Skip to main content
 -
Ricardo Kertzman nasceu em 1967. Um homem inquieto, irrequieto e inundado de sentimentos.

Cada macaco no seu galho. Ou: quando o tamanho importa

Geddel Vieira Lima mantinha um apartamento apenas para guardar parte do dinheiro que roubou. Imaginem o que outros “maiores” não possuem

É coisa da galega!

Um bagrinho. Ou melhor, um bagre médio. Geddel jamais foi um ladrão de primeira grandeza. Jamais chegou perto de um Renan Calheiros, por exemplo. Conseguiu certa ascensão agora, durante o mandato do amigão Temer. Não que fosse monge, claro. Mas como eu disse, nunca foi assim uma Brastemp, digo, um Lula.

Por falar nele, no multiprocessado e já condenado a nove anos de cadeia, uma coisa ficou bem clara neste último episódio de “pornocorrupção” explícita: se um bagrinho precisava de um apartamento, é claro que o Capo precisava de um tripéc, né? Ou melhor, um tríplex, um sítio e uma cobertura vizinha. Imaginem o que o ladrão-mor da nação não precisa guardar? Sem falar em Cuba, Venezuela, Angola, Bolívia e tantos outros cofres seguros mundo afora.

É incrível, mas tente você aí, leitor amigo, sacar R$ 10 mil num banco qualquer. Ou tente transferir, sei lá, R$ 50 mil, de uma conta sua para alguém ou uma empresa. Pense num emaranhado de assinaturas, formulários e autorizações. Se for em espécie, então, esqueça, mané! Vai levar uma semana apenas implorando ao gerente do banco. Mas sabem como é, né? Se for do meio ou tiver os cumpanheiro certo, bingo! É mamão com açúcar. Ou Dilma “Criminosa Fiscal” Rousseff, a doidivanas tresloucada do Planalto, não conseguiu sua aposentadoria em três minutos e meio, numa agência da Caixa?

“Quem tem padrinho não morre pagão”, reza o ditado popular. Pois é. Quem tem Janot também não. E quem tem Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes idem. Geddel, o homem dos 52 milhão (como essa gente gosta de falar) sabe muito bem disso. Bastou um único recurso e foi logo para casa, em prisão domiciliar. De lá, vejam vocês, continua a administrar sua fortuna ilegal. Lula, o homem que comandou um esquema de corrupção de R$ 6.5 bilhões, flana por aí em jatinhos privados. Os açougueiros Batista gozam da fortuna em Nova Iorque. Já eu, você e todos os 200 milhões de otários mortais, sequer conseguimos passar um cheque de R$ 10 mil sem que o mundo caia sobre nossas cabeças.

Ah! Consta que Adriana Ancelmo, esposa e cúmplice de Sérgio Cabral, suspeito de desvios que montam R$ 1 bilhão, noite sim, noite também, sorve drinques deliciosos entregues pelo Antiquário, restaurante de endinheirados cariocas. E como não é de ferro, seu Delivery é de bacalhau norueguês. Pizza e China in Box são coisas de pobre, entendem? Bilionários como ela, Eike Batista, Odebrecht e Joesley possuem estômago fraco e fígado exigente.

São como o ídolo Lula: só papa-fina!

Leia mais, aqui.

 

16 comentários em “Cada macaco no seu galho. Ou: quando o tamanho importa

  1. Estou louco pra ler os comentários destes vermelhos idiotas. Alienados , arrogantes. Que estes acontecimentos também sirvam pra acabar com esta chatice do politicamente correto. Berço deste pensamento pseudo socialista ou seria filosofrenico , mistura de filosofia com esquizofrenia.

  2. Joesley Batista deve ser o cara mais rico e mais burro do Brasil. Ele próprio se auto incrimina e com certeza, se Janot ouviu as coisas que ele disse direito, ele deverá morrer na cadeia , pois na sua delação ele confessa mais de 200 crimes. Aliás, não sei o que Janot está esperando para prendê-lo. E Janot não pode esquecer do Marcelo Muller, seu auxiliar que ao que parece , participou ativamente de tudo. E Janot também tem que ser responsabizado pq 2 de seus subordinados diretos, que ele escolheu para auxiliar nos trabalhos são acusados de corrupção. Pela teoria de Dalton Dalaghol , com seu power point, Janot ja estaria condenado, afinal, ele era o grande chefe do MP e dois dos seus auxiliares diretos, estão diretamente envolvidos em corrupção, segundo o que Joesley falou.

  3. Ricardo, pare de fazer política . Este Lula já está condenado . Não precisa falar nele todo santo dia . Enche nosso saco . Acharam 51 milhões no apartamento do Gedel e você vem falar de Lula ? De novo ?,.
    Não se trata de direita ou esquerda. SÃO LADRÕES. Qualquer que seja a ideologia.
    RIDÍCULO .VOCÊ NÃO MERECE CREDIBILIDADE !!
    E o seu ídolo Aécio Neves , continua roubando e você não fala nada . Você é financiado por ele ? Já manjamos a sua . Seja pelo menos honesto .

    1. não se trata mesmo de ideologia. Se trata de roubo!

      Mas por que você tá bravo de eu falar do Lula? Se você não gosta de ladrão, como diz, deveria ficar satisfeito, ué.

      1. Você também só precisa de gardenal e vergonha na cara. Se estivesse realmente preocupado no combate à corrupção, não defenderia tanto o Temer e atacaria o Janot, que tem se mostrado o único homem sério desta cachorrada toda, pois ele não tem lado como você, denuncia a todos, independente de partido, e todos os denunciados são realmente corruptos e merecem cadeia. Se as gravações do Joesley o denunciem, não exclui nada do que foi dito e gravado do seu presidente, a quem você presta serviço. O que parece, meu doido favorito, é que você simplesmente é de outra facção, a do Temer, se é mais desorganizada é problema de vocês, mas igualmente, é uma quadrilha. Lula, Temer, Aécio, Jucá, Gedel, Joesley e toda a quadrilha do supremo puxada pelo Gilmar Mendes, merecem cadeia, acorda o doido, VAI TOMAR SEU GARDENAL.

  4. Enquanto perdura está chatice de quem rouba mais ou menos, estes bandidos continuam a nos fazer de otários. O colunista é um dos que escrevem a mesma bobagem… direita esquerda, direita esquerda, direita esquerda. Viva o soldadinho de chumbo.

  5. Estado de Minas, não destrua sua reputação. Como podem permitir que um sujeito como esse comente sua coluna. Opinião sem medo? Opinião sem vergonha seria mais apropriado. Lugar de vermes é em algum intestino, não aqui. Se toquem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.