Não haverá Eleições Diretas este ano. Fim de papo

Pouco importa o que querem Lula, PT e o Capitão Nascimento. Pouco importa também os movimentos da CCJ no Senado

Petista é como mala sem alça

Em 1984, o regime militar encontrava-se exaurido. Aliás, os próprios militares, eu creio. O país clamava pela abertura total e o restabelecimento da Democracia. Eleições Diretas representavam o fim de uma era e um novo recomeço. Pobre Brasil; sempre recomeçando.

Dante Oliveira, deputado federal pelo PMDB-MT apresentou uma proposta de emenda constitucional estabelecendo eleições diretas para Presidente da República. A pressão popular era enorme e dentro do próprio Congresso parecia haver maioria para sua aprovação. Ainda assim, ao final da votação, mesmo com uma esmagadora vitória (298×65), a emenda foi rejeitada, pois necessitava de maioria qualificada (2/3 da Casa ou 320 deputados). A frustração foi geral, obviamente. O brasileiro desejava ter sua representatividade democrática de volta.

Um plano B, contudo, já estava em andamento: Liderados por Ulysses Guimarães, os parlamentares que desejavam a volta da Democracia concordaram com a proposta do governo em disputar Eleições Indiretas. Confiantes na vitória e na união partidária em torno de Tancredo Neves, que deve estar revirando-se no caixão por conta do neto Aécio, as oposições foram à luta e bateram, no voto, o candidato oficial Paulo Maluf. Mas adivinhem, caros leitores, quais personagem e partido boicotaram o Colégio Eleitoral, que traria a Democracia de volta ao país?

Pois bem. Se vocês responderam Lula e o PT, acertaram em cheio! Como hoje, a Democracia e a Constituição não faziam parte dos planos da turba vermelha. Queriam, como sempre quiseram, o poder da maneira que imaginam: não advindo das leis, mas de uma suposta soberania popular. Para Lula e o PT, o povo — ou melhor, o seu povo — é quem deve ditar as regras da ocasião. No mundo perfeito desta canalha, a maioria é que deve decidir. Alguém tem de lhes explicar que democracia é justamente o oposto.

“Mas, como assim, Ricardo? Democracia pressupõe a vontade da maioria.”

Engano! Democracia não pressupões, mas, sim, exige igualdade, liberdade e respeito pela minoria. Do contrário, não seria Democracia, ora essa. Seria ditadura da maioria! Por isso, num regime democrático de verdade, a Constituição é tão respeitada e cumprida. Constituição essa, supostamente atemporal e ideológica. Um conjunto de regras e leis que sirvam sempre à sociedade; jamais a governos. É tão difícil entender isso, meu Deus? Ou se a maioria do povo, hoje, resolver que todos os políticos deverão ser queimados em praça pública tá valendo?

O Poder emana do povo e em seu nome será exercido. Beleza! Por isto existem eleições: para que o tal povo escolha seus representantes, que por sua vez farão as leis, que por sua vez regularão a vida em sociedade. E certas leis, as chamadas Cláusulas Pétreas, não podem ser alteradas. E há um artigo, o 60, § 4º, que regulamenta: a forma federativa de Estado; o voto direto, secreto, universal e periódico; a separação dos Poderes; e os direitos e garantias individuais. Pois bem. Lá diz que: Não pode haver Eleição Direta este ano! Pronto, pô. Acabou! Queira a porcaria do PT ou não.

Mas hoje a CCJ aprovou Eleições Diretas e blá blá blá…”

Que se aprove! Que estes parlamentares, com tempo sobrando, brinquem de aprovar leis que serão declaradas nulas, pois inconstitucionais. Parlamentares golpistas, oportunistas ou bandidos. Gente que apenas quer se livrar da cadeia ou disputar/manter o poder. Nenhum, absolutamente nenhum, inclusive os Srs. Ronaldo Caiado e Alvaro Dias, dois que respeito muito, estão pensando no país e no povo. Só estão, TODOS, pensando em si mesmos e em seus grupelhos políticos.

Lula e o PT não quiseram Eleições Indiretas em 1985. Lula e o PT não assinaram a Constituição de 1988. Lula e o PT não apoiaram Itamar Franco, após o impeachment de Collor. Lula e o PT votaram contra o Plano Real e a Lei de Responsabilidade Fiscal. Lula e o PT solaparam a Democracia brasileira, comprando apoio parlamentar e fraudando as eleições, através do Mensalão, Petrolão, BNDES, Fundos de Pensão, etc. Lula e o PT cometeram crimes fiscais e eleitorais. Lula e o PT (com Dilma) quebraram o país, desempregaram 20 milhões e roubaram como jamais se imaginou. Lula e o PT montaram, em conluio com partidos e políticos aliados, a maior quadrilha internacional de assalto a Estados do mundo democrático ocidental.

Agora, Lula e o PT querem por querem Diretas Já. E eu lhes digo: Não! Vão pastar!

Leia mais.

10 thoughts to “Não haverá Eleições Diretas este ano. Fim de papo”

  1. Vejo que você, Ricardo, esboça muita preocupação com o PT. Não sei o porquê disso. Primeiro é que o PT já está fora do comando Presidencial. Certo é que não dá para saber se essa preocupação é em função da sua paixão partidária ou não. Não há motivos para que você, por causa do PT, tenha noite de sono mal dormida, porque o Lula vai ser condenado, sendo assim, ele estará fora do páreo, visto que a legislação proíbe “fixa suja” de candidatar-se a cargo eletivo.

  2. O nobre escrevente, obviamente por maldade, comete vários equívocos em seu texto. Boa parte das afirmações está eivada de erros grosseiros e de falsas ou meias verdades. Afirmar, por exemplo, que Lula e o PT não assinaram a constituição de 88 beira o ridículo. Consulte a Constituição de 88, no sítio do Planalto. Leia o final e verá, em ordem alfabética, na letra “l”, o nome de Luiz Inácio da Silva. Ao que me consta, o Lula era e sempre foi do PT. Afirmar que democracia não pressupõe a vontade da maioria?! Ora bolas, a democracia existe quando a maioria, diretamente ou através de seus representantes (escolhidos legitimamente), estabelece as regras legais que TODOS deverão obedecer. Liberdade, igualdade e respeito pela minoria são algumas das obrigações que a democracia, cuja regras foram estabelecidas pela maioria, impõe. Portanto, meu nobre, a democracia está em risco quando há desobediência a qualquer regra por ela estabelecida. Isso representa, sim, vontade da maioria. Os dois exemplos aqui apresentados são suficientes para comprovar a minha afirmação inicial.

      1. Generalidades, sr. advogado, Dr. Cidrac, OAB 19241/BA. Seja mais específico e pontual nas suas críticas e dê ao JJ da Silva a oportunidade de rebater seus sempre brilhantes comentários.
        Até porque, se bem entendi, há no comentário do JJ da Silva ao menos um esboço de defesa do lula.
        Mas, como seu comentário falou sem dizer nada, pode ser que você está a concordar com o JJ da Silva.
        Vá entender esses petistas, ainda que advogados.
        Em tempo: nada contra advogados, pois os tenho na minha família e respeito muito a profissão.

  3. A democracia é o sistema de governo onde se tem a liberdade de fazer tudo o que é permitido.
    Parece ótimo só que quem legisla ‘determina’ as regras e sendo os legisladores criminosos, legislam pra si mesmos enquanto ‘nós'(menos eu) alucinamos esperanças de que a soberania seja exercida pelo povo!
    Pra piorar ainda ‘dizem’ que os legisladores me representam! :-/

    ô jj, sinceramente… acorda por favor, vc defende quem te prejudica ou seja, dá legitimidade a todos os que estão legislando não importa de que partido sejam e ainda os chama de ‘representantes’.
    Veja o Brasil ‘por fora’ das esferas políticas, o panorama dos fatos é a realidade e não o que te dizem!

  4. PT voltou com a inflação galopante, PT destruiu a estabilidade econômica do Real, PT ,(Mantega e Dilma) inventaram a pedalada fiscal ,o PT criou 13 milhões de desempregados , criou a maior recessão da história do País às custas de incomPTencia na área econômica ! PT afaste-se do poder! PT quer implantar o projeto Socialista Bolivariano que destruiu a economia na Venezuela !!! Fora PT!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.