Moana é Disney em ótima forma

por Marcelo Seabra

Moana

Moana (2016) é a nova animação da Disney e conta com mais uma mulher forte, que não precisa de homens para resolver seus problemas. O estúdio segue firme na louvável direção do empoderamento feminino, que já vinha demonstrando com suas animações passadas, e é um festival de cores que vai ganhar a atenção dos menores. Ao contrário do que o número de diretores – quatro – e de roteiristas – oito – parece indicar, o filme é coeso, enxuto e traz belas mensagens de preservação ambiental, auto-confiança e luta pelo bem comum.

A história, baseada em lendas da região da Polinésia, acompanha a filha do chefe de uma tribo nas questões que surgem enquanto ela se torna mais velha e consciente das necessidades de seu povo. Apesar de, na prática, ser a princesa deles, Moana recusa esse título – o que é curioso, já que a Disney tem toda uma tradição com suas princesas. Para restabelecer o ecossistema local e todos voltarem a ter alimento, a garota, contra os apelos do pai, deve devolver ao local de origem uma pedra que seria o coração de uma divindade que representa a natureza. Para a missão, ela precisa da ajuda da pessoa que roubou a tal pedra, o semideus Maui, um ser que vive recluso em uma ilha desde que perdeu a fonte de seus poderes.

Moana Maui

Os cenários e animais que vemos na tela parecem saídos da imaginação de Lewis Carroll, criador de Alice e seu país de Maravilhas. Tudo é muito engenhoso, apesar de às vezes não muito prático e sem muita necessidade para o andamento da história. Mas, por mais que sejam dispensáveis, esses elementos são divertidos, como os piratas que eles encontram no meio da viagem. De uma forma geral, o roteiro é bem fluido e diverte tanto pais quanto filhos, o que fica claro ao final da sessão.

Analisando o passado dos estúdios Disney, principalmente Enrolados (Tangled, 2010) e Frozen (2013), é fácil perceber que Moana não inova a fórmula. Temos uma heroína de atitude, mas um pouco ingênua, devido à criação e proteção; e um coadjuvante convencido, acostumado a salvar damas em perigo. Claro que os dois entrarão em choque até que a dinâmica entre eles se acerte. Um rompimento trará dúvidas, mas ela vai até o fim. E, mesmo notando que o passo a passo é basicamente o mesmo, a Disney mostra que a prática leva à perfeição, acertando qualquer possível aresta. Normalmente, muitos roteiristas e diretores envolvidos é sinal de bagunça, o que felizmente não é o caso aqui.

Entre os dubladores de Moana, os nomes mais reconhecíveis são os de Dwayne “The Rock” Johnson (de Terremoto, 2015), que faz Maui, e Temuera Morrison, o Boba Fett do universo de Star Wars, vivendo o chefe Tui. The Rock casa bem com o tipo espalhafatoso de Maui, e a animação das tatuagens do sujeito são fantásticas. Tecnicamente, o longa é impecável, com texturas realistas e movimentos, principalmente do vento e da água, que dificilmente vemos por aí. E os talentos vocais são a cereja do bolo, com a novata havaiana Auli’i Cravalho no papel principal, e ainda canta as canções. Elas não podiam faltar, e se misturam muito bem à trama. Cortesia de Lin-Manuel Miranda, competente compositor do teatro que assina as letras. Algumas vão te seguir por muito tempo.

Os efeitos que envolvem água são impressionantes

Os efeitos que envolvem água são impressionantes

Sobre opipoqueiro

Marcelo Seabra - Jornalista e especialista em História da Cultura e da Arte, é o criador de O Pipoqueiro. Tem matérias publicadas esporadicamente em sites, revistas e jornais. Foi redator e colunista do site Cinema em Cena por dois anos e colaborador de sites como O Binóculo, Cronópios e Cinema de Buteco, escrevendo sobre cultura em geral. Pode ser ouvido nos arquivos do podcast da equipe do Cinema em Cena. Twitter - @SeabraM
Esta entrada foi publicada em Animação, Estréias, Filmes, Indicações, Música e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Moana é Disney em ótima forma

  1. WEVERTON GONCALVES disse:

    Assisti ontem com meus filhos, e recomendo, pois é muito bom mesmo!!

  2. Rosângela Lima disse:

    Recomendo para a família toda, minhas filhas de 07 e de 20 anos estão simplesmente apaixonadas pelo filme…Muito bom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*