Tá tudo dominado

Mais um governador enroscado com a justiça; agora o de Tocantins. Já perdi a conta de quantos e quais são

e7ff8b9baa445ec8c7b003417cb8c61e
Marcelo Miranda, governador do Tocantins, suspeito de desvios de R$ 200 milhões

Santo Deus! A corrupção tornou-se verdadeiramente endêmica no país. Não há um mísero dia em que não sejamos avisados da prisão de um político importante ou de uma nova operação da Polícia Federal. Hoje mais um governador foi passear de camburão. Marcelo Miranda, do Tocantins. Coisinha à toa; só uns R$ 200 milhões. Afora ele, quem mais? Pimentel, em Minas; Cabral e Garotinho, no Rio; o cara do Mato Grosso também, salvo engano. Deputados e Senadores já não têm nem mais graça; tornaram-se arroz de festa. E ministros de estado? Caem como jabuticabas podres. Até porque são mesmo… podres! Presidentes, nos últimos anos, foram dois. Isto porque pouparam o hoje (e por enquanto) tri-réu Lula, senão seriam três. E se Temer continuar com a brincadeira, em breve entrará para a galeria também.

A população definitivamente tem de acordar e fazer algo realmente forte, contundente. Não me perguntem o que, pois não sei dizer. Vejo os vídeos do povo ucraniano despejando os vagabundos do seu país em caçambas de lixo. Acho maravilhoso aquilo. Não há violência física por ali. Ao menos do tipo que comprometa a integridade dos safados. Mas o simbolismo da cena é algo perfeito, maravilhoso. Lugar de lixo é no lixo, não no Parlamento. Como sou contra a violência, adoro saídas do tipo. Atirar ovos e tomates podres também é legal. Outra coisa “bonita” de se ver é a admoestação pública destes crápulas. Em restaurantes, aeroportos, etc. Sempre sem violência, eu repito. Mas o enxovalhamento expõe aqueles que merecem a um constrangimento perfeito.

“Ricardo, você está incentivando a violência. Isto é crime”.

Uma ova que estou! Só quem não sabe ler enxerga isso. Ao contrário. Disse, repito e digo de novo: Sou contra a violência física. Sou contra também qualquer forma de depredação e outras idiotices do gênero, como invasões. Mas sou amplamente a favor de protestos que atinjam a soberba e a sensação de impunidade daqueles que comprovadamente usam de forma torpe os cargos que ocupam. Seja para roubar, seja para acobertar, seja para garantir qualquer tipo de crime contra o país e o povo. Achincalhar publicamente esses canalhas é uma forma de dizer-lhes: Parem, chega, já deu!

Estou cometendo algum crime ao escrever isso? Bem, se estou, seja o que Deus quiser. Que os agravados me processem. Não me causarão maior estrago do que já causam mesmo.

Leia também!

 

 

10 comentários em “Tá tudo dominado

  1. Caro Ricardo,

    Os três poderes estão dominados por verdadeiras quadrilhas, focados em saquear e sacanear o brasileiro diariamente.

    Como sugestão, assista ao documentário “WINTER ON FIRE” (NETFLIX), que apresenta a reação popular na Ucrânia, culminando com a fuga do então presidente! É simplesmente fantástico.

  2. Ricardo concordo com o que você disse mas a verdade é que uma parte da população não esta nen ai sempre disse isso em meus comentârios pode procurar.
    Vejo 50,60,70 mil pessoas indo ao show no Lollapalooza gastando uma fortuna,vejo 100 mil podendo chegar a mais de 1.000.000 pessoas em movimentos lbgt.(NADA CONTRA)
    Mas convide essas mesmas pessoas para um evento contra o governo,não vai ninguém.
    Não concordo com violência,fechar transito e ocupações.
    O povo tem que ir onde eles ficam mostrar que já chega,mas a realidade é outra um exemplo;
    no Rio de Janeiro dIzem não terem verba para nada ,mas liberaram milhões para o carnaval e cade o povo na prefeitura ?
    Como disse antes se existisse as redes sociais decadas atras mais presidentes teriam caido.
    Porque tanto caso de corrupção? Simples porque não temos leis e vamos continuar assim por muito tempo.

  3. Como sempre muito bom Ricardo! Aliás aquele artigo sensacional de conselhos para o Temer parece que chegou a ele. Até da limonada ele falou ontem. Prabéns!Sou fã!

  4. cada vez mais verídica a frase (Eça de Queiroz) :”Políticos e fraldas devem ser trocados frequentemente, e pelo mesmo motivo” , deve ser ampliada para o caso do Brasil. Aqui os políticos se sobressaem ás fraldas…

  5. Prezado Ricardo; é bem verdade que políticos – especialmente os brasileiros – nunca foram seres humanos de como direi… padrão elevado. Porém, especialmente de 13 anos para cá – será coincidência? – período pt, a situação degringolou de fato. No entanto, temos que ter muita cautela ao elogiarmos os “distintos”. É fato que os “homens públicos” brasileiros são mais “ativos” que senhoras do baixo meretrício. Com todo preconceito que tais senhoras NÃO merecem, não creio que teriam a “desenvoltura” que os nossos amados representantes demonstram. Além do mais, não lidam com a coisa pública e acredito que em qualquer circunstância, seriam mais honestas que os mancebos intitulados “representantes do povo”. Então, temos toda a obrigação de ao nos referirmos a eles, jamais dizer que são filhos destas distintas senhoras. Afinal, elas não merecem! CONCORDA?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.