Prefeitura de BH ameaça munícipes que deixaram de pagar IPTU e Taxa de Fiscalização depois do início da Pandemia. Acredite se quiser!

Imagine uma cidade cujo prefeito seja um indivíduo inescrupuloso, arrogante e desequilibrado, que age como um imperador bravateiro capaz de acreditar nas próprias mentiras, ainda que elas não se sustentem? Agora imagine que tal cidade tenha 2,7 milhões de habitantes e que toda a sua população, por ordem do prefeito destemperado, de forma antidemocrática e inconstitucional não possa trabalhar e produzir recursos para o seu próprio sustento? O que você faria?

Apesar das imposições quanto às restrições de circulação, e dos números comprovarem que não são necessárias medidas tão radicais face ao baixo índice de óbitos pelo vírus, (apenas 27 pessoas), ainda sim o prefeito segue exigindo que a população não saia de casa há mais de 2 meses. Agora imagine que o mandatário desta mesma cidade tenha decretado estado de emergência até 31.12, e que até lá sua corruptela não estará sujeita a licitações para compras.

Pense agora que este mesmo governante que fechou a cidade provocando desemprego, suicídios, depressões e quebradeira generalizada envia correspondência para o seu endereço cobrando o IPTU, e no caso das empresas, a taxa de fiscalização, mesmo que sua empresa nunca tenha recebido fiscais.  Não se assuste, é isso mesmo que você leu e se for um dos milhões de cidadãos belo-horizontinos que deixou de pagar IPTU ou Taxa de Fiscalização, em breve será notificado pela prefeitura de BH, em meio a pandemia que parou o mundo e a economia.

Caso você tenha perdido o emprego ou o seu negócio, o prefeito ao invés de ajudá-lo, está te intimando a pagar dividas com o município sob pena de ser inscrito na divida ativa correndo o risco de perder o seu imóvel. A cidade existe e tem nome, ela se chama Belo Horizonte e o prefeito é o Sr. Alexandre Kalil. A prefeitura gastou dinheiro público para enviar cobrança de IPTU e Taxa de Fiscalização, como se alguém tivesse esquecendo-se de pagar os impostos por pirraça e não por estar sendo afetado pela decisão monocrática e absurda do prefeito.  

É inaceitável que a prefeitura tenha o despautério de cobrar impostos de cidadãos e empresas em um momento como esse. Se o prefeito e seus asseclas não estão debochando da cara do povo é mais uma das dezenas de provas de que ele é um desequilibrado incapaz de ocupar cargo de tamanha relevância em uma cidade de 2,7 milhões de pessoas. Com efeito, o sistema hospitalar segue com menos de 50% de ocupação, e todos os hospitais privados já falam em férias coletivas, quando não em demissão.

Os contágios são poucos e, mesmo diante de uma subnotificação, temos o registro dos óbitos, que pode errar na classificação, mas não na quantidade total, que continua maior para todas as doenças respiratórias em 2019, quando comparado com 2020. Então, você vai esperar ai sentado ou vai reagir aos desmandos do Imperador Kalil I?

jaribeirobh@gmail.com – 31-99953-7945 WhatsApp

2 comentários em “Prefeitura de BH ameaça munícipes que deixaram de pagar IPTU e Taxa de Fiscalização depois do início da Pandemia. Acredite se quiser!

  1. Caro amigo Zé,
    Comprova-se assim, a insensibilidade e covardia desses pequenos ditadores que a velha política criou no nosso país.
    Você está certo. Tem que ter uma reação contra todos os imperadores que estão quebrando a economia do Brasil.
    Obrigado por ser a nossa voz.

  2. Esse idiota so vai cair em si o dia em que a população cair na real que esse prefeito hipocrita esta manipulando a situação para beneficio proprio e de sua corja de corruptos, esse cara tinha que ter vergonha pois esta destruindo a cidade e a população que o elegeu como prefeito. Ele se acha o dono da verdade e ainda debocha da cara dos cidadãos.isso mostra o quanto esse idiota é um despreparado e incopetente para assumir o poder. Belorizontinos acordem enquanto e tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *