Palau de la Música Catalana

Publicado em Sem categoria

Além das belezas naturais, Barcelona tem construções belíssimas. As que mais chamam atenção de quem vem visitar a cidade, normalmente, são as da época do Modernismo, representada (e muito) por toda a cidade, principalmente pelo Gaudí. Mas tem outras obras da mesma época que são igualmente impressionantes e belas, como é o caso do Palau de la Música Catalana. É um lugar que não tem como ir e não ficar boquiaberto com a beleza e a riqueza dos detalhes.

O Palau é um dos monumentos mais representativos da arquitetura modernista da cidade e como não está coladinho a outras atrações turísticas, se você não vai diretamente a ele, pode acabar nem sabendo de sua existência. Foi isso que aconteceu comigo nas duas outras vezes que tinha viajado a Barcelona. Na primeira, nem vi nada dele e, na segunda, acabei de passando por ele, por acaso, depois de ficarmos perdidos pelo Gótico.

Declarado Patrimônio Mundial pela Unesco, em 1997, o local é realmente uma joia e cheio de referências à natureza. Ele é obra do arquiteto modernista Lluís Domènech i Montaner e foi construído em três anos, de 1905 a 1908.

Logo do lado de fora, o Palau é impressionante. Todo grande, colorido e com muitos detalhes e mosaicos. Ainda tem uma escultura de cimento, que mostra um navio sendo comandado por Sant Jordi (padroeiro da Catalunha). O complicado é consegui tirar uma foto muito boa de fora porque as ruas no entorno são muito estreitas e o prédio muito alto. Mas dá para gastar alguns bons minutos ali na frente tentando observar todos os detalhes que conseguir.

Se por fora você já vai ficar encantando, por dentro a magia só aumenta. Certamente, é o edifício mais bonito que já entrei na minha vida. Eu andava olhando pra cima, o tempo inteiro. E, antes da visita começar, fiquei admirando a lindeza do restaurante/café que tem dentro do prédio. Tudo lindo, gente.

Infelizmente, as visitas ao Palau de la Música Catalana só podem ser feitas com horário marcado, pela manhã e tarde, e com guia. Digo infelizmente porque isso exige um maior planejamento da sua viagem, porém, você vai poder conhecer tudo muito melhor, com alguém te explicando o que cada coisa significa e sem aquela loucura de grupos de turistas se amontoando para tirar fotos.

A visita, que tem quase 1h de duração, começa com um videozinho curto, de cerca de 15 minutos, que conta sobre o modernismo, a construção do Palau e sobre o arquiteto. Depois, vamos caminhando pelo interior do prédio, subindo as escadas e conhecendo algumas salas. Na primeira que paramos, além de um lustre maravilhoso, temos a chance de ir na sacada e ver de pertinho os mosaicos da fachada. Ainda mais lindo.

Depois, vamos para o primeiro nível do teatro, onde ainda hoje há apresentações musicais. Ali, podemos observar os detalhes do palco, das cadeiras acolchoadas (e que têm plaquinhas com o nome de patrocinadores do local) e saber sobre o que cada uma das esculturas representa. Ah, eles também colocam uma música bem alta para podermos ouvir e sentir a potência do órgão e da acústica da sala. No vídeo inicial, vários artistas falaram que é um dos lugares com a melhor acústica do mundo.

Mas o que mais vai te chamar a atenção, desde o primeiro passo nessa sala, é a linda, colorida e enorme claraboia. Impressionante. Eu não conseguia parar de tirar fotos e nenhuma delas conseguiu mostrar o quanto realmente é lindo. Inclusive, perdi algumas das explicações do guia porque fiquei olhando demais o teto.

Na sequência, vamos para o último nível da plateia, onde a claraboia está ainda mais próxima. Lógico que foram mais umas 300 fotos só dela, né? De cima, a gente consegue também ter mais noção do tanto de gente que cabe e de detalhes do teto do edifício.

Eu ficaria mais horas e horas por ali, mas, infelizmente, a visita acaba aqui. Elas podem ser feitas em castelhano, catalão, inglês, italiano e francês e custam 18 euros. Não é barato, como nenhuma atração turística em Barcelona, mas vale demais a pena. Como o horário e os grupos são reduzidos, se você pretende ir ao Palau, compre com uma boa antecedência. E olha que legal: esse é mais um dos lugares que dá para comprar ingresso pela nossa parceria com a BCN Shop, a loja oficial de turismo de Barcelona. Mais comodidade e segurança pra você e ajuda para o blog. Clique aqui para comprar.

Chegar lá é muito fácil: está bem próximo à estação Urquinaona (linhas 1 vermelha e 4 amarela).

Ah, e mesmo que você não consiga comprar ingresso para uma visita guiada, tente ir pelo menos no café/restaurante que tem no prédio. Já te dá uma pequena noção do quanto que lá dentro é lindo.

Curiosidade – O arquiteto modernista catalão Lluís Domènech i Montaner recebeu a tarefa de construir para o Orfeó Català, um coral da época, um local para concertos em Barcelona. Para dar mais leveza e luminosidade à sua obra, ele optou por utilizar muito ferro e vidro na construção.

Muito obrigada ao Departamento de Comunicação do Palau de la Música Catalana, que nos ajudou a fazer esse post e nos recebeu muitíssimo bem! Fiquei encantada!

Palau de la Música Catalana

http://www.palaumusica.cat/es/

End.: Palau de la Música, 4-6 (estação Urquinaone – linhas 1 vermelha e 4 amarela)

Curta o Viva Barcelona no Facebook: https://www.facebook.com/blogvivabarcelona

Siga o Viva Barcelona no Instagram: @blogvivabarcelona

Siga o Viva Barcelona no Snapchat: blogvivabcn

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *