Na ONU, Bolsonaro manda a real, agrada seus fiéis e irrita seus críticos; leia

O discurso de Bolsonaro na ONU servirá para manter o arranca-rabo interno enquanto Brasília deita e rola no lamaçal em que chafurdamos

Bolsonaro discursa na ONU (Imagem: O Globo)

O Brasil é irrelevante no debate político-econômico mundial e assim continuará. Certa vez, um diplomata internacional mandou a real: “o Brasil é um anão diplomático”.

Não fossemos um mercado potencial de 210 milhões de consumidores (sendo atualmente pouco mais de 70 milhões efetivos) e grande exportador de commodities agrícolas e minerais, nem as principais multinacionais aqui estariam, enfrentando um dos piores ambientes de negócios do mundo e um atraso gigantesco na infraestrutura, burocracia e regulamentações.

Dito isso, a importância que se dá ao discurso de abertura da assembleia-geral da ONU, tradicionalmente realizado pelo Brasil, é meramente política e restrita ao ambiente interno. Só o governo de turno e seus opositores, além da imprensa, claro, dão atenção ao assunto. Um, para fazer sua propaganda; outro, para criticar; e o terceiro, para vender fofoca. O “mundão-grande-véio-de-guerra”, que é bom, não tá nem aí!!

Jair Bolsonaro foi o que dele se esperava. Foi coerente com o que é, gostem ou não.

Bateu forte nas esquerdas, falou o que Trump gostaria de ouvir, agradeceu Israel, pregou para os religiosos, vitimou-se pela facada, brigou com a França e Alemanha, elogiou publicamente seu ministro mais popular, Sergio Moro — mais popular que ele próprio, diga-se, enquanto na prática atua contra –, invocou o patriotismo, eriçou seu público, enfim foi quem é e disse o que sempre pensou. Aliás, foi eleito também por isso.

Como resultado, agradou seus eleitores; irritou seus críticos; firmou posição ao lado dos Estados Unidos (que é o que mais importa); e manteve-se igual perante ao resto do mundo que teve saco e interesse em ouvi-lo. Em suma: não cheirou nem fedeu, hehe.

Pessoalmente, dentro do que é e para o que serve a bosta da ONU, acho até que ele foi bem.

Já por aqui, o circo continua…

Leia mais.

32 comentários em “Na ONU, Bolsonaro manda a real, agrada seus fiéis e irrita seus críticos; leia

  1. “Pessoalmente, dentro do que serve e para o que serve a bosta da ONU, acho até que ele foi bem.”

    Realmente essa foi a top das tops, pelo amor de Deus, PARA QUE SERVE A ONU??????!!!! Cara, voce consegue se superar.

    E ainda tem coragem de detonar a imprensa, pode isso Arnaldo?? Poooode, aqui no “Opinião sem medo e com desinformação” vale qualquer verdade desde que comprometida com a “genialidade” do dono do blog”.

    Seguimos aguardando ansiosamente a próxima pérola!!! SQN

    1. Bomba né? Tsc Tsc Tsc…. pra quer serve a ONU seu merda? Quer explicar?
      Se a ONu fosse eficiente, seu mentor e mestre, a alma mais honesta deste país, o Jesus Latino, O Mito escarlate, não estaria preso … ou vc nao se lembram que pediram a ONU para intervir? O Iraque tb não teria sido invadido.. nem a Síria estaria em guerra civil… e por aí vai.
      Se liga , a única bomba aqui é a sua falta de estudo.

      1. Rodrigo Animal Andrade, Merda deve ser você, ou pior, seus pais que não conseguiram te dar educação!!!

        Por falar em estudar o que houve que você ainda não conseguiu aprender a escrever?? Provavelmente é porque não sabe ler.

        Para ser mais do seu nível (baixo) intelectual otário!

  2. Gostei muito do discurso do presidente Jair Bolsonaro, até me surpreendeu pela postura adequada dele, pela firmeza, pela dureza das palavras, pelas duras críticas aos canalhas sem citar nomes e sem ser agressivo, pela forma corretíssima com que falou do princípio ao fim sem errar, sem perder o rumo, sem ler texto, a não ser a declaração de líderes indígenas, foi excelente. Mostrou que o Brasil hoje tem um presidente que é firme, patriota e que defende os interesses do Brasil e do povo brasileiro. Voltei a ter orgulho de um presidente do Brasil. Não sentia este orgulho desde José Sarney.
    Votei no Jair Bolsonaro, não me arrependi, acompanho todos os ataques que ele recebe de todos os grupos, mídia, políticos, “artistas”, empresários, etc… que perderam poder e dinheiro com a eleição do Bolsonaro. Estavam acostumados a trabalhar pouco, ganhar muito dinheiro público e agora terão que reaprender a produzir com eficiência para ganhar dinheiro e espero que ele aguente firme e continue desmontando o grande esquema de assalto e destruição que implantaram no Brasil e que em 2022 tenhamos alguém que seja ele ou outro com a mesma capacidade dele para continuar a colocar o Brasil num lugar onde todas as pessoas tenham oportunidade de ter uma vida digna e nos livre definitivamente dos oportunistas, falsos, mentirosos e incompetentes como vários que já estão em campanha para a próxima eleição a presidente.

  3. Bolsonaro foi o único Presidente do Brasil que encarou,de igual para igual,esses colonialistas da Europa.Durante 16 anos de governo do Pt o que se via era vassalagem,serviçais de calças arriadas disputando a tapa uma boquinha muito bem remunerada,diga-se de passagem, nesse cabidão de empregos da esquerda em que se tornou a tal de ONU.Não se sabe o que a ONU fez para o Brasil e o nosso povo, para merecer tanta relevância. A única coisa que explica essa falsa relevância é a aparelhagem total de um organismo multilateral ultrapassado,perdulario e que não consegue mais se explicar sobre o que ainda anda fazendo na face da terra.Infelizmente a esquerda conseguiu deixar seu rastro fedorento por grande parte do mundo sobre o qual passou.

  4. Boa Ricardo ! Realmente não cheirou é bem fedeu. Mas, o que mais estou gostando de ver é a irritação da globo e os esquerdopatetas. Parecem dois cachorros que caíram do caminhão de mudanças e não sabem pra onde vão. Parecem duas diarreias incontroláveis que tentam travar o buta mas o orifício corrugado está arrebentado por motivos óbvios. Enfim, meu caro Ricardo, parabéns pela coluna e blog !

  5. Basta observar quem são as pessoas que estão irritadas com o Bolsonaro, para saber se a política dele está certa ou errada, isso está claro como o dia. Garanto que ele não perdeu nenhum eleitor, pelo contrário, angariou outros tantos. Essa é a verdade que a esquerda quer esconder e combater. Mas, como disse o presidente “Flancês”, ele é um elefante na sala, vai quebras as taças, fazer barulho e cagar no tapete. É hora de combate e não de diálogo. Não existe diálogo com esquerda, com bandido político, isso é fato, é lógica. Não se discute lógica.

  6. VIVA O EXM° Sr. PRESIDENTE JAIR MESSIAS BOLSONARO!
    Um discurso humilde, porém com retoques de elegância, sem ser subserviente. Muito nos emocionou.
    Parabenizamos-lhe.
    Receba nossos carinhos, querido Presidente Jair.

  7. Ricardo, “não cheirou e nem fedeu”? Kkkkkk Bolsonaro mitou no discurso da ONU. Como eu já disse, você vai quebrar a cara com o seu posicionamento. Parabéns Bolsonaro e equipe! Que Deus possa abençoar o Brasil!

  8. “(…) nem as principais multinacionais aqui estariam, enfrentando um dos piores ambientes de negócios do mundo e um atraso gigantesco na infraestrutura, burocracia e regulamentações.”
    Exato. Mas sabe por quê?
    Porque, na visão dos perfeitos idiotas tupiniquins, o Brasil é uma gigantesca aldeia indígena. Aqui não se precisa de empresários, nem nacionais e nem multinacionais, porque empregos nascem em árvores. Todos os dias os nativos vestem suas tangas e saem para colher empregos nas florestas.

  9. O brilhante discurso, com ares de força de lei foi um pequeno gesto presidencial que representará um grande salto para aperfeiçoar a cultura da honestidade e patriotismo no Brasil.
    Mas, por quê? Ora, o Bolsonaro disse tudo e ainda arrombou a porta das tocas habitadas pelos temíveis marimbondos e ratazanas de cofres públicos.
    E não deixou por menos, ao borrifar um potente desinsetizador e desratizador moral para todos os lados do Congresso da ONU.
    Além disso, apontou quem são e como agem essas criaturas nocivas com suas proles, seja as que estão em ação há mais de meio século alojadas ou tentando alcançar o poder no Brasil.
    Também mostrou como agem os vagabundos que vivem mamando nas tetas do BNDES, os maleiros nacionais e internacionais da corrupção, os colonizadores disfarçados de bem intencionados, os ditadores bancados com verbas dos nossos cofres, os vizinhos escravizadores, os populistas profissionais e os ricaços aliados do quadrilhão, acostumados a comer lagosta e distribuir mortadelas.
    No âmbito internacional, mostrou também para a ONU, o quanto aquela entidade ainda precisa avançar para deixar de ser vista como a Padroeira das ONGS do mundo e justificar o por quê da sua existência com total isenção ideológica.
    É lógico que com o “desbundou geral” o Bolsonaro ganhou uma forte oposição em contrapartida ao ousado discurso e deverá se preparar muito bem para enfrentar o ataque do enxame de marimbondos sobreviventes que virão por aí.
    E o Brasil com isso? Foi ótimo! Será o maior beneficiado com tudo isso pois terá o governo mais fiscalizado e cobrado da sua história e sob olhar atento dos representados, ou seja, do jeito que uma democracia deve ser.
    Boa sorte, Bolsonaro e que seu único defeito seja o de ser palmeirense. hehe.

  10. Pessoal,

    Não consigo ver problemas no discurso do capitão.
    Foi corajoso pra caramba: meteu bala, como ele gosta, em Cuba,
    tudo isso com decoro, elegância, discrição;
    esculachou o Mais Médico falou da Dilma se não me engano;
    deu uma dura no Maduro;
    ao meu ver, ele foi o cara.
    O que falaria então?
    Que Cuba e Venezuela são uma democ_racia?
    Que Mais Médicos era algo honesto e nunca abasteceu uma ditadura?
    Que a Amazônia é do planeta todo e que isso não afetaria, em
    NADA, nossa soberania?

    Ele foi ótimo.
    Ou então, ser ótimo, era falar o oposto.
    O que talvez seja sem importância grandiosa seja a ONU.

    Parabéns, capitão!

  11. Já convivi com governantes de diferentes cepas, aqui e lá fora, e o que incomoda sempre é a sinceridade, a falta de “diplomacia”.
    Num mundo baseado na hipocrisia, governantes com menos “tato” e mais assertivos são mal vistos. Não são melhores nem piores, apenas diretos.
    Pessoalmente prefiro que alguém me diga que vai me ferrar, do que “diplomaticamente” me ferre sem eu saber, mas o padrão é outro.

  12. Presidente Jair colocou o BRASIL acima de tudo. Estava, inclinado ladeira abaixo, o p/t precisando de alguns minutos, na época desmoralizante, fazer o país ser um só governo de tiranos, um só partido, e empurrá-lo no abismo.
    Assisti, e li o discurso: deu um baile!
    Saiu engrandecido e RESPEITADO, pelo mundo.
    Deus , o Eterno, é sua mão direita e sua vida.
    Nossos cumprimentos, Presidente JAIR BOLSONARO!
    __
    Jeovah Jireh!——Deus o faça auspicioso com a Nação que o incumbiu de governá-la . Assim seja.

  13. ” Bolsonaro é um homem extraordinário! E o Brasil tem muita sorte de tê-lo”!

    Palavras sinceras do ex- prefeito de Nova York e atual Advogado pessoal do Presidente Donaldo Trump.
    Presidente Jair mostrou para o mundo que o Brasil é um país promissor.
    Cumprimentamos-lhe com alegrias.

    1. para reflexão …
      “DISCURSO DO MANDATÁRIO BRASILEIRO NA ONU

      É preciso estar num nível cultural muito baixo para admirar o lider do regime autoritário brasileiro.

      Não é a toa que a esmagadora maioria dos FANÁTICOS que o seguem, tem sérios desvios de caráter, moral e raso conhecimento cultural.

      O discurso desse sujeito mostra o grau de paranóia que ele se encontra. O ‘presidente patriota’ do Brasil fez um discurso escrito sob as orientações de Steve Bannon.

      Esse sujeito que fez fortuna com o tráfico internacional de armas e que agora encontrou uma nova forma de ganhar dinheiro, montando organizações criminosas de direita (PSL), com orientação nazi-fascistas pelo mundo.

      É impressionante perceber o como a mente desse regime autoritário é consumida pela ideologia. Não se vê absolutamente NADA de CONCRETO em suas palavras a não ser falácias de campanha eleitoral.

      A velha estratégia persiste… não discuta, não converse, não proponha, não se exponha ao debate de ideias… apenas bata, bata, agrida, acuse, aponte o dedo.

      Repita… fale… de novo… até os FANÁTICOS aceitarem que a culpa é do papagaio, do gato, é dos índios, é das ongs, do Macron, do Demétrio, da mídia… NÃO IMPORTA SE É VERDADE… NAO IMPORTA NADA… APENAS FALE… ATÉ CANSAR…

      CULPE A TODOS E NÃO ASSUMA A RESPONSABILIDADE!

      JOGUE O QUEIJO E OS RATOS VIRÃO!

      NENHUM PROJETO
      NENHUM PRAZO
      NENHUMA DATA
      NENHUM DADO SOBRE NADA
      NENHUMA IDEIA
      SÓ IDEOLOGIA E PALAVRAS VAZIAS PARA UMA PLATÉIA PARANÓICA

      Um ator cínico e hipócrita falando para o seu público sobre o completo VAZIO!!!

      Demétrio Melo”

      homem extraordinário… aham…. Andressa volta para o planeta Terra!!!

  14. Richard,
    Confesso que gostei um pouco mais do discurso. Achei que foi mais firme, mais presidente e menos personagem. Deu o recado com energia. Bateu no socialismo que é praga do mundo.
    E como vc mesmo disse, ONU e bosta é a mesma coisa. Papel humanitário da ONU é limitado aos interesses de poucos.
    Abs
    AGENDA DO PRESIDENTE LULA ATUALIZADA:
    SEM COMPROMISSOS HOJE. NÃO PRETENDE SAIR .

  15. A mídia escavadora não tem jeito mesmo.
    O Rubens Ricúpero, aquele flagrado no escândalo da parabólica dizendo que não tem escrúpulo e que o que é bom a gente fatura e o que é ruim a gente esconde (propina e corrupção, por exemplo) e que já foi até Secretário da ONU (a padroeira das ONGS mamateiras) disse que o discurso do Bolsonaro foi o mais desastroso para o Brasil.
    Ora! Para quem gosta de cutucar a Lava Jato com vara curta brincando de esconde-esconde com a verdade e ter sucesso com malandragem, o que ele diz ainda vale alguma coisa?
    Se depender da seriedade e transparência do incontestável discurso do Bolsonaro, garanto que não!

  16. Depois de dado o recado para as ratazanas internacionais, o Bolsonaro deve cuidar do Brasil fazendo parceria sustentável e deixar a podridão internacional que se dane, pois o Moro já deve estar de saco cheio de escutar abobrinha, antes de botar os bandidos na cadeia.

  17. Pelo jeito, os oposicionistas do Trump que perderam a boquinha da Amazônia devem estar bem insatisfeitos com a derrota do Clube “Democrático” Social no Brasil, criado pela Rússia e que tem China, Coreia do Norte, Irã, Maduro, cubanos e ditadores africanos como membros de honra.
    Só falta “convidarem” o Bolsonaro para se associar sob ameaça de fazerem quebra quebra econômico, protestos nas ruas e incendiar de ônibus, pneus e produtos importados do Brasil, como se fossem petistas e seus aliados.

  18. Vamos ser francos! A “carcada” que o Bolsonaro deu no monopólio da Globo ao abrir espaço para a CNN ninguém esperava. Os cofres públicos agradecem, enquanto assistimos o desmanche geral.
    Pelo jeito, aquela pose superior que lembra o tal do “é bom ser especial do banespa” desapareceu.

  19. Ricardo, confesso que li o discurso mas não o vi. A leitura me agradou bastante. Nada de isentão, nada de politicamente correto. O texto colocava os pingos nos is sem grosseria. Se o presidente conseguiu se conter, ainda melhor. Hoje recebi um víideo com o discurso do José Sarney na ONU, enquanto presidente da República. Ou seria o Joel Santana de bigode? Olha, não sei se tenho mais vergonha alheia da Dilma querendo estocar vento ou do Sarney querendo parecer saber falar em inglês. Como você, não votei nele no 1º turno, e votei contra o PT no 2º. Mas o conteúdo do discurso me agradou bastante.

    Forte abraço do Planalto Central

  20. REAÇA E BOÇAL,

    Então o BOZO mandou a “real” na ONU?

    Que profundo!!!!!!!!!!!

    Qual o significado desta baboseira que VC conseguiu “escrever”.

    KKKKKKKKKKK.

    Será que VC também é só mais um psicopata nas hostes dos Bozoantas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.