O Reino da Crimetocracia

Quem já ouviu falar em Meritocracia sabe muito bem do que se trata; premiar aqueles que se esforçam e atingem os melhores resultados

gato
Fiz merda e ganhei um contrato. Já meus companheiros…

A cultura — no sentido de costumes — brasileira é mesmo da pior qualidade. Todos sabemos bem como funcionam as coisas por aqui. Os bons e que se dão bem na vida, via de regra são adjetivados pejorativamente. Banqueiro é ladrão, empresário é explorador, alunos que se destacam são nerds, trabalhadores esforçados são pelegos. Ah! E o reino dos céus pertence aos pobres. Pois bem.

Há um torneio (para quem não conhece, eu explico) de futebol chamado Copa São Paulo de Futebol Junior. Tradicionalíssimo, revela anualmente ótimos valores e sempre foi celeiro de astros de classe mundial. Disputado sempre em janeiro, em São Paulo, estado, este ano teria uma final entre Paulista, de Jundiaí e Corinthians. Mas eis que descobriu-se que o time do interior jogava com um garoto acima da idade permitida. Ele tem 22 anos e dizia ter 19, pois o torneio é limitado a atletas abaixo de 20 anos. O moleque adulterou seus próprios documentos e escondeu do clube seu crime — sim, crime! Falsidade ideológica é crime, previsto no artigo 229 do Código penal.

Ah, Ricardo, cê tá de sacanagem! Então o moleque agora é um criminoso?”

Não. Não tô de sacanagem. E o moleque é um criminoso, sim. Agora, se sua pena deve ser severa ou não, aí é outra questão. O que não dá é relativizar os pequenos delitos por causa das monstruosidades a que estamos acostumados, desde corrupção a estupro, passando por tráfico e assassinatos em massa. E é aí que entra o título acima. No Brasil, certos crimes rendem prêmios. E este foi um deles.

Sabem o que aconteceu com o garoto? Com peninha dele o ex-jogador Vampeta, atualmente dirigente de um clube de futebol, o contratou. Enquanto seus colegas de time perderam a chance de disputar uma final de campeonato, pois a equipe foi sumariamente eliminada do torneio e substituída por outra, e assim deixaram de aparecer aos olhos dos demais clubes, o delinquente ganhou um novo contrato de presente. É o que eu chamo de Crimetocracia! Querem mais? Pois, não. Temos exemplos aos montes:

Sujeito rouba bilhões dos cofres públicos, acerta uma delação premiada qualquer e segue feliz da vida. Pasmem! Emílio Odebrecht, o patriarca da empresa mais suja e nefasta da história capitalista democrática ocidental, aquela que há décadas comanda o país em troca de suborno, a maior responsável por esta catástrofe político-econômica que estamos vivendo, está negociando sua delação premiada na seguintes bases: Nada de regime fechado, dois anos de regime semiaberto, dois anos de regime aberto e pronto. Aliás, pronto nada! Só irá começar a cumprir esta “rigorosíssima” pena dois anos após homologado o acordo. Neste período reassumirá a presidência do grupo, já que o filhote canalha está no xilindró, e preparará a empresa para seguir sem a presença dos dois. Puta que pariu! O cara, que é um bandido, é quem irá treinar seu sucessor.

Mais exemplos? Ora, vejam quem são os nossos políticos e governantes. Uma horda de ladrões que sempre recebem um cargo público de presente — de si próprios, através de indicações nebulosas, ou de nós mesmos, através do nosso voto. É ou não é o reino da Crimetocracia? Aqui, ser bandido é mérito e rende frutos. Mesmo que seja do tipo decapitador ou esquartejador. Ou não é o que está acontecendo com os mortos nos presídios?

Promoção do ano: Picote a cachola de alguém, seja morto a tiros, facadas e pauladas e ganhe, para a família, uma bela indenização, sacou?

Leiam também.

28 comentários em “O Reino da Crimetocracia

  1. Êta país bom pra bandido, viu… e ainda temos que assistir o advogado do Eike Batista negociando com a PF os termos da prisão do cliente-bandido-forajido, pois que ele quer tratamento diferenciado para se entregar. Que país é este?

  2. Olá Distinto, “a lei e a serpente só picam quem anda descalço” e grandes penas são aplicadas a quem comete pequenos delitos. Ha centenas de pessoas trancafiadas por terem comercializados algumas gramas de drogas ilícitas, entretanto, o deputado estadual – proprietário – e o condutor do helicóptero que foi apreendido a luz do dia, carregado com 445 kgs de cocaína, estão livres. Não houve processo. A imprensa não divulga, certos blogueiros não comentam o que só faz ajudar na impunidade! Haja cinismo! Grato.

    1. E o maior cleptomaníaco do país, o molusco? Os consultores do PT? O governador eleito em uma eleição comprovadamente roubada? Esse Cidrinha é um funcionário público, com aposentadoria integral. E, apaixonado pelo Aécio. Sai do armário.

  3. Se um criminoso que arregaçou o país ganhou um ministério para escapar da justiça, até que o crime do “gato” ficou pequenininho. Porém, é um crime e deve receber punição, não prêmio pela esperteza”.

  4. Engraçado, numa pequena busca rápida, nos textos desse bloglixeiro, não achamos referencia sobre o helicoca com 450KG de pasta base de cocaína, nem do aeroporto numa fazenda particular de uma famiglia tradicional de MG em uma cidade com 10 mil habitantes. Como disse o amigo acima, haja HIPOCRISIA e SELETIVIDADE. Como o cara é um pretinho da periferia do Rio, tem que pagar! As familias riquinhas e branquinhas do helicoptero e da fazenda, não! É a meritocracia de ter nascido riquinho. Parabéns!

    1. “Numa pequena busca rápida”. Seja lá quem você for, é mesmo um analfabeto inútil! Outra coisa, seu rapa-pés de subintelectual marxista: O blog existe desde agosto do ano passado, seu infeliz. Por que eu iria escrever sobre um assunto de 2013, paspalhão? Sobre o “pretinho de periferia do RJ” (palavras suas!), demonstra apenas duas coisas a seu respeito, além de ser covarde por omitir o próprio nome: que é um preconceituoso abjeto, e que sequer sabe do que trata-se o texto. O rapaz da foto é o assunto do post, seu miserável baba-ovo de comunas.

      Ah! Lixeira é aquela que lhe trouxe ao mundo. Por motivos óbvios, hehe

      1. Olá Distinto, o fato é de 2013 e por sua dimensão e relevância deveria ser discutido na imprensa tradicional e nos blogs e perseguido pelo MP. Como o fato é mantido fora da persecução penal e do debate da sociedade resta claro que ha manipulação e favorecimento de pessoas que até as pedras do Pelourinho sabe quem são. Tudo ao tempo que outras pessoas são submetida a perseguição e ao justiçamento. Isso é intolerável e injusto. Vamos atuar contra essa situação.
        A troca de insultos e ofensas rebaixam o diálogo. Deixemos de lado a prática da barbárie. Boa Semana!

        1. Ora, ora, Cici, o inútil, aos poucos você vai se revelando.
          Cita escritores, grafando o nome com erro grosseiro (“ClariSSe Lispector”), cita pensamentos sem citar o autor, reproduzindo o texto com erro também grosseiro
          (“a lei e a serpente só picam quem anda descalço”), uma vez que você usou aspas mas erro o texto, e agora desova um comentário com alguns termos típicos da área jurídica. Tentativa de dar substância à sua baboseira?
          Esperança de que acreditem você ser advogado?
          Tolice, Cici, o inútil. Você pode até ser portador de um diploma de curso superior de Direito. Mas, certamente não advoga. É apenas um BEL.
          Considerando até a quantidade de erros de concordância dos seus comentários, é razoável afirmar que nem BEL você é.
          Apenas um cidadão que copia e aprende umas frases, que registra alguns fatos, e se põe a deitar falação desconexa sobre tudo.
          Isto realmente me convence: você é o filho do Moraes, da Secretaria da Fazenda.
          Você é o “C* d’Água”, a que me referi em comentário anterior.
          Ou, para sermos menos ácidos, você é o “Cici, o inútil”, que se acha um pensador.

          1. Olá Veneto, vou abrir uma exceção para com ela poupar suas conjecturas a meu respeito. Sou um zé povinho daqueles que vivem da mão para boca. Só isso. Inté.

    1. Você posta um comentário com nome e e-mail falsos e vem falar em falsidade? Vá ser perturbado assim lá na casa de quem te pôs no mundo, ô pé-rapado do inferno!!

  5. Essa atitude do Vampeta é tão ridícula… Péssimo exemplo! Exemplos ruins assim temos todos os dias neste país onde o “errado é que está certo”.

    Éh, o Brasil está piorando em escala logarítmica. Impressionante como os valores moral e cívico estão totalmente alterados.

    Em que lixo de país estamos… Lamentável!

  6. Prezado Ricardo; o desrespeito progressivo às leis e a leniência com que os criminosos – de qualquer tamanho e dimensão – passaram a ser tratados, são os maiores prejuízos dos quais o país foi vítima, principalmente com o advento dos governos do pt. Esta “política” provavelmente fazia parte do projeto de perpetuação no poder. Portanto, crimes como o do rapaz – falsidade ideológica – à luz desta “filosofia”, deveriam ser desconsiderados como tal. Seriam apenas “reações naturais” provocadas pela ausência de “direitos sociais” ou seja: “o grito dos excluídos”. Quanto ao fato do Vampeta encarregar-se de orientá-lo e dar-lhe um emprego, deve por princípio, ser visto como uma tentativa de ajuda. Pode ser que a atitude aparentemente magnânima esteja revestida de “sorte” e o rapaz entendendo que foi pela trilha errada se transforme, passando a respeitar as normas da ética e honestidade. O diabo vai ser se passar a enveredar pelos caminhos da falcatrua e da fraude, pois afinal, punido mesmo não está sendo. Esta colheita que fazemos agora do desgoverno a que fomos submetidos, reflete-se no aumento da violência, no desrespeito total às leis e no desânimo tomando conta da maioria dos agentes policiais, com os quais já tive oportunidade de conversar. A principal queixa é: “eu prendo em flagrante e o delegado solta”. Portanto, já passa da hora de se fazer uma profunda reformulação, quer se inicie pela constituição, o código de processo civíl e porquê não dizer, da própria sociedade. A grande pergunta é: será que seremos capazes de fazê-la?

    1. Olá Tadeu, uma coisa é certa: a sociedade pode modificar a lei, mas a lei não modifica a sociedade. A saída tem de ser pela via da economia, principalmente com melhor distribuição da riqueza, lembre-se que este país é o reino da concentração de renda e, também pela via da política, No Brasil uma das maiores falácias é a reforma e endurecimento da lei. Vide que o Código Penal foi alterado cento e sessenta e três vezes desde sua edição em em 1940 no entanto a criminalidade só faz crescer. Isso decorre da inadequação da legislação e do fato de que a só existência da lei de nada vale, pois, ele muita vez não é aplicada. Como, por exemplo, no caso do helicóptero carregado de cocaína. Grato.

      1. Estava lendo a sua réplica ao meu comentário cidrac e voltando no tempo. Retornei aos tempos de campanhas políticas de épocas passadas. Veio-me então à memória, um episódio que envolveu um personagem no qual me fixei: o betão do pco. Não sei se vc. sabe, mas pco significa: partido da causa operária – de ultra esquerda. O betão foi candidato pela sigla ao governo do Estado em eleições passadas. Não sei por onde ele anda, mas o fato é que em um debate promovido por uma das emissoras de televisão – tv aberta – foi feito um encontro com todos – ou quase todos – os pretendentes ao cargo. As perguntas – as mesmas – eram feitas a todos os participantes. As respostas que o betão fornecia aos questionamentos, invariavelmente se resumiam mais ou menos ao seguinte: “os trabalhadores terão a sabedoria para resolver este assunto”. Quando vc diz que a saída para o caos social está na distribuição de riqueza, com o fim da concentração de renda e também pela via política, me desculpe amigo, mas, vc está mais uma vez equivocado, ou padecendo do mesmo mal que afligia o personagem ao qual me referi. A aplicação e o cumprimento das leis – especialmente se justas – ao contrário do que vc afirma, molda o caráter do homem. Porém, somente a educação de qualidade – jamais a doutrinação esquerdista e viciada como esta em que vc acredita – liberta o ser humano da maior escravidão que é a ignorância. E foram dois esquerdistas, que tiveram uma grande ideia para resolver o problema e que começou a ser posta em prática há tempos atrás. Refiro-me a Darcy Ribeiro e Leonel Brizola quando estiveram no governo do Rio de Janeiro. Foram as escolas de tempo integral ou CIEPs vc se lembra? Quem veio posteriormente, simplesmente deixou que o projeto virasse sucata. Quanto ao seu ídolo – lulinha paz e amor – não passa de um betão do pco melhorado e nada mais. A única diferença é que lula apesar de ser um imbecil, sabe mal e porcamente se expressar. Quer um exemplo? Segura aí: Vc se lembra quando ele disse que o problema da poluição global se devia ao formato do globo terrestre? Segundo este gênio da política, física, química, matemática e principalmente da geografia, se a terra fosse quadrada a poluição ficaria contida nos ângulos de 90°. Confesso que algo tão “brilhante” jamais passou pela minha cabeça, quiçá de qualquer cientista que não estivesse recolhido a um nosocômio não é mesmo? Mas é este seu grande exemplo de ser humano. INFELIZMENTE…

        1. Olá Tadeu, que satisfação ler o seu texto. Revela uma pessoa disposta ao diálogo, mantém a cortesia e demonstra boa vontade! Minha opção é pela pluralidade, por isso meus respeito a você.
          Lula não é meu grande exemplo de ser humano, mas é ímpar na política brasileira e eu o respeito, inclusive, por ter saído de região pobre, ter sido criado sem pai e fazer o que fez. É de tirar o chapéu. A mancada dele acerca da poluição global é diminuta e não empana tantas outras coisas que ele fez.
          Ele errou bastante – condição inescapável do ser humano -, inclusive tendo sido alertado por Felipe Gonzalez acerca da perseguição que sofreria por parte da oligarquia brasileira deixou de tomar certos cuidados e agora sofre as consequências por esse grande vacilo.
          Não conheço o Betão, mas admito suas informações acerca dele, entretanto, deixemos de lado pelo fato de ser uma caso eminentemente paroquiano.
          Vejo um erro em teu argumento quando defendes que o cumprimento da lei em muito pode colaborar, desde que se justa lei, Dentro de um se cabe o universo e ai reside justamente o ponto de minha crítica. (… Se a lei é justa, se for corretamente aplicada…) Sibilino, sacou?
          Brizola tinha sido deputado, havia governado três vezes dois dos mais importantes estados da federação, tinha criado família, possui muitos bens, porquanto, casara com uma mulher rica e quando contava setenta anos gravou propaganda do sapato 752 da Vulcabrás e não é que Veja ( a sujíssima) quando deu a notícia o apresentou como desempregado. Sentiu o drama?
          Darcy Ribeiro depois dos brisolões não pode implementar o modelo nas Alterosas, pois, newtão – do PMDB – não apoiou.
          Ha variações entre os modelos e projetos, contudo, é inegável que tanto Brizola como D. Ribeiro combatiam a mesma oligarquia que hoje tudo faz para desmerecer e ou asfixiar Lula e o PT. Grato.

  7. “Cultuar o criminoso é nossa sina e venerar seus feitos é nossa maior desgraça.”
    A cada geração, o sentimento que fica é de que “se meu filho pode ser punido por alguma regra, que se mude a regra ou a elimine, porque ela não me representa”.
    Oras, seja seu, meu, nosso filho … que seja punido no rigor da lei, independentemente da nossa vontade, pois é o respeito que norteia as relações saudáveis.
    A tolerância ao erro é o punhal … e a liberdade, “sem responsabilidade”, é a mão que o conduz contra o peito do cidadão de bem.

  8. Ricardo, vou ter que parar de ler seus posts. Pois cada verdade que você me atira na cara que chega a doer. Gostei do texto (gostei no sentido de concordar com tudo que é dito porque doí ler essas verdades) e irei, se me permite, replicar no facebook. E deveríamos solicitar aos dicionários que passem a ter a palavra “crimetocracia”.

  9. Realmente é triste ver este pessoal que dilapidou o pais saindo livre nas delações. Mas sem as delações eles teriam sequer sido pegos ?

    Agora é preciso negociar melhor estas delações, pois daqui a pouco, até o Lula será um premiado da delação premiada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.