidades entre servidor público e privado que ele apontou já existem desde de sempre, não tendo sido obviamente criadas pela atual reforma da previdência. Bem claro: NÃO FOI A REFORMA QUE AS CRIOU! E elas não só estão aí há muito tempo, como passaram incólumes, e foram até aguçadas pela farra populista que concedeu aos servidores reajustes injustificáveis nos 13 anos do populismo lulopetista (além, é claro, dos marajás do Legislativo e Judiciário que têm autonomia para ampliar em quantidade e valor os seus abusivos privilégios). E foi essa farra irresponsável que ampliou não só essas disparidades como quebrou o País— o que, evidentemente, afeta muito mais os trabalhadores ativos de baixa renda, com perda de renda e empregos.
      Outro clichezão surradíssimo que vc repete (e que, também, não tem nada a ver com a reforma atual): “No início da aposentadoria o segurado do INSS já sai em desvantagem; e, ao longo do tempo, tem o seu benefício achatado pois os reajustes anuais não acompanham a evolução do salário mínimo”. Na medida em que os reajustes das aposentadorias sejam pelos os índices de inflação não há porque afirmar que eles estão sendo achatados. Não há porque as aposentadorias devam acompanhar a evolução do salário mínimo EXATAMENTE PORQUE A POLÍTICA DE REAJUSTE DO SM ACIMA DA INFLAÇÃO VISA DIMINUIR AS DISPARIDADES ENTRE OS DE BAIXO E OS DE CIMA. Se as aposentadorias acima do SM forem reajustadas pelo SM, então o fosso entre os de cima e os de baixo se perpetua (se reajusto dois valores pelo mesmo percentual, então a diferença entre eles não se altera. Por ex., 10 está para 100 assim como 12 está para 120, entendeu?).

  13. Çey,
    O Lula foi eleito a primeira vez, com a promessa de dar aposentadoria decente aos aposentados com direito a passeios turísticos gratuito, etc.
    Aí chegou em 2010, vetou o reajuste aos aposentados para não deixar esqueleto para a Ensacadora de Vento.
    Segundo o IPEA, no fim do seu governo, meteu a mão em 33% dando reajustes a menor para os aposentados e para compensar o roubo e a perda do poder de compra, ofereceu um consignado aos pobres coitados, incluindo desvio comissionado que encheu burras e éguas de milhões em dinheiro do companheiro Bernardo Cabral.
    Agora com tudo destruído, sai na cara dura metendo o pau na reforma da previdência, dizendo que estão roubando os aposentados e blá, blá, blá.
    Que vai confiar num cabra da peste mentiroso deste?

  14. Oi cada vez mais REAÇA, BOÇAL, CANALHA mentalmente INDIGENTE E ISENTO DE VERDADE.

    E o MILICIANO assassino?

    Quais dos nomes abaixo, você e os chipanzés nazistas acham que reflete mais a quadrilha empoderada?

    ( ) PM – Partido dos Milicianos

    ( ) PMC – Partido dos Milicianos Corruptos

    ( ) PMCA – Partido dos Milicianos Corruptos e Assassinos

    ( ) PMCDA – Partido dos Milicianos Corruptos e Demais Assassinos

    Coloque o X no mais apropriado.

    Se não conseguir, peça a alguém mais apto mentalmente do que VC. Isto é, a qualquer um.

  15. Oi cada vez mais REAÇA, BOÇAL, CANALHA, mentalmente INDIGENTE E ISENTO DE VERDADE.

    Não causa espanto a sua indigência mental.

    Cada professor que VC arruma….

    Tome aula sobre a Bolívia….

    Nenhuma palavra sobre mais um golpe de milicianos e VC como sempre caladinho.

    Parece um rato….

  16. Oi cada vez mais REAÇA, BOÇAL, CANALHA, mentalmente INDIGENTE E ISENTO DE VERDADE.

    E os bandidos MORO, Dallagnol e demais escondidos sob o manto da Lava-Jato devidamente protegidos pela GLOBO?

    Quem VC acha que era o chefe da quadrilha?

    VC concorda com o ASSASSINO MILICIANO que o juizeco MORO cumpriu bem o papel dele e que por isso ganhou o cargo de amarra cachorro do ASSASSINO MILICIANO?

  17. Robes, o melhor adjetivo para lhe qualificar a partir do que você escreve é este: pernóstico . Sim, você é um pernóstico, presumido, afetado e pretensioso. ‘Ou quer que eu desenhe’ – babaca!

    Sobre a qualidade dos seus textos: pretensioso. Muita informação. Conhecimento zero.

    Vá você e esse seu Keinesyanismo babaca pra casa do caralho!

    1. Lucas Mendes,
      Sua ignorância é tal que:
      1) Não percebe que o meu pensamento econômico é oposto e crítico ao keynesianismo! Liberalismo e keynesianismo são coisas beeemmmm diferentes, asno! Quem ama, idolatra Keynes são exatamente os estatistas, os petistas os esquerdiotas;e
      2) Se não gostou do que escrevi conteste com argumentos; porque utilizar surrados rótulos qualquer ignorante faz.
      Eu não sou, mas se tivesse que escolher entre ser pernóstico ou imbecil como vc demonstra ser escolheria obviamente a primeira opção.

  18. Até agora, a melhor do dia:
    “Previsão de tempestade e dificuldade logística fazem PT desistir de ato nas ruas com Lula”

    A tempestade deve ser de ovos e a dificuldade logística de lógica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.