STF e os 90 dias de folga, afora os finais de semana: PQP é o que nos resta

Eis aí, leitor amigo. Como diria o saudoso Tim Maia, “na vida a gente tem que entender, que um nasce para sofrer, enquanto o outro ri”

Tem que rir mesmo (Foto: Reuters/Ueslei Marcelino)

O STF acaba de divulgar seu calendário operacional para 2019. É um espanto! Enquanto você, cidadão comum, que sustenta a Suprema Corte, labuta de sol a sol, cinco ou seis dias por semana e goza de 30 dias de férias por ano (quando rola, né?), nossos ilustres togados levam uma vida bem mais fácil.

Além dos sábados e domingos, nossos Supremos Ministros contarão com mais 90 dias de folga. Haja sombra e água fresca, não é verdade? Sim, além de 60 dias de férias — o que já é um escárnio com a população — V.Sas. e demais funcionários contarão com mais 30 dias, por conta de feriados, recessos, etc.

Como todos por lá recebem 13º salário, concluímos que nossa Suprema Corte custa 13 meses e produz apenas 9 meses. Considerando os fins de semana, 6 meses. São aproximadamente 180 dias trabalhados ao ano, ou algo como dia sim, dia não. E nem é preciso mencionar as nababescas condições de trabalho.

Amanhã, ao sair de casa bem cedo para trabalhar, repare ao seu lado quantos brasileiros vivem os mesmos desafios apenas para chegar ao trabalho. Depois, lembre-se que nossos Ministros do STF provavelmente nem acordaram, e tão logo o façam, motoristas, secretários, assessores, etc lá estarão de prontidão. (*)

Depois, lembre-se dos salários, benefícios, aposentadorias especiais e tudo o mais que faz a festa das castas privilegiadas de Brasília. Baixe o volume do rádio, abra o vidro do carro ou do ônibus, encha bem o peito de ar e solte o “PUTA QUE PARIU” mais alto de toda sua vida. Não resolve, mas acredite, ajuda a aliviar.

Leia mais.

(*) me lembrei que nossos Capas Pretas ainda encontram-se de… férias!!

18 comentários em “STF e os 90 dias de folga, afora os finais de semana: PQP é o que nos resta

  1. 90 dias fora os feriados de quarta feira que se estendem pela quinta e sexta. Infelizmente os vilões não são só os 11 ministros do STF. O STJ até hoje não transmite seus julgamentos a fim de evitar a exposição na mídia como é o caso do Supremo. E temos tantos outros Tribunais assim STM, TST, Tribunais Regionais Federais, Tribunais de Justiça, e por aí vai, fora os milhares de juízes espalhados por todo o país e os próprios servidores lotados no judiciário como um todo, incluindo aí o MP.

    Certo é que, por ano, deixam de trabalhar, no mínimo, o dobro do que o trabalhador comum tem para seu descanso (férias e feriados). Eu mesmo conheço um inútil, que até se candidata a vereador para ganhar 3 meses de folga, e até doa sangue e é mesário pelos mesmos motivos, que não tem cargo importante, um mero servidor, mas que por ter mais de 20 anos no judiciário, já conta com verbas-adicionais, que somados o levaram para o teto do judiciário, quase 40mil, e sem produzir nem a metade do que seria necessário para justificar tal salário. Ainda dá sorte de ter uma mordida menor do leão, por parte desse montante ser constituído por valores sobres os quais não incide IR. E assim caminha a humanidade.

    1. Curitiba….me lembra o quê mesmo? deixe eu ver…..
      Ah, já sei! É lá onde está preso o grande chefão da maior roubalheira de dinheiro público da história do mundo ocidental ( ou do mundo todo. será que já consta no Guiness Book?)
      O “cara” que, junto com uma anta, nos legou a mais maldita herança de nossa história.

  2. Em vez de ficar choramingando na internet (com um português lamentável) o que você vez para combater isso?

    Há vários canais de comunicação para poder mostrar o descontentamento, mas ninguém usa, preferem ficar choramingando e propagando fake news por aí.

    Esse jornalismo de hoje em dia é uma vergonha. Jornalismo preguiço com péssimos profissionais.

    Uma pena.

  3. Só um detalhe.
    90 dias para autoridade.
    Servidor só tem 30 dias de férias .
    Chamar autoridade (juiz, procurador, senador, deputado ) de servidor é má fé pra misturar alhos com bugalhos

    1. Bom, dei um ctrl F e a única pessoa que mencionou servidor fui eu. Então suponho que teu comentário tenha relação com o meu. Não disse que servidor tem 90 dias (e também não afirmei que são apenas 30, pois sei que tem uns Tribunais mais generosos aí pelo país), mas, está nos exemplos que eu dei de trabalhar menos do que a maioria da população, pois feriado na quarta encerra o resto da semana, em muitos casos não têm compromisso com horário, não trabalham 44 horas semanais, alias, nem 40, como a maioria da população, têm férias prêmio, trocam 4 dias de trabalho por 2 trabalhados na eleição, que até disputam tais vagas, vivem de licença médica por qualquer dor no dedo do pé; dei o exemplo de um inútil que conheço e que foi candidato só para ganhar 3 meses de licença; atendem mal os advogados e demais pessoas que procuram o balcão da justiça, e, sobretudo trabalham mal. Falta avaliação de desempenho no judiciário. Se tivéssemos que fazer aquela foto que está na moda, comparando 2009 com 2019, o resultado seria… processo sem decisão em 2009 e continua sem decisão em 2019, etc , etc, etc,… e, a propósito, você parece ser serventuária… 14:12 de quinta, sol quente…… hora de dar andamento nos processos….

  4. Podem falar o quiser, nos meus 50 anos, já vi de tudo um pouco, e sei que nos próximos 200 anos ainda seremos o pais das bananas, nada mais que isso……………

  5. Um se preocupa com o portugues do comentário..outra.,.se o comentário é negativo…E na verdade continuamos vivendo num país de castas e oligarquias. Que se dane o portugues ou o negativismo…devemos sempre e sempre comentar e criticar essas benesses do tempo do império. É VERGONHOSO um país suportar algo assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.