Skip to main content
 -
Psicólogo graduado pela Universidade FUMEC, Pós-graduado em Psicologia Médica pelo departamento de Psiquiatria e Neurologia da Faculdade de Medicina da UFMG e Mestre em Educação, Cultura e Sociedade pela UEMG, tendo desenvolvido dissertação na área de Violência Contra a Mulher.

Pergunta de leitor – Minha mulher é bruta, agressiva e mandona. O que fazer?

violencia contra o homem

 

Envie sua dúvida para perguntaUAI@gmail.com     Não identificamos os autores das perguntas

 

“Olá Dr. Douglas Amorim. Sou casado há 36 anos. Quando era noivo, dois amigos me avisaram que minha futura esposa era muito nervosa e ignorante. Disseram para eu cair fora do relacionamento e não dei ouvidos. Tenho aturado esse comportamento dela para não comprometer minha família, filhos e netos. A convivência está cada dia pior e mais insuportável.  Ela é agressiva, bruta, quer impor tudo à sua maneira, mas, na maioria das vezes, está errada! Para conseguir seus intentos, costuma gritar, se fazer de vítima ou então, chorar. Além disso, é muito manipuladora. Ela é tão autoritária que, quando saímos com amigos e vamos ratear a conta, avança sobre a minha carteira e determina quanto devo pagar. Ela discute comigo desde a hora que acorda até a hora de dormir, querendo mandar em tudo. Compra briga com todo mundo, é pão dura e já tentei de tudo para mudar o seu comportamento, porém, sem sucesso. Já conversei com a família dela sobre a situação, mas, todos têm medo e não se atrevem a abordar o assunto. Enfim, ela não respeita ninguém. Quanto às suas qualidades, além de ser uma mulher bonita e bem cuidada, quando “está com Deus”, é simpática e dá risadas. Estou sem rumo. O que devo fazer”?

Resposta:

Querido leitor, vamos destacar as características que são percebidas em sua esposa, não somente por você, mas, também, por várias pessoas da família. Ela é agressiva, bruta, autoritária, manipuladora, brigona e pão dura. Os mecanismos que costuma utilizar para conseguir o que quer são: chorar, fazer-se de vítima e gritar. Você disse que este casamento já tem 36 anos e que ela está ficando cada dia mais insuportável.  Haja paciência para se conviver com uma pessoa que apresenta todas essas nuances e que discute do amanhecer ao anoitecer!

Fiquei imaginando quais seriam as influências familiares que sua esposa recebeu na infância e adolescência. Será que ela foi uma criança excessivamente mimada pelos pais? Será que lhe faziam todas as vontades o que, por consequência, tornou-a uma pessoa adulta com tais atitudes? Não tenho como afirmar, mas, o que podemos constatar a partir do seu relato, é que ela é uma pessoa que simplesmente não tem tolerância à frustração. Quando algo, por menor que seja, não acontece exatamente do jeito que ela deseja, vem à tona um misto de agressividade, associado a choro e/ou vitimização. Esse tipo de comportamento demonstra grande imaturidade, pois, afinal de contas, sabemos que as coisas na vida não ocorrem sempre do jeito que queremos. Aliás, poderia até mesmo dizer que em grande parte das vezes, não.

Existe um ditado popular que pra mim é inquestionável. É o famoso “assombração sabe pra quem aparece”. Você disse que todos da família da sua esposa morrem de medo dela e, por isso, não se atrevem a questionar seu comportamento. Você, por outro lado, questiona, porém, parece que o faz de forma pouco incisiva e, no final das contas, acaba aceitando as imposições em um número expressivo de circunstâncias. Ou seja, a partir deste cenário, subentende-se que ela se sente absolutamente confortável porque, de uma forma ou de outra, ela irá ganhar no grito e tudo ficará do jeito que ela quer. Eu me atreveria a dizer que, além das características que você mencionou, poderíamos pensar também em uma boa dose de egoísmo porque, o outro, seja ele quem for, para ela, parece ser apenas um detalhe. A opinião, o desejo e os direitos das pessoas próximas, parecem não importar nada ou quase nada.

Dica pra você: há mais de 36 anos você convive com uma pessoa que te trata de forma humilhante. Você destacou que ela é bonita, bem cuidada e que, quando “está com Deus”, é uma pessoa agradável. Eu entendo o significado dessa expressão como,” quando ela está em paz”. Mas, esses momentos, parecem ser muito menos frequentes do que os períodos de brutalidade. Realmente, existem pessoas que vivem atormentadas, com uma perturbação interna muito grande e isso dificulta demais as suas vidas. Costumam ter problemas no trabalho, nos relacionamentos afetivos, na esfera social e em vários outros campos. Quando elas percebem isso e aceitam que precisam mudar, podem procurar tratamento e as chances de melhora são reais. No entanto, quando não se reconhece essas ações de brutalidade, desrespeito, autoritarismo etc., as chances de mudança são mínimas.

Creio que você tenha dois caminhos que podem e devem ser percorridos simultaneamente. O primeiro é mostrar pra ela que, pessoas assim, massacram os outros e precisam mudar. Caso isso não ocorra, têm sérias chances de morrerem sozinhas. E, para mudar, em casos como esse, é necessário se recorrer à ajuda profissional de um psicólogo. O segundo caminho é parar de ceder às vitimizações e manipulações. Ela está acostumada a sempre ganhar no final. Em síntese, sabe que ela será atendida e/ou obedecida. Enquanto você se mantiver no lugar de quem quase sempre cede, mesmo depois de muita luta, a “assombração continuará aparecendo”. Somente a partir do seu reposicionamento é que poderemos constatar futuras nela, ou não. O que sabemos, é que, continuando a agir da mesma forma, nada será modificado. Como dizia Albert Einstein: “Insanidade é repetir os mesmos comportamentos e querer resultados diferentes”.

Um abraço,

Douglas Amorim

 

Psicólogo clínico, pós-graduado em Psicologia Médica, mestre em Educação, Cultura e Sociedade

www.douglasamorim.com.br

Instagram: @douglasamorimpsicologo

61 comentários em “Pergunta de leitor – Minha mulher é bruta, agressiva e mandona. O que fazer?

  1. Eu to nessa há 8 anos por causa de um filho, agora tenho uma bebê linda, mas não vou esperar 36 anos não. A minha é sempre agressiva, grita o tempo inteiro, além de tudo é bem mais velha que eu e é sustentada por mim. Desde que engravidou não trabalha mais, é só dentro de casa gritando com todo mundo, implicando com minha mãe e gastando para eu pagar.

  2. Foi um milagre essa mulher ter conseguido se casar, porque via de regra uma mulher grossa e agressiva fica solteira/sozinha para sempre. Elas não fazem nada para melhorar o próprio gênio como uma Yoga, meditação….e acham que o homem deve suportar a grosseria permanente. As que estão casadas tendem a virarem separadas porque dificilmente um homem aguenta isso por muito tempo….as que estão solteiras continuarão assim a vida toda porque grosseria é uma das coisas mais broxantes dentro de uma relação, isso tanto para o homem qto para a mulher

  3. Moço tenho 29 anos sou casado á 7 e minha mulher e desse jeito autoritária, ignorante e bruta… costuma gritar e até chorar pra no final tudo da certo , Mas acho que aprendi com o comentário do nosso colega, ela tbm é bonita e vaidosa porém ainda seguro o casamento por conta de minha filha. É complicado as vezes alguns dizem “filho não segura casamento eu digo segura sim pq se eu tivesse á guarda da minha filha já tinha saído á tempo… porém acho que qualquer forma de tentar melhorar e bem vinda e aceita

    1. Segura sim! estou na mesmíssima situação que você! A única coisa que me mantém neste casamento é minha filha de 3 anos… não suporto a ideia de vê-la de 15 em 15 dias…

      1. Pois é estou na mesma situação, filho segura pois tenho uma filha de 4 anos e se eu me separar minha esposa se manda para onde a mãe dela mora (ES) eu moro em Curitiba, da para imaginar a distancia. Deve ser muito complicado viver longe de um filho e não poder acompanhar seu desenvolvimento, porém também é muito difícil viver com uma pessoa desse jeito.

    2. “Moço tenho 29 anos sou casado há 7 e minha mulher e desse jeito autoritária, ignorante e bruta… costuma gritar e até chorar pra no final tudo da certo”. Parece eu falando! kkkkkkk Porém estou nessa situação há 17 anos e, concordo com você, filho segura casamento sim. Se não fosse minha filha de 15 anos, já teria chutado o balde há muito tempo.

  4. Eu suportei essa situação por 7 anos. Uma mulher bruta, mandona tudo tinha que ser do jeito dela. Uma vez ela tentou ne matar. Depois de incontáveis brigas decidi pelo divórcio. Mudei de cidade, de emprego e voltei a fazer faculdade. Enfim voltei a viver.

    1. Eu também. Se tivesse a certeza da guarda dos meus filhos, não pensaria duas vezes.
      Mas prefiro me sacrificar por eles. Não gostaria que eles fossem viver em um ambiente tão hostil.

  5. Estou no mesmo barco. Não separo por causa dos meus filhos. Não gostaria que eles crescem arrogantes, brutos, achando (mesmo que errado) que está acima de todos e de tudo.

    Converso com elas semanalmente o máximo sobre essa postura. Ela fala q vai mudar, mas sei q não vai. São anos assim. Não muda mais.

  6. Eu vivo essa situação. Quando a conheci ela desse jeito mesmo. Mas como era nova, imaginei que o tempo e uma vida a dois bonita, se encarregaria de resolver isso. Terrível engando! Só foi piorando.

    Como temos dois filhos estou aguento isso até pensar numa saída, pois o que eu queria seria a guarda dos meus filhos.

    Ela grita com tudo. Brigamos de forma incansável devido seu egoísmo em querer que as coisas funcionem do jeito dela (mesmo que errado). Os filhos somente ela decide por eles, como se não fossem meus. TV só assisto depois q ela vai dormir, ou a base de muita briga. Tudo é muito difícil.

    Mas estou nesse pelo meus filhos!!!

    1. Quando casei, ela sendo mais nova, acreditava que iria mudar com o tempo. Realmente mudou para pior, nada a agrada, vive com cara feia, sorri em casa é algo raríssimo, se tem uma festa em família, sempre acha uma desculpa para não ir, pois sempre tem alguém que ela não gosta, enfim, é um saco. Só não separei ainda, pois tenho uma filha de 15 anos que sempre foi muito agarrada comigo e, pra minha sorte, tem um astral maravilhoso totalmente diferente da mãe. Todas as brigas que temos é motivo de querer ir embora, acabar com o casamento, etc. Antigamente ficava muito mal, pois minha filha começava a chorar que não queria ir embora com ela, ou seja, queria ficar comigo, mas como era pequena, a mãe sempre fazia essa chantagem que iria levar a força. Hoje, minha esposa continua a mesma coisa e eu estou esperando minha filha completar 18 anos para tomar uma decisão!

  7. Nisso eu nem falo nada creio que o maior culpado nessa história somos nós os maridos que acostuma as nossas esposas errado sabemos que nem toda mulher é iguais mais uma coisa sei elas só da valor ao homem que as maltrata por isso amigos digo sofrimento na carne é remédio para o espírito abraços e saiba sou refém também de uma mulher que acha que só ela tem razão mais A melhor resposta é o desprezo para elas.

  8. É complicado, pois se os maridos agissem da mesma forma se configura como agressão e não sei a quem recorrer quando minha esposa resolve ficar agressiva.

  9. Voces sao e covardes .,suportar um casamento falido oir causa de filhos e desculpas e depois os filhos vao crescer em um ambiente desses.Pai e mae se suoortando.Ambiente sem amor vai gerar apenas desemquilibrio e mais nada.Pobres covardes.

    1. Não somos covardes, somos pais que amam seus filhos. Você sabe a dor que é ver sua filha chorando, não querendo que os pais se separem? Por isso, faço um esforço muito grande há 15 anos, somente para ter minha filha perto de mim!

  10. É difícil só vem a nosso reino , e nossa volta de nada .vc tem hora que tem que agir assim também tem gente que tem amor, carinho , compreensão e não saber da valor deixa ela na mão também aí ela vai sentir na pele

  11. Triste saber que tem vários na mesma situação que eu, só não divorcio por causa de meu filho, pois a ignorancia dela tambem é contra a criança, tem muitos comentarios chamando de bobo más quem tem filho sabe como é.

  12. No ano passado me separei da minha esposa e acabei voltando pela felicidade do nosso filho de quatro anos. Eu e ele somos muito amigos, brincamos bastante, nos amamos. Mas como ela não mudou o comportamento, sempre ciumenta e desconfiando que tenho outra mulher, me colocando para baixo e acusando de diversas coisas, estou me separando dela, consciente de que ficarei longe do meu filho, pois se ela já tenta me separar dele dentro de casa, imagina agora.

  13. Ola Amigos!
    Sinto-me plenamente identificado com suas vivenças, e gostaria de comentar as minhas
    Não sou profissional na área, por isto meus comentários apenas representam minhas ideias, opiniões e vivenças, e com isto quero dizer que nem acredito elas ser a verdade absoluta, nem a causa de nada, nem a solução de nada, apenas minhas opiniões.
    Estou com 54 anos, conheci minha atual esposa online ha 8 anos, sou estrangeiro, a primeira vez que viajei ate aqui foi apenas para conhece-la em pessoa e para sentir a relação ao vivo e não apenas online,
    Apos ficar uns dois meses de convívio com ela, e ser todo absolutamente maravilhoso, voltei a meu pais, com a intenção de levá-la comigo de volta. Os advogados entendidos nisto, me recomendaram casar com ela no Brasil e levar a papelada para assim fazer o pedido formal, visto, etc. coisa que não funcionou pela burocracia do Brasil, e para não me estender no relato deixo estes detalhes para uma outra conversa.
    O fato e que continuei morando no Brasil, e ate o momento do casamento foi todo realmente maravilhoso, sem absolutamente nada a reclamar. Mas o dia que que voltamos do cartório apos ter assinado a papelada do casamento eu senti no agir dela algo esquisito, algo que pensei ser meu próprio inconsciente me traindo, sento todo muito diferente do vivido ate o momento, e pensei: deixa assim, foi uma grande emoção que te deixou meio bobo.
    Porem os seguintes dias foram piorando.
    Dai ate agora nada melhorou, apenas piorou e muito quando tivemos nosso filho, ai sim tudo mudou radicalmente.
    Ele nasceu ha 5 anos, e hoje a situação e caótica
    No começo eu falei que sou estrangeiro, mas isto e porque eu num momento pensei que os problemas poderiam ser por causa de ter diferentes culturas ou vivenças, porem apos conhecer muitas outras pessoas brasileiras, elas são bacanas, e não com o jeito ruim da minha esposa.
    Quando eu conheci ela, era separada (nunca foi casada) com 3 filhos, e tinha entregado eles (os filhos), um para a avo paterna, outra para a avo materna e a outra para um casal amigo, isto por não conseguir sustentar a todos, o pai também não, então segundo ela, para os filhos não sofrer, enviou eles com pessoas que poderiam tomar conta.
    Ao outro dia que voltamos do cartório, que ainda estava planejando a lua de mel, dois dos três filhos foram devolvidos (teoricamente para conhecer o marido da mãe) e já estavam morando conosco,
    Eu notei que ela tratava eles com muita raiva, com desprezo, com autoridade policial, sei la como explicar, dum jeito muito ruim.
    Achei que isto seria por raiva de ter os filhos de volta no momento de começar a fazer nossa lua de mel, porem, eu também fui destratado por ela, e, com o passar do tempo , os filhos não voltaram apenas para me conhecer e sim para ficar conosco.
    Ela destratava muito os filhos, e destratava muito eu.
    A filha maior conheceu um rapaz, namorou e casou,
    Apos isto, minha esposa ficou gravida e tivemos nosso filhinho lindo e maravilhoso
    Foi só ele nascer para começar a viver um inferno,
    Ela se acha o governante universal, que todo pode, todo sabe, todo consegue e invencível, não tem respeito por nada nem por ninguém, não trabalha, não tem estudos, não tem charme, nem e feminina de jeito nenhum.
    Um dia ha dois anos ela começou a brigar com meu filho (neste momento ele tinha 3 anos) e começou a xingar ele, eu pedi por favor parar, e que descanse um pouco, ela continuou e começou a bater nele, quando eu vi isto, peguei ela pelos cabelos para afasta-la dele, e na hora ela ligou para a policia para falar que eu estava agredindo ela.
    A policia chegou, sorte minha que eles conseguiram enxergar a situação, porem ja tinham dado voz de prisão para mim.
    Fiquei muito constrangido, quase foi preso sem nunca na minha vida ter algo a ver com policia.
    Me preparei para ir embora e um mês depois fui mesmo
    Apos uns 20 dias ela se comunicou comigo para eu voltar, pois não estava dando conta,
    Eu voltei feliz de pensar que ia continuar estando com meu príncipe e que ela tinha mudado.
    Porem esto so durou um mês ou um pouco mais, e voltou a agredir com toda a força
    Voltei a ir embora, fiquei na casa de um amigo e voltou a pedir para eu voltar,
    Finalmente fui de volta para meu pais, e com muita dor deixei meu filho aqui, toda noite imaginava o quanto ele estava sofrendo com xingada, batida e desprezo da mãe, porem, não tinha outra saída, meu filho necessitava dela e já não tínhamos mais nada em comum
    Dois meses depois disto, voltou a pedir desculpas e meu gasto já tinha sido de mais indo e voltando e pegando trabalho começando de novo em outro lugar.
    Então, sinto mesmo que ha uma onda de mulheres deste tipo.
    Ate hoje estou morando com ela em outro quarto e meu flho durmindo comigo, o convivio e insuportavel, amo meu filho mais que a mim mesmo, porem, ja estou fugindo, encontrarei meu filho mais pra frente.

  14. Minha esposa e do mesmo jeito autoritária grita briga demais passo o dia trabalhando e ela não entende q chego cansado e fica se reclamando q tá cansada BBB e bababa por causa q cuida do menino o dia todo etc. eu falo q ela tem q cuidar mesmo pq quando ela abriu as pernas pra mim achou bom e outra quis ter o Filho e nem me comunicou – resumindo não aguento mais pessoal estou procurando um meio pra se sair

  15. Li atentamente o questionamento e a resposta bem como os comentários e digo o óbvio é uma situação muito complicada . Estou na mesma situação apesar de amar e querer continuar casada com minha esposa cada dia fica mais difícil e não vou repetir seu comportamento pq vcs já a descreveram exatamente como ela é. A questão, No meu caso, não é só os filhos , eu gosto dela como mulher porém seu comportamento de achar que é obrigada a colocar defeito em tudo e mandar em todos é insuportável.
    Amigos já tentei de tudo mas não obtive nenhum resultado.
    Desculpa sei que não ajudei em nada foi só desabado.

  16. A minha so nao chora, mais se faz de vitima e acha q acontece td so com ela, ta tenso msm, porem a minha começou a ficar assim depois q teve filho, isso a mais de 1 ano ja, amo meu filho, como q fica?!?!?!, talvez acredite q como n era tanto assim deste jeito, talvez possa mudar, dificil…
    Mais faço pelo meu filho.
    Ela é um amor quando esta bem as coisas, mais n posso dizer nd as vezes q leva td por mal.

  17. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk dou risada aqui , desafio qualquer um ai a ter uma esposa pior do que a minha , pior que a minha não existe , só não vou falar agora pq já são duas da manha e estou com preguiça de escrever

  18. Bom dia,
    Eu não sou especialista na área. Porém, sou mulher e me identifiquei com algumas características das suas respectivas mulheres. Não sou casada, mas namoro há 03 anos e, infelizmente, me identifico como “agressiva” (verbalmente). Minhas reações são bem mais amenas do que as das narrativas de vocês, mas fico realmente com muito medo de atingir esse nível. Eu faço terapia com uma psicóloga e tenho descoberto que isso tem muito a ver com a minha infância e educação. É necessário uma desconstrução. Primeiramente, eu aconselho os senhores indicarem um psicólogo às suas mulheres. Ou até mesmo terapia de casal. Acredito mesmo que poderá salvar seus casamentos e até fazer com que redescubram os sentimentos bons. Por segundo, aconselho, sinceramente, a não cederem os caprichos delas. A expressarem como se sentem, a serem incisivos em como esse comportamento afeta o casamento e, principalmente, o exemplo que está sendo dado aos filhos. Aprendam a dizer não. A dizer que não está certo. Afinal, neste caso, o certo é o certo. Elas estão erradas!

    Espero que as dicas ajudem e que vocês possam salvar, se assim for da vontade de cada um, o casamento. Deus abençoe.

    1. Sinto-me assim também. Busquei terapia, mas uma avalanche de sentimentos ruins me dominaram. Fico agindo de forma bruta e estúpida. Fico irritada com meus filhos e muito mais com meu marido. É angustiante. Já tentei me matar. Parece covardia, mas penso que se eu sair da vida deles, eles ficarão melhor. Não queria ser assim, mas é mais forte. Estou escrevendo aqui e lembrando das grosserias. Isso machuca muito. Ninguém merece ser maltratado. Tenho vergonha e ódio de mim. Mas também estou sobrecarregada. Faço mestrado e a cobrança é uma loucura. A sensaçao é de que estou perdendo a razão. Fui diagnosticada com depressão. Tomo medicaçao. Parei porque não queria ficar dependente. Parece que não tem jeito. Prefiro me entupir de remedio. Quero tirar isso de mim, mas não sei se consigo. Por vezes volta a ideia de suicidio. Mas ainda não tive coragem. O pior é vingir todos os dias ser uma pessoa alto astral, sorrir, parecer super do bem…mas a meus filhos e marido conhecem e convivem com a pior parte. Enfim, cansada de mim.

  19. Infelizmente ja nao aguento mais, passei por tudo que um homem pode passar com uma mulher, me sentia sozinho nessa ate ler esse artigo e ver todoa esses relatos, minha mulher e tudo isso e mais um pouco,cheguei a um nivel que jamais imaginei chegar, perdi minha alta estima e tenho uma filha de dois anos, tentei de tudo e quando tentei procurar ajuda profissional ela me enrolou de todas as formas para nao ir.Nao tem mais como e por mais que eu goste ja nao consigo por ter sifrido tanto.

  20. Boa noite , meu nome é carina, meu esposo e muito ignorante não de brigar faz pior , ele fica sem falar comigo,nem boa noite, fica com.raiva de tudo.
    A dois anos atrás eu me separei , e voltei ano passado .
    Pelo histórico que ouve da família, eu apanhou muito quando criança , não teve infância , teve que ajudar a mãe cuidar dos irmos, uma pessoa que tem várias qualidades , mas esse defeito muito difícil não irei aguentar.

  21. Também estou passando por uma situação semelhante. Vivo com uma mulher muito agressiva. Cansei de discutir por besteiras. Já fui xingado e humilhado. Chegou a dizer que não me ama mais, depois voltou atrás. Estou decidido a terminar com ela. Todo mundo tem defeitos, mas quando o defeito chega a um ponto, insustentável, não tem como continuar. Ela se vitimiza, se faz de coitadinha. Mesmo estando errada, não assume a culpa. Sempre tenho que ter uma dose de culpa na história para justificar suas ações insanas. Não sou o mais calmo do mundo, mas ela explode e a ignorância vem à tona. Só vejo o término como solução…

  22. Eu tenho 21 anos , sou casada a 7 meses é meu primeiro marido e as coisas tem fugido do controle sou uma pessoa extremamente agressiva , me vitimizo,mimada e grossa eu trato meu marido mal e hoje que caiu a ficha pois estou quase perdendo ele brigamos por besteira e eu já cheguei o agredir algumas vezes sei que não justifica mais sofri abusos psicológicos , físicos e emocionais na infância , apanhava muito da minha mãe também , sofri preconceito por ser negra entre outros inúmeros fatores tenho a auto estima baixa já tentei mudar mas não tenho forças fico mal por tá fazendo o homem que eu amo sofrer não consigo me separar mas se eu continuar assim vai ser melhor deixa lo livre ou ele vai acabar se cansando mas eu infelizmente não tenho dinheiro pra procurar ajuda médica , estou desesperada .

  23. Vixe o cara falou da minha vida, kkkkkkk. A minha esposa é do mesmo jeito, fora que ainda tem TOC de limpeza, pensa na minha sofrência. Nem sei mais o que fazer. Infelizmente estou pensando em dar outro rumo na minha vida, pois está insuportável a situação.

  24. Estou casado a dois anos. Ganho muito, mas muito mais que ela, e arco com as contas. Ajuda na limpeza da casa. Quando ela chega já esta a louça lavada e a cozinha limpa. Viajamos bastante, saímos todo fim de semana passear: cinema, lanchonete e shopping… ontem fomos no cinema, numa segunda-feira, peguei ela na saída do trabalho. Quando chegou em casa a primeira coisa que me falou foi porque não pus a roupa no varal e não limpei a cozinha ( detalhe, tinha só 3 copos e um prato na pia pra lavar). Que só presto pra fazer bagunça… pensei comigo, levei ela pro cinema e vou ficar sem almoço pra amanhã, porque ela não fez a janta ( vou almoçar num restaurante) e não presto pra nada. Marca coisa com os outros e não me consulta. Tem horas que tenho dó dela, teve uma infância bem problemática, mas já estou vendo uma casa de aluguel e em breve vou embora. Ainda não a comuniquei. Ela que ache seu caminho sozinha. Graças a Deus não tenho filho ainda e casei com um regime de bens que não terei de dividir nada. Sou 3 anos mais novo que ela e esta cheio de garotas dando mole, num da pra ficar nessa sofrência não.

    1. Anônimo, busque sua felicidade e não sinta culpa por isso, independente se alguém vá sofrer por conta disso. Cada pessoa tem que se sentir feliz, e viver oprimido não dá. Eu me separei porque minha ex-esposa é muito ciumenta e insegura. Toda hora arrumava um pretexto para me julgar, inventar coisas que só existiam na cabeça dela. Eu também era dedicado, deixei de fazer muitas coisas, como por exemplo pedalar que é algo que gosto e faz muito bem para minha saúde. Ela não gostava muito e me impedia. Conclusão: eu cheguei a quase 100 kg. Hoje estou com 89 kg, corro, caminho e pedalo, e sou um homem mais feliz e leve do que quando estava casado. Sei dos traumas dela (da minha ex) de infância, o que ela passou… porém não sou culpado disso. Ela podia mudar e não quis. Vá em frente em busca da sua felicidade. Espero que com isso sua esposa, ou futura ex-esposa, também encontre a felicidade dela. Boa sorte.

  25. Amigo, infelizmente não há esperanças pra mulheres rixosas, pode ter uma ou outra raridade que melhoram, mais no geral não há esperanças, mais ainda há tempo de cair fora e procurar ser feliz com as outras 3 bilhões de mulheres pelo mundo, tem muita mulher agradável por ai, e pouco homem bom e legal, consegue ver um oceano de vantagens? Embarque-se!

  26. Doutor e se esse tipo de mulher for eu … Me sinto horrivel por ser assim , mais tudo me irrita por mais q seja uma coisa nd aver sabe , acabo sempre me exaltando e gritando com meu esposo , ñ sei oq fazer … preciso de ajuda

  27. Passo pelo mesmo problema. Uma vez perguntei a ela se ela nao achava estranho um casal sempre brigar porque sempre ela reclama de mim. Isso nao rh normal. Eu acalmo ela e depois fico morrendo de raiva. Tenho dó pois ela cresceu em um ambiente de myita briga. Só nao separo agora para meu filho nao pagar o preço

  28. Amigos tenho 22 anos,comecei a namorar com 20, no começo ia tudo bem, depois minha namorada veio morar comigo na cada dos meus pais, ela começou a ficar agressiva com o tempo é muito mandona, desconfiava de mim 24 horas por dia, quando eu comprei o carro que eu queria ela ameaçou terminar comigo, pq segundo ela as garotas iam dar mole para mim, vive me colocando para baixo, sempre sou eu que pago as contas, banco nossas saídas ao cinema roupas dela, e tal..estou ficando endividado por conta dela, ela disse que obrigação minha bancar ela.não quer me ajudar em nada…hoje 06/05/18 ela quebrou minhas coisas no.quarto rasgou minhas roupas é disse que eu estava traindo ela, foi para casa da mãe…amigos sei que sou novo é inexperiente mais preciso muito da ajuda de vocês

  29. Boa noite! Você já buscou ajuda profissional sua esposa precisa com urgência ajuda psiquiátrica.
    Pense com carinho muitas mulheres são doentes traumatizadas por agressão violencia por vários outros motivos,ela precisa se tratar você vai ver como o casamento de vocês vai melhorar e vão se felizes,e busca em Deus a parte espiritual também é muito importante. Desejo saúde paz.

  30. Eu sou bastante calma e calado e minha mulher também é muito falado na na dela mais ela nunca se importa comigo vive pondo senha nos celular e escondendo e é a segunda vês que eu consegui deixar ela com raiva ela tentou me esfaquiar da primeira vez fui Pará no ospital com fratura na coluna dessa da última vez escapei por pouco pq consegui fugir ela fica totalmente possuída grita alto e nsirte em cometer o crime atualmente estou separado por medo de voltar para casa o que devo fazer ?

  31. Tenho pânico de mim, estou me transformando em uma pessoa dessas, não era assim! Meu marido mente descaradamente por tudo, sempre com a desculpa de que eu ficaria nervosa se souber que ele estava em um bar bacana, ou em uma festa com amigos e amigas, porém nunca fui controladora, até mesmo pq trabalho todos os dias e sábados, onde ele marca suas saídas na sexta e sábado, me transformei devido às mentiras dele! Não confio mais, uma vez brigamos e ele foi para festa e outra noite chegou às 5:00 da manhã e eu com bebê novinho, briguei com ele e ele foi pra praia fazer bate e volta!
    Entenderam!? Como ficar calma nessas situações, estou perdendo meu brilho e vontade de ser feliz com ele!

  32. Me sinto na situação de todos, como se tivesse vivendo tudo junto, comecei um relacionamento com muito carinho e respeito, ele não trabalha, vive de pequenos eventos em bares, eu tenho estabilidade financeira, compro roupas melhores para ele, pago as contas de passeio, vivo em emprestando dinheiro. Porém sou muito agitada, tenho três negócios q preciso dar atenção e ele fica tempo todo me fiscalizando, está atrapalhando meus negócios, com isso fico extremamente irritada e grossa com ele, não consigo ir ao banco sozinha, até dormir ele quer estar junto, ontem brigamos e pedi pra me deixar em casa, ele escondeu meu celular, então puxei o cordão de ouro q presenteie ele, 3 mil reais, pra ele me devolver o telefone, ele avançou na minha mão e disse ser dele. Sua atitude fez parecer q está comigo só por interesse, disse que foi presente e não ia me devolver, nem queria, só quis meu telefone é ir embora. To me sentindo péssima. Além de tudo, não durmo dois minutos na cama
    O q faç

  33. Passo por isso no meu casamento,sou casado a 6 anos,minha mulher sempre foi autoritária,sempre é ela que ta com a razão,ela quer decidir tudo e eu não aceito,então brigamos,qualquer coisa que eu faço ou falo a irrita,posso nem brincar com alguma coisa,ela grita,reclama da coisas que faço e que não faço.Só ainda estou com ela por causa da minha filha p não ser criada com pais separados.Eu lavo prato,roupa,varro casa,cozinho,faço tudo em casa,mas ela é sempre ignorante.Ela quando discute lembra de coisas passadas que eu fiz que segundo ela foi errado,fica remoendo,é horrível,passado é passado,não sou feliz e acho que nunca fui nesse casamento.

  34. Vejo os comentários parece o reflexo de minha vida
    Mas família filhos quando são amados percebem e se alia a quem está sofrendo injustiça .
    O pisicologo é uma grande alternativa Jesus para quem crê abre portas e soluções estou nesta a 20 anos tenho um filho maravilhoso e inteligente mesmo nascido surdo percebe onde está errado hoje sua mãe surtou eu prefiro me calar não porque consinto mas para não acalorar mais a situação meu filho de 10 anos perguntou o que estava ocorrendo disse que ela estava apenas nervosa e cansada mas ele não se deu por convencido desenhou Jesus sobre as nuvens ela com, semblante nervosa e ele e eu tristes no céu desenhou nos três de mãos dadas,e felizes tento não passar coisas negativa s para meu filho mas está crescendo e cada vez mais esperto passo sobre a fé que deve a Jesus aprender perdoar sua mãe não coloco ela de frente com ela e creio que a justiça de Jesus permanecerá
    Não julgo os pecados dela também estou procurando a sabedoria divina não creio que isso seja somente para este mundo terreno o melhor está por vir espero que ela como todas as outras citadas neste blog alcancem essa graça por que o melhor ainda está por vir “nossa eternidade com Jesus”
    Obrigado a todos e não percam a fé
    Jesus sofreu muito mais é nunca negou a seu pai simplesmente para salvar nossos pecados na cruz
    Não vamos desapontalo sabendo que nossos problemas eram infinitamente menores que os dele
    É ele não desistiu e não desiste de nós
    O adversário ou diabo ataca mais as famílias para ele é um trunfo destruir o que Jesus uniu
    Orem em silêncio em paz apenas o pai nosso é oração que Jesus ensinou de manhã agradeça a noite por tudo não importa o quão foi tribulado
    É leiam a bíblia não importa se você é católico ou evangélico Jesus atenderá você conforme seu coração e não religião
    O mundo se abrirá com novos horizontes Jesus não visa relacionamento apenas com a família mas com todos que estão a sua volta ame perdoe e seja abençoado em nome do senhor Jesus
    Amém

  35. Parecido com meu caso, tenho 28 anos, minha esposa tem 30, somos casados a 10 anos e tenho um filho com ela … Ela sempre foi muito vulgar e desrespeitosa …. Mais, como eu sempre lutei pra ta perto do meu filho eu vou aturando … Com esses passar do tempo e as coisas ficando cada vez mais complicado, vejo que nao irei suporta por muito tempo …. Sao muitos maltratos, chingamentos, briga, por tudo e ainda e uma pessoa super egocentrica … Nunca trabalhou e nao trabalha ate hj . Enfim !!!
    Vejo, muitas pessoas julgando certas atitudes dos homens que aturam por filhos e tals .
    Acho o seguinte …
    Quando o homem e serio quer levar uma vida bacana ao lado de sua esposa e filhos, a mulher rejeita … Agora quando o homem e canalha faz filho, e mete o pe… Esse sim presta !…
    Em minha op! casamento hj em dia, ta muito complexo, mulheres pensam que homem e maquina de dinheiro ou banco para ta investindo nelas… Ou ate mesmo, acha que filho e aposentadoria vitalicio . eu aturo sim , a 10 anos por causa do meu filho, mais to vendo que ja deu … O tempo esgoto, se for pra mim viver uma vida humilhante com minha esposa … Prefiro viver sozinho…. So assim nao bancarei ninguem dando do bom e do melhor, pra pessoa se virar contra e dizer varias baboseiras …Mulheres groseiras, egocentrica, brigonas e de mal carater .. Merecem viver suas vidas sozinhas .

  36. Fui casado por 25 anos ,por bastante o entendimento ficou cada vez mais distante ,ela passou a beber com frequência ,me ofender e eventualmente me agredia sem gravidade,sem me machucar fisicamente.O machucado foi emocional .
    Cansei ,esperei os filhos adquirem maioridade e separamos.
    A vida é uma só ,todo mundo precisa de alegria e felicidade .
    Amar alguém , a gente aprende .
    Se tá ruim ,se liga e muda .

  37. Olá. Sou novo aqui. Tenho 21 anos e tenho 1 filho com minha mulher de 17, não sou casado mas moramos juntos. Ela vive brigando comigo , grita, faz escândalos dentro de casa. Vive chorando na falsidade, e quando fico nervoso saio de perto pois não gosto de ficar discutindo, eu zango com ela pois ela é muito preguiçosa, ela se acha certa mesmo quando 90% dos casos ela está totalmente errada. Eu não aguento mais. Quero terminar ,mas não faço isso por causa do meu filho , tenho medo de perder ele e pois ela pode colocar na cabeça dele que eu abandonei eles. O que devo fazer?

  38. Tenho 47 anos, 25 de casado, tenho uma filha com 10 anos , vivo mais ou menos um caso parecido com minha esposa, nervosa,mandona, gosta de humilhar usando de agressão psicológicas. Minha opinião que agente fica preso no relacionamento porque ama a outra pessoa, mas acho que principalmente os mais jovens deve dar um basta viver a vida sem a outra pessoa. Dizem que acabamos nos tornando aquilo que as pessoas taxam a gente, então devemos viver com pessoas que levatem a nossa estima é não denigrem. Saiam enguanto é tempo depois vamos envelhecendo vc não tem pique e nem coragem para começar do zero. Relacionamentos tem ter respeito em primeiro lugar.

  39. Eu passo a mesma situação do primeiro caso minha mulher é do mesmo jeito ingnorante brigona manipuladora e fala pra mim direto que não gosta de mim eu a trato sempre bem e a amo oque devo fazer e ainda também gosta de controlar tudo e é egoísta o que devo fazer sofro muito com essa mulher e ela olha meu celular e não deixa eu ver o celular dela

  40. É incrível como tem muitos homens nessa mesma situação. Tenho 19 anos, e namoro há 1 ano, e penso em me casar com minha namorada daqui a alguns anos. Como um dos comentários acima, eu acreditei até hoje (porque depois de ler tantos comentários nessa situação, eu desacreditei) que, depois do casamento ela irá mudar. Não vou desistir agora. Vou procurar ajuda profissional e fazer o que posso para reverter o quadro. Como eu disse antes, não vou desistir AGORA. Todavia, se a situação não se resolver, infelizmente vou terminar o namoro. Será um BAQUE muito grande para nós, pois, apesar de nos gostarmos muito, a nossa fé (somos cristãos) nos aproxima e estamos planejando há algum tempo nossa vida financeira.

  41. Infelizmente passei por isso e esse ano divorciei, quando a mulher está assim abre o olho pois ela não quer mais e não tem coragem de terminar e tenta infernizar,pelo menos foi o que houve comigo eu aguentei e ela acabou terminando ou seja parecia que ela queria jogar o término pra mim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.