Engenheiro faz descoberta importantíssima e chocante: O novo Coronavírus tem cura para quem tem saúde privada

Milhares de pessoas estão morrendo no Brasil vítimas da politização da saúde pública. É o que aponta estudo feito por médicos brasileiros.

A saúde do povo a serviço da política – Diagnóstico

André Rívola é brasileiro, engenheiro eletrônico, mora na cidade do Rio de Janeiro e tem 67 anos. No início de maio, depois de seis semanas em quarentena, tomou conhecimento de óbitos entre pessoas de seu relacionamento, vítimas da Covide-19. Percebendo que a doença podia ter consequências fatais, o engenheiro decidiu estudar a fundo o novo Coronavírus, por conta própria, aproveitando de algo que é nato da sua profissão, o espírito investigativo.

Por meio de muita leitura e vasculhando tudo que já foi publicado a respeito, inclusive áudios e vídeos por especialistas brasileiros e papers na língua inglesa, fez importantes descobertas: a investigação levou o inquieto estudioso entender o processo pelo qual o Coronavírus ataca o organismo humano, podendo em alguns casos levar a óbito. Para ele, porém, a descoberta mais importante  – e que milhares de médicos pelo mundo estão percebendo – é que A covid-19 tem cura, desde que tratada logo nos primeiros sintomas, ou seja, precocemente.

Preste atenção na afirmativa: a contaminação pode levar a morte, porém na maioria dos casos, a doença não passa, de fato, de uma gripe. André faz questão de salientar que, enquanto a finalidade incial do seu estudo foi entender a doença para saber ele mesmo como agir em caso de contaminação, o que descobriu na prática foi algo inacreditável, estarrecedor e inaceitável: agentes públicos de saúde incluindo médicos – municipais e estaduais – estão recusando a prescrição de medicamentos que na medicina privada salvam vidas.

Se ministrados adequadamente e no tempo certo, os remédios que são utilizados nos hospitais particulares evitam o agravamento de pessoas contaminadas pelo Covid-19, impedindo que a doença evolua para sua fase grave e letal (fase 3).  O engenheiro dedicou longas horas de estudos, ouvindo especialistas de várias partes do mundo por meio de vídeos, publicações científicas, depoimentos de profissionais estrangeiros e brasileiros, principalmente os chamados médicos “de trincheira”, aqueles que aceitaram os riscos do front, e mantiveram contato permanente e direto com pacientes contaminados com o novo Coronavírus.

Entre os estrangeiros pesquisados por André Rívole estão o Dr. Gianpaolo Palma – um dos médicos italianos responsáveis por dezenas de autópsias, primeiro em Bérgamo e depois em Milão, de corpos de pessoas vítimas fatais da Covid-19, cujo trabalho foi essencial para identificar os catastróficos erros de diagnósticos feitos anteriormente na China. Na lista da pesquisa também figura um dos mais respeitados microbiologista do mundo, o francês Raoult Didier, que há décadas estuda os efeitos da hidroxicloroquina no tratamento de outras doenças como Lúpus, Microcefalia e Malária.

André percebeu e se emociona ao lembrar que, além de salvar muitas vidas arriscando as próprias, estes médicos compartilharam seus conhecimentos pela internet, permitindo embasar a afirmativa de que a Covid-19 tem cura. A pesquisa levou o estudioso compreender como a doença ataca o organismo humano, conforme resumo a seguir. Ao final, as fontes serão citadas e também será apresentada proposta para uma ação governamental, comprovadamente eficaz no combate à pandemia.

Pneumonia intersticial, trombose pulmonar e trombose venosa.

Durante os primeiros meses da pandemia, acreditou-se que o vírus atacava causando pneumonia intersticial, motivo da falta de ar recorrente em vítimas contaminadas, e que normalmente evoluía em poucos dias para fase aguda com consequente e acentuada probabilidade de óbito.

O maior salto em direção à identificação da cura da Covid-19 foi dado quando cientistas italianos descobriram que em 90 % dos casos, o motivo dos óbitos não era a pneumonia, como se pensava até então, mas sim uma inflamação generalizada, sistêmica, de todo o aparelho vascular. Foram as autópsias que permitiram compreender que as mortes eram causadas por uma micro-trombose (micro-coagulação) vascular (arterial e venosa) disseminada por todo o corpo, que afetava diversos órgãos e não somente os pulmões.

A descoberta permitiu explicar o motivo de parte dos pacientes de Covid-19 evoluírem para casos de AVCs, infartes do miocárdio e falência de outros órgãos, o que levou os médicos a conclusão de que o vírus tinha o poder de atacar todos os órgãos do corpo (o que teria sido motivo legítimo para pânico, se fosse verdade. Mas não era.).

Logo em seguida à descoberta feita na Itália, médicos dos hospitais Albert Einstein e Sírio e Libanês, de São Paulo, descobriram que a causa da micro-coagulação generalizada não era – pasmem – o vírus, como se acreditava, mas o próprio organismo reagindo de forma agressiva à presença do corpo estranho, entendido como grave ameaça.

Assim, enquanto no princípio a covid-19 parecia ser uma doença pulmonar, seu diagnóstico passou a ser doença hematológica e por último, finalmente, ficou claro que a doença é de fato imunológica, provocada pelo próprio organismo ao se defender do Coronavírus. Trata-se de uma reação imunológica provocando inflamação e trombose vascular disseminada (DIC em inglês).

Com base nessa descoberta, os Drs. Roberto Zeballos e Elmara Negri, entre outros que serão citados ao final, desenvolveram protocolos que permitem dispensar a principio a necessidade de respiradores, livrando inclusive pacientes em estado avançado da entubação e dos riscos que este procedimento impõe ao organismo de quem já está debilitado. E se não bastasse, o estudioso lembra que o procedimento de entubação exige capacitação e experiência, o que não é comum a profissionais em centenas de hospitais públicos de cidades menores no interior do país.

Metáfora do fósforo: explicando como o corpo reage ao vírus.

Do que concluiu, André explica que a covid-19 evolui no corpo humano em 3 fases. Ele usa a metáfora criada por um dos médicos paulistas para facilitar a compreensão: “o Coronavírus age como se fosse um fósforo que é riscado dentro do organismo. Durante a 1ª fase, denominada “viral”, o vírus “apenas” multiplica-se rapidamente, sendo que 50% das pessoas infectadas não sentem qualquer sintoma dessa multiplicação – e o organismo se livra da doença já na 1ª fase, apagando o fósforo naturalmente”. Isso significa que os anticorpos contra-atacam e destroem o vírus.

Já em 35% das pessoas infectadas, André constatou que a doença evolui para a fase 2, em que os sintomas da presença do vírus é  perceptíveis através de reações como febre, dores de cabeça, tosse seca, dores no corpo, perda de olfato e paladar. Nestas pessoas o organismo também destrói os vírus e, com ou sem ajuda de medicação analgésica, apaga o fósforo em alguns dias, sem que ocorram maiores complicações.

Acontece também da fase 2, aparentemente muito rápida, o início à reação em cadeia que, em 15% das pessoas infectadas, desemboca na fase 3, a mais grave e potencialmente letal. Nessa fase, ao invés de apagar o fósforo, o organismo reage como se o fósforo fosse o detonador de um incêndio no galão de gasolina, literalmente uma explosão: o sistema imunológico incendeaia (metaforicamente) o organismo infectado, criando inflamação e a já mencionada DIC (micro-coagualação intravascular disseminada) – coágulos minúsculos intravasculares que resultam em falta de ar, AVCs e enfartes, caso o paciente não seja imediatamente entubado ou medicado.

Qual seria então o motivo pelo qual o organismo de alguns indivíduos debela o vírus em pouco tempo, enquanto outros evoluem até a fase 3? André ainda não descobriu alguém que saiba explicar isso. Nem ele, tampouco os médicos que estudaram a dinâmica do vírus no corpo humano.

Medicamentos capazes de reverter a covid-19 em cada uma das três fases.

Os estudos do engenheiro mostram que vários médicos, logo nos sintomas iniciais da covid-19, estão tratando seus pacientes primeiro com Ivermectina, que livraria a pessoa dos sintomas (e da doença) em até 48hs. Há também médicos que prescrevem o uso da Ivermectina de forma profilática, baseando-se na capacidade clinicamente demonstrada desse fármaco de prevenir a contaminação por Zika e Chikungunha. Para os pacientes que ingressam na fase 2, os médicos prescrevem a associação de  Hidroxicloroquina + Azitromicina + zinco, quando ministrados no tempo certo.

André conseguiu identificar vários médicos que estariam obtendo excelentes resultados clínicos associando Ivermectina à Hidroxicloroquina logo quando do surgimento dos sintomas. Para assombro, mesmo na fase 3, a mais aguda e arriscada, há evidências de sucesso na reversão quando a prescrição associa hidro-cortizona + um anti-coagulante à base de Heparina e + um antibiótico.  Resumindo: a doença tem cura em qualquer fase e a cura está ao alcance de todos, desde que prescritos os remédios corretos em tempo.

Outra vantagem importantíssima que precisa ser destacada, é que a terapêutica evita a indução ao coma (necessário para a entubação e uso do respirador) e todo esse sucesso sendo alcançado por meio da utilização de medicamentos relativamente baratos, disponíveis em farmácias e drogarias de todo o país.

André lembra ainda que crianças estão fora dos grupos de risco, pois são assintomáticas e pessoas assintomáticas dificilmente contagiam outras, logo, mesmo que se contaminassem na escola, em casos raríssimos, não estariam colocando em risco seus familiares, incluindo os idosos.

A triste conclusão é que as crianças não precisariam ter sido afastadas da escola e colocadas em quarentena. Com efeito, salienta o engenheiro “ao contrário de ser uma fonte segura de orientação, a OMS deveria ser chamada DMS: Desorganização Mundial da Saúde”, conclui perguntando, “por que  a mídia não mostra isso?”

Eficácia de protocolo é comprovada pelo Ministério da Saúde, mas a descentralização impede a aplicação na ponta, levando pacientes à morte.

Após entender que a covid-19 tem cura, André lembra com perplexidade que passados quase 30 dias desse estudo, por fontes acessíveis a qualquer pessoa em busca no YouTube, bastando mencionar cientistas e médicos listados ao final, a contabilização diária de mortos e de infectados, continua fazendo referência aos respiradores como sendo a única forma de salvação.

O engenheiro é efusivo ao afirmar que os respiradores já estão sendo dispensados em quase toda a rede de saúde privada, sendo reduzidos apenas à casos especiais. E conta indignado que procurou o posto de saúde de seu Bairro no Rio, e lá recebeu como orientação que devia retornar para casa e tomar Dipirona ou Paracetamol. Perguntado sobre a evolução e piora no quadro, o responsável pela triagem no posto de saúde respondeu que ele seria encaminhado a um hospital referencia em Covid-19 para possível entubação.

Ou seja: a saúde pública – pelo menos no município do Rio de Janeiro – ao não prescrever medicamentos essenciais para evitar a hospitalização, estariam ignorando todo o acúmulo de conhecimento e experiência de médicos brasileiros que se aprofundaram no diagnóstico e no prognóstico da doença. Dito de outra forma, ao desconsiderar protocolos que, prescritos no “timing” adequado, levam à cura mais que 90% dos casos, estaria, absurda e desnecessariamente submetendo a população que dela depende à todos os riscos das entubações que são traduzidas em risco de morte iminente já no processo de indução ao coma.

 Se a cura para o Covid-19 existe e é conhecida no Brasil, por que ela não é anunciada?

Ao ser questionado sobre a razão de não estar sendo anunciada a cura da covid-19, evidente no estudo que fez, André responde com outras perguntas: “Qual a razão de estados e municípios, médicos que atendem nos serviços públicos de saúde não prescrevem os medicamentos utilizados na medicina privada? Por que as taxas de cura do sistema de saúde privada, apesar de tão expressivas, não são divulgadas pela mídia que simplesmente não faz qualquer referencia aos hospitais privados de São Paulo e Rio de Janeiro, quase todos vazios? Por que existem diferença entre os protocolos utilizados pelos médicos privados e aqueles usados por médicos do sistema público de saúde? Será que não há diálogo entre eles? Estaremos vivendo um momento de esquizofrenia generalizada?”

Na opinião do engenheiro, a conclusão do estudo é que por mais inacreditável que possa parecer, milhares de brasileiros perderam e continuam perdendo a vida, sem necessidade, no serviço público de saúde.

Engenheiro propõe medidas concretas

André sugere que o Ministro da Saúde se reúna com médicos que aplicaram o protocolo e que tal reunião ocorra por meios eletrônicos ou mesmo em reunião presencial. Na opinião dele devem participar todos os médicos brasileiros que estejam envolvidos no tratamento de pacientes com covid-19, abrindo espaço para que eles descrevam suas experiências e delas novos protocolos sejam adotados.

Ele sugere ainda que o Ministro da Saúde deve usar cadeia nacional de rádio e tv para anunciar ao lado dos médicos e cientistas as descobertas, informando a população brasileira sobre a adoção das novas medidas de combate a pandemia, tornando públicas tais medidas, evitando que elas sejam negadas à população por prefeitos ou governadores que aproveitam-se da pandemia para fazer política.

Relação de Médicos cujos trabalhos serviram de fonte para as informações do pesquisador:

Essa é a relação de profissionais que André convidaria para participarem da reunião convocada pelo Ministério da Saúde. Em ordem alfabética: Anthony Wong (médico do Hospital das Clínicas de São Paulo), Elmara Márcia Negri (médica do Hospital Sírio e Libanês, São Paulo, autora do protocolo cabo-de-guerra), Lucy Kerr (pesquisador de São Paulo), Marcos N. Eberlin (professor e pesquisador em SP), Marcos Fortes (Santarém-PA), Dra. Nise Yamaguchi (médica e pesquisadora de SP), Roberto Zeballos (médico do Hospital Albert Einstein – SP).

A mensagem final de André: O engenheiro conclui a entrevista recitando uma oração: “Que Deus tenha piedade de todas as vítimas da Covid-19. Mas que a justiça divina caia com rigor sobre políticos, profissionais da saúde e quem quer que seja que, levados por uma ideologia política, seja ela qual for, contribuíram ativa ou passivamente para a morte de pessoas inocentes que dependem do poder público e do SUS para sobreviver.”

OBS: Após a publicação desta entrevista, recebi mensagens de vários médicos de todo o país endossando e validando os protocolos que foram usados pelos colegas entrevistados e pesquisados por André Rivole. Alguns deles eu vou citar a seguir: Dr. Marcos Andrade, conhecido como Marcos da Amazônia (Santarém-PA), Dr. João Carlos Luiz Vaz Marques Lezíria do Rio de Janeiro, que teve a coragem de gravar um vídeo e publicar seu celular pessoal para atender sem custo os pacientes que apresentassem os sintomas, desaconselhado buscarem o serviço público de saúde. A Dra. Raissa Soares, médica em Porto Seguro – BA e pesquisadora da UFMG, que também publicou vídeo que viralizou na internet e o próprio Médico, ex-secretário de saúde do RS e ex-ministro Osmar Terra.

E-mai: jaribeirobh@hotmail.com – WhatsApp: 31-99953-7945

José Aparecido Ribeiro é Jornalista em Bhte-MG

 

 

81 comentários em “Engenheiro faz descoberta importantíssima e chocante: O novo Coronavírus tem cura para quem tem saúde privada

  1. Realmente! A manipulação da população é um absurdo. Políticos – principalmente, mas também profissionais da saúde, pessoas públicas ‘famosas’ e alguns empresários – se promovem e se beneficiam. Pena é que muitos vão morrer não pelo COVID19, mas pelo bloqueio mental, pela paranoia e pela política(gem).

    • Concordo plenamente, com você. Aqueles que governantes ou não, pesquisaram mais e entenderam depressa a necessidade de usar a citada medicação, mas contrariavam interesses de políticos adversários invejosos e detratores, são mal vistos e mesmo perdendo vidas todos evitam usar essa medicação ostensivamente só o fazendo aos que buscam o beneficio de curarem-se em sigilo. Mas, virá a tona e todos verão que a alguns faltou visão de conjunto, estudo do caso, e patriotismo.

    • Não sei onde ele viu com certeza q a cloroquina é a ivermectina funcionam se os estudos ainda estão sendo feitos. No serviço público q trabalho, como não partiram efeito, não fazemos mais é no hospital particular q fiquei em SP, muito menos já q é “of label”

      • A sua explanação a respeito do COVID-19 Me serviu de grande esclarecimento. Tinha certeza, desde que desde o começo da pandemia, que tudo era estratégia política dos corruptos. A sua informação me foi muito esclarecedora.

      • São evidências clínicas. O que, numa pandemia de um vírus novo, é mais importante que um estudo científico onde os resultados só sairão depois de várias pessoas, que poderiam ter sido salvas, morrerem.
        A Ideologia está sendo assassina nesse momento. Até estudo científico falso em revista de renome mundial foi publicado e tiveram que se desculpar e tirar o estudo do ar porque não conseguiram comprovar os dados.

    • Triste realidade em que a política venha se sobrepor a vidas humanas. É preciso criminalizar os responsáveis por tantas mortes.

  2. O maior problema do COVID-19 não é a Pandemia. A pandemia é a corrupção na compra de equipamentos, muitos que foram curados já usaram, e poderíamos ter evitado muitas mortes

  3. É estarrecedor o posicionamento de Governadores e Prefeitos não liberando esses remédios que poderiam salvar inúmeras vidas. A população deverá cobrar essa conta na hora de votar nas próximas eleições.

  4. O Ministério da Saúde deveria tomar providências para que fosse efetivado o tratamento sugerido por André.A politicagem e desvios financeiros, pelo visto, ainda vai continuar matando muitos brasileiros. A OMS deveria ser responsabilizada pelo que vem acontecento em vários países, pelo mundo afora!

    • Edmilson Mariani, por acaso vc. esqueceu que o STF – inconstitucionalmente – retirou do Presidente da República o comando da Administração da Emergência da pandemia do coronavírus, transferindo (da cabeça deles – sem nenhum amparo legal), a responsabilidade de agir para os Governadores e Prefeitos – simplesmente por razões políticas, para “esvaziar” o Presidente da República ? Se esqueceu, eu estou lhe lembrando que ele foi obstruído pelo STF, como então, vc. pode dizer que ele deveria tomar providências ? Mas, vou lhe informar que Bolsonaro se orientou com especialistas e tinha traçado uma estratégia de ação análoga a esta narrada pelo nosso Engenheiro André. Inclusive, com o uso da hidroxicloroquina + azitromicina + Zinco. Porém, foi constestado e impedido por essa mesma canalha que o sabota desde o início da mandato, comandada pelos DITADORES DE TOGA, que o impediram de agir. E mais, TODOS ESSES PATIFES usaram a mafiosa OMS para condenar o uso da hidroxicloroquina, que Bolsonaro mencionara, e ainda, quase foi crucificado, por ter-se referido ao coronavírus de maneira muito parecida com a do nosso André: “…a contaminação pode levar a morte, porém na maioria dos casos, a doença não passa, de fato, de uma gripe”. Agora, esses conspiradores, os verdadeiros autores e co-autores – juntamente com a OMS – de grande parte dessas mortes, ainda o estão acusando de genocídio, no Tribunal Penal de Aia. Quanto à sua referência à politicagem e desvios financeiros, é suficientemente explicativa da impossibilidade de fazer o que vc. colocou como coisa que o Ministério da Saúde DEVERIA TOMAR PROVIDÊNCIAS….. O Ministério NÃO DEVE ,MAIS NADA, por decisão do STF. Inclusive, acrescente-se que o Ministro (Mandetta) da Saúde, daquele período – estupidamente – opôs-se a seguir a orientação de Bolsonaro – e por isso foi demitido. No entanto, os críticos e habituais sabotadores do Presidente comandaram um quase-linchamento dele pela demissão de Mandetta que estaria CORRETO, seguindo a orientação da OMS. Mandetta foi aplaudido por toda essa mesma canalha que trabalhou para impedir a ação determinada por Bolsonaro. MAS, HOJE, ESTÁ PROVADO QUE BOLSONARO ESTAVA CERTO O TEMPO TODO. Enquanto a OMS, desmoralizada, fica pedindo desculpas ao mundo inteiro. Mas, nada diz em relação aos milhares de cadáveres que contribuiu diretamente para produzir. Tampouco, esses conspiradores de botequim tem a dignidade de se apresentarem para assumir a parte da responsabilidade que lhes cabe na co-autoria de grande parte dos óbitos ocorridos, desnecessariamente.

      • Perfeito!! Fato importante é que os médicos seguem protocolos do ministério da saúde, mas como o executivo(MS) está impedido de autorizar protocolos clínicos com os medicamentos apontados pelo engenheiro, nenhum profissional vai correr o risco de perder sua licença médica.

        • Parabéns Ney Almeida , pela lúcida e clara explanação do que ocorreu em relação da irresponsabilidade do STF, em relação ao Presidente Bolsonaro, que com certeza estava certo e com a razão de todas as medidas a serem tomadas…..

  5. Excelente reportagem!! Bem elucidativa e estarrecedora!! Pensar que isso esteja acontecendo, dói!!
    Uma indagação: será que nos outros países as quantidades de mortes foi por esse motivo?
    Abraço

    • Sim, lembre-se que os EUA também é dividido entre Republicanos(Direita) e Democratas(Esquerda)… Nós Estados governados por Democratas, a quantidade de mortos é bem maior.

  6. Tem que responsabilizar todos os Governadores e Prefeitos que viraram as costas, caras para população que morreram por falta de passar a medicação correta. Se não tomarem as duras para esses irresponsáveis a próxima eles irão matar muito mais.

  7. Excelente reportagem, precisamos urgente de respostas responsáveis.
    Para confirmar esta tese ouvi esta semana o Alexandre Garcia fazendo um comentário onde afirma que ele e toda a sua familia estão tomando Ivermectina como vacina.
    Também disse que foi recomendado o uso para toda a cidade de Belém do Pará e que os resultados chegaram a 90% menos casos.
    Isso vem confirmar esta reportagem.
    O caminho certo encontrado.
    Obrigado

  8. O comportamento da classe política brasileira é algo fora do comum. Colocaram politica no meio de tudo e serão responsabilizados por tamanha irresponsabilidade.
    A grande mídia é criminosa e leva falsas notícias para a população. Me parece que só à justiça divina irá colher estes criminosos.

  9. Como foi enfatizado várias vezes a responsabilidade em cima de prefeitos e governadores, já deu pra entender qual é a do Blog – certamente passa ilesa de todas as críticas a “divindade” do presidente – de fato, único absolutamente responsável por todo esse caos – No mais, o mundo todo está deixando seus entes definharem só para não ter que seguir a “descoberta” do Engenheiro. É difícil saber o limite da loucura.

    • Incrível como a esquerdopatia – além de fanatizar – desenvolve a burrice a níveis insuportáveis. Jan, é muito cinismo fingir NÃO SABER que o STF – ILEGALMENTE – invadiu a competência do Poder Executivo de tirou do Presidente a prerrogativa de administrar a EMERGÊNCIA da pandemia, DECRETADA pelo próprio Bolsonaro, em 4/02/2020, e TRANFERIU A RESPONSABILIDADE para todos os Governadores e Prefeitos, que adoraram poder manipular uma dinheirama sem obrigação de licitações. MAS NENHUM DELES levou a sério o Decreto Presidencial da Emergência – feito antes do Carnaval e TODOS ELES se lixaram e não quiseram assumir o risco político de desagradar o povo e SUSPENDER O CARNAVAL. Agora, estão todos cagados com a corrupção praticada em cima do dinheiro mandado por Bolsonaro; cheio de mortes desnecessárias nas costas e, ainda, tornados cúmplices da MAFIA COMUNISTA DA OMS que proibiu o uso da Hidroxicloroquina e obrigou ao confinamento horizontal e lockdown. O máximo que vão poder fazer é dividir a responsabilidade deles com os esquerdopatas TOGADOS que jogaram a responsabilidade – que seria do Presidente e ele tentou assumir sem sucesso – em cima deles.

    • Jan, você está sendo extremamente desonesto e mentiroso, a não ser que seja totalmente um desinformado ignorando o que se passa e que o STF deixou o presidente com as mãos amarradas tirando-lhe todas as prerrogativas de administrar a crise e entregando a responsabilidade de geri-la completamente aos governadores e prefeitos. Se queres por culpa em alguém culpe esses últimos, além de, obviamente, a OMS e a China.

  10. A fase mais crítica do novo corona vírus, não é a um, nem a fase dois e muito menos a fase três, e sim a fase politica, a mídia parcial, e a ditadura judiciária do nosso país. É vergonhoso como são gananciosos, e como tratam os seres humanos. Só Deus.

  11. A ivermectina pode ser usada como preventivo.Nao precisa esperar os primeiros sintomas.O mais importante e que a ivermectina nao apresenta praticamente nenhum efeito colateral.
    Nao entendo o porque do governo nao fazer esse tipo de tratamento.
    Sera que o objetivo e mandar a populacao para o matadouro?

    • E pensar que a grande maioria dos médicos que atuam na rede privada, também trabalham em serviços públicos de saúde.
      Como eles fazem para adotar condutas diferentes nas instituições diferentes, colocando, sabidamente, as vidas dos pacientes em sério risco?

    • Dr. André pelo amor de Deus faça está pesquisa e estes esclarecimentos. Chegarem até o presente Jair Messias Bolsonaro. E também aos meios de comunicação para que a população fique sabendo de tudo isso. Vamos desmentir esses canalha estes corruptos. Temos que tirar eles do poder e limpar este STF E CONGRESSO . O Povo Brasileiros patriotas tem que reagir. Pelo amor de Deus. Troquem estes Governadores e prefeitos. Deus é Fiel. Obrigada. Brasília DF. ⏰

    • Também tomei IVERMECTINA….consultei meu médico e ele mandou todo mundo da minha família tomar…inclusive meus pais com 90 anos e com doenças …..hemodialise para doença renal grave do meu pai é minha mãe tem asma é problemas de arritmia cardíaca
      Não tem contraindicação
      Vamos torcer….3 comprimidos e uma semana depois mais 3

  12. O que falta ao povo brasileiro é ter vergonha e repudiar tudo aquilo que políticos inescrupulosos usam para se beneficiar maltratando um povo já tão sofrido. Vamos dar a lição que merecem!

  13. Politico nenhum tem poder de dizer qual o tratamento o médico deve fazer, eles apenas fazem protocolo, mas a decisão é do médico, é o médico que prescreve o tratamento “desde que esteja liberado pela ANVISA”. Se o médico quiser aplicar cloroquina, autorizado pelo paciente ou família, ele está livre para usar. Não usam porque não a comprovação cientifica da sua eficacia.

  14. Seria possível encaminhar os links das referências que basearam as pesquisas? Esse compilado direcionado aos “achados”/conclusões são interessantíssimos!!

  15. Boa tarde
    Agradeço pelas informações…wue batem exatamente com o que tenho recebido de amigos com parentes ou conhecidos médicos
    Uma dúvida persiste….devo tomar IVERMECTINA como prevenção? E, se tomar é vier a ter a doença posso tomar novamente?
    Muito obrigada
    Aguardando
    Raquel Franklin
    PS: já tenho em casa..porem a hidroxicloroquina está em falta em todos os lugares….onde conseguir???

  16. Enquanto isto milhares de cidadoes perdem seu trabalho e ainda impedem os com 60 anos que gozam de boa saúde trabalharem pois dize que são do grupo de risco.

  17. Eu acho que não interessa aos políticos resolver os problemas se não vão ter dinheiro para as próximas eleições por isso esse desvio desse dinheiro todo que o Governo está mandando para gastar sem concorrência ótimo o Presidente suspender essas verbas respirador que não serve e a primeira vez que vejo pagar adiantado para receber esses respirador e camas e firmas que nem trabalha com esses artigos e firmas fantasma. É uma vergonha né

  18. Não temos que esperar até as próximas eleições para cobrarmos desses canalhas e criminosos. Acho que as pessoas que perderam parentes por falta de tratamento, tratamento mal orientado ou que tiveram atestado de óbito por covid-19, cujos pacientes não apresentavam sintomas da doença, devem procurar um advogado e acionar judicialmente os médicos. Os representantes dos ministério público de cada município e estado devem ser pressionados pelas populações a ingressarem com AÇÃO CIVIL PÚBLICA contra os Governadores e Prefeitos que impediram o uso desses tratamentos com Hidroxicloroquina, Azitromicina, Zinco e Ivermectina nos pacientes que usaram o sistema público de saúde, bem como pela propaganda criminosa que fizeram orientando os pacientes a só procurarem o sistema de saúde quando estivessem na fase grave da doença. Fizeram tanto terror, junto com a maioria da mídia mal intencionada, que também colaborou para existência de milhares de casos de mortes, não só por COVID-19, mas também por outras doenças, pois milhares de pessoas deixaram de procurar tratamentos por outras doenças, ou de iniciarem ou continuarem tratamentos por doenças graves, em razão do medo da contaminação. E nas próximas eleições, a população deve lembrar dos integrantes desses partidos políticos (PT, PDT, PSOL e outros esquerdistas) que inclusive chegaram a entrar na justiça para impedir a distribuição de hidroxicloroquina e medicamentos semelhantes. Não podemos esquecer esses crimes contra a humanidade, cometidos por esses verdadeiros monstros, que para alcançar o poder destruiram milhares de vidas.

    • Faço minhas as suas palavras, enfatizando que não podemos de forma alguma nos esquecer desses maus políticos e apresentar a conta ( e bem alto) nas próximas eleições)

    • Penso como você! Tão triste tudo Isso. Mas essas pessoas precisam ser orientadas. Poderia ter um grupo de advogados que fizessem um trabalho voluntário em cada estado. A maioria das famílias das vítimas são pessoas sem condições de tudo. Principalmente de VOZ. Muitas vezes nem chorar pode. Os que mais precisam são os que mais sofrem nas garras dos lobos. Creio piamente na justiça Divina e cada um que de alguma forma contribuiu para a morte de inocentes serão cobrados.

  19. Parabéns pela força de vontade pesquisando Covid-19 nos reforçando dados que vem fortalecer a eficácia do medicamento..
    Muito triste que o Sistema de Saúde recebe os pacientes com sintomas e aconselham Paracetamol ou outro e diz fica em casa. Da vontade de chorar. Até quando?!

  20. Primeiramente parabéns ao autor.
    Os políticos são a nossa doença. Não é nem questão de saber votar. É a índole dos votados.
    Vejamos: Dória, Witzel, Joice, Kim, Frota e tantos outros que se aproveitaram do “fenômeno” Bolsonaro.
    Que Deus nos abençoe por tanto sofrimento.
    Abraço a todos!

  21. Não devemos esquecer do STF que desautorizou O Presidente de qualquer uso de medicamentos proposto por ele e atitudes sob Estados e municípios está conta é do STF ,alguns governadores e prefeitos e até mesmo médicos que seja feita a justiça de Deus,pelos mortos e seus sofridos famíliares

  22. A questão é que o SUS sem foi um sistema sucateado em todos os níveis. Os profissionais tanto médicos como enfermeiros não se reciclam, estão acostumados a enxergar a morte dos pobres deste País como mera estatística. Poucos são punidos. Médicos da rede privada seja de qual hospital for pouco se importam com os pobres atendidos com os da rede pública e para piorar o governo federal que devia ser o mediador dessa troca rápida de informações e ensinamentos muito estão deixando a desejar. Como pode um Ministro da Saúde ser um militar que quase nada entende do ramo que está atuando???

  23. O Presidente quis e quer o povo usando cloroquina+azitromicina, mas o STF se meteu e deixou estados e municípios cuidarem da pandemia. Mataram muita gente pra poder roubar.

  24. Ah …sim é que nossos políticos são muito qualificados, todos possuem pós graduação e o pragmatismo impera em todas as suas decisões.
    Vocês acham que se depender desse bando, teremos avanço? Heparina já tem no SUS, é de baixo custo e atenderia a maioria dos doentes.
    Porém, se a cura aparecer muito rápida e com menos lucro, seca a mina de ganhar dinheiro de alguns!!! Só vejo essa ’razão’ para um absurdo desses.
    Acredito que só a classe médica poderia fazer algo…

  25. Inacreditável que não se faça nada, na saúde pública, em relação ao protocolo que salva, por simples ideologia política. Crime, se num país sério houvesse haveria pena seria talvez capital. O MS deveria imediatamente, através de ordem sumária do Presidente da República mandar reunir os médicos e resolver o problema, sem ouvir opinião da grande imprensa e receituar imediatamente no SUS e postos de saúde Brasil afora o coquetel Salvador e esse protocolo para que todos os médicos ligados ao sistema aplicasse aos pacientes diagnosticados com o covid. Isso em uma decisão urgente, urgentíssima. Não há mais tempo a perder. Nem um minuto sequer.

  26. Sugiro ouvirem imunologistas de nossas universidades e de outros centros de pesquisa públicos a respeito.

    A consulta (que não considero pesquisa) desse engenheiro
    (?!) limitou-se aos documentos e fontes pessoais que ele, com as limitações que um ser isolado de uma área estranha ao objeto de pesquisa, conseguiu acessar, sem experimentos práticos e controlados.

    Assim, não vi uma metodologia de pesquisa que pudesse ser minimamente confrontada com o rigor e a cientificidade das pesquisas que aqueles centros vêm desenvolvendo sobre Covid-19.

    E, claro, tem uma promoção de medicamentos aí que muito pode beneficiar à lucrativa indústria de medicamentos e aos veículos de comunicação que a favorecem.

    A propósito, seria responsável a decisão desse veículo de comunicação de publicar uma matéria dessa natureza?

  27. Por que as maiores revistas científicas do MUNDO não publicaram trabalhos cientificamente comprovados sobre a referida cura da COVID? Por que a comunidade médico científica MUNDIAL não se manifestou até agora sobre essa cura e somente um ENGENHEIRO fez essa pesquisa? Por que as fontes são todas tiradas de conversas não oficiais, sites da internet, vídeos do you tube ou artigos sem relevância científica? Por que o governo Bolsonaro não aprova a fila única, em que os leitos nos hospitais privados também sejam disponibilizados para tratar as PESSOAS, com o devido pagamento feito pelo Estado? Por que o blogueiro não escreve sobre mobilidade urbana ao invés de contribuir para a disseminação de fake news no maior site de notícias de MG?

    • GIOVANNI, vc. estava de férias na Sibéria? Bem vindo seja em Narnia. Saiba que, na sua ausência(?), o Presidente foi proibido ABUSIVAMENTE pelos Ditadores de Toga do STF. Todo o comando foi passado pelos “picaretas” togados aos Governadores e Prefeitos, provavelmente para ‘eclipsar” o Presidente. Deram um tiro no próprio pé e na bunda de muitos dos Governadores e Prefeitos. Pois, boa parte – mais interessada na “grana gorda” que Bolsonaro mandou para aplicar no atendimento da pandemia – enfiou os pés pelas mãos, matou milhares de pessoas e agora estão às voltas com a Policia Federal (como é o caso de Dória/SP e o filho do Barbalho/PA, entre outros Governadores e muitos Prefeitos. Quanto a seu “mimi” sobre dados científicos comprovados, vê se cai na real. Trata-se de uma pandemia causada por um virus desconhecido de todos. NÃO EXISTE CERTEZA NEM ESTUDO NENHUM! SACOU? E daí? Por isso, vamos ficar assistindo e deixar as pessoas morrerem, sem tentar porra nenhuma? Apenas porque não há comprovação científica de eficácia ? Que argumento tosco. Quantos casos já foram relatados cientificamente de remédios testados e comprovados e que, anos depois, descobriu-se ser puro veneno? Vá se informar melhor. Já ouviu falar em talidomida ? Pois é, foi testada e comprovada. No entanto produziu uma multidão de deformados mundo afora. Imagine-se no caso de um paciente grave. Irias querer ficar esperando a morte te levar, sem tentar um remédio, que dizem fazer sucesso em muitos casos, mas que não foi comprovado ? Os casos de contrra-indicação já tinham sido balizados (pessoas com certas comorbidades e, principalmente os cardiopatas). Entendeu ?

  28. Excelente matéria para minimizar o PÂNICO (tornou-se uma doença) nas mentes de muitas pessoas.

    Espero que essas mortes no Brasil e no Mundo sejam punidos os responsáveis.

    Pela minha ótica responsabilizar Governadores, Prefeitos, Deputados, Senadores, Ministros, Imprensa escrita, falada e televisiva…

    É o mínimo que espero como cidadão brasileiro. Vou pagar para ver.

  29. “A maior covardia é saber o quê é certo e não fazê-lo!” –
    (Não lembro o nome do autor da frase),
    Políticos e suas ideologias interferindo na vida/saúde da população, como temos visto, não estão à serviço do próximo e muito menos de Deus.
    Profissionais da saúde – todos fizeram juramento – têm obrigação de denunciar as atrocidades cometidas sob o manto da omissão.
    Nesse prisma, a pior parte fica para os profissionais que se doam ao próximo e a eles, devemos eterna gratidão e apoio incondicional.
    Todas as Vidas Importam!

  30. Excelente pesquisa investigativa do engenheiro André Rivola ; parabéns !
    E infelizmente … é exatamente o que vem ocorrendo no país ,, com raras exceções , onde ocorre a distribuição do ” kit” ( cloroquina , azitromicina e demais remédios )que combate a ” covid 19 ” .
    A interferência política na saúde é vergonhosa … criminosa … e fraudulenta .
    A única esperança é a justiça divina , que certamente virá .

  31. Concordo plenamente com dr. André!
    Que Deus ilumine as mentes dos nossos governantes para que possam reconhecer esse estudo valioso, e colocar em prática no sentido de salvar vidas humanas que estão sendo ceifadas por conta de ideologias políticas!

  32. Fiquei pasmo com todas essa situação que pode garantir uma cura para essa doença e por questões pessoais e políticas isso não seja aplicada.

    Esses médicos pesquisadores não tem como fazer isso chegar a grande população e o MS adorar algo que faça todos seguirem essa orientação?

  33. Bom dia Sr. Ribeiro,
    Eu, Juliano Carlos Renaux , de Santa Catarina originalmente mas morando em São Paulo capital, em lendo seu relatório acerca de suas observações com relação a COVID-19, fiquei extremamente chocado e preocupado ante o descaso das autoridades e, porque não, médicos no que tange ao tratamento da enfermidade. Os médicos que aplicaram metodologia e procedimentos criando protocolos que salvam vidas , dos quais eu sabia de um deles (Dr. Zeballos)deveriam mesmo fazer uma videoconferência para juntar todas estas possibilidade para, quem sabe, melhorar e admitir um protocolo válido para 100% dos infectados salvando assim preciosas vidas.
    Parabéns por este seu escrito e peço permissão para divulgar entre meus conhecidos – medicos, secretarios de saúde municipais e etc….
    Aguardo seu de acordo para prosseguir com meu desejo.
    Cordiais saudações e parabéns
    Atenciosamente
    Juliano Carlos Renaux

  34. Mais uma estória mal contada!!! O Rio de Janeiro não é o exemplo para o Brasil. Não acredito e acho de má fé esse tipo de publicação.

    • Meu Deus!!! O que comentar? Sera mesmo que a política chegou a esse ponto? Que todos eles morram no fogo dos infernos! Vamos fazer alguma coisa, sem violência !!!! Estamos numa democracia!!! Não acredito que o engenheiro pesquisador tenha “criado” todas essas informações, mas acredito na pouca vergonha de certos políticos que não estão interessados no bem estar do homem, e sim no poder e no dinheiro. Vagabundos da pior espécie. E quantos estão na cadeia, meu Deus,porque roubaram para comer. Um país tão lindo com gente tão feia

  35. Dr. André pelo amor de Deus faça está pesquisa e estes esclarecimentos. Chegarem até o presente Jair Messias Bolsonaro. E também aos meios de comunicação para que a população fique sabendo de tudo isso. Vamos desmentir vamos viralizar esses canalhas estes corruptos. Temos que tirar eles do poder e limpar este STF E CONGRESSO . O Povo Brasileiros Patriotas tem que reagir. Pelo amor de Deus. Troquem estes Governadores e prefeitos. Deus é Fiel. Obrigada. Brasília DF. ⏰

  36. O povo lê e escuta tanta coisa vinda de políticos mal intencionados que estamos como um barco no meio de uma lagoa sem leme, sem motor e sem remos. Se possível gostaria de ter o celular do Dr João Carlos Luiz Vaz Marques Lezíria, RJ que disse que atenderia
    quem tivesse os sintomas, prá não ir para o SUS. Estou no aguardo.

  37. Porque o Governo Federal não encomenda uma pesquisa para provar que muitos curados seguiram esse protocolo que prevê o uso desses medicamentos elencados pelo colega engenheiro André? E, ao contrário a maioria dos mortos não receberam esse tratamento. Uma estatística bem feita seria a prova irrefutável dessa teoria. Façam chegar ao presidente essa sugestão.

  38. Se o Brasil tivesse mais criaturas tipo esse engenheiro André Rívola, que foi a fundo nessa pesquisa e vc Zé Aparecido q se importa em publicar coisas realmente que valem a pena,
    ele seria , um país digno de se viver e de aplausos!!!

  39. Muito interessante a pesquisa. Mas preciso enfatizar que NÃO HÁ comprovação científica que afirme que as crianças estão imunes ao vírus. As informações científicas constantemente são atualizadas e as informações devem ser cautelosas. A única verdade que temos é que o vírus MATA sim, mas ainda não temos a CERTEZA da maneira que age em cada organismo. E enquanto não tivermos a vacina, precisamos nos cuidar e cuidar de todos ao nosso redor. Pensar e agir na coletividade e que Deus nos proteja!

  40. Penso que o pior de tudo ainda está em um bando de desinformados (pra não chamar de hipócritas) vir acusar o “Presidente” de omissão, desmerecer o trabalho do atual Ministro da Saúde por não ser médico e desqualificar a pesquisa feita por uma pessoa só por partir de um engenheiro eletrônico. Preferem dar crédito aos órgãos que estão aparelhados ao invés de aceitarem o que vários médicos, que não se deixaram corromper pelo sistema, desde o início colocaram. É uma pena…

  41. Parabéns ao estudioso André Rivola e ao jornalista Zé Aparecido!
    Esse assunto precisa ser melhor esclarecido, a mídia estabelecida deve ser dedicar a casos de sucesso nos tratamentos.
    Já muita coisa estranha em tudo isto.
    Se temos alternativas com algum resultado já, por que não adotar?

  42. Sou psicólogo do SUS ha mais de 30 anos em Joinville SC. Devemos tomar o cuidado de não fazer generalizacoes….achando que tudo que tem no SUS é ruim em todos os lugares. É um pensamento extremista e impreciso este de que todos que defenderem do SUS correm risco de vida e que todos que forem tratados em hospitais particulares tem mais chance de se curar. Vai depender de cada médico…em cada hospital….em cada estado da estado…em cada município. Concordo que o Ministério da Saúde poderia unificar os protocolos e ações a nível nacional e que ha uma grande de desorganização

  43. Parabéns André! Maravilhosa pesquisa e de fácil entendimento. Vc mostrou ao Brasil, o quanto somos enganados e que para esses políticos, Todos que perderam vidas de pessoas amadas, devem dar a eles o “Troco”. Basta de corrupção e o pior em plena PANDÊMIA.
    Precisamos de pessoas como vc André!
    Vamos Unir forças Brasil!
    Imaginem perdemos mais de Hum milhão de vidas! Isso, NÃO TEM PREÇO!

  44. Moro na Italia e aqui já mostraram q muitas das informaçoes colocadas nessa reportagem hoje foram confirmadas como fake news. Fiquem atentos por aí, muitas fakes por aí só p confundir o povao, q está levando tudo pro lado da politica. Crianças podem sim ser assintomaticos e passar o virus, assintomaticos podem sim passar o virus e por isso mesmo essa doença é perigosa. Aqui foi evitada uma catastrofe ainda maior só por causa do distanciamento, cuidados c higiene, uso de mascaras e testes p achar os portadores e assim isola-los. Ainda não existem remedios milagrosos. As pesquisas do medico italiano e do medico frances aqui citados não foram comprovados como certas. Por favor se cuidem, até q nao achem uma vacina e um remedio comprovado cientificamente q realmente funcione, só as medidas de distanciamento e higiene são realmente seguras. Se tivessem sido feitas corretamente desde o inicio por aí, muita gte se salvaria tinham o exemplo de outros países e tinham tempo p se organizar. E as medidas de lockdown seriam estadas muito mais curtas. Demoraram muito e fizeram tudo errado. Lembrem-se q o problema dessa doença é q é muito contagiosa, basta uma pessoa! Evitar o contagio ainda é o melhor remedio. Distancia ajuda sim, mascara ajuda sim, higiene ajuda sim. Isolamento funciona se feito da maneira correta, como o iso da mascara e como o não tocar o rosto. Melhor previnir q remediar, principalmente pq nesse caso, a cura ainda não existe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *