Explorador, ladrão e inimigo do povo

Para as esquerdas, esse cara é um sonegador, explorador, coxinha, inimigo dos pobres e traidor do povo. Eles gostam mesmo é do Joesley Batista

Este é o perfil do empresariado brasileiro. Parabéns, rapaz! Você é um herói

Quem ainda não se cansou de ver e ouvir estes palhaços desonestos das esquerdas, aqui e no mundo, demonizarem os empresários? Quem não suporta mais assistir a sindicalistas manipuladores, estes vagabundos que ganham salários absurdos nos seus sindicatos para não fazerem absolutamente nada, além de arruaça, mentindo e fomentando a discórdia entre trabalhadores e patrões? Quem não sente náuseas profundas ao ver congressistas corruptos, como a tropa de choque do PT e afins — PSOL, por exemplo — bradar contra os empresários que, na surdina, lhes pagam milhões em propinas? Pois é, meus amigos.

Agora, reparem no sujeito da foto acima. Sabem quem ele é? Não? Pois eu lhes conto. Trata-se de um empresário. Sim, um empresário. Aliás, o típico empreendedor brasileiro: pequeno empresário ou micro-empreendedor individual, geralmente pardo ou negro, homem e com renda inferior a dois salários mínimos líquidos. Como ele são os demais 92% dos heróis deste país, gente que trabalha de sol a sol contra um Estado ineficiente e corrupto, contra um judiciário arcaico e injusto, contra sindicalistas oportunistas e, não tão raro, contra o crime organizado. São guerreiros e guerreiras que geram empregos e pagam impostos. Pergunto: alguém aí está vendo o retrato dos amigos do PT, como Eike Batista, Marcelo Odebrecht e Joesley Batista?

Hoje, na votação da reforma trabalhista, três ou quatro patetas senadoras, retrógradas, autoritárias e despidas de qualquer pudor, sentaram-se à mesa diretora e impediram a sessão, na base do berro. Assim como seus trogloditas que incendeiam ônibus, ministérios e pneus, que partem para o confronto armado com policiais, que invadem e depredam propriedades privadas e públicas, as irmãs cajazeiras de Brasília decretaram o fim da democracia e da ordem do Estado de Direito. Mas afinal, quem é que disse que essa gente ordinária acredita nisso? Maduro, na Venezuela, que o diga, pois é cotidianamente apoiado por estes vigaristas vermelhos.

As idiotas, assim como aqueles que repetem os bordões, falsos como notas de R$ 3 — que a reforma irá retirar direitos dos trabalhadores –, na falta de argumentos verdadeiros que justifiquem suas mistificações velhas e velhacas, investem contra um suposto empresariado inimigo e cruel, como se não vivessem, eles próprios, pendurados nos sacos de dinheiro que jorram destes nos corredores do Congresso. Só não contam para a sociedade, é claro!, que o verdadeiro empresariado nacional é aquele lá da foto, e não os Batistas da vida.

O Sebrae possui um trabalho maravilhoso sobre o assunto. Eis aqui o link . Vale demais a leitura! Principalmente para as eternas macacas de auditório das esquerdas, que passam a miserável vida a comer capim, sob as ordens e a chibata dos ladrões que tanto admiram. Leiam, seus tolos! Vejam lá quem são e quanto ganham aqueles a quem vocês chamam exploradores, ladrões, inimigos do povo, sonegadores que geram o rombo na previdência, etc. Depois retirem a viseira e corram os olhos pelas notícias criminais do país e me digam se encontram este tipo de empresário por lá.

Não, seus vermelhos robotizados, vocês não encontrarão! Encontrarão apenas os amigos dos seus partidos; aqueles que corrompem seus ídolos e transformam, com leis arcaicas, mercados fechados e regulados em excesso, juros subsidiados pelos bancos oficiais, medidas provisórias sob encomenda e tudo o mais a que assistimos todos os dias, o Brasil num dos piores ambientes de negócios do mundo. Num antro de corruptos, num poço de sindicalistas nefastos. Numa nação subdesenvolvida onde perambulam mais de 20 milhões de desempregados. Tudo enclausurado num sistema de compadrio entre empresários escolhidos e governantes ladrões, abençoados e protegidos por políticos, procuradores e juízes Brasil afora

É isso o que defendem aqueles que gritam contra as reformas: a manutenção de uma estrutura velha e carcomida, que suga de quem trabalha e produz, e faz a alegria da pelegada sindicalista, dos oligopólios privados e estatais e da interminável miríade de políticos oportunistas que infestam o país.

O empresariado comum? Que se dane, ué! Quem mandou empreender, não é verdade?

E viva o PT!!

Leia mais, aqui.

30 comentários em “Explorador, ladrão e inimigo do povo

  1. As galinetes na mesa da presidência do senado queriam cacarejar mais, mas apagaram as luzes e fecharam o galinheiro. Só restou comer o milho.

  2. Ricardo, democracia não diz que é o governo do povo para o povo? Como um presidente que não não foi eleito pelo povo e que tem uma aprovação de 3% desse mesmo povo pode fazer uma reforma em nome do povo? Se a democracia não é o governo do povo, não seria mais democrático consultar o povo sobre a reforma trabalhista e qualquer outra reforma que decidem alguma coisa importante para esse mesmo povo? E por que um grupo de empresário tem o direito de d2cidir sobre o futuro da maioria do povo? Que democracia e essa onde povo não decide absolutamente nada? Muitos podem ver os grandes empresários como donos do País, mas eu acho que os verdadeiros construtores da pátria é esse herói anônimo, o povo. São esses brasileiros desconhecidos que todos os dias nos campos e nas cidades doam o seu suor , muitos até a vida, para construir esse País. E são esses trabalhadores que constroem edifícios, usinas, pontes, que semeia o milho , o trigo, o feijão, que faz o pão, são os mesmos chamados de vagabundos , de pelegos, de comunistas por aqueles que se dizem defensores da democracia. Mas que democracia e essa onde o povo é apenas um faz de conta? Que democracia e essa onde meia dúzia de empresários acham que tem o direito de escolher o que é melhor para a maioria do povo? Se a reforma trabalhista não é tirar direito do povo, porque então não deixar que o povo faça suas própria leis?

    1. 1) Como um presidente que não não foi eleito pelo povo …

      O PRESIDENTE FOI ELEITO PELO POVO, SIM! EM 2014, COMO VICE-PRESIDENTE DA CRIMINOSA IMPICHADA. VOCÊ VOTOU NELE!

      2) e que tem uma aprovação de 3% desse mesmo povo pode fazer uma reforma em nome do povo?

      ELE POSSUI 7% DE APROVAÇÃO, NÃO 3%. E A REFORMA NÃO É DELE! É DE QUEM TRABALHA, PRODUZ, GERA EMPREGO, RENDA E PAGA IMPOSTOS.

      3) não seria mais democrático consultar o povo sobre a reforma trabalhista …

      O POVO ESTÁ SENDO CONSULTADO ATRAVÉS DOS PARLAMENTARES QUE ELEGEU. ISSO SE CHAMA DEMOCRACIA REPRESENTATIVA.

      4) E por que um grupo de empresário tem o direito de d2cidir sobre o futuro da maioria do povo?

      QUE GRUPO DE EMPRESÁRIOS ESTÁ DECIDINDO PELO POVO?

      5) os mesmos chamados de vagabundos , de pelegos, de comunistas por aqueles que se dizem defensores da democracia…

      QUEM TRABALHA NÃO É VAGABUNDO! VAGABUNDO É QUEM SE APROVEITA DO TRABALHO ALHEIO E PASSA A VIDA FAZENDO OU REPETINDO DISCURSO FALSO

      6) Se a reforma trabalhista não é tirar direito do povo…

      ME APONTE UM ÚNICO DIREITO QUE ESTÁ SENDO RETIRADO. UM SÓ E ME DOU POR SATISFEITO

      7) porque então não deixar que o povo faça suas própria leis?

      MEU DEUS!!!!

      1. Olá Inundado, ainda que pondo de lado a discussão acerca da falta de legitimidade do ocupante circunstancial do Palácio do Planalto, é muito fácil constatar que o projeto visa primordialmente a retirada de direitos.
        É sabido que o Congresso Nacional é formado por maioria de congressistas compromissada unicamente com seus interesses mais imediatos e passam ao largo do cuidado com a coletividade. Sendo que muitos dentre eles estão mesmo é ligado com o crime. Vide, por exemplo, a atuação de um Romero Jucá, sim ele que proclamou a defesa da suruba e que esta diuturnamente diligenciando para aprovar a o projeto. Seria possível um político tão comprometido com o que é ruim estar trabalhando em prol do bem da coletividade? Creio que a lógica não permite responder afirmativamente.
        Outro ângulo a ser considerado é o velho e conhecido marotismo. Neste país não se proclama algo com todas as letras, não se diverge publicamente, não se contesta olhando na pupila. É um tal de chamar urubu de meu loiro que todos nós não desconhecemos. Então não se chama as coisas pelo seu nome. Golpe, por exemplo, é chamado as vezes de revolução, como ocorrido em primeiro de abril de 1.964 ou então empeachament como recentemente assistimos.
        Seria paradoxal provocar uma alteração do porte dessa se não fosse para com ela alterar as coisas. Se ela não altera porque implementá-la? Resta óbvio que ela altera e retira direitos e prerrogativas, posto, que se não altera não haveria sentido fazer.
        Assim é que tomam o exemplo de uma pequena categoria profissional, que no contexto do país é uma mísera exceção, e a partir dela vendem a ideia de uma modernização – que no caso da exceção pode até corresponder – todavia, é exceção, e não se aplica ao grosso dos trabalhadores do país.
        Então, por meio de sutilizas, cavilações, artifícios e mutretas aprovam o texto. Seus efeitos corrosivos não são sentidos de logo, mas nos próximos anos e décadas que os trabalhadores, a Previdência Social e o país sentirão sua letalidade.

        1. Olá Banana de Pijamas, ainda que pondo de lado a discussão acerca legitimidade do ocupante do Palácio do Planalto, presenteado pelos Ptralhas é muito fácil constatar que o projeto visa primordialmente colocar o país no século XXI, enterrando leis comunistas e ultrapassadas.
          É sabido que o Congresso Nacional é formado por maioria de congressistas compromissada unicamente com seus interesses mais imediatos e passam ao largo do cuidado com a coletividade, e mesmo assim votaram pela lógica. Sendo que muitos dentre eles estão mesmo é ligado com o crime, principalmente os sindicalistas, petistas, comunistas e vassalos que orbitam essa gente cuja pátria é a Venezuela e Cuba. Vide, por exemplo, a atuação da ré Gleisi Hoffmann, que com seu maridão roubou aposentados usando um software malicioso, num bacanal planetário com o dinheiro do contribuinte. O vagabundo das galáxias, o cachaceiro, o chefe da orcrim, o palerma mentiroso patológico, o condenado em primeira instância é o maior responsável pela sangria nos empregos e no desastre econômico que foi a administração bandida sindical. Creio que, logicamente, sua pena será revista e aumentada na segunda instância, afirmativamente.
          Outro ângulo a ser considerado é o velho e conhecido marotismo com que os palhaços petistas tentam reescrever os crimes que cometeram. Detonaram as contas públicas, enriqueceram às custas do contribuinte. Vamos dar nome aos bois: a Revolução de 1964 foi o que melhor aconteceu ao país e protegeu a nação de um bando de comunistas que até hoje nos rodeiam. A economia foi alçada à sétima ou oitava do mundo, dependendo do período, em uma das adminsitrações mais responsáveis que o país já teve. O impeachment da Dilmanta, estancou o desastre que poderia nos levar à uma Venezuelada na economia.
          Seria paradoxal provocar uma alteração do porte dessa se não fosse para com ela alterar as coisas. Se ela não altera porque implementá-la? Resta óbvio que ela altera e não retira direitos e prerrogativas, haja vista, que estamos no século XXI. Durante o governo do comunista Getúlio Vargas, foi lamentável a implementação da famigerada CLT, imaginem agora.
          Assim é que tomam o exemplo várias categorias profissionais que serão beneficiadas com a modernização e se aplica ao grosso dos trabalhadores do país.
          Então as mutretas comunistas não foram suficientes para barrar a aprovação do texto. Seus efeitos multiplicadores serão sentidos em breve, melhorando as relações entre empregado e trabalhador. Trabalho, humildade e estudo não fazem mal a ninguém.

      2. Me dou por satisfeito em responder sua “resposta” do item “6”, no sentido literal de “revogação” de Direito.
        O artigo 384 da CLT está revogado. Ele determinava 15 (quinze) minutos de pausa, no mínimo, antes do início do período extraordinário (horas extras) para as mulheres. Era um direito. O peixe morre pela boca. Antes de declinar argumentos vagos e típicos de polarização, faz uma consulta técnica, ok. Existem mais violações, mas não vale a pena discutir aqui! Um abraço!

  3. Olá Inundado, agora os invejosos tentarão morder a própria orelha. É que já tem procurador da farsa jato pedindo arquivamento de inquérito contra Lulinha Paz e Amor. Tremei, amestrados serviçais da elitizinha rapinosa e extrativista!

    1. Olá Banana de Pijamas
      Agora os mortadelas estão desesperados. É que já tem procurador bolivariano tentando, em vão, pedir arquivamento de inquérito contra o cangaceiro das galáxias, corrupto e corruptor internacional, analfabeto funcional, comunista vagabundo. Os inúteis amestrados vassalos serviçais da elitizinha vermelha rapinosa e extrativista, estão em processo de extinção e lutam, sem muito esforço como é de praxe, para sobreviver. Afinal foi a preguiça patológica do socialismo que nos enfiou nesse poço com fundo móvel. Trabalho, humildade e estudo não fazem mal a ninguém.

  4. O povo toma coca cola, o povo toma whisky, o povo vota no Lula, o povo vota no Aécio, o povo gosta de futebol, o povo gosta de música clássica, o povo vai na igreja, o povo vai no terreiro de umbanda. Ê, ô, ô, vida de gado Povo marcado, Povo feliz!. A voz do Povo é a voz do Povo. PT, PSDB PMDB, PSC, PSOL, PTB, PL, ETC… O QUE ISSO SIGNIFICA????? P O V O !!!

  5. O PRESIDENTE FOI ELEITO PELO POVO, SIM! EM 2014, COMO VICE-PRESIDENTE DA CRIMINOSA IMPICHADA. VOCÊ VOTOU NELE!

    ps: só copiei e ‘colei’ esta parte …
    acho que petista pode aprender por repetição tipo ‘reza’ pois aprende burrice por insistência mas só uma resposta de cada vez senão ‘quema u fuzivil’!!

  6. Concordo que deveria haver reforma…os sindicatos estão esperneando…a mamata acabou…
    Mas, sobre o desafio de apontar direitos retirados…
    1) O tempo despendido até o local de trabalho e o retorno, por qualquer meio de transporte, não será computado na jornada de trabalho. (bacana…meu marido por exemplo trabalha se deslocando dentro do Estado de MG, para só então prestar seus serviços… então, se ele está em Sete Lagoas e tem que ir para Santa Vitória para trabalhar, ele não está trabalhando???surreal, não?)
    2) Caso o empregado assine a rescisão contratual, fica impedido de questioná-la posteriormente na Justiça trabalhista. (acho que não é todo mundo que deixaria de assinar uma rescisão e receber o incontroverso na hora para topar distribuir ação e esperar a nossa “justiça” dirimir conflitos…
    3) Além disso, fica limitado a 8 anos o prazo para andamento das ações.(isso não depende do trabalhador, não é verdade? ele poderá processar a União que não dá o devido andamento às suas ações, considerando que em 8 anos a ação não tiver sido julgada ou concluída há previsão de extinção do processo…

    1. Sindel, boa tarde. Boas colocações. Permita-me uma reflexão sobre elas:

      1) acredito que a situação por você relatada não se enquadre na ida e vinda do trabalho diário, mas sim em “viagem a serviço”. É diferente e, acredito, continuará sendo diferente. Ótima questão.

      2) Eu fui demitido de um serviço décadas atrás pq estaria supostamente reclamando de não receber horas extras. Não era verdade, mas havia horas a receber. Na rescisão não vieram as tais horas. Não assinei. Dois dias depois veio nova rescisão com mais horas extras que eu pensei ter direito. Mas sua colocação é muito válida, pois temos inúmeras situações bem mais complexas.

      3) Penso que isso é uma forma de cobrar celeridade da justiça e/ou a realização de acordos entre as partes. Não vejo como ruim.

      Um abraço.

  7. A aprovação do Temer limita a margem de erro das pesquisas. Não tem moral para tocar qualquer reforma nas leis do país, muito menos a trabalhista. Ninguém foi às urnas e apertou o 15 do PMDB. Quem elegeu a Dilma votou no 13. O Temer é aliado do PSDB. É esta turma que está lhe dando proteção. Em tempo… onde eu assino Carlos Miguel? me forneça uma cópia que preciso passar para os meus filhos.

    1. Uai, mas ele era vice de quem então? Até onde eu sei, ele era o vice da Dilma. Você vota no presidente e no vice. Se o governo não fosse tão capenga e dependente do PMDB não estaria dessa forma. Sempre a justiça eleitoral faz a mesma propaganda (veja as propostas dos candidatos e etc, etc, etc…) Quem viu as propostas? Poucos, infelizmente.
      Não temos partidos com ideologias, mas sim com cada um olhando para o próprio umbigo (e bolso).

      O PSDB de hoje é o PMDB de 2014. Simples assim!

      1. Olá Giovani, quem votou na Maria Antonieta Tropical votou em Marco Maciel para vice; de mesmo modo quem votou em Lulinha Paz e Amor, votou em José Gomes Alencar, ídem para Dilma, ocorre, entretanto, que os dois primeiros cumpriram bem o seu papel, porém o Vampiro traiu e conspirou. É tão claro, pra que querer turvar?

  8. Sem dúvida. Cena patética a de assentar nas cadeiras da mesa diretora do senado. É de envergonhar a esculhambação que virou o Senado da República. E quanto as reformas já somos 35 milhões de brasileiros em idade laboral (de estar apto ao trabalho) e 14 milhões de desempregados. Claro que a reforma moderniza e flexibiliza as leis trabalhistas com o objetivo de gerar mais empregos. É com o trabalho e com aquecimento da economia que poderemos gerar riquezas, diminuir a pobreza e tornar esse país mais justo. E o rapaz da foto é sem dúvida um desses honrados trabalhadores.

  9. O problema é que a hipossuficiência na relação empregado x empregador não pode ser medida por meio de casuísmo, a lei é abstrata e aplicável a todos na condição de empregadores. O microempresário que não paga hora extra ao seu empregado tem o mesmo potencial lesivo da grande empresa que pratica a mesma conduta, a título de exemplo, o mesmo podendo ser dito em relação ao descumprimento a outras obrigações pertinentes ao contrato de trabalho. Lógico que uma ação trabalhista tem consequências mais pesadas ao microempresário do que em relaçção a outras empresas de maior porte, mas a condição econômica do país não pode ser justificativa para não cumprir com as suas obrigações legais. Se assim fosse, a condição econômica poderia ser justificativa para o inadimplemento de relação jurídica de qualquer natureza: consumidor, tributária, direito privado etc. O risco do empreendimento é do empregador, isso é denominado princípio da alteridade e está previsto no artigo 2º da CLT. Lógico que a reforma precisa ser feita, mas não a toque de caixa e amparado pelo pior Poder Legislativo e Executivo da história desse país (pode incluir o PT), quanto mais nesse momento político e econômico tão delicado. Quem trabalha ou lida com o Justiça do Trabalho sabe que esse estereótipo de que “só beneficia trabalhador” é uma grande falácia. Trabalhadores ganham a maioria das causas pelo simples fato de os empregadores não cumprirem obrigações basilares do pacto laboral, como pagamento de horas extras e do labor em repousos e feriados, adicionais de insalubridade/periculosidade, FGTS e até mesmo a simples anotação da CTPS. Botar na conta do trabalhador a culpa pela recessão é de um oportunismo rasteiro e movido a interesses puramente patronais, sem o balizamento da Justiça Social necessária a um Estado Democrático de Direito. A questão da terceirização e de que o acordo se sobrepõe à legislação é temerária, pois via de regra implica precarização de direitos trabalhistas, principalmente a queda do valor dos salários.

  10. “As idiotas, assim como aqueles que repetem os bordões, … que a reforma irá retirar direitos dos trabalhadores…”
    Caro Ricardo, se não serão retirados direitos dos trabalhadores, porque a CNBB, a OIT, a ANAMATRA e o MPT já se manifestaram publicamente contra as reformas trabalhistas deste governo golpista bancado pela FIESP?

      1. Mais alguns:

        – trabalho durante o intervalo intrajornada, que era pago como hora extra, agora será considerada verba indenizatória e se limitará ao período não usufruído, sem qualquer repercussão nas demais verbas salariais

        – exclusão do pagamento das horas in itinere

        – possibilidade do aumento da jornada de trabalho para 12 horas, sem qualquer condicionante em relação à natureza da atividade profissional exercida

        – a identidade de sócios não mais caracteriza necessariamente grupo econômico para fins de responsabilidade solidária, sendo necessário agora comprovar os laços de coordenação ou subordinação entre elas, o que mitiga a garantia do adimplemento das verbas trabalhistas reconhecidas em Juízo

        Isso somente fazendo uma breve leitura da CLT comparada (atual e da reforma trabalhista). Tudo isso consistia em matéria de defesa das empresas e tinham o mero intuito de procrastinar o processo, visto que eram teses superadas pela jurisprudência.

      2. Vou te responder, se o Alberto Caeiro nao se incomodar.
        Voce que acha que voce, como empresario, chegará no final do ano, se reunirá com seus empregados e dirá assim: ¨Olha, como esse ano tivemos um lucro excelente, vou dar um aumento a voces acima da inflacao¨..

        Tá bom assim ??

  11. Ricardo, obrigado por este texto claro e justo.
    Quem paga a conta neste País não são as grandes empresas que os políticos subvencionam com dinheiro barato para receber propina depois.
    São todos os empresários honestos, em sua maioria pequenos. Estes não tem dinheiro subsidiado, não deixa de recolher FGTS, INSS, IPI, ICMS, PIS, COFINS, etc..
    Pessoas como você, que detém espaços para comunicar, precisam informar, esclarecer, desmistificar a demonização que estes esquerdopatas criaram em torno do empreendedor.
    Empresário honesto não é de esquerda ou de direita, desse ou daquele partido. Ele está do lado que favorece o trabalho, a ordem e o progresso.

  12. Cara, é incrível como as pessoas não entendem ou não querem entender nada ou só querem entender o que lhes interessa.
    Quem votou em Dilma em 2014, votou em Temer como vice. Era a chapa.
    Chorar e reclamar porque Temer está no governo não adianta. Quem votou no PT em 2014 colocou ele lá.
    É realmente difícil entender isso? Aprendam a votar, então, suas mulas!

  13. Estranho é que foi o Aécio quem pediu 2 milhões emprestado a esse “amigo” do PT. Estranho é o Temer receber, fora da agenda, na madrugada esse “amigo” do PT. Cara o PT acabou, esqueça o PT.
    PT, PMDB, PSDB, DEM, PP, todos são a mesma coisa.

  14. EXTRA! Lulinha paz e amor, nove anos e meio de prisão. Não pode exercer nenhum cargo público. Na linguagem pop, ele foi condenado por roubo, lembrando que, quem rouba é ladrão. Sendo assim, todas as vezes que chamamos o Lula de ladrão aqui nesse blog, não mentimos. Outro detalhe importantíssimo, eles vão colocar quatro tornozeleiras nele, uma em cada pata.

  15. RICARDO KERTZMAN & AMIGOS é de uma idiotice fora do comum. Com certeza é saudoso do período escravocrata e se vivesse na época de Tiradentes seria opositor da Inconfidência Mineira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.