O Governador João Dória perdeu a noção de razoabilidade, sua desfaçatez não tem limites e pede um basta!

POR: José Aparecido Ribeiro – Jornalista – Licenciado em Filosofia

O Governador de São Paulo, João Dória Junior deve ter ficado louco ao declarar publicamente que preparou carta endereçada ao ministro Paulo Guedes exigindo ações do governo federal para salvar a economia dos estados do sul e sudeste que se aliaram a ele na maior conspiração da história recente. Alegam colapso econômico, como se não tivessem qualquer responsabilidade sob o tema e fossem inocentes vítimas do sistema. INACREDITÁVEL a DESFAÇATEZ e mau caratismo deste cidadão eleito pelos paulistanos e os seus comparsas.

Quem está levando o país para o buraco, em virtude da CANALHICE maquiavélica e abjeta é João Dória e os inimigos do Brasil, os sete governadores que assinaram a carta mais absurda que já tivemos notícia. Não é o governo federal o responsável pelo colapso econômico, mas todos os governadores e prefeitos inconsequentes que decretaram lockdown contra a vontade de Bolsonaro e com o apoio do STF.  O presidente vem advertindo diuturnamente sobre o risco de tragédia maior do que a do Covid-19, a da economia.

Recado “respeitoso” para João Dória

Governador, eu até posso, mas não farei em respeito aos meus leitores, meu desejo é encher os pulmões e gritar para o Brasil ouvir um palavrão daqueles que ferem a alma, mas vou poupar o leitor e te mandar tomar do meio do seu traseiro. Sua canalhice provoca náusea. Seu ódio é compreensível, pois os seus dias na política estão contados. No intimo, você deve saber, o desejo do povo é invadir o Palácio Bandeirantes, estuprá-lo na frente dos seus familiares e bajuladores, pois é isso que você merece.

Não tem mais conversa com João Dória Junior, e nem com seus asseclas, se não prenderem esse criminoso mau caráter usando o Art. 142 da Constituição Federal, não haverá governo possível e o país pode esquecer a ordem democrática. Já passou da hora de uma resposta aos que continuam brincando de “Republicanismo”, o Estado de direito morreu, só não vê quem não quer.

Democracia verdadeira, nunca houve. Soberania popular foi USURPADA por golpe institucional da toga a favor de governadores salafrários. E agora? O que falta mais? A fome generalizada? A guerra civil? Mais usurpações humilhantes de competência (art.17, 18, LSN)? Mais ofensas da imprensa marrom (26, LSN)? Mais incitações à subversão da ordem política e social (art.23, I)? Mais gente inocente apanhando de policiais nas ruas, por ordem de governadores conspiradores?

Não será surpresa: o STF dará uma canetada, mandando o presidente pagar o rombo criado por governadores e prefeitos tiranos. E, se nos basearmos na postura atual do governo, vai acatar caladinho. Como está, data vênia, as Força Armadas perderam a razão de existir, tanto quanto o STF perdeu a sua. Pobre Brasil, o ultimo que sair jogue a chave no esgoto, o que está por vir desenha-se, apocalíptico.

jaribeirobh@gmail.com – WhatsApp 31-99953-7945

16 comentários em “O Governador João Dória perdeu a noção de razoabilidade, sua desfaçatez não tem limites e pede um basta!

  1. Estamos assistindo, impávidos, o Brasil rodar e rodar na espiral de um BURACO NEGRO imenso, direto, a caminho de tornar-se um NADA ABSOLUTO. E, claro, junto com ele vamos todos nós que não temos um jatinho esperando com o motor ligado num aeroporto próximo. O SILÊNCIO DAS FORÇAS ARMADAS QUE, ATÉ AGORA, ERA “ENSURDECEDOR”, PASSA A SER COMPROMETEDOR. GRANDE PARTE DOS BRASILEIROS ANDA PREOCUPADA. PENSA-SE ATÉ NA POSSIBILIDADE QUASE INACREDITÁVEL DE MAIS UMA TRAIÇÃO. Prefiro nem pensar nisso. Seria o final do resto que sobrou na raspa do tacho da sem-vergonhice. Depois de Sérgio Moro, aguentar esse Dória É OVERDOSE. Ele conseque ser tão asqueroso quanto LULA. FHC, GILMAR MENDES, TOFFOLI, CELSO DE MELO, LEVANDOWSKI, BARROSO, ROSA WEBER, CARMEM LUCIA, GLEICE HOFMAN, MARIA DO ROSARIO, A BEZERRA DO RN, SARNEY, RODRIGO MAIA, DAVID ALCOLUMBRE E ET CATERVA.

  2. Estamos assistindo, impávidos, o Brasil rodar e rodar na espiral de um BURACO NEGRO imenso, direto, a caminho de tornar-se um NADA ABSOLUTO. E, claro, junto com ele vamos todos nós que não temos um jatinho esperando com o motor ligado num aeroporto próximo. O SILÊNCIO DAS FORÇAS ARMADAS QUE, ATÉ AGORA, ERA “ENSURDECEDOR”, PASSA A SER COMPROMETEDOR. GRANDE PARTE DOS BRASILEIROS ANDA PREOCUPADO. PENSA-SE ATÉ NA POSSIBILIDADE QUASE INACREDITÁVEL DE MAIS UMA TRAIÇÃO. Prefiro nem pensar nisso. Seria o final do resto que sobrou na raspa do tacho da sem-vergonhice. Depois de Sérgio Moro, aguentar esse Dória É OVERDOSE. Ele conseque ser tão asqueroso quanto LULA. FHC, GILMAR MENDES, TOFFOLI, CELSO DE MELO, LEVANDOWSKI, BARROSO, ROSA WEBER, CARMEM LUCIA, GLEICE HOFMAN, MARIA DO ROSARIO, A BEZERRA DO RN, SARNEY, RODRIGO MAIA, DAVID ALCOLUMBRE E ET CATERVA.
    Posso estar enganado (tomara que sim). Mas tenho a impressão de os comandantes militares atuais se sentem – no íntimo – muito aquém de seus equivalentes dos idos de 1964, em termos culturais, morais e patrióticos. Passam também a impressão de que não têm a menor noção entre as semelhanças circunstanciais de 1964 e as de agora – vale dizer, nem desconfiam que os perigos e os riscos são os mesmos e sabem menos ainda que estamos muito mais perto do abismo agora do que antes. A julgar pela paralisia deles, é como se as FFAA já tivessem “usado” a sua cota de promover intervenção militar. Ignoram ou fingem ignorar que INTERVIR NA VIDA NACIONAL PERTENCE AO ROL DE SUAS FUNÇÕES CONSTITUCIONAIS – ALGUÉM PRECISA LEMBRÁ-LOS COM VIGOR QUE ELES SÃO O PODER MODERADOR DE QUE FALA O ART. 142 DA CF DE 1988.
    Eles parecem ignorar o movimento PENDULAR da politica brasileira, sempre tencionada pelos políticos tacanhos E PATRIMONIALISTAS que tivemos A VIDA INTEIRA, os quais nada conseguem perceber além do perímetro de seus próprios umbigos.
    Nosso comandantes militares atuais sequer parecem lembrar que, desde o fim do império, os políticos sempre tocaram “fogo no parquinho” e depois, ao revés dos bombeiros, chamavam os militares. E eles sempre foram. E nunca erraram em ir. O grande erro deles foi sair sem ter acabado a faxina e limpado toda a bagunça. Ora, isso acabou estimulando a canalha civil a sempre voltar. O Brasil tem sido comparável a um porão infestado de ratos. Quando a coisa fica feia, vem uns caras corajosos e expulsa todos os ratos que conseguem ver. Mas não acabam com todos eles. Depois de uns tempos sempre vão embora e devolvem o porão para os mesmos “inquilinos”. Passado o perigo, os ratos voltam muito mais animados e ousados. Como se pode ver, hoje eles nem ficam mais no porão, ficam na sala, no living, em cima da TV e até mesmo aparecem dentro dela, na tela, e o pior de tudo, é que nenhum deles tem nada parecido com o Mickey Mouse. Estão mais para Mickey tório… Assombroso é que os corajosos que antes expulsavam os ratos não têm sido vistos. Será que também se acostumaram com a bagunça e a presença de tantos ratos ?

  3. Respeito sua opinião, mas artigo 142 é um golpe de morte na democracia, podemos não concorda com as posições dos políticos, mas a lei é a constituição devem ser o norte! Nenhum investidor vai investir num país sem lei e ordem democrática.

  4. Texto revisado final:
    Estamos assistindo, impávidos, o Brasil rodar e rodar na espiral de um BURACO NEGRO imenso, direto, a caminho de tornar-se um NADA ABSOLUTO. E, claro, junto com ele vamos todos nós que não temos um jatinho esperando com o motor ligado num aeroporto próximo. O SILÊNCIO DAS FORÇAS ARMADAS QUE, ATÉ AGORA, ERA “ENSURDECEDOR”, PASSA A SER COMPROMETEDOR. GRANDE PARTE DOS BRASILEIROS ANDA PREOCUPADA. PENSA-SE ATÉ NA POSSIBILIDADE QUASE INACREDITÁVEL DE MAIS UMA TRAIÇÃO. Prefiro nem pensar nisso. Seria o final do resto que sobrou na raspa do tacho da sem-vergonhice. Depois de Sérgio Moro, aguentar esse Dória É OVERDOSE. Ele conseque ser tão asqueroso quanto LULA. FHC, GILMAR MENDES, TOFFOLI, CELSO DE MELO, LEVANDOWSKI, BARROSO, ROSA WEBER, CARMEM LUCIA, GLEICE HOFMAN, MARIA DO ROSARIO, A BEZERRA DO RN, SARNEY, RODRIGO MAIA, DAVID ALCOLUMBRE E ET CATERVA.
    Posso estar enganado (tomara que sim). Mas tenho a impressão de que os comandantes militares atuais se sentem – no íntimo – muito aquém de seus equivalentes dos idos de 1964, em termos culturais, morais e patrióticos. Passam também a impressão de que não têm a menor noção entre as semelhanças circunstanciais de 1964 e as de agora – vale dizer, nem desconfiam que os perigos e os riscos são os mesmos e sabem menos ainda que estamos muito mais perto do abismo agora do que antes. A julgar pela paralisia deles, é como se as FFAA já tivessem “usado” a sua cota de promover intervenção militar. Ignoram ou fingem ignorar que INTERVIR NA VIDA NACIONAL PERTENCE AO ROL DE SUAS FUNÇÕES CONSTITUCIONAIS – ALGUÉM PRECISA LEMBRÁ-LOS COM VIGOR QUE ELES SÃO O PODER MODERADOR DE QUE FALA O ART. 142 DA CF DE 1988.
    Eles parecem ignorar o movimento PENDULAR da politica brasileira, sempre tencionada pelos políticos tacanhos E PATRIMONIALISTAS que tivemos A VIDA INTEIRA, os quais nada conseguem perceber além do perímetro de seus próprios umbigos.
    Nosso comandantes militares atuais sequer parecem lembrar que, desde o fim do império, os políticos sempre tocaram “fogo no parquinho” e depois, ao revés dos bombeiros, chamavam os militares. E eles sempre foram. E nunca erraram em ir. O grande e rotineiro erro deles foi sair sem ter acabado a faxina e limpado toda a bagunça. Ora, isso acabou estimulando a canalha civil a sempre voltar.
    O Brasil tem sido comparável a um porão infestado de ratos. Quando a coisa fica feia, vem uns caras corajosos e expulsam todos os ratos que conseguem ver. Mas não acabam com todos eles. Depois de uns tempos sempre vão embora e devolvem o porão para os mesmos “inquilinos”. Passado o perigo, os ratos voltam muito mais animados e ousados.
    Como se pode ver, hoje eles nem ficam mais no porão, ficam na sala, no living, em cima da TV e até mesmo aparecem dentro dela, na tela, e o pior de tudo, é que nenhum deles tem nada parecido como o Mickey Mouse. Estão mais para Mickey tório… Assombroso é que os corajosos que antes expulsavam os ratos não tem sido vistos. Será que também se acostumaram com a bagunça e a presença de tantos ratos não os incomoda mais ? O que está havendo como nossos “desratizadores” constitucionais, estarão também no isolamento social “em prol” do coronavírus ?

  5. Excelente comentário e lamentávelmente o que deixa- nos alguma esperança futura, onde não sabemos se existirmos para testemunhar, será gradativamente a mudança do STF (indicações do presidente de forma certeira) e esperar que o POVO não erre mais, ao vender pôr migalhas os seus votos.

  6. Paresse até piada.
    Pedir dinheiro federal para repor o dinheiro do ICMS deixado de arrecadar propositalmente por esse estúpido governador.
    É claro que ele fez quebradeira do cofre estadual de propósito.
    Deveríamos entrar com ação para
    Ele indenizar o cofre do estado,
    Tomando até o último centavo
    Que ele tiver em contas bancárias
    Dele.
    Diretoria de exemplo para outros
    Futuros políticos.

  7. Eu sei que a última palavra está com as forças armadas. Eles estão esperando o momento certo. Quando agirem o país estará numa situação em que o mundo inteiro verá que não tinha outra sai da. Mas basta um soldado e um cabo para dar o ponta pé inicial.

  8. Perfeito e oportuníssima o texto. É um tanto frustrante o imobilismo das Forças Armadas perante o que está sendo feito no nosso país, pois é a última instância para ser dado um basta nisso tudo. Vamos esperar o que?

  9. Vivemos dias tenebrosos que acho que nenhum de nós poderia sequer imaginar. E o pior, não se enxerga luz no fim do túnel. Espero que sirva para pelos menos fazermos melhores escolhas um futuro próximo.

  10. Sobre o comentario do leitor Thiago, feito em 21 de maio: “Respeito sua opinião, mas artigo 142 é um golpe de morte na democracia, podemos não concorda com as posições dos políticos, mas a lei é a constituição devem ser o norte! Nenhum investidor vai investir num país sem lei e ordem democrática”. Cumpre-me rebatê-lo, por várias razões importantes: primeiro, porque não consegue esconder – no seu estilo “gramscista” sub-reptício e covarde – a desonesta intenção de – usando uma mentira – tentar desqualificar o argumento do opositor; segundo, porque começa como um ilusionista principiante, dizendo respeitar minha opinião, para me ILUDIR com um falso respeito e em seguida, “dar o bote”, LANÇANDO A MENTIRA de que minha opinião de propor o Art. 142, constitui um crime contra a democracia. Ora, esquerdopata principiante, eu mesmo, nos meus tempos de estudante secundarista, embarquei nessa canoa furada gramscista. Para começar, OPINIÕES ALHEIAS DISPENSAM RESPEITO. Quem merece respeito é O DIREITO DE CADA UM de expressá-las. Opiniões devem mesmo ser discutidas e debatidas. Procure ESTUDAR o que é DIALÉTICA (“Aristóteles considerava Zenão de Eleia (aprox. 490-430 a.C.) o fundador da dialética. Outros consideraram Sócrates (469-399 a.C), Um dos métodos diáleticos mais conhecidos é o desenvolvido pelo filósofo alemão Georg Wilhelm Friedrich Hegel (1770-1831)”. Caso não fosse um esquerdopata, mas, pelo menos, um esquerdista mal informado, poderia aproveitar a oportunidade para aprender que foi deste ponto que surgiu a distorção doentia de toda a teoria psicopática de Karl Marx (tente ler e se esforce para entender Friedrich Hegel) e, com certeza, jamais se deixará enganar novamente por qualquer marxista. Logo, ou você é um mal intencionado, ou um imbecil útil (como eu mesmo já fui, quando era jovem). Para não me alongar muito mais, cabe a você ABRIR OS OLHOS E A MENTE e reparar que, se o Art. 142, é mesmo um golpe de morte na democracia, como lhe ensinaram (erradamente) e vc. repete como um papagaio, por que estaria escrito numa Constituição escrita por maioria folgada de esquerdistas, denominada Constituição Democrática Cidadã ? Vou lhe ajudar. Quando escreveram o texto constitucional, estavam ainda sob o efeito do trauma do regime militar e quiseram evitar reviver aquela situação e, claro, todos eles pensavam em chegar ao Poder. Imaginaram que poderia vir a sofrer risco de novo golpe. Então, “bolaram” um “remédio constitucional” para “salvar a ordem Institucional” – chamaram o Jurisconsulto deles (o Prof. Dr. Ives Gandra Martins) e se aconselharam com ele – daí nasceu o Artigo 142. A questão é que jamais calcularam que este mesmo “remédio constitucional” poderia um dia ser usado contra eles. Entendeu, ou preciso desenhar ? Apenas uma observação final: dei-me ao trabalho dessas considerações porque sei como funciona a cabeça doentia dos esquerdopatas e quis me poupar de enfadonhas futuras FALSAS DISCUSSÕES “dialéticas”, SIMULADAS, tipicas de intelectualoides de mentes limitadas e deformadas, que adoram fingir que PENSAM. E nem sabem a diferença entre uma masturbação e um coito. Aliás, sequer entraram na fase da masturbação, propriamente dita. Porque, na verdade, nem sabem o que é e para que serve o próprio pinto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *