Lisboa – o retorno

Publicado em #VivaPortugal!, Outras cidades

IMG_0228

Essa foi a minha segunda visita a Lisboa. Já tinha ido em julho de 2015, para passar quatro dias, mas não tinha curtido muito a cidade. A impressão que ficou foi que não consegui sentir como ela realmente é no dia a dia, sabe? Achei muito turística, bagunçada e barulhenta. Mas pensei que poderia ter sido por ter ficado no bairro Alto e ter feito apenas programas totalmente turísticos.

Então, planejando essa minha segunda ida à capital portuguesa, decidi que iria incluir outras atrações e pegar mais dicas. Acabou que fiz, sim, coisas diferentes e que gostei muito, porém, definitivamente, Lisboa não me conquistou. Claro que voltaria, mas não é uma daquelas cidades que a gente vai e se apaixona, sabe? Isso euzinha, claro.

E, apesar dessa conclusão pessoal, a cidade tem muitas coisas legais para se fazer e que acho que valem a pena. Aqui vou colocar os links dos outros posts sobre Lisboa, que já têm as minhas principais dicas e outras que acho que também são boas e valem a visita. Nas minhas contas, acredito que quatro dias sejam suficientes para conhecer Lisboa.

Bairro Alto: bairro turístico e mais caro; muitas opções de bares e restaurantes, cada um mais legal e atraente que o outro. Não deixe de ir pelo menos uma noite para a região e vá de bar em bar, aproveitando os belos preços das cervejas e drinks e a festa que todos fazem dentro e fora dos estabelecimentos.

Hospedagem no Golden Tram 242 Hostel: o albergue fica super bem localizado, bem na região do Baixo Chiado, quase em frente ao Elevador de Santa Justa. Fiquei num quarto feminino, com dez camas (cinco beliches), muito confortável, super limpo (roupa de cama, quartos e banheiros) e com um wi-fi que voava. O único porém é que pensei que o hostel promovesse atividades e eventos para os hóspedes, mas, na semana que fiquei por lá, não teve nada. Recomendo demais a estadia aqui. Ah, estação de metrô, bares e restaurantes bem perto.

Mosteiro dos Jerônimos, Padrão dos Descobrimentos e Torre de Belém: esses três lugares estão muito próximos um do outro e do Pastel de Belém. Aproveite para fazer tudo no mesmo dia. O Mosteiro dos Jerônimos é lindo, principalmente por fora e seu jardim. Por dentro, é legal também, mas nada espetacular. Do outro lado da avenida, às margens do rio Tejo, fica o Padrão dos Descobrimentos, que homenageia grandes figuras da época das navegações. Seguindo do mesmo lado da avenida, mais para frente, a Torre de Belém.

Pão pão queijo queijo: entre o Mosteiro dos Jerônimos e o Pastel de Belém; pratos enormes, mais bebida e acompanhamento, por apenas 4,95 euros. Sério. Vocês não se arrependerão. Além de baratos e grandes, são muuuuitos gostosos.

Hippotrip – um jeito diferente de conhecer Lisboa

Oceanário de Lisboa

LX Factory

Onde comer em Lisboa

 

Curta o Viva Barcelona no Facebook: https://www.facebook.com/blogvivabarcelona
Siga o Viva Barcelona no Instagram: @blogvivabarcelona 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *