Casa Batlló: uma das obras mais impressionantes de Gaudí

Publicado em Barcelona

Vocês que acompanham o blog já sabem: Antoni Gaudí é o reizinho de Barcelona. O arquiteto deixou inúmeras obras por toda Catalunha e cada uma é mais linda e interessante que a outra. Ainda faltava eu visitar (e escrever sobre) um dos mais conhecidos, maravilhosos e importantes trabalhos do catalão: a Casa Batlló. Pois esse dia chegou, amigos. Vem comigo!

A Casa Batlló, definitivamente, é um dos edifícios que mais chama a atenção em Barcelona. É impossível andar pelo Passeig de Gràcia e não dar uma paradinha marota para poder observar melhor todas as cores e formas daquele prédio. O que mais gosto é que, dependendo do momento do dia que você reserva para olhar a obra de Gaudí, você descobre novos tons e decorações que ainda não tinha visto. Ou seja, passem por lá de manhã, de tarde e de noite.

A Casa Batlló ganhou esse nome porque Josep Batlló, rico empresário, comprou o edifício em 1903 e contratou Gaudí para reformar, quase que por totalidade, o prédio. O trabalho foi finalizado entre os anos de 1904 e 1906 e deixou o dono (e todos nós) contentíssimos. Por fora, o arquiteto catalão conseguiu criar uma fachada que mistura impressionantemente elementos da natureza, formas e curvas, materiais e cores leves.

Olhando de baixo, ainda da rua, dá para ver uma referência a São Jorge (Sant Jordi – padroeiro da Catalunha), com uma espada atravessando o corpo de um dragão (é possível notar elementos que se assemelham a ossos e pele de dragão ao longo da fachada). E isso parece mórbido, mas, pelas fotos e vendo de perto, é incrível como algo assim consegue ser tão leve e vivo.

Se você achava que só ver a Casa Batlló por fora seria suficiente, está enganadíssimo (assim como eu estava). Ao entrar na casa, cada cômodo, degrau, janela e porta te revelam novos elementos, cores e formas. É lindo!

Logo na entrada, uma escada redonda e cheia de detalhes te levará para o salão principal, que tem grandes janelas para a rua. Entre cada andar, será possível observar como os dois pátios internos, com azulejos, recriam uma sensação de estar no fundo do mar. O pátio externo, que dá para os fundos do prédio foi um dos meus lugares preferidos: muito trencadis (técnica de mosaico utilizada por Gaudí em várias de suas obras) e azulejos lindos. Chegando no último andar, um lindo e colorido telhado com chaminés enfeitadas te espera. E é bem legal por ver de pertinho toda aquela lindeza que você viu lá debaixo.

Uma das coisas mais interessantes da visita à Casa Batlló é o áudio/videoguia, que já está incluído no preço do ingresso. Ao colocar os números de cada cômodo, o aparelho te mostra como o local era originalmente e o melhor: sem os mil turistas que estarão fazendo a mesma visita que você. Isso dá uma outra cara pro lugar e melhora muito a experiência. Tem em onze idiomas, incluindo português de Portugal.

O ingresso para a Casa não é dos mais baratos, mas a visita realmente é muito legal. Atualmente, a entrada mais barata custa 25 euros (crianças até 7 anos não pagam; estudantes e idosos têm desconto). IMPORTANTE: essa é outra atração de Barcelona que você não pode deixar para comprar o ingresso na hora. Você vai enfrentar muita fila se não o fizer e ainda corre o sério risco de não conseguir entrar. Compre no site da Casa Batlló, aqui.  Reserve cerca de 1h30 no seu roteiro para a visita.


Casa Batlló
https://www.casabatllo.es/

9h às 21h
Passeig de Gràcia, 43 (estação Passeig de Gràcia das linhas L2 – lilás, L3 – verde e L4: amarela)

Reserve a sua hospedagem em Barcelona: https://www.booking.com/index.html?aid=1685443 
Curta o Viva Barcelona no Facebook: https://www.facebook.com/blogvivabarcelona
Siga o Viva Barcelona no Instagram: @blogvivabarcelona

2 comentários para “Casa Batlló: uma das obras mais impressionantes de Gaudí

    1. Olá Robin! Obrigada pela visita e pelo comentário! Como te respondi no IG, ainda não fiz a visita noturna, mas deve ser bem legal! Depois volta aqui e conta pra gente como foi! Abraço!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *