Patatas bravas

Publicado em Sem categoria

Acredito que uma das melhores (e mais gostosas) formas de conhecer um lugar é por meio da culinária. Sempre que chego em alguma cidade nova e vou a um bar ou restaurante, adoro pegar o cardápio e ver todinho, pra ficar sabendo tudo que tem por ali. Pensando nisso, vou fazer alguns posts aqui no Viva Barcelona sobre comidas que vocês sempre irão encontrar na cidade. Vamos inaugurar com uma delícia e uma das minhas preferidas.

Umas das coisas mais certas nesse mundo é que quando você visitar Barcelona, 9,2 dos dez bares ou restaurantes em que você for vão ter no cardápio a opção de patatas bravas. Inclusive, você vai ver muito mais elas do que as tortilhas (que em catalão são truitas). É sério. Foi comprovado pelo Departamento de Estatísticas do blog Viva Barcelona.

E isso é ruim? De jeito nenhum. Para mim, as patatas bravas são uma das melhores coisas da culinária espanhola. Não conheço uma pessoa que não goste. Primeiro porque batatas são sempre boas, de qualquer maneira. E a combinação dos molhos que acompanham essa porção é, normalmente, muito gostosa.

Mas o que são as patatas bravas? Em geral, são batatas cortadas em forma de dados irregulares, acompanhadas de um molho picante. Aqui na Catalunha, além do molho picante, vêm com o molho aioli, que é tipo uma maionese de alho. Os dois combinam muito bem porque o molho de alho dá uma quebrada na potência da pimenta e acrescenta aquele temperinho especial do condimento.

O interessante é que apesar de existir uma receita tradicional, cada local faz a sua porção com o seu toque. Nunca comi patatas bravas parecidas com outras e olha que venho experimentando bastante. Às vezes, a mudança é no corte da batata, na quantidade de molho ou dos ingredientes. Mas te digo que já comi porções que tinham apenas o molho “bravo” e outras que vinham com ailioli e o toque picante era de uma pimenta tabasco (dessas que compramos no supermercado) que o garçom deixou na mesa. Em quase seis meses, não consegui encontrar uma ruim.

Por serem feitas com ingredientes baratos, normalmente as patatas bravas são um dos itens mais baratos dos cardápios, o que dá ainda mais vontade de sair experimentando todas de todos os lugares (pelo menos no meu caso). Então, amigos, sigam a minha dica: peçam todas as patatas bravas que vocês tiverem oportunidade e aproveitem para provar uma das mais tradicionais delícias da Espanha.

Para acompanhar? Sugiro uma cerveja gelada ou vinho branco.

Origem – Não há uma versão oficial de como surgiram as patatas bravas. O que se sabe é que foi em Madri, por volta dos anos de 1960.

Além dos molhos que acompanham as batatas, há uma outra “briga” sobre como a porção deve vir acompanhada. Alguns estão do lado que afirma que o molho picante tem que ter tomate. A oposição fica com a presença do pimentão. (eu voto em comer dos dois tipos).

Curta o Viva Barcelona no Facebook: https://www.facebook.com/blogvivabarcelona

Siga o Viva Barcelona no Instagram: @blogvivabarcelona

Uma das melhores que provei, em Girona

Essa é diferente no formato e leva apenas um molho, mais apimentado. É da Bodega Pádua, que já recomendei aqui

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *