El Nacional

Publicado em Sem categoria

Depois de quase seis meses em Barcelona, ainda tenho uma lista gigantesca de lugares para visitar e coisas para fazer e contar para vocês. Ir ao El Nacional era uma delas. Era porque, finalmente, na semana passada, consegui um tempinho entre trabalhos do mestrado e para o Brasil, e fui até lá.

Mas por que essa vontade tão grande de conhecer o lugar? Simplesmente porque é o maior centro gastronômico da Espanha. E falou em comida, já é meio passo para me conquistar.

O El Nacional é muito grande. Tem 2.600 metros quadrados com quatro restaurantes e quatros bares, em pleno Passeig de Gràcia (que é a avenida mais chique daqui, com alta concentração de grifes. Seria a Champs-Élysées daqui). O lugar tem capacidade para atender mais de 700 clientes ao mesmo tempo. Já deu para ter uma ideia do tamanho, né?

Além de enorme, é lindo. Como muitos dos restaurantes, cafés e bares em Barcelona, a impressão que dá é que cada detalhe foi minimamente pensado. O espaço foi reinaugurado em outubro de 2014, e a reforma do edifício do final do século XIX custou cerca de 6 milhões de euros. Antes de ser um conjunto gastronômico, já foi café teatro, fábrica, loja de automóveis e até estacionamento.

Logo na entrada, o El Nacional já é charmosinho. Tem uma placa de metal, dessas com aparência de antigo, indicando que naquele bequinho tem algo diferente. Depois de passar pela porta do lugar, você já ficará impressionado com o tamanho e a decoração. No centro ficam os bares, com balcões e banquinhos, cada um especializado em algo: um em cervejas; outro em vinhos; um terceiro em ostras e o quarto em coquetéis. Nas laterais, estão os restaurantes, com mesas e pratos mais completos. O La Braseria é de carnes; o La Llotja é de peixe e frutos do mar; o La Paradeta é quase que uma lanchonete; e o La Tapería é de tapas (fácil de adivinhar, hein?).

Infelizmente, os preços das comidas do El Nacional estão fora do meu alcance (acredito que pra grande parte das pessoas também). Ou seja, acabei não experimentando nada. Porém, as bebidas têm um preço normal para a região e não é tão caro ao ponto de falar que eu nunca beberia uma cerveja ali. Mas seria uma só e em uma ocasião mais especial. Uma long neck de Estrella custava 3 euros.

Mesmo com os preços fora da minha faixa salarial, recomendo a todas darem uma passadinha no El Nacional. O lugar é lindo, gigante e muito charmoso. As fotos logo depois do post podem te convencer melhor do que eu. No dia que eu fui, tinha muito mais gente tirando fotos e conhecendo do que sentada nos bares e restaurantes.

Ah, falando em fotos, o banheiro unisex faz parte do tour pelo El Nacional. É lindão, com velas e mármore e tem uma salinha em frente à entrada/saída dele bem bonita, com espelhos e luzes tipo camarim.

Chegar no El Nacional é bem fácil. Ele está próximo da estação Passeig de Gràcia (linhas 2 – lilás e 3 – verde), super perto de várias outras atrações turísticas de Barcelona, como as Ramblas, Plaça Catalunya, La Pedrera. Enfim, você não sairá do seu caminho para dar uma passadinha por lá.

El Nacional

http://www.elnacionalbcn.com/

Segunda-feira a domingo, das 12h às 2h

End.: Passeig de Gràcia, 24 Bis (estação Passeig de Gràcia – linhas 2 e 3)

Tel.:  93 518 50 53

Curta o Viva Barcelona no Facebook: https://www.facebook.com/blogvivabarcelona

Siga o Viva Barcelona no Instagram: @blogvivabarcelona

Entrada pelo Passeig de Gràcia

Entrada lá no final do beco

Um dos restaurantes

O “camarim” logo antes do banheiro

O banheiro unisex

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *