Conversa Sem Medo: vereador dispara contra prefeitura: “estratégia dos covardes”

No programa de estreia, Mateus Simões fala sobre prefeitura, política e enchentes

Ricardo Kertzman e Mateus Simões

Assista à íntegra da entrevista do vereador Mateus Simões ao blogueiro e colunista do Portal UAI e jornal Estado de Minas. Não precisa ser assinante ou pagar pelo conteúdo. Basta clicar no link abaixo e se divertir!!

Clique aqui

12 thoughts to “Conversa Sem Medo: vereador dispara contra prefeitura: “estratégia dos covardes””

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

    Ricardinho, o homem de Brasília que vive em São Paulo e que não tem curso superior realizando entrevista de candidatos a Prefeito de Belo Horizonte. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    Mateus Simões, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Olá Inundado, na Constituinte de 1987 foi mantido na Constituição o péssimo modelo de duas corporações, Polícia Civil e Polícia Militar. Agora em seu projeto ribanceira os atuais dirigentes conduzem país para o abismo ao preço de nunca ter solidificado instituições. O milicianato ganha corpo e vai botando a cara para além das fronteiras do RJ. A audácia no Ceará é apenas mais um dos seus nefastos atos. Em MG o Governador – de um partido que tem o novo apenas no nome – aceita a chantagem e sai dando aumento de salário lá nas nuvens no Estado indigente nas finanças. No meio de tudo isso os Zé Povinhos como eu sofre os aviltamentos e aflições.

  3. Tipica “entrevista” “levanta que eu chuto”. PErguntas previamente discutidas, edicoes, cortes. Desse jeito ta parecendo “entrevista” de horario eleitoral. E o assunto principal nem foi tocado: a atuacao do principal nome do partido novo, o ministro (sinistro) Ricardo Salles do governo do Chimpa.

  4. Excelente entrevista.
    Esclarecimentos (é esse o termo exato: ato ou efeito de tornar claro) embasados técnica e logicamente. Sem o veneno do populismo e da demagogia- o que é , infelizmente, tão do agrado dos perfeitos idiotas, dos idólatras, dos dogmatizados, dos sem-cultura. Numa palavra: esclarecedor.
    É esse tipo de entrevista de que precisamos nos debates políticos.

  5. O CONTRASTE
    De um lado, uma entrevista de alto nível, abordando, de modo esclarecedor e com seriedade e profundidade, questões fundamentais de nossa comunidade. Independente de visões ideológico- partidárias.
    De outro, os mesmos cacarejos dos ignorantes, dos mesmos zés-ninguém, do mesma massa de manobra de seitas políticas, que demonstram não ter entendido nada ou, nem mesmo assistido ao vídeo. Gente que, lá poço fundo de sua mediocridade e insignificância, só sabe repetir ofensas grosseiras ao autor, por absoluta incapacidade de argumentar.
    Esse contraste serve p/ demonstrar o porquê de patinarmos eternamente no atraso.

  6. DIZEM POR AÍ QUE
    Ninguém viu a democracia ameaçada quando os poderes Executivo e Legislativo mantinham uma relação promíscua durante todos os anos anteriores ao governo Jair Bolsonaro, que resultaram no mais catastrófico escândalo de corrupção de nossa história.
    Pois é. Naquela época, até o Chefe do Quadrilhão mais ladrão do mundo dizia que havia até excesso de democracia no país do ditador amigo.
    E foi essa democracia da ladroagem de cofres públicos, de estatais, de analfabetos, mamateiros de bolsa família, de moradores de rua e de grandes conglomerados de camelôs informais que quebrou o país, a previdência social e deixou a maior parte do otariado nacional desempregado e andando de sapato semi-furado.
    Depois de 16 anos de direito à impunidade nas surubas nos cofres públicos, finalmente chegou a hora do Brasil parar de acreditar na conversa de que disciplina, honestidade, obrigação e respeito é coisa de ditadura.
    O quadrilhão está com abstinência inédita de um ano sem novo caso de corrupção.
    Com isso, deixou de roubar mais de um trilhão dos cofres do povão.
    Esse é um fato inédito desde as campanhas que transformaram a nem tão patriota assim “Diretas Já” dos Caras Pintadas e do Roubei mas não Fui Eu do Lula, na vergonhosa e safada Diretas aos Cofres já!
    Parabéns pela conquista, Moro e Bolsonaro!

    1. Boa essa do ‘Roubei Mas Fui Eu”do Lula Propina.
      Perfeito. Resume bem o que é o Rei das Propinas, assim como os seus devotos gritando: “Lula Livre; ele roubou mas não foi ele, pois ele é a “alma mais honesta do mundo”.

    2. Leiteiro, o fato é que o Brasil não tem mais o pouco de industria que um dia teve. Resta o mais intenso, imenso e desabrido EXTRATIVISMO e a costumeira rapinosidade sob a mais voraz predação que já se ouviu falar, então, como os diretores da FIESP não são industriários restará disponibilizar a pirâmide chantada no número 1313 da AV Paulista para guarda volumes dos camelôs que você menciona, ao menos haverá receita para pagar o IPTU. Isso se um magote de policial militar não se amotinar e descer a medeira na cabeça e nas costas dos Zés Ninguém que pululam por aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.