O chão de Barcelona: a beleza e história dos panots

Publicado em Barcelona

Ficar encantado com a arquitetura, os prédios e suas fachadas coloridas e estampadas faz parte da visita à Barcelona. Porém, ao caminhar pela cidade, seu olhar não deveria estar o tempo inteiro para cima. O chão da capital catalã também tem muita arte e traz muita história.

Impossível não chegar ao Passeig de Gràcia e reparar que sob seus pés estão lindas peças com desenhos que lembram o fundo do mar. E não é só lá. A maior parte dos passeios da cidade tem lajotas especiais e que já fazem parte da história de Barcelona; elas são chamadas de panots.

Os panots são feitos de cimento, areia e água, decorados com alguma figura e com relevo. A maioria dos modelos utilizados ainda hoje foram desenhados há mais de um século, no início dos anos 1900, para concursos promovidos pela prefeitura, inicialmente com o objetivo de padronizar o calçamento, principalmente do bairro do Eixample.

O então mais novo bairro de Barcelona ainda estava com os passeios mal cuidados e sem ordem, dependendo muito da manutenção que vinha dos próprios moradores. Por isso, a prefeitura resolveu fazer uma licitação para encontrar uma alternativa que fosse barata, resistente e bonita. A empresa Escofet Tejera y Cia, com sua experiência de já produzir panots para casas modernistas, foi a ganhadora com algumas peças que até hoje estão pelos chãos da cidade.

A mais famosa delas é a “flor de Barcelona”, um símbolo da cidade. Ela foi baseada em um desenho do arquiteto catalão Puig i Cadafalch e já tinha sido colocada no chão da Casa Amatller, no Passeig de Gràcia. Essa lajota ficou tão conhecida que nas lojas de souvenir por toda a cidade, você pode comprar desde chaveiro a réplicas da peça, e uma versão vermelha e redonda dela é que marca as ruas que fazem parte da “rota modernista” de Barcelona.

Outro panot que chama bastante atenção é o do Passeig de Gràcia, já citado no início do texto. Além de ter um formato diferente dos demais (que, normalmente são quadrados), essa lajota é hexagonal e tem como tema o fundo do mar. A inspiração veio de um desenho de 1904 de Antoni Gaudí (claro) e foi a partir de 1997 que o chão da avenida foi pavimentado com a peça, que tinha sido inicialmente criada para a Casa Batllò, mas que foi usado em La Pedrera. Ah, e até prêmio ele tem: ganhou o Prêmio Delta de Ouro (melhor desenho de produto) em 1965.

Em 2014, a avenida Diagonal, uma das mais importantes da cidade, ganhou novos panots, estampados com uma folha. Eles foram desenhados pela Terradas Arquitectes e produzidas pela Casa Escofet. Eu acho as peças lindas e dão um charme a mais pra avenida, mas logo após a sua instalação, lembro que teve muita gente reclamando do relevo do desenho, que era acentuado e representava perigo para as pessoas, principalmente mulheres de salto.

Além desses, é possível encontrar mais panots pela cidade, porém bem mais simples, como apenas com listras e círculos. Basta ficar de olho. Viu? Até o chão de Barcelona é especial.

Quer aproveitar a quarentena para conhecer mais sobre Barcelona?
Aprenda a fazer um dos pratos mais típicos da Catalunha: escalivada
Que tal maratonar Barcelona? Uma lista com 15 dicas de filmes, séries e doc em e sobre Barcelona
Curiosidades sobre Barcelona: uma lista com as mais interessantes
Quais os idiomas falados em Barcelona? O catalão é difícil?
Visite Barcelona de casa: lista de atrações com tour virtual 
Conheça um petisco típico de Barcelona: a bomba
Onde correr e caminhar em Barcelona?
Arroz negro: mais um delicioso prato típico catalão

Reserve a sua hospedagem em Barcelona: https://www.booking.com/index.html?aid=1685443 
Curta o Viva Barcelona no Facebook: https://www.facebook.com/blogvivabarcelona
Siga o Viva Barcelona no Instagram: @blogvivabarcelona

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *