Quem tem medo de agulha?

It's only fair to share...Share on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

 

 

Pode parecer frescura ou bobagem, mas medo de agulha exagerado é uma fobia real e afeta de 3% a 10% da população mundial. As pessoas que sofrem dessa fobia só de pensar em coisas perfurantes, como uma agulha para doação de sangue, por exemplo, começam a passar mal, têm uma resposta imediata intensa de ansiedade.

O problema pode ficar tão sério com o tempo e apresentar os seguintes sintomas:

😖Sensação de desmaio

❤Taquicardia

😱Falta de ar, boca seca, tremores, náuseas

🤯Pensamentos assustadores e imagens sobre agulhas, morte, dor e etc,

😲Incapacidade de distinguir entre realidade e fantasia

Com relação às causas que levam a desenvolver o medo de agulha podem surgir de diversas maneiras. Lembranças traumáticas da infância, associadas a agulhas, são bons exemplos disso. Também ter presenciado alguém morrer depois de uma injeção ou receber um resultado positivo, de alguma doença grave após fazer exame de sangue.
Além disso, se alguém usar o objeto como ameça ou castigo (do tipo,“se você desobedecer vou te dar uma injeção”) é possível que a criança desenvolva esse medo irracional. Por isso é tão importante filtrar o que dizemos às crianças.

A boa notícia é que tem tratamento e cura. Para se livrar do medo de agulha, é recomendado sessões de terapia de EMDR em que o paciente faz um reprocessamento de lembranças traumáticas e consegue reduzir a perturbação que isso trás para a superação e cura.

✔Quer saber mais? Entre em contato com a Clínica Vida&Mente.

Esta entrada foi publicada em saúde emcional. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *