Como economizar em Barcelona: dez dicas imperdíveis

Publicado em Barcelona, Comidinhas, Compras, Planejamento

Em tempos de dólar e euro lá em cima, nada melhor do que algumas dicas de como economizar na viagem, não? Para começar, algo importante de saber é que Barcelona não é uma cidade cara, se comparada com outros destinos turísticos, como Paris e Roma. Então, se você já conhece essas cidades, pode ficar tranquilo que naturalmente você irá gastar menos aqui.

A ideia desse post é dar dicas além das tradicionais (e super importantes), como comprar passagens e reservar hotel com antecedência. Para pesquisar passagens aéreas, sempre uso o Skyscanner e para hospedagem, o Booking ou AirBNB . Uma diquinha de hospedagem: mesmo que você não fique no centrão da cidade, sempre olhe se tem uma estação de metrô perto de você. Tendo, já quebra bastante o galho. Vai por mim.

Mas e depois de chegar em Barcelona e já estar hospedado? Aqui é que o Viva Barcelona quer te ajudar, com dez dicas infalíveis para economizar seus suados euros, sem deixar de aproveitar a cidade como deve ser aproveitada.

– TRANSPORTE: Em Barcelona, você não vai gastar muito com isso. É uma cidade na qual se consegue visitar muitas atrações turísticas a pé, o que diminui consideravelmente o gasto com transporte, além de te dar a chance de realmente sentir a cidade e o dia a dia. O transporte também não é muito caro, o que ajuda.

O transporte em Barcelona é muito simples e fácil e o fato de praticamente todos os tipos de locomoção (ônibus, metro, trem, funicular, etc.) serem integrados faz com que a gente gaste bem menos. O bilhete simples (2,20 euros) quase nunca será uma boa opção. Tem também o bilhete diário (8,60 euros) que você pode fazer viagens ilimitadas até o fim do dia da compra, mas é individual. E o bilhete T-10 (10,20 euros), que dá direito a dez viagens e pode ser compartilhado com outras pessoas. Ainda tem outras opções, como o Hola BCN direcionado para turistas (e tenho quase certeza que acaba saindo mais caro) e outros que são para muito mais viagens e apenas para residentes. Para um turista comum o que mais vale a pena é o T-10 mesmo. No site https://www.tmb.cat/es/barcelona/tarifas-metro-bus tem tudo explicadinho pra você calcular o que se encaixa melhor a sua viagem.

– ALIMENTAÇÃO: Normalmente, os hotéis cobram muito caro pelo café da manhã. Então, se no seu hotel não estiver incluso na diária, minha dica é não pagar a mais por isso e tomar o café na rua ou passar em um supermercado e comprar as coisas para segurar a fome até a hora do almoço (que com certeza será bem mais tarde que o habitual). Quando for almoçar, vá a algum lugar que tenha o menu do dia. Normalmente, são umas três opções de entrada, outras três de prato principal e duas de sobremesa, mais bebida e pão. Com no máximo 15 euros, você consegue comer super bem, com excelente quantidade e qualidade. Ah, vale lembrar que nos restaurantes, ao sentar fora, normalmente, se paga mais caro (cerca de 15%).

Restaurantes bons e baratos: La Tertúlia e Bodega Pádua

– CELULAR E INTERNET: Compre um chip com internet para o seu celular. Ao invés de ativar o roaming de dados e de ligações do seu celular, a dica é comprar um chip de uma das empresas de telefonia espanholas. Ou seja, você não vai precisar esperar chegar no hotel para postar as fotos e no meio de sua andança por Barcelona ainda vai poder navegar na internet para saber, por exemplo, onde fica determinado lugar e se ele está aberto ou fechado.

Para comprar o chip você só vai precisar apresentar seu passaporte. As operadoras daqui são Orange, Moviestar, Vodafone, Jazztel, Yogo, Ono, entre outras. Não se esqueça de conferir se o seu celular é desbloqueado. Aqui, um post completinho sobre todas as operadoras e os planos!

– COMPRAS: Já falei aqui e repito: para mim, viagem para a Europa não é sinônimo de compras. Nunca vim para o Velho Continente pensando em voltar com diversas novas coisas na mala. Porém, se para você é indispensável comprar algumas coisas fora do país, recomendo a Primark para acessórios e roupas e a Ikea para itens para casa. As lojas de bairro também têm preços muito melhores do que as grandes lojas, como o Corte Inglês, que você vai ver por toda a cidade. E falando nisso, não recomendo comprar nada lá. Acho tudo muito caro e para achar UMA coisa é preciso procurar muito. Eu não tenho paciência.

As épocas de rebajas também são excelentes, se você conseguir conciliar. A de inverno é de janeiro a março e a de verão, em julho e agosto. Nessas épocas, os descontos são muuuuuito bons.

– BALADA: Se você planeja ir para alguma balada de Barcelona, saiba que não será barato. Normalmente, as discotecas aqui cobram a entrada, que dá entrada também a uma bebida lá dentro. E, geralmente, é nisso que os barceloneses ficam. Porque eles sabem que é tudo caro. Uma cerveja, por exemplo, é, no mínimo, 8 euros. Drinks, a partir de 12. O que todo mundo faz é ir em algum bar antes (cerveja, a partir de 3 euros, e, drinks, 8 euros) ou fazer um esquenta em casa mesmo. Assim, não será necessário gastar na balada.

Uma outra dica nesse quesito, é procurar os sites das baladas e colocar o nome na lista. Ah, e só para você saber: a balada começa bem tarde por aqui. 1h30 da madrugada é um horário bom para chegar e o local ainda pode estar um pouco vazio.

MUSEUS DE GRAÇA: Se você é daqueles ama visitar museus, Barcelona também é a sua cidade. E sim, tem como economizar nesse quesito também. A primeira dica é visitá-los no primeiro domingo de cada mês ou ainda ir em um domingo qualquer a partir das 15h, quando a grande maioria deles fica com entrada gratuita. Nesse caso temos o Museu Picasso (prepare-se pras filas), das Culturas do Mundo, Museu de Arte Catalã, o Castelo de Montjuic, o Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona, entre outros. No site da prefeitura e de cada um deles é possível consultar direitinho horários.

– NÃO COMPRE/COMA NAS RAMBLAS: Claro que você vai ter que passear nas Ramblas e andar por todos os locais turísticos que Barcelona tem. Mas, por favor, conselho de amiga: não compre (nem coma ou beba) nada nos milhares de restaurantes ou cafés ou lojas próximos desses locais. Eles são caça-turistas e claro que cobram mais que outros estabelecimentos. E outra coisa: eles miram nos ingleses e alemães, ou seja, são pessoas que já recebem em euros. E isso vale para tudo, desde roupas a cerveja e menus do dia. Acredito que os únicos lugares que não cobram mais, mesmo em locais turísticos, são Mc Donalds e Burguer King.

– PROGRAME-SE: Compre entradas pelos sites e com antecedência. Nos sites das atrações ou na BCN Shop, que é a loja oficial do turismo de Barcelona, sempre tem diversos descontos para várias atrações turísticas. Ou seja, comprando com antecedência, você vai se programar melhor e ainda vai poder economizar alguns outros euros. Dá pra comprar ingressos para o Museu do Barça, espetáculos de Flamenco e muitos mais no site.

– PESQUISE E PLANEJE: As atrações turísticas em Barcelona, infelizmente, são caras. Se uma pessoa resolver ir em todos os locais que os guias e outros blogs falam para ir, as entradas podem pesar muito no orçamento. Para visitar La Pedrera, por exemplo, o ingresso mais simples são 22 euros. Já a Sagrada Família custa 15 euros também o mais simples. Então, pesquise bem em quais locais você realmente quer ir e que têm muita chance de te agradar. Eu não acho nada necessário ir em tudo que o Gaudi fez aqui em Barcelona. Pesquise e escolha. Além do mais, Barcelona é cheia de mercados, praças, igrejas e parques lindos e todos de graça pra você curtir.

– VIVA BARCELONA: Acompanhar sempre o Viva Barcelona é uma dica importantíssima. Como tento mostrar mais o lado B da cidade, acabo fugindo muito das coisas mais turísticas e tenho a chance de conhecer o verdadeiro dia a dia da cidade e, consequentemente, tenho a oportunidade de conhecer lugares baratos. Por aqui, já foram diversas as dicas na categoria barato como a Calle Blai (rua cheia de bares baratos e bons), o 100 Montaditos (principalmente na segunda, quarta e domingo, que tem promoções), Bunker do Carmel, Can Paixano… Não deixe de acompanhar nossas dicas sempre!

Curta o Viva Barcelona no Facebook: https://www.facebook.com/blogvivabarcelona

Siga o Viva Barcelona no Instagram: @blogvivabarcelona

2 comentários para “Como economizar em Barcelona: dez dicas imperdíveis

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *