O comunismo será sempre… comunismo

O DNA do regime que perseguiu e exterminou minorias mundo afora permanece ativo, e vez por outra mostra sua cara

O vereador comunista Gilson Reis: Em um dia, ele foi caça. No outro, caçador

O comunismo perseguiu e executou mais de uma centena de milhões de seres humanos ao redor do mundo. Apenas dois dos mais sanguinários, Mao e Stalin despacharam juntos 100 milhões para o além. Pol Pot foi quase um anjo perto destes dois demônios. Há quem defenda esta gente até hoje. Pior! Há quem mantenha o repulsivo pensamento discriminatório e persecutório. A Internet, esta terra sem lei nem razão, virou palco para estes modernos selvagens. Sigamos.

Pouca coisa, ou quase nenhuma, me deixa tão verdadeiramente indignado quanto o preconceito. De qualquer espécie, aliás. Não suporto e não admito nenhum tipo: gênero, religião, cor, classe social, escolham aí. Não foi uma, nem foram duas apenas, as vezes em que me meti em confusão séria por conta disto. Não defendo e tampouco estimulo violência, mas diante de certas ocasiões o sangue ferve e a razão desaparece. E nunca me arrependi de ter dado auxílio a quem estava sendo discriminado. Pois bem.

Pela segunda vez, em uma semana, a Câmara de Vereadores de Belo Horizonte foi palco de manifestações oficiais de homofobia. Por que oficiais? Porque partiram, em plenário, de vereadores. Cidadãos eleitos para legislar sobre o município estão, pública e abertamente, investindo contra o homossexualismo. Os valentes foram Jair di Gregório (PP) e Gilson Reis (PCdoB). Curiosamente, o segundo fora alvo de ofensas homofóbicas pelo primeiro. Vá entender, não é verdade?

O tal Jair, parece-me, apenas fez uma brincadeirinha de mau gosto. Já o comunista…

Comunistas são sempre comunistas. Com ou sem IMac (né, Luciana Genro?), com ou sem classe executiva (né, Jandira Feghali?), com ou sem vinhos raros (né, Jorge Viana?), com ou sem propina (né, Orlando Silva?), com ou sem filhos, como funcionários fantasmas (né, Benedita da Silva?). Vira e mexe e a sanha ditadora, inquisitiva, totalitária, absolutista, preconceituosa e abjeta assombra a alma, o pensamento e as atitudes de um vermelho puro-sangue. Acreditem: alguns deles, se pudessem, ainda hoje matariam gays a pauladas nas ruas. Pretos também. Judeus também. Pobres também. Coxinhas idem!

Estou dizendo que o vereador do PCdoB e seus colegas de esquerda, citados acima, enquadram-se neste perfil assassino? Claro que não! E “não” significa “não”. Mesmo. Em tempos de maciço analfabetismo funcional, é sempre bom deixar tudo muito bem claro e explicado. O que há de gente precisando voltar à quinta-série e estudar Interpretação de Texto é algo descomunal.

Gilson Reis — como se o fato fosse um mau a ser denunciado — “acusou” um colega seu de manter relação homoafetiva com um servidor municipal. O cerne da “acusação”? O tal servidor só estaria trabalhando na prefeitura por ser — vejam que coisa!namoradinho do outro. O pior é que nem uma coisa nem outra são verdadeiras. Mas ainda que fossem, o comunista, no afã de defender Paulo Lamac, vice-prefeito e seu aliado político, denunciado um dia antes de estar aparelhando a PBH, investiu da pior forma possível contra seu colega vereador que fez a denúncia.

Sinceramente, é uma atitude lamentável. É triste. É condenável. Minha filha, com 11 anos, saberia explicar a este senhor o nome do que ele fez.

Entenda mais sobre essa história!

37 thoughts to “O comunismo será sempre… comunismo”

      1. O que o comunismo matou e o que o capitalismo matou, vai longe essa discussão. Atualmente ninguém quer matar ninguém, muito menos a esquerda Brasileira que nunca foi chegada a essas práticas. A nossa esquerda quer democracia social. Muito diferente do que ignorantes dizem por aí. Queremos Noruega e não Coréia do norte. Dá pra entender? Ou desenharem os.

  1. Infelizmente, vivemos hoje um momento singular, nunca antes na história deste país, tivemos tão exaltado o extremismo. Eu sou vermelho e mato quem for de outra cor. Eu torço para A e devo eliminar (matar mesmo) quem for meu adversário, sou católico então devo exterminar os de outra religião, sou coxinha e vou aniquilar quem for mortadela, kibe, farinha de trigo, fubá, etc. Isso causa sérios problemas. Como disse em um outro comentário o Sr Gianfranco Del Veneto, coisa que concordo em gênero, número e em todos os termos, em plena era tecnológica, estamos regredindo aos primórdios da evolução humana, quando a comunicação se dava com grunhidos, ou, na maioria das vezes com a clava empunhada e pronta para ser desferida, em contrapartida a um ponto de vista contrário ao meu. Hoje não vale mais a pena a discussão sadia, somente o meu ponto de vista vale e ponto final.

    1. O que o comunismo matou e o que o capitalismo matou, vai longe essa discussão. Atualmente ninguém quer matar ninguém, muito menos a esquerda Brasileira que nunca foi chegada a essas práticas. A nossa esquerda quer democracia social. Muito diferente do que ignorantes dizem por aí. Queremos Noruega e não Coréia do norte. Dá pra entender? Ou desenharem os.

  2. Engraçado como um cara desses como Jair chega a ser alguém na vida… acha que um sistema econômico interfere na forma de pensar dos adeptos, ignorância é foda hein.

  3. É fato que a maioria dos vereadores eleitos não tem condições culturais e políticas para estarem lá.
    Diploma ou qualquer outro cargo anterior não garante o bom exercício da função legislativa (nem das demais, executivas e judiciárias).

    Falta senso de coletividade, há excesso de conluios partidários. Falta interesse em exercer a função para o qual foram eleitos. Há muitos ali, que não fossem os cargos políticos, estariam desempregados, somando-se à massa de desempregados desse país. Transformaram o serviço público em cabide de emprego, em carreira profissional.

    Não sobra um!

  4. Eu sinceramente não entendo como pode um cara falar que não discrimina generalizar um regime como se todos fossem demônios. Isso é discriminação e ódio, não? . Quando se não tem existem as ressalvas pois a igreja católica dizimou mulheres, índios e negros em nome de Deus. Hitler matou dezenas em nome do seu partido tão racista quanto sua opinião sobre o lado do mal. Aliás iraque, síria e palestinos também são cobsiderados demonios por algum ditador azul ou vermelho. Enxergar um mal único, doentio é ser facista. Veja a escala f de Adorno para entender. Quantas vezes você endemonizou Dilma principalmente pelo partido mesmo ela sendo uma mulher? Não se engane e não engane os outros.

    1. O que o comunismo matou e o que o capitalismo matou, vai longe essa discussão. Atualmente ninguém quer matar ninguém, muito menos a esquerda Brasileira que nunca foi chegada a essas práticas. A nossa esquerda quer democracia social. Muito diferente do que ignorantes dizem por aí. Queremos Noruega e não Coréia do norte. Dá pra entender? Ou desenharem os.

    2. É verdade, Eduardo! Parece que este senhor que escreve suas “opiniões sem medo” ainda não refletiu sobre sobre suas próprias opiniões preconceituosas e arraigadas. Sempre falando em “esquerda” versus “direita”, mas nunca ampliando sua visão sobre ideias que beneficiem o “coletivo” e não o “individualismo”.

  5. Ricardo, NÂO PUBLIQUE este comentário.
    Apenas para cumprimentá-lo pelo artigo e sugerir a troca de “mau” por “mal” em
    “…como se o fato fosse um mau a ser denunciado”.
    Grande abraço.

  6. Analfabetismo funcional … Tem o analfabetismo político, tem o que se acha politizado e é um mero repetidor de verborragia de interesses “maiores”, que nem deles são em realidade. E tem os que tem opinião sem medo somente pra um lado … pra outro… não vem ao caso.

    Agora por causa do partido pegaram o Gilson Reis como rosto de “um regime que matou milhões” …

    Talvez se acompanhasse as falas e atuaçõs do vereador em sua inteireza e não apenas bate boca parlamentar, veria que mais uma vez vocifera sem saber do que diz. Na superficialidade. Sem aprofundar.

    Diversos regimes totalitários e ditatoriais mataram milhões e tinham a orientação de direita e capitalista e nem por isso são mencionados.

    Se o “articulista” deveria saber que esses regimes que ele menciona, bem como as personalidades são na realidade ditaduras e ditadores. Assim como existiu os de direita e capitalistas com seus horrores.

    Comunismo era apenas uma fachada. Dessa ideologia não tinham nada. Opressão, comando do estado por um grupo, privilégios violência não coadunam com comunismo, no sentido estrito do conceito. Basta ler obras decentes sobre o que é o comunismo. Qualquer traço dessas características num regime que diz ser comunista ou socialista, não reflete a realidade ideológica. e sim, são resultado do interesse de dominação que usa apenas um nome, mas não o é em essência. assim, como exitem regimes diversos que só tem nome de democráticos, mas no íntimo, na prática são outra coisa … é a velha dominação do homem pelo homem … O capitalista não foge dela … Seja como se apresente em ditaduras ou pseudo democracias …

    1. Carlin, pela teoria Marxista , para atingirmos o comunismo, teremos obrigatoriamente implantar uma DITADURA DO PROLETARIADO. TODAS as nações que tentaram implantar o comunismo, foram vítimas das ditas ditaduras do proletariado, com MILHÕES de mortes, expurgos, execuções sumárias, torturas, campos de concentração , perseguições a minorias , a igreja e etc…..
      Temos sim ditaduras em países capitalistas, sistema este com muitos defeitos. Agora TODOS os países com democracias plenas, livres politica e economicamente, com melhores IDH e menores diferenças sociais, são capitalistas.

      1. Jeferson, eu te garanto que o país que mais matou pessoas no mundo nunca possuiu regime comunista. Uma dica: são os “donos” do mundo.

        1. Mimimimimi. É, tem razão. Os comunistas são santos. Eles não mataram judeus, gays e todos que não se enquadravam. Uma maravilha. Como tem gente patologicamente mentirosa e estúpida nessa maldita esquerda brasileira.

        2. Prezado Luiz
          Eu me refiro a dados estatísticos comprovados. URSS: 20 milhões de mortes diretas pelo regime comunista. China : 80 milhões de mortes diretas, e por ai vai Cuba,Coréia do Norte, Camboja ….. ou seja, só de mortes DIRETAMENTE comandadas pelos governos comunistas destes países. Você pelo que vejo estaria se referindo a mortes INDIRETAS causadas pelos EUA. Aí entramos em uma seara difícil de se comprovar, pois não estaríamos usando dados matemáticos objetivos e sim números subjetivos. Ficaria difícil comprovar quem matou mais INDIRETAMENTE. Vai aí uma dica: Hitler causou muito menos mortes diretas e indiretas que a URSS, e nem por isto o regime dele o NACIONAL SOCIALISMO é mais humano que o comunismo-socialismo.

          1. No início do século XX, a o então rei da Bélgica ordenou o assassinato de 20 milhões de congoleses. Igual número de sul-africanos também foram assassinados pelos ingleses. Nada como estudar história geral. No mínimo evita que se tome partido equivocado.

            1. Prezado George. Admiro os seus conhecimentos em história, não sou profissional desta área, mas sugiro melhorar a sua interpretação de texto. Estamos falando de estados que dizimaram seus COMPATRIOTAS em seus territórios por motivos políticos. As mortes causadas pelos EUA, URSS, China e etc… mundo afora, como falei, são incalculáveis.
              Outra coisa, não estou aqui defendendo regimes ditatoriais de direita, só estou mostrando que um regime comunista em implantação é obrigatoriamente uma ditadura do proletariado; isto não sou eu quem determinou, foi Marx , que escreveu: ” Para a implantação do comunismo, povos e nações terão que ser exterminados”.

  7. Só corrige aí: se não me engano é considerado pejorativo, hoje em dia, o termo homossexualismo hoje em dia. O certo é homossexualidade. Acho que é isso.

  8. É Ricardo,
    Fica difícil defender. O vereador que ocupa a Tribuna num dia para criticar o apadrinhamento, no outro dia tem seu nome envolvido no mesmo episódio. Infelizmente, temos que lamentar a nossa classe política. Esse nunca me enganou nas suas intenções.

  9. Opa bacana o Texto, gostei… como eu trabalho não tenho tempo para opinar sempre (mesmo sabendo que posso kkkk), mas muito bacana – O triste da “estória” é saber que o nivel na casa não está bão, tem árvore matando, carrapato matando, doenças, escolas sucateadas, professores limitados (quem disse foi o MEC kkkk) e os caras discutindo namoricos… e o pior: não vai acabar, só vai piorar…

  10. E desde quando o Gilson Reis e toda essa turma citada no texto são comunistas? Seria muito útil, antes de sair falando sobre o que não entende, que todos fossem se informar melhor. O comunismo, enquanto ideal de convivência comunitária, sempre foi uma ideia usurpada. Mao, Lenin e Pol Pot, apenas para repetir os já citados, usaram o nome de comunismo em suas lambanças, com certeza destruindo a imagem de uma das muito poucas possibilidades de a humanidade “dar certo”. Agora, qual regime político baseado em qual ideologia que não mata(assassina) milhões? O capitalista? Pergunte aos Bilderbergs.

  11. “Fisiolofando” …
    Em viagens por vezes, reconheci olhares de “vigilância e desconfiança” em lugares e locais visitados, principalmente em lojas de departamento de grife “medianas” (as de luxo nunca frequentei e imagino como deva ser).
    Associei sempre isso ao fato de ser “pardo”, baixinho, gordinho e “BRASILEIRO” (sim, eles nos reconhecem de loooonge, diria até pelo cheiro, rsrsrs) … coisas que, embora o mundo “no sense” apregoe que o Brasileiro é “bem vindo” e coisa e tal, mas, somente quando nos tem em seus domínios, é que fica evidente o preconceito velado em relação a nossa nacionalidade (independente da postura que se tenha). Se você tiver pele clara, bem vestido e demonstrar que “tem bala na agulha” … ainda vai … afinal, é o cliente que eles enxergam (só isso!).
    Alguns deslumbrados ou desavisados, obviamente dirão, nada disso … eles nos amam, nos querem e nos invejam (como assim?!), ledo engano.
    A “verdade de cada um” está sempre em construção e sendo, dinâmica, os nossos interesses orientam e delimitam essa construção. Quando digo isso, entendo que a energia que se gasta para mudar “o outro” deveria ser gasta para mudarmos a nós mesmos, sem constrangimentos, inlcusive. Aliás, qualquer atitude que gere apelo ou invoque a “politica da tolerância” ou esta indo de encontro à falta de respeito ou excesso de liberdades (uma coisa ou outra … é a mesma coisa) de alguém em relação ao outro.
    Ou seja, todos nós (e qualquer um de nós) merecemos e desejamos “respeito mútuo” … tudo mais, deriva dele ou da falta dele: RESPEITO!
    Apologia ao gênero, raça e religião, para ficar nos mais que mais se gasta energia, é escolha menor. Pensar grande é “educar” e praticar empatia, de forma que um singelo beijo ou um carinho aconteça de forma carinhosa e não provocativa.
    Usar apelo ou conotação sexual para impor isso ou aquilo, desde “kit gay” até cota em faculdade, já demonstra erro de vicio, já na construção dos relacionamentos, quem dirá, em sua manutenção.
    Tem gente ganhando muito dinheiro e cada vez mais, discutindo essas questões (empresas de mídia, políticos, mercenários, associações de classe, “especialistas generalistas (isso existe?!)”, “formadores de opinião”, etc), … e nós, os demais, perdendo a capacidade de “enxergar” a manipulação e o prejuízo, de sempre (moral, social e financeiro) seja ele sob em forma de violência ou passividade.

  12. Olha quem está falando de homofobia… A mesma pessoa que responde aos comentários adjetivando femininamente à todos aqueles que não concordam com ele.

    Que piada!

    1. Joana Dourinha
      Vc não sabe distinguir piada de coisa séria, menina? Isso é a coisa mais antiga e bem brasileira. Só a polícia do politicamente correto é que mãoacha graça, santinha.
      Beijo???

  13. Seus comentários aqui, Ricardo, estão refletindo o quão vc significa…..
    Nada !!!!!!!!!
    Mexeu com a cobra com vara curta!!!!!!!!
    Agora fique gago e dê sua resposta!!!!!!! Se for capaz, é claro…….

  14. Olá Distinto, desde o Imperador Dom Pedro II que se fala e nenhuma água rolou do São Francisco para as regiões mais secas do NE, mas bastou Lulinha Paz e Amor ser Presidente da República que os canais começarão a levar, a partir desta sexta feira, 10/03/2017, água para algumas dezenas de municípios na Paraíba. É o resultado da atuação em favor dos mais desfavorecidos de Pindorama que demonstra a diferença entre o falar e o fazer e que provoca a inveja de muitos e a cega perseguição, pois, a elitizinha extrativista e rapinadora gosta mesmo é de pagar juros aos rentistas infecundos. Neste sentido vide PEC55 que cortou recursos dos projetos sociais, mas acerca dos juros abusivos não contém nem uma vírgula sequer. Sorte, Saúde e Cidadania.

  15. Ricardo, a Cidrinha foi cooptada pela “cumpanheirada” e assemelhados que gosta de ficar de joelhos para a quadrilha.
    Ajoelhou tem que rezar, véio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.