A autofagia histórica do STF atinge seu nível mais elevado. Isso é preocupante

O processo de destruição da Suprema Corte vem de longe, e a responsabilidade é exclusiva dos seus ministros

Que triste (Foto: Google Images/sem autor)

O Supremo Tribunal Federal (STF) é uma instituição secular e data do período imediatamente posterior à proclamação da República.

Sua história não é das mais valorosas. Ao contrário. Nos seus 130 anos de vida, aquiesceu por diversas vezes com arbitrariedades, inconstitucionalidades e golpes os mais diversos, contra a sociedade e si mesmo.

Palco de toda sorte de juristas, dos mais brilhantes aos mais medíocres (e a atual formação não me deixa mentir), a Suprema Corte sempre foi decisiva em momentos históricos. Infelizmente, pendeu mais para o mal que para o bem.

Nos últimos anos, contudo, por culpa própria, a Instituição perdeu ainda mais valor, prestígio e respeito.

A sociedade, hoje, enxerga o Tribunal como um amontoado de semideuses, representantes deste ou daquele grupo político (grupos tidos como verdadeiras quadrilhas), corporativistas interessados em altos salários e benesses infinitas, e até trampolim para negócios privados, como bancas paralelas de advocacia e institutos de ensino.

Para piorar o quadro, a Corte vem imiscuindo-se sobremaneira em funções legislativas, ainda que pela omissão do Congresso, criando ou modificando leis ao bel-prazer, como se eleita fosse para tanto. Ora, a função de legislar é — ou deveria ser — exclusiva do Poder Legislativo.

Seguindo em frente, ofensas e acusações seríssimas entre seus membros são quase cotidianas. A falta de respeito e decoro, que tratam-se os ministros, uns aos outros, contamina negativamente o conjunto da sociedade, e abre as portas para que cidadãos comuns e parte da imprensa os tratem de forma semelhante, apenas reverberando o que escutam de si mesmos.

Por que Gilmar Mendes mereceria de mim, que não lhe conheço, melhor consideração que a lhe destinada por seu colega Barroso? “Você é uma pessoa horrível, uma mistura do mal com atraso e pitadas de psicopatia”.

Por que eu deveria ter pelo atual presidente, Ministro Dias Toffoli, uma impressão melhor? Seu currículo e passado, a meu ver, não o dignificam. E agora, sabedores que somos do seu codinome nos porões da Odebrecht, “amigo do amigo de meu pai”, piorou.

E que se note: isso é um sentimento meu e de milhares, quiçá milhões de brasileiros. Um sentimento legítimo, sem qualquer juízo de valor ou acusação.

Não é a imprensa, a população ou grupos organizados, por interesses escusos, que estão manchando a reputação do STF. É sua própria história e conduta dos seus quadros, que estão.

Já ouvíamos de nossos avós: “Quem quer respeito tem de ser dar o respeito”.

Leia mais.

19 comentários em “A autofagia histórica do STF atinge seu nível mais elevado. Isso é preocupante

  1. Olá Inundado, agora sim, chegastes ao óbvio e ululante. O STF esta onde sempre esteve e tal e qual outras “instituições” não tem o respeito do povo nem atua em seu nome nem para o seu bem, pois, atua unicamente ao serviço da elitizinha rapinosa extrativista e predadora enquanto que o povo, mais de 85% da população fica à margem. Quem ha de negar? E por haveria de ser diferente? Fica experto. Bos semana.

    1. A “elite rapinosa” que eu conheço é aquela que, sob o comando do Lulinha- Amor- Pelas- Propinas, promoveu o maior saque aos cofres públicos já visto na história de qualquer país!
      Essa mesma que afundou o Brasil numa profunda recessão econômica, social, administrativa, política e moral. Essa mesma que, organizada num Quadrilhão formado pelos maiores corruptos de nossa política e de nosso empresariado, quase levou a Petrobras à falência.Essa mesma ORCRIM cujos mandantes pretendiam, pela rapinagem extrativista de órgãos e empresas públicas, financiar a expansão e perpetuação de ditaduras comuno-bolivarianas no Brasil e em outras repúblicas de bananas, além do enriquecimento da “nomenklatura” lulopetista.
      Não conseguiram seu intento, mas deixaram um rastro de destruição que vai custar alguns anos ainda de sacrifícios para o País retornar ao caminho do séc XXI,

      1. Robes,
        Falar em elite rapinosa do PT, só a da raça Haddad, instalou dois radares novos por dia em São Paulo no ano de 2016.
        Foi a maior indústria de multas de transito na história do país, parece que está sendo desmontada na gestão atual.
        A indústria de multas, improdutiva e com destino incerto não sabido, foi obra de arte petista e espalhou-se por todas as cidades da Grande São Paulo que elegeram prefeitos do partido.
        Uma faixa na cidade que surgiu essa prática rapinosa dizia: “Visite Santo André e ganhe uma multa”, em protesto contra os radares fíxos e móveis instaladas pelos “multadores ambulantes” do partido.
        Mas, a partir do exemplo (jogada de mestre) dado pelo Bolsonaro de não renovar contratos de radares, em vários pontos de SP já é possível ver batedores de carteira eletrônicos sendo desativados. Pelo jeito, logo a Máfia do Radar ficará desempregada na Capital e o povo deixará de ser roubado por esses meliantes safados que destruíram nossas economias.

    2. Nem os ministros apontados pela Divindade prestam? xii…. A canoa tá fazendo água.. Uma instituição que tem como presidente um ex-advogado de um partido que não teve a competência
      de passar em um concurso de juiz, não pode ser levada a sério. Um órgão onde um ministro é padrinho de casamento de um réu e concede 3 alvarás de solturas para o mesmo…
      Enfim, Cidra tem razão, ao dizer que atuam a serviço de poucos. A Elite a qual se refere são os partidos dos ex-presidentes. Tucanos, Petistas, Mdbistas, vigaristas….
      Mas uma hora a conta chega. Vide os ex-presidentes que foram presos. A hora do Áecio vai chegar. A hora do Pimentel vai chegar. E a hora do STF vai chegar. E a MERDA vai voar longe.

    3. Você aprendeu com os petralhas?
      Você fala em elites sem dar nomes aos bois. Que elites? A elite política da qual faz parte o Lula? A elite jurídica da qual faz parte os prepostos do PT? A elite econômica da qual faz parte a Odebrecht?
      Há diversas elites no Brasil. Falar das elites desse jeito dá a impressão que as elites são entidades surreais, não existindo objetivamente. Por muitas vezes assisti os petralhas falando em elites, genericamente, demonstrando insegurança, talvez por lhe ocorrerem que falavam de si mesmos. Assim, falavam em elites e olhavam de lado como se verificassem se alguém percebia a incoerência. E por falar em elite extrativista: ambas são extrativistas.

    4. Essa elitizinha rapinosa extrativista e predadora? Quem forma essa elite são as elites econômica, política e jurídica ? O chefe de quadrilha, corrupto ativo e corrupto passivo, Lula, é da elite política ou ele foi um fantoche da verdadeira elite política? o PT foi protagonista durante treze anos por que a verdadeira elite política do país permitiu?

      1. Mauro, repare, não ha que pisar em ossos de borboletas, é tão claro. Logo aqui em baixo publiquei ontem algumas linhas para ajudar na identificação do que seja a elitizinha rapinosa, entreguista, extrativista e predadora. Se quiseres fazer a gentileza de ir lá le-las….
        O poder é uno, com o perdão do pleonasmo, é um só e sua principal base é a economia. Política e sistema judicial estão ao seu serviço. (Assim, exemplificativamente, nos EUA setenta por cento da riqueza esta em mãos de 1% da população e, sendo o pais onde ha mais advogados, esses em sua maioria se ocupam em defender os um 1%. Começa fazer sentido para você? Agora imagina no Brasil onde a concentração de renda é ainda mais acentuada e perversa).
        Lulinha Paz e Amor nordestino, criado sem pai, pele não branca é um sob vários aspectos um FENOMENO. Mas desengadamente não faz parte da elite. A elite não trata um dos seus invadindo sua casa logo cedinho, revirando colchões e impondo o vexame (claro que quebrou a cara nesse episódio, pois dali não emergiu prova NENHUMA).
        Assim, essa elitizinha, a canalhinha, como dizia Darcy Ribeiro, se especializa em ofender ao povo. Foi daí que quando os filhos da negrada começou a ascender socialmente sacaram um movimento que começou a bater panela (aliás, cadê elas heim?) e a falar o binômio – e não sai disso) corrupção e cadeia, para com isso inviabilizar a eleição avassaladora de Lulinha e, veja que mesmo com um candidato lançado em cima da hora ainda foram 47 milhões de fotos – algo diametralmente do candidato do psdb que foi ao Irajá – e, sempre que for necessário utiliza qualquer artifício ao qual tem a aderência dos magistrados (filhos da classe média, se é que em Pindorama ha classe média, que vai como lacaios servir à elitizinha de cinco séculos.
        Getúlio pensava o Brasil, botou o país num rumo de soberania e melhoria do povo; JK um entusiasta também fez pelo povo do Florão da América; mesmo o fazendeirão Jango e agora o CAMPEÃO de votos muito fez por esse povo. Claro que muito mais poderia e devia ter sido feito, mas infelizmente muitos erros foram cometidos e a oportunidade foi, em parte desperdiçada, mas, para não variar, veja o que vem acontecendo com todos os governantes que pensa e atua em prol da coletividade. É o samba de uma nota só: perseguição, desestabilização, golpe e mistificação.

  2. Inundado, e outros prováveis incautos, observem exemplos do atuar da nefasta elitizinha: Considere pequeno trecho de Pindorama. Em MG o Estado criou a Vale do Rio Doce que durante décadas era extrativista (deveria ter sido criadas outras Usiminas e CSN), mas ao menos respeitava as pessoas e não arrebentavam barragens. Depois que a Maria Antonieta Tropical, mas conhecido como FHC ENTREGOU de bandeja, os gringos lá de longe, para aumentar o lucro (claro que eles não se importam com quem esteja a jusante) deixaram de fazer o básico e quanta gente morre…. (Extrativismo e predação)
    Em SP o Estado montou a Embraer. Com muito esforço ela se tornou uma joia, uma cereja, sendo top e elevando o nome do país, criando renda e os bons resultados que derivam disso. Agora ela esta sendo ENTREGUE. Com isso acabará a rede de fornecedores; ocorrerá a transferência do laboratório para longe (onde estão os melhores salários); depois outros setores serão transferidos para ao final restar aqui como campo de treino e de manutenção. (Predação maiúscula).
    Paulo Guedes quer acabar com a Previdência Social e criar um mercado para seu patrões banqueiros. É que uma menor parcela dos brasileiros – mas, de toda sorte correrão milhões de reais) irão levar seu dinheiro para os banqueiros como forma de se preparar para a velhice, então os banqueiros pegarão esse dinheiro suado e emprestará a juros exorbitantes para outra parcela da população. (Entreguismo e predação)
    Tudo tão claro como um lago de água cristalina, diria Alexander Largo.

    1. Ai ai…
      A privatização é culpa dos desastres ambientais… Cidra, meu amigo, aqui neste fórum ( salvo alguns imbecis como PTERSSS ) seu discurso populista não cola. Aqui vejo pessoas estudadas e interessadas no crescimento do Brasil. Falar mal de privatização, FMI, Rede Globo, é um truque barato quando um comunista fica sem assunto. O governo é sócio da Vale sabia? E com um % muito alto. O que vc nao diz aí neste seu discursinho é qual o ganho que a Vale teve sendo privatizada. Veja o aeroporto … como mudou. Veja o simples fato de vc ter um telefone celular, ter um telefone em casa… Vc se lembra de como era antes da quebra do monopólio? TElefone era coisa de rico. Rapinosos… Faça-me rir…

      1. Olá Guimarães, então a Vale além de matar às centenas (e mandar o LUCRO para além mar, você conhece quem embolsa o tutu?) faz melhorias em aeroporto e incrementa a telefonia? Que coisa espantosa! A vale? Não, o modo de pensar de Guimarães!
        Com a entrega das teles houve reajustes de tarifas na estratosfera, mas isso não livrou a OI de estar quebrada. A melhoria do sistema de telefone se deu pelo ganho da tecnologia. Acorda para vida, cavalheiro!

    2. Segundo os jornalistas Carlos Alberto Montagner, Cubano; Plinio Apuleyo Mendoza, Colombiano; Alvaro vargas Llosa, Peruano___ estes, profundos conhecedores da história da região, escritores do livro “O manual do Perfeito Idiota Latino Americano”, esse discurso segundo o qual os USA são os responsáveis por quase todas as mazelas sociais da América Latina está ultrapassado, parecendo a ambos que isso seria transferir responsabilidades, seria um discurso demagógico, ignorante e desonesto dos ditos políticos de esquerda.
      Você mencionou, Getúlio Vargas, golpista por duas vezes. Talvez o presidente do Brasil com o maior número de esqueletos no armário, tendo sido ditador por quinze anos.
      João Goulart era um grande pecuarista e latifundiário e muita gente acredita, hoje em dia, que ele teria sido um ótimo presidente, faria a reforma agrária. Ele começaria a reforma agrária por onde, pelas propriedades dele? E começando por elas, suas propriedades teriam o mesmo valor das demais em caso de desapropriações?
      O Darcy Ribeiro, no livro ensaios insólitos, edição mais antiga, escreveu um ensaio “insólito” sobre João Goulart, o chamando de meu amigo, João Goulart, onde ele diz que ele não governaria o Brasil conforme o discurso que fizera no Rio.
      Eu constato é que o pobre é tão infeliz que invariavelmente o pessoal que se apresenta para defendê-lo é burguês, havendo raríssimas exceções. corrompíveis no final. Geralmente filhinhos de papai que usa esses “excluídos” como escada.

  3. “Toffoli e Moraes deveriam renunciar não só ao inquérito como aos próprios cargos. Certamente não farão isso, mas serão apenas mais dois fantasmas numa cidade onde já circulam tantos outros. Unidos podem tentar transformar o país num grande fantasma do passado, um lugar das carteiradas, do sabe com quem está falando, do prendo e mando prender, do comigo ninguém pode, do cala a boca que sou autoridade.”

    (Fernando Gabeira)

  4. Ricardo, concordo 110% com o que você disse. Mas o triste é: nada vai mudar, poi sendo realista, os tais semideuses (e outros, como políticos em geral, p.ex., sem falar em membros do executivo) tão pouco se f..dendo para o que a população pensa ou quer. E isso não vai mudar, porque o brasileiro é acomodado/desinformado. E eles sabem disso.

    Pergunte aos seus conhecidos em quem eles votaram para vereador, deputado ou senador nas últimas eleições. Agora pergunte se o time dele ganhou no último final de semana. Ele vai te falar até a escalação. Nada contra o esporte, mas apenas para exemplificar o senso de prioridade do brasileiro médio.

    panem et circenses…

  5. Ricardo,

    Respeito é reciprocidade.
    É “dá lá, toma cá”.
    A vida é uma etorna agricultura, que nos dahá os
    frutos das respectivas sementes plantadas.

    Abraços, amigo.

  6. – Toffoli, você é um incapaz! Não tem, sequer, a garra de estudar para ser aprovado em um certame. Ocupas o cargo entrando pela porta dos fundos. Tornou-se algo de que foi considerado incapaz quando fora testado. Não achas estranho isso? Foi preciso tornar-te menino de recados do marginal José Dirceu para ser alguém na vida, seu incapaz!

    – Moraes, você é um serviçal daquele que foi considerado incapaz para ser Juiz! Você, Moraes, aceitou fazer o papel de Juiz bisbilhoteiro, um juiz que fica nas redes sociais à procura de criticas ao STF. Você aceitou uma função menor, pequena, rasteira, não condizente com a grandeza do cargo que ocupas. Aceitou ser um serviçal cumpridor de ordens de um incapaz! Para sempre serás lembrado como “juiz das redes sociais” ou “juiz whatsapp”. Quanta desmoralização!

  7. Pois é. Dessa vez não foi a casa, e sim a Corte que Caiu

    O primeiro sinal de que o STF não presta para mais nada em seu papel de corte maior, foi quando um juiz de primeira instância criou a Lava Jato e pegou parte deles de toga curta.

    Incrédulos diante do mata leão jurídico, por mais que os acusados esperneassem e recorressem a eles, mais embaraçados ficavam por faltar normas legais para se contraporem ao Moro.

    Diante disso, só restou as esses togas curtas e advogados de defesa tentarem politizar as prisões, questionarem atos processuais, usarem toda linha de recursos e agravos disponíveis a cada ato judicial praticado, requerer foro privilegiado, fatiar delitos e leva-los a outras instâncias superiores e colaterais, despenalizarem o roubo via caixa dois e transforma-los em recursos eleitoreiros não contabilizados.
    Mas, não teve jeito: A Corte Caiu!

  8. OLHA A FERRADA QUE O PRESIDENTE DO STJ DEU NA DEFESA DO REI DAS PROPINAS
    (publicado pelo O Antagonista):
    “O presidente do STJ, João Otávio de Noronha, rebateu as críticas que a defesa de Lula fez por não ter sido notificada do julgamento de hoje.

    “Todos os dias os processos de agravo interno são julgados assim. Pode ser levado até na hora”, disse o ministro em Lisboa – onde participa do evento do IDP.
    Para o presidente do STJ, Lula não deve ter tratamento diferenciado.

    “O recorrente é um cidadão como qualquer outro que está cumprindo pena. Nada de incomum. Nós não julgamos processos carimbado, julgamos processo onde todo cidadão é tratado igualmente”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.