Estudar na Espanha

Publicado em Estudar, Planejamento

Antes de vir morar em Barcelona, pesquisei muito sobre o processo de estudar na Espanha. Olhei tudo sobre a burocracia para o visto (post aqui), quais eram as opções de cursos, universidades, moradia, etc. Foi um longo ano de pesquisa. Para tentar ajudar as pessoas que têm essa vontade, fiz esse post, onde conto um pouco sobre a minha experiência para, quem sabe, encorajar você a fazer o mesmo.

Uma dica que li em diversos sites e aqui repito: comece a olhar tudo com bastante antecedência. Assim, evita aquela correria e o máximo do estresse (que não faz bem a ninguém). Para tirar o visto, o ideal é começar o processo do visto cerca de três meses antes, mas para escolher e pesquisar sobre os cursos universitários, pode dar início com cerca de um ano de antecedência. Ah, e separe todos os documentos que for utilizando. #ficaadica

A primeira coisa a fazer é procurar um curso que atenda ao seu objetivo. Na área de Comunicação não faltam opções, principalmente em Madri e Barcelona, em universidades públicas e privadas. Normalmente, eles divulgam os cursos a partir do início do ano; a matrícula tem início em junho e julho; e os cursos começam em setembro. Vá entrando com calma nos sites das universidades e analise os programas de cada um dos cursos para ver o que mais se encaixa no que você quer.

estudar2

Mesmo nas universidades públicas, o preço não é muito camarada (estamos falando de euros, né?). Nas privadas, então… Cheguei a ver cursos de pós-graduação de até 10 mil euros. Ah, e também é bastante comum os cursos serem mais caros para estrangeiros que não são da União Europeia.

Antes da crise, sei que existiam várias instituições espanholas que “distribuíam” bolsas de estudo (procure por becas) para brasileiros. Isso mudou muito e, até onde eu sei, se você não está matriculado em nenhuma universidade no Brasil, o único lugar que você consegue uma bolsa é na Fundação Carolina (link aqui). Por isso mesmo, as poucas vagas que existem são super-mega-ultra-incrivelmente concorridas. No processo, você tem que preencher o seu currículo, com toda a sua experiência estudantil e de trabalho e responder algumas perguntas. Vale ressaltar que você precisa, ao terminar o curso, voltar para o seu país e ficar por, pelo menos, o mesmo tempo do curso nele, “aplicando o conhecimento adquirido”. Depois do preenchimento do formulário na internet, se você passar, há uma entrevista por Skype. Boa sorte.

Escolhi um curso na Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), que é pública, com duração de 18 meses. O preço não é muito agradável, mas, diante das outras opções, foi muito melhor. Assim que decidi o meu máster (mestrado), ainda no primeiro semestre de 2014 (ou seja, mais de seis meses antes das aulas começarem), entrei em contato com a coordenação do curso, que foi super solícita e me ajudou todas as vezes que precisei.

Não sei se o processo é o mesmo em todas as universidades, mas o meu foi bem tranquilo. A coordenadora me falou quais os documentos precisava mandar para ela, por e-mail mesmo, (diplomas frente e verso, histórico escolar dos meus cursos universitários, passaporte e foto 3×4 ) e uma carta falando os motivos pelos quais eu queria aquele curso. Não demorou muito e ela me disse que eu tinha sido aprovada e pediu que eu aguardasse o início do período de matrícula, em julho. Quando chegou a época, fiz a matrícula, que só foi efetivada depois do pagamento, em dezembro.

estudar

Mas antes mesmo do pagamento, a coordenadora do curso me perguntou se eu precisaria de algo para o trâmite do visto e me mandou uma carta da UAB falando que eu estava matriculada em tal curso, que tinha carga horária de 20h semanais (importantíssimo para o visto), e que as aulas começariam na data X. Depois disso, foi só aguardar o início das classes e o estresse (burocracia chata) de tirar o visto.

Se você não quer fazer um curso universitário, mas tem o sonho de passar uns meses morando na Espanha, uma outra opção é fazer um curso de castelhano em uma das milhares escolas pelo país. Lembrando que é importantíssimo que o curso tenha mais de 15h horas semanais, se você quer ficar por mais de seis meses. Mas ai já aviso que o curso acaba ficando bem caro e, dependendo, é até mais que um curso em uma universidade. Acho que essa é uma boa alternativa apenas para quem quer/pode ficar menos meses por aqui.

Aqui tem uma listinha de universidades espanholas, com o link para o site de cada uma delas. Vale dar uma olhada.

Curta o Viva Barcelona no Facebook: https://www.facebook.com/blogvivabarcelona
Siga o Viva Barcelona no Instagram: @blogvivabarcelona

8 comentários para “Estudar na Espanha

  1. você precisou realizar a pré matrícula via Accesnet ou algum outro lugar? Eu tô desesperada tentando entender como realizar a matrícula na UAB

    1. Olá Sofia! Me desculpe por não ter respondido antes, mas o blog ficou parado nos últimos meses. Espero que tenha dado tudo certo. Qualquer coisa, estou aqui. Abraços!

  2. Oi! Tudo bem? Penso em fazer um mestrado na Espanha.Gostaria de saber comosão os trâmites, como devo escolher a Universidade,enfim! Umaluz! rsrsr!! Você escreve muito bem, e gostei do post.Mas,se puder me esclarecer essas duvidas, agradeço!

    1. Ei Marília! Muito obrigada pela visita. Me desculpe por não ter respondido antes, mas o blog ficou parado nos últimos meses. Espero que tenha dado tudo certo. Qualquer coisa, estou aqui. Abraços!

  3. Oii, estou pensando em ir fazer mestrado na Universidade Autônoma de Barcelona também e gostaria de saber como foi para comprovar a língua castelhano ou espanhol? Você fez alguma prova?

    1. Ei Gabriela! Muito obrigada pela visita e pelo comentário! Não tive que comprovar nada com relação ao nível de espanhol. Como tive que escrever uma carta falando sobre meus objetivos e os motivos pelos quais queria o curso, acredito que ali viram que eu sabia. Hehehe Mas sei que alguns cursos exigem, sim, uma prova oficial, né? Porém, nesse meu mestrado, não foi necessário. Espero que tenha ajudado. Se tiver mais dúvidas, é só falar! Abraços!

  4. Oi Paula, tudo bom? Estou agora finalizando o meu processo de escolha na universidade e aceitação, no meu caso na universidad Salamanca, lendo suas informações me ficou uma dúvida, meu curso terá 10h semanais quer dizer que não consigo o visto de estudantes por esse curso?? Mesmo sendo um MBA com 60ETCS?

    1. Ei Ester! Tudo bem? Muito obrigada pela visita e pelo comentário. Então, uma das exigências para o visto de estudante são as 20h semanais de aulas. Mas acredito que eles colocam isso muito para evitar que as pessoas peguem cursos de idioma com poucas horas, apenas como uma “desculpa”. Não sei se por ser uma MBA eles abririam mão dessa regra. Eu acredito que não pelo que vi nesses anos aqui. Mas se o curso tiver duração de menos de 3 meses, nem precisa de visto. Ele é mais longo que isso?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *